História Back to you - Cristiano Ronaldo - Capítulo 7


Escrita por: e Mar_Madrid

Postado
Categorias Alisson Becker, André Silva, Brooklyn Beckham, Bruna Marquezine, Cristiano Ronaldo, David Beckham, Francisco "Isco" Suárez, Harry Kane, Iker Casillas, James Rodríguez, Karim Benzema, Lionel Messi, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Neymar, Ricardo Quaresma, Sergio Ramos
Personagens André Silva, Cristiano Ronaldo, Francisco Román Alarcón Suárez, Karim Benzema, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Neymar, Personagens Originais, Ricardo Quaresma, Sergio Ramos
Tags Cr7, Cristiano Ronaldo, Cristiano Ronaldo Jr, David Lucca, Espanha, Neymar, Portugal, Real Madrid, Ronaldo
Visualizações 217
Palavras 1.290
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada pelos mais de 30 favoritos!

Boa leitura! 📖

Capítulo 7 - 0.7


19 de julho de 2018

Madrid, Espanha

Pov. Maria Joao Dias

Acordei e rapidamente me levante. Fui para o meu banheiro particular. Tomei um banho relaxante e saí enrolada na minha toalha. Passei creme no meu corpo e vesti a Minha lingerie preta da victoria secret's.

Entrei no closet e escolhi uma roupa. Umas calças pretas com alguns rasgos e um body vermelho. Não se notava que eu usava sutiã. Calcei umas botas pretas bastantes confortáveis. Peguei num elástico de prender o cabelo e e fiz un rabo de cavalo perfeito. 

Desci as escadas e encontrei a Dona Joana, minha empregada e minha segunda mãe. 

- Maria. Não sabia que já estavas acordada, querida. - disse Joana assim que me avistou. - Eu ainda não preparei o teu pequeno almoço. 

- Não precisas te de incomodar Joana. Não vou tomar o pequeno almoço em casa. Aliás, vou passar o dia todo fora por isso tira o dia. Não, melhor ainda. Tira o resto da semana. 

- Mas eu não posso fazer isso, Maria... - recusou ela

- É uma ordem, Jo. Tira o resto da semana.- encarei-a

Ela lá cedeu e disse que iria arrumar as suas coisas. 

Eu peguei nas chaves da minha Ferrari vermelha e dirigi me à garagem. Entrei no carro e logo liguei o motor. 

Saí da minha mansão em direção ao parque que ficava no centro da cidade. 

Mandei uma mensagem a Katia, avisando que já tinha chegado. Logo recebi a sua resposta. 

" OK. Eu e o Júnior não tardamos a chegar. "

Algumas pessoas começaram a reconhecer me e a pedir me fotos e autógrafos. Atendi todos os que me pediam. Estava a tirar a última foto quando avistei Katia e Júnior. 

O fã sorriu agradecendo e eu sorri de volta. 

Katia e Júnior vieram até mim.

- Maria! - gritou o mais novo entusiasmado 

Ele correu até mim e eu apanheio l, fuçando com ele ao colo. 

- Olá campeão. - disse dando lhe um beijo na bochecha - Tu já estás mesmo um gajo. Daqui a pouco não consigo pegar em ti. 

Ele riu de maneira fofa. 

Cumprimentei Katia. 

- Onde vamos agora? - perguntou a Aveiro

- Podíamos ir aquele café que há aqui no parque, o café "Hala Madrid". Eu ainda não tomei o pequeno almoço. - expliquei

O pequeno craque levantou os braços em festejo enquanto eu o ponha no chão, para começarmos a andar. 

- SÍ! Eu adoro esse café. Tem uns gelados muito bons! Posso comer um gelado agora? 

- Júnior, tu sabes que o teu pai não gosta que comas gelados de manhã. - repreendeu a tia de Júnior. 

- Ele pode até não gostar mas tu estás connosco agora não com ele. - disse eu reparando que ele tinha entristecido quando ouviu o que Katia disse - O que significa que hoje mandamos nós. Tu vais comer um gelado. 

Ele celebrou. Katia olhava-me um pouco receosa. 

- Não te preocupes. Está calor e além disso já não é assim tão cedo. Se leh acontecer algo por causa disto, eu assumo a culpa. Tranquila. Respira.- tranquilizei 

Ela sorriu concordando.

Caminhamos até o tal café. 

Entramos no estabelecimento e fomos nos sentar numa mesa mais afastada. 

Rapidamente um un garçom veio nos atender e ficou surpreendido ao nos versos três ali juntos. 

- Olá, bom dia, o que vão desejar?

- Eu vou querer um café e uma fatia do vosso bolo de laranja. - respondi

- Eu quero apenas um café. - disse Katia

- Eu quero um sumo de laranja e um gelado com 2 bolas de chocolate com cobertura de morango. - disse Júnior animado. 

O rapaz assentiu e logo saiu. 

- Mas é que tu és comilão. - disse para o mais novo fazendo leh cócegas.

Em menos de 5 minutos os nossos pedidos chegaram. 

Comemos no meio de varias risadas. 

Depois de pagarmos, íamos a sair e reparamos em vários paparazzi lá fora. 

Júnior subiu para o meu colo e pedi-lhe para tentar tapar a sua cara o máximo que conseguisse, apesar de as pessoas já saberem que ele, não valeria a pena terem que o fotografar. 

Uns seguranças vieram ajudar nos e caminhamos rapidamente os 3 até aos carros. Júnior desta vez iria no meu carro. Cocloquei-o no banco de trás e apertei-lhe i cinto. 

Fui para o lugar do condutor virei me para trás e disse.

- Tu estás bem, Ju? 

- Sim. - respondeu - Onde vamos agora Mar? 

- Nós agora vamos... Ao melhor parque de diversões de Madrid! 

- YEY!!!!! 

Quebra de tempo

O dia foi incrível. Fomos ai parque de diversões durante o resto da manhã, depois fonos almoçar ao restaurante preferido de Júnior e durante a tarde fomos ao circo e ao cinema. 

Agora eu estava em Minha casa com o pequeno homenzinho. Katia infelizmente a meio da tarde teve que nos deixar para ir resolver uns problemas pessoas, mais prometeu que depois o seu irmão viria buscar Júnior. 

Eu estava no meu quarto o brincar com ele. 

- Gostaste do dia, lindo? - perguntei

- Foi um dos melhores dias da minha vida. Eu adoro passar tempo contigo. 

Ele deu me um abraço apertado ao qual eu retribui. 

Ouvimos a campainha tocar e descemos para abrir a porta. Ele ainda estava agarrado a mim. 

Abri a porta e dei de cara com Ronaldo parado com as maos nos bolsos das calças. 

- PAPÁ! 

Junior correu para os braços do mais velho. 

Era visível a felicidade do garoto todas as vezes que via o pai. 

Enqianto abraçava Júnior, ele olhou me como se perguntasse se podia entrar. 

Assenti e abri caminho para ele passar. Quando ele entrou, ainda com o filho nos braços, virou-se para mim que fechava a porta.

- Obrigada por terra cuidado dele. Ele adora passar tempo contigo. - disse-me Cristiano

- De nada. É sempre bom passar tempo com esse rapaz. - respondi sorrindo para o mais novo - Agora vai buscar as tuas coisas ao meu quarto porque tu e o teu pai têm wur ir, J. 

- Sim, generala. - respondeu batendo continência e logo subindo. 

Cristiano olhou em volta e reparou que eu ainda tinha algumas fotos com Júnior. Foi até uma delas e pegou-lhe cuidadosamente.

- Tu ainda tens varias fotos com o meu filho espalhadas... 

- O Júnior nunca deixou de ser importante para mim. 

- E eu deixei. 

- Tu sabes o porquê. - disparei 

- Tu disseste que me desculpavas. - retorquiu pousando o porta-retrato

- E eu desculpei. Mas aceitar as tuas desculpas não significa que eu vá esquecer o que aconteceu. - suspirei - Eu passei a minha adolescência ao teu lado. Aquele período de tempo em que os adolescentes têm vários namorados e decepções amorosas. Eu passei todo esses tempo contigo. 

- Então estás arrependida do tempo que passamos juntos? - perguntou olhando me fixamente

- Eu não disse isso. Tu foste a primeira pessoa que eu realmente amei. A primeira pessoa que eu tive realmente medo de perder. - protestei - Eu devo te muita coisa Cristiano. Se não fosses tu nunca teria conhecido o Júnior, ou a Katia, ou algumas outras pessoas. Em parte, foi graças a ti que me tornei a mulher confiante e determinada que sou hoje. Tudo o que eu passei contigo ajudou-me. Aprendi varias lições ao teu lado. E também enfrentei varias coisas ao teu lado. Graças a ti tornei-me mais forte, mais capaz. E como eu já disse, tu diste a priemjra pessoa que eu amei... Foi contigo que descobri esse sentimento... Foi contigo que tive a minha primeira vez... Foi a primeira vez que eu realmente me senti amada por um homem... Foi quando eu me senti mulher... Por isso não Ronaldo... Eu não me arrependo nem um pouco do tempo que nós passamos juntos... 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!!

Eitahhhhhhhh que isto ficou tenso agora no final... Que acham? O que acham que Ronaldo faz agora?

Quanto mais comentarem e favoritarem, mais depressa sai outro capítulo!

Até à próxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...