História Back to you - Cristiano Ronaldo - Capítulo 10


Escrita por: e MJ_Ronaldo_

Postado
Categorias Alisson Becker, André Silva, Brooklyn Beckham, Bruna Marquezine, Cristiano Ronaldo, David Beckham, Francisco "Isco" Suárez, Harry Kane, Iker Casillas, James Rodríguez, Karim Benzema, Lionel Messi, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Neymar, Ricardo Quaresma, Sergio Ramos
Personagens André Silva, Cristiano Ronaldo, Francisco Román Alarcón Suárez, Karim Benzema, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Neymar, Personagens Originais, Ricardo Quaresma, Sergio Ramos
Tags Cr7, Cristiano Ronaldo, Cristiano Ronaldo Jr, David Lucca, Espanha, Neymar, Portugal, Real Madrid, Ronaldo
Visualizações 108
Palavras 1.689
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada pelas mais de 1.000 visualizações. Obrigada pelos comengarios, favoritos e por todo o apoio que têm dado a esta fic.

Boa leitura! 📖

Capítulo 10 - 1.0


Fanfic / Fanfiction Back to you - Cristiano Ronaldo - Capítulo 10 - 1.0

15 de abril de 2015

Barcelona, Espanha

Pov. Maria João Dias

Já se passou mais de dois meses desde que terminei com o Ronaldo. Seria uma mentira se dissesse que já não sinto nada por ele, mas eu tenho que continuar a minha vida. Não posso perder o meu tempo numa pessoa que me traiu durante 5 anos, enquanto dizia que me amava. 

Estou em Barcelona com Mily, uma amiga minha. 

Ela vai fazer uma festinha social apenas com alguns amigos dela aqui de Barcelona e convidou-me. Segundo ela, eu tenho que arranjar um novo amor, e rapazes giros era o que não faltava nesta cidade. 

Cheguei na casa da brasileira e toquei à campainha. Ela abriu a porta sorridente e puxou-me para dentro de casa dando-me um abraço em seguida. 

- Ainda bem que vieste. - disse Mily

- Não perderia por nada. 

- Os meninos já chegaram. Vem. - disse puxando a minha mão. 

- Ahm... Eu vou primeiro à cozinha beber um pouco de água. Estou com alguma sede. 

Ela assentiu e foi para a parte externa da sua casa. 

Fui até à cozinha e peguei num copo e no jarro de água. Botei um pouco no copo. 

- Será que pode botar um pouco de água para mim? - perguntou uma voz com sotaque brasileiro.

Virei-me rapidamente para ver quem tinha falado e deparei-me com um rapaz sem camisa e com umas calças. 

- Claro. - respondi pegando noutro copo e colocando alguma água.

Entreguei o copo para o garoto e sentei me na mesa da cozinha bebendo a minha água. Ele sentou se ao meu lado e olhou-me. 

- Sou o Neymar Jr. - disse o brasileiro estendendo a sua mão para mim

- Sou a Maria João. - apresentei-me e apertei a sua mão estendida. 

Claro que eu sabia quem ele era. Impossível não saber. O Grande Neymar Jr, jogador da seleção brasileira e do Barcelona, faz parte do trio MSN. 

- Eu e o meu filho adoramos o teu trabalho. - elogiou ele

- Obrigada. Eu acho que tu és um jogador brilhante. Tens muito talento. - respondi sorrindo

Ele deu um sorriso lindo. 

- Queres ir para a varanda do andar de cima? Assim pudemos apanhar ar fresco enquanto falamos... - sugeriu

Assenti com a cabeça. 

Neymar pegou delicadamente na minha mão, guiando-me até o andar de cima. 

Quando chegamos à varanda, sentamos no sofá que lá tinha. O tempo estava bom em Barcelona. 

- Então, como vai a tua vida amorosa? - interrogou tocando num assunto que não me agradava muito falar

- Eu estou solteira. Acabei um namoro de 5 anos recentemente. - respondi desconfortável

- Com o Ronaldo não foi? - eu assenti - Eu vi as noticias. Eu lamento. Ele é um idiota por te ter traido. Eu realmente não consigo entender porque é que ele teve a necessidade de estar com outras mulheres sendo que tinha uma mulher como tu ao seu lado. - ele olhou nos meus olhos - Se fosse eu... Eu nunca te faria uma coisa dessas. 

- Eu também não entendo. Mas acho que o problema é que se calhar... Ele nunca me viu realmente como mulher. - disse olhando para baixo. 

Ele tocou o meu braço o que me fez arrepiar e olhá-lo.

- Se te serve de console... Desde que entrei na cozinha há alguns minutos e te vi... Eu reparei logo que já eras uma mulher e não uma garotinha. 

Encarei aqueles olhos verdes e disse. 

- Obrigada. Tu sabes mesmo como fazer uma mulher sentie-se bem, Neymar. 

- Sempre que precisares estarei aqui. - respondeu sorrindo. 

Demos um abraço e eu senti os seus braços tatuados rodearem a minha cintura, puxando me mais para si. E neste momento percebi... Eu tinha encontrado alguém especial que levaria para a vida...

19 de julho de 2018

Madrid, Espanha

Pov. Neymar

Senti ela se arrepiar um pouco depois de eu ter dito aquela frase. 

Eu algum tipo de efeito nela ainda? Interessante... 

Desfizemos o abraço e peguei na minha mochila que estava no chão e entrei. 

Ela sorriu.

- Então... Vens para Paris comigo? 

- Sim. Mas ainda tenho que fazer a minha mala. Ajudas-me? 

Assenti e subimos as escadas, entrando no seu quarto logo em seguida. 

Ela fez um sinal para que eu colocasse a minha mochila no canto do quarto. 

Pegamos em 5 malas e começamos a colocar a sua roupa nelas. 

Peguei numa lingerie dela e balancei no ar. 

- Uau. Que sexy. - disse olhando a lingerie.

- Pousa isso, Ney. 

- Vá lá. Não é a primeira vez que pego numa lingerie tua. Já peguei montes de vezes. 

- Pousa isso, Juninho! - disse Maria mandona. 

Comecei a andar por todo o quarto a balançar a sua roupa interior enquanto ela corria atrás de mim a tentar pegar na sua lingerie de volta. 

Parei de correr de repente e virei me para ela, fazendo-a chocar contra o meu peito. 

Estávamos a rir e ficamos a olhar um para o outro. As gargalhadas foram diminuindo. 

A portuguesa aproveitou esse momento para pegar a sua lingerie da minha mão. 

Voltamos a fazer as suas malas enquanto falávamos.

Quando acabamos colocamos todas num canto. 

Descemos e ela perguntou-me. 

- Queres comer pizza? - assenti - De que sabor? 

- Tu sabes do que é que eu gosto. - relembrei 

- Tens razão... Eu sei exatamente do que tu gostas. 

Ela pegou no telemóvel e ligou para a pizzaria fazendo os pedidos. Poucos minutos depois, o nosso jantar tinha chegado. 

Comemos a pizza enquanto conversvaamos mais e sobre tudo o que tem acontecido nos últimos meses nas nossas vidas. Ela estava sempre a sorrir e eu pegava-me a mim mesmo a olhar o sorriso dela. É um sorriso que eu adoro. E sempre adorei. 

Quando terminamos, limpamos a sala e fomos para o andar de cima. 

Chegando no quarto ela pegou num baby doll vermelho de renda e disse. 

- Eu vou tomar um banho rápido. Fica à vontade. Acomoda te para dormir. 

Maria entrou no seu banheiro particular e fechou a porta. 

Eu tirei a minha camisola e as minhas calças ficando apenas em boxers. 

Deitei espareamado na sua cama. Fiquei distraido a mexer no telemóvel e levei um disto quando ouvi a porta do banheiro a abrir. Logo vi Maria sair de lá vestida com o seu baby doll vermelho e Céus! Que tentação! Ela estava muito sexy, quer dizer ela já é mas com aquilo vestido ficou ainda mais. 

Ela arqueou a sobrancelha quando me viu deitado na sua cama em boxers. 

- O que estás a fazer deitado na minha cama, em boxers? 

- Disseste para eu fuçar à vontade e me acomodar para ir dormir... E bem eu estou pronto para dormir.  

Ela deu uam leve risada enquanto abanava a cabeça em negação. 

- Quando disse para te acomodares e ficares à vontade eu não queria dizer que IAS dormir comigo. 

- Não seria a primeira vez. - dei um sorriso cafeste. 

- Então chega para aí, brasileiro. 

Ela veio até à cama e deitou-se ao meu lado. 

Ficamos a encarar o teto e eu questionei do nada. 

- Ainda te lembras porque é que nós terminamos? 

- Sim. - respondeu ela ainda olhando para o teto parecendo relemebrar se desse momento. 

1 de fevereiro de 2017

Barcelona, Espanha

Pov. Maria João Dias

Neste momento eu e o Neymar estávamos a discutir. Ele estava com ciúmes de um modelo que participou de um clipe. 

- Amor é o meu trabalho. - expliquei pela milésima vez

- Eu sei mas eu não gostei. Eu reparei na maneira que ele olhava para ti. Ele era capaz de te comer com os olhos. 

- Tu estás a imaginar coisas Neymar. 

- Não não estou Maria. Talvez tu não tenhas percebido mas eu sou homem e percebi aquele olhar. E eu não suporto que outro homem olhe com esse olhar para a minha mulher. - disse ele 

Eu bufei e disse. 

- Ouve Neymar eu estou cansada. Isto... Já não dá. 

Ele arregalou os olhos. 

- Tu estás a terminar comigo? - assenti de cabeça baixa. 

Juninho veio até mim e puxou me devagar pela cintura para ele e levantou a minha cabeça fazendo com que eu o encarasse... 

- Ouve, desculpa eu sei posso estar a ser um pouco possessivo... Mas eu possi tentar controlar-me mais, eu... 

- Não é apenas isso Ney. - respondi vendo o seu olhar confusa - Eu sei que tu tens trocado mensagens com a Bruna. 

Ney largou a minha cintura e começou dizendo enquanto me olhava nos olhos. 

- Mar, eu não te...

- Eu sei que não me traiste, Juninho. - interrompi e passei as minhas mãos pela sua barba mal feita, acariciando - Tu não eras capaz disso. Mas eu sei que vocês os dois têm ainda assuntos para resolver e talvez seja melhor acabarmos por aqui. 

Ele olhou suplicante.

- Tu estás livre para resolveres esses assuntos e decidires o que queres Neymar. Nós vamos continuar amigos e vamos nos ver... Mas é melhor assim, pelo menos por enquanto... Quem sabe quando resolverem tudo... 

Os olhos dele estavam em lágrimas e os meus não estavam diferentes... 

- Eu não te quero perder. - murmurou, juntando as nossas testas

- Tu não me vais perder, Juninho. Eu vou estar sempre aqui para ti. Eu amo te e é por isso que não posso ser egoísta contigo. 

Coloquei a mão no seu pescoço e sussurrei.

- Eu amo te, meu brasileiro. 

- Eu também te amo, minha portuguesa. 

Ele colou os nossos lábios num longo e demorado beijo apaixonado e cheio de carinho. 

- Apenas promete que não esqueces que eu existo. - pedi brincando um pouco

- Seria impossível eu alguma vez te esquecer amor. 

------------Quebra de tempo------------

20 de julho de 2018

Paris, França

Pov. Maria João Dias

Eu e Neymar saímos do seu jati particular. Eu desliguei o meu telemovel, despedindo me de Mily, com quem eu estava a falar sobre ela e o P. Coutinho. 

Senti Ney pegar na minha mão e eu  perguntei. 

- Estás feliz em voltar a Paris? 

- É uma cidade magnífica. É muito bom voltar ainda mais... Se tiver acompanhado de uma pessoa em especial. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

Que acharam do Pov do Neymar?

E destes flashbacks de como eles se conheceram e terminaram? Que acharam? Gostaram?

O que será que vai acontecer em Paris?

Ai ai Ney...
Ai ai Mar...

Passem no meu perfil e Deiam uma vista de olhos nas minhas novas fics com o Ronaldo... Em breve postarei mais...

Até ao próximo capitulo! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...