História Back to you - 2° Temporada - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Tags Ciumes, Comedia, Drama, Romance
Visualizações 59
Palavras 2.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Broken Hearted Girl


Broken Hearted Girl - Beyoncé

Garota de coração partido - Beyoncé

You're everything I thought you never were and nothing like I thought you could've been...

You're the only one I wish I could forget, the only one I'd love to not forgive and though you break my heart

You're the only one...

I know that I love you but let me just say: I don't wanna love you in no kind of way, no...

You say you got the most respect for me, but sometimes I feel you're not deserving me, and still you in my heart...

there are times when I hate you, but I don't complain because I've been afraid that you would walk away...

I don't wanna play the broken-hearted girl!

Você é tudo que eu achava que nunca seria e nada como eu pensei que você poderia ter sido...

Você é o único que eu desejo poder esquecer, o único que eu adoraria não perdoar e apesar de partir meu coração

Você é o único...

Eu sei que eu te amo, mas deixe-me dizer: eu não quero te amar de jeito nenhum, não...

Você diz que tem respeito por mim, mas às vezes sinto que você não me merece, e ainda assim, você está em meu coração...

há vezes que eu te odeio, mas não reclamo porque tenho medo de que você vá embora...

Não quero ser nenhuma garota de coração partido!

Quarta-feira.

Não demorei para me arrumar pelo fato de ter acordado mais atrasada do que nos outros dias. Não consegui dormir direito, a última vez que tinha olhado o relógio na madrugada eram 02:00am, porém dormi mais tarde por causa dos meus pensamentos incontroláveis.

Lucas foi mais cedo para não se atrasar então pedi para minha mãe me deixar de carro, ela ficou tentando me convencer a ir de pé mas consegui enrolar até faltar cinco minutos para os portões fechar e ela ter que me levar no carro.

Assisti as três primeiras aulas da manhã sem meus livros porque fiquei com preguiça de ir buscá-los. Estou trocando de sala, agora é a última aula antes do intervalo, alguém me puxa para dentro da sala do zelador.

Eu: -Ah meu Deus do céu.- falo sem ver quem tinha me puxado. -Gente, quê isso aqui?

Quase todos os amigos do meu irmão, inclusive ele e a namorada dele, estão aqui dentro. Tento não demonstrar meu desconforto ao ver Shawn de um lado e Aaron de outro.

Lucas: -Eu vou sair com os meninos, quando chegar em casa de tarde você fala pra nossa mãe que eu fui pra casa do Shawn ou Cameron.

Eu: -Era só ter mandado mensagem.

Lucas: -Você deixou seu celular em casa, liguei pra você e a mãe atendeu.

Mordo o canto da minha bochecha sem saber o que falar.

Eu: -Não vou poder assitir essa aula mesmo, quero ir com vocês.

Lucas: -Não.

Emily: -Para de ser chato, Lucas.

Eu: -Ouça sua namorada.

Estou começando a amar a Emily.

Lucas: -Mary você não vai.

Shawn: -Deixa a menina ir com a gente, ela não vai atrapalhar.

Lucas: -Shawn, você tem parar de fazer tudo que ela quer.

Matt: -Beleza, mas como é que nós vamos sair do colégio?

Aaron: -Isso é o de menos, o problema é que nós não podemos usar o carro, como é que vamos chegar até lá?

Eu: -Ônibus.- falo num tom óbvio, mesmo sem saber para onde eles vão.

Aaron: -Ah claro, super normal um grupo de jovens sair por aí em horário de aula.

Cam: -Faltou professor e fomos liberados mais cedo para o almoço. Fechou, agora vamos.

Percebo que sou a única que está com a mochila. Tivemos que sair pelo portão do fundo pelo fato de lá não ter câmera e o porteiro estar dormindo dentro da pequena sala.

Corremos até o ponto de ônibus e ficamos esperando Cameron ver em um aplicativo em qual horário passava um ônibus ali.

Cam: -Daqui á nove minutos.

Matt: -Quem de vocês tem dinheiro? A minha carteira ficou no meu armário, tudo que tenho é esse biscoito que estou comendo.- levanto a embalagem do biscoito.

Cam: -Eu tenho a carteirinha então pago pra vocês.

Eu: -Por que você tem uma carteirinha de ônibus sendo que você tem um carro?

Cam: -Pra situações como essa.- da de ombros.

Apesar de achar que ele nunca tenha usado a carteirinha, concordo com a cabeça.

Ver Matthew comendo enquanto se está morrendo de fome por não ter tomado café da manhã é uma tortura, ele está sentado ao lado do Cam e do Lucas. Cameron se levanta então aproveito para me sentar no lugar dele, fico no meio do Shawn e do Matt.

Eu: -Matt, você é tão lindo, parece até um anjinho.- faço carinho no rosto dele.

Matt: -Pega.- me entrega o pacote de biscoito. -Não quero mais.

Paro de fazer carinho no rosto dele para poder comer, já consegui o que queria.

Eu: -Matt melhor pessoa.

Matt: -Se quiser continuar fazendo carinho em mim, eu aceito.

Eu: -Meu filhinho está carente.- faço movimento circulares no seu cabelo.

Shawn começa a movimentar a perna para cima e para baixo sem parar.

Matt: -Não estou tentando roubar ela de você, Shawn.

Não olho para Shawn mas fico curiosa para saber qual foi a sua expressão, não deve ter sido tão decepcionante já que Matt deu um sorriso gentil para ele. Me sinto desconfortável por meu irmão estar ao lado dele.

Eu: -Então né Cameron, quantos minutos faltam?

Cam: -Está vindo.

Esperamos o ônibus parar para entrarmos. Além de nós no ônibus só tem mais quatro pessoas.

Me sento no banco mais próximo a porta de saída, ia pedir o celular e o fone de ouvido do Cameron mas Matthew se sentou ao meu lado.

Matt: -Eu não deveria interferir na sua vida, mas acho que você tem que conversar com o Aaron e dar um fora nele ou faça isso com Shawn.

Eu: -Oi? Tá tudo bom contigo?

Matt: -Obriguei o Aaron a me contar o motivo dele e do Shawn estarem se atacando o tempo inteiro, se Aaron ou Shawn se afastar de nós vai ficar meio estranho, preciso que converse com eles.

Sei que com "nós" ele está se referindo aos amigos deles.

Eu: -Quando?

Matt: -Você é quem sabe, mas se falar com eles agora eu agradeço.

Mordo meu lábio inferior enquanto decido com quem conversar primeiro. Olho para Matt mais uma vez e me pergunto se eu deveria mesmo ouvi-lo ou apenas deixar para lá.

Me levanto e me sento ao lado do Aaron, ele me olha sorrindo gentilmente e me pergunto aonde vou encontrar coragem para falar com ele.

Eu: -Aaron, é o seguinte, não podemos nos beijar e você sabe muito bem o porque. Você sempre soube e do mesmo jeito me beijou.

Meu plano não era acusá-lo mas quando me dei conta já havia falado.

Aaron: -Eu sei, acontece que eu queria te beijar desde o dia em que te vi, só estava esperando você e Shawn terminarem. Isso não vai acontecer novamente... só se você quiser.

Ficamos em silêncio por um tempo, apesar da nossa conversa, o silêncio ainda é confortável.

Eu: -E você e o Shawn?

Aaron: -Eu pedi desculpas, ele falou que estava tudo bem mas sempre que tinha uma oportunidade ele me atacava com palavras, eu só não ficava calado.

Eu: -Belezinha, vou conversar com ele.

Aaron: -Acho um pouco difícil ele querer conversar com você depois de nos ver conversando e o Cameron está ocupando o lugar onde você se sentaria.

Eu: -Shawn não tem querer nessa merda. Vou falar com ele assim que nós descer.

Aaron: -Ah, já ia esquecendo. Desculpa por ter te beijado e por ter pedido desculpa primeiro pro Shawn sendo que você deveria ser a primeira a ouvir isso.

Eu: -Tudo bem.

Descemos em uma quadra em que nunca tinha vindo antes. Ninguém deu informação de onde estamos, suponho que sou a única que está perdida.

Ando mais rápido para conseguir acompanhar Shawn.

Eu: -Onde estamos?

Shawn: -Uma quadra antes do posto.

Fica um silêncio desconfortável entre nós.

Eu: -Shawn... ele te pediu desculpas e você di...

Shawn: -Não vou conversar com você sobre isso.- me interrompe.

Eu: -Você disse que aceitou o pedido dele mas está agindo como um idiota.- continuo insistindo.

Shawn: -Ta bom, Maryanna.

Shawn anda mais rápido para que eu não consiga acompanhá-lo, seguro seus braços antes dele ir para longe.

Eu: -Vai deixar isso atrapalhar a amizade de vocês?- arqueio uma sobrancelha.

Shawn: -Maryanna, não se mete nesse assunto.

Eu: -De um jeito ou de outro estou dentro dele, você sabe disso tão bem quanto sabe que é idiotice deixar isso acabar com a amizade de vocês.

Shawn: -Está na tpm? Porque está apertando meu braço?

O solto, não tinha percebido que estava apertando o braço dele.

Eu: -Otário.

Shawn: -Com o tempo as coisas vão voltar a se encaixar, Aaron e eu vamos voltar a conversar normalmente, não é preciso que force isso.

É um verdadeiro desafio para mim conversar com Shawn sem sentir vontade beijá-lo ou sem olhar para sua boca e a cicatriz um pouco mais em cima.

Eu: -Não estou tentando forçar nada, só estou tentando saber que...- me distraio com o sorriso malicioso nos lábios do Shawn -Para com isso, idiota.

Shawn: -Parar com o quê?

Emily: -Ôh meus amores, não é porque está nublado que vocês teêm o direito de ficarem aí parados no meio da rua.

Agradeço a Emily mentalmente, apesar de não entender o sentido no que ela disse. Sou a primeira a voltar a caminhar, depois da vergonha que acabei de passar, quero ficar o mais longe de Shawn.

Eu: -Lucas, dá licença aqui rapidinho.

Seguro a mão da Emily e ando até algumas flores rosas e vermelhas em um jardim. Olho para Emily e ela está tirando foto das flores.

Eu: -Apreciar pessoalmente é melhor.

Emily: -Eu sei, mas quero apreciar depois também.

Andamos mais um pouco e chegamos no posto. Não tínhamos dinheiro, apenas no cartão de alguns dos meninos porém não adianta nada já que aqui não aceita cartão.

Cam: -Mary ou Emily distraem o atendente e alguém pega a bebida.

Eu: -Eu trouxe minha mochila então coloca nela.

Matt: -Quem vai?

Emily: -A Mary.

Eu: -Eu só me ferro nessa vida.

Lucas: -Ninguém mandou ser tão boa em mentir.

Shawn: -Ela não é tão boa assim.- pega a minha mochila das minhas mãos -Eu vou com ela.

Eu: -Vocês tem certeza de que não tem câmeras, né?

Matt: -Certeza absoluta.

Eu: -Alguém me dá umas moedas.

Cameron tira do bolso e me entrega uma quantidade um pouco exagerada.

Aaron: -Vamos esperar vocês na esquina.

Caminho de cabeça erguida até a conveniência, abro a porta e o moço do caixa nem nota a minha presença.

Eu: -Boa tarde.

Atendente: -Ainda é bom dia mas como o cliente sempre tem razão, boa tarde.

Não sei se ele está sendo ignorante ou apenas tentou fazer uma piada, por via das dúvidas forço um sorriso.

Eu: -Desculpa. Me dá todas essas moedas de balinha de café e menta.

Olho para trás e vejo Shawn colocando uma garrafa dentro da mochila, não percebi quando ele entrou na conveniência.

Percebo que o moço do caixa não gostou da quantidade de moedas para contar, mas mesmo assim ele pacientemente conta.

Atendente: -Café e menta?

Assinto positivamente e ele se vira para pegar as balinhas. Ele conta as balinhas de café e depois as de menta e as coloca em uma sacola pequena.

Atendente: -Obrigado.

Eu: -Por nada.- pego a sacola e ia sair mas o atendente me chama -Pois não?

Atendente: -Pode chamar aquele rapaz que acabou de sair?

Eu: -O de moletom verde escuro?

Atendente: -Ele mesmo.

Eu: -Chamo sim.- dou um sorriso gentil e saio sem olhar para trás.

Tento caminhar do jeito mais normal possível, isso se torna quase impossível quando suas pernas estão tremendo com o nervosismo. Shawn não está mais a vista da conveniência então não vou precisar sair correndo com ele.

Emily: -Diacho, pra quê esse tanto de balinha?

Eu: -Gente nós precisamos sair daqui, o homem pediu para mim chamar o Shawn.

Shawn: -Você falou meu nome?

Eu: -Não, só descrevi seu moletom verde escuro.

Shawn: -Ótimo.- tira o moletom e o guarda na mochila ficando apenas com uma camisa preta.

Eu: -Tem que usar camisa por baixo do moletom?

Cam: -Você está sem camisa?- pergunta com um sorriso malicioso -Com todo respeito, claro.

Ignoro o comentário estúpido do Cameron.

Matt: -Vamos logo, não estou afim de ser preso.

Aaron: -Ir pra onde?

Emily: -Eu moro aqui perto e meus pais não estão em casa, se vocês quiserem ir pra lá...

Eu: -Vai fazer almoço pra nós.

Seguimos Emily até a casa dela, não demoramos muito já que ela mora em um condomínio que fica a uma quadra de distância. Ela se identificou para o porteiro e nós entramos.

Eu: -Emily sua vagaba, porque nunca me disse que era rica?

Emily: -Não sou.

Shawn: -Traz os copos.- tira a garrafa da minha mochila.

Aaron: -Gim, Shawn?

Shawn: -Também peguei vinho porque os irmãozinhos não curtem álcool.

Lucas: -O vinho tem álcool, burro.

Shawn: -Mas é menos e ajuda na saúde.

Emily: -Vocês se sirvam. Vou procurar alguma coisa para comer.- coloca os copos na mesinha de centro.

Lucas: -Quer ajuda?

Peço mentalmente várias vezes para que ela não precise.

Emily: -Quero.

Eu: -Ótimo, EU te ajudo, Lucas você fica aqui na sala que EU vou ajudar a Emily.

Coloco de volta meu copo ainda vazio na mesinha de centro e sigo a Emily até a cozinha.

Eu: -Você é filha única?

Emily: -Sim. Vê se tem refrigerante ou suco.

Abro a geladeira e vejo um refrigerante cheio.

Eu: -Tem uma coca-cola.

Emily: -Na verdade, eles já estão bebendo né então foi desnecessário. Pega presunto e queijo aí.- fala abrindo um armário.

Pego o presunto e o queijo na geladeira.

Eu: -Vai esquentar os pães no microondas?

Emily: -É o modo mais rápido.

Emily vai fazendo os sanduíches enquanto eu vou colocando-os no microondas. Quando terminamos pedimos para cada um ir buscar o seu mas não adiantou, tivemos que levar para eles em um prato raso.

Eu: -Vocês vão comer enquanto se enchem de álcool?

Aaron: -Vamos beber o vinho.

Dou de ombros e me sento no sofá. Decido beber o vinho também.

Emily: -Gente do céu, vocês viram meu filho quando entraram aqui?- se levanta do sofá preocupada.

Matt: -Você tem filho?

Cam: -Mas já, Lucas?

Eles riem e eu reviro os olhos, acabo rindo também.

Lucas: -É um cachorro.

Eu: -Cachorro aqui tem um monte, menos o Matt porque ele me deu bolacha.

Matt: -Aí sim, hein.

Emily: -Gente é sério, não acredito que perd...- ela parece se lembrar de algo e então para de andar pela casa -Minha mãe disse que ia levar ele pra cortar os pelinhos.- suspira aliviada.

Eu: -Mais lerda que eu.

••••••••••


Notas Finais


Vou tentar postar o próximo capítulo no domingo ou na madrugada de sábado pra domingo.
Me desculpem por ter feito a Maryanna ser uma ladra de bebidas.
Me desculpem pelos possíveis erros de ortografia.
❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...