1. Spirit Fanfics >
  2. Backstage (Seulrene Kariselle) >
  3. Capítulo 2

História Backstage (Seulrene Kariselle) - Capítulo 2


Escrita por: Seulrene_kariselle

Notas do Autor


Oiii, tudo bem??? Então, aqui está k segundo cap 😊 obrigado a quem comentou no capítulo anterior. Espero que gostem desse.🤗

Capítulo 2 - Capítulo 2


Após chegar ao estúdio, Wendy pegou sua bolsa e caminhou preocupada com Joohyun lhe acompanhando. Karina despediu-se das meninas e adentrou a sala de dança onde estava Giselle.

Após parar em frente a sala, Wendy entrou acompanhada da mais velha, com uma expressão séria dando de cara com Seulgi sentada no cantinho da parede chorando com as mãos abraçando os joelhos. A expressão no rosto de Wendy suavizou, Irene sentiu seu peito apertar, doía ver Seulgi se cobrando tanto e não poder fazer nada.

Wendy sempre cuidou de Seulgi como se fosse sua filha, afinal, mesmo sendo alguns dias mais nova, sempre foi a mais responsável e vendo como Seulgi poderia ser um tanto influenciável e tendo faltado a figura materna na vida da menina, sempre fez questão de cuidar dela da melhor forma que podia. A protegeria de tudo e de todos sem pensar duas vezes.

- Meu amor, o que houve? - A preocupação nítida na voz da mulher fez com que Seulgi limpasse rapidamente o rosto e apenas negasse com a cabeça, mesmo com as bochechas, os olhos e o nariz vermelho o que lhe indicava que ela realmente estava chorando.

- Não é nada, Wannie.- A menina afirmou sentindo os braços da loira em volta de si, o que fez com que consequentemente voltasse a chorar. Sentia medo de estar decepcionando seu grupo, afinal, ela precisava estar ótima.

- Por que você tá chorando? - Wendy questionou a mais nova limpando com a palmas das mãos, as lágrimas que insistiam em cair.

- Eu não tô pronta.- Seulgi comentou baixinho vendo a loira lhe encarar confusa, Joohyun mantinha-se em pé ali de frente para elas. Queria muito conversar com Seulgi sobre tudo, pois sabia como a garota estava guardando tudo para si ultimamente e aquilo não lhe fazia bem.

- Você não está pronta? Como não está pronta? - Questionou tentando entender onde a mais velha queria chegar.- Se você está falando do comeback, porque acha que não está pronta?

- Eu ainda não tô dançando bem o suficiente.- Falou com os olhos voltando a lacrimejar e Wendy suspirou, era difícil para a loira ver Seulgi, sabia que colocar pressão na mais nova, nunca era uma boa escolha e nunca concordou com a ideia desse negócio de "ace" sabia que Seulgi se cobraria demais, odiava desapontar os outros.

- Wannie, deixa que eu falo com ela.- Irene pediu ao ver a loira quase chorando também e mesmo querendo continuar ali, Wendy apenas assentiu e levantou-se saindo da sala, precisava de um pouco de ar.- Seul.

- Me desculpa, Unnie.- Seulgi pediu baixinho voltando a chorar, o que fez com que Irene se aproximasse ainda mais e a abraçasse.

- Você não tem que se desculpar, você nem deveria estar se culpando de algo.- Irene começou vendo a outra encarar o chão e isso doía pois Irene não sentia que Seulgi confiava mais em si como antes.- você vê como a Wendy tá machucada?

Seulgi apenas assentiu, doía demais vê Wendy daquele jeito, pensar que sempre foi ela quem lhe acolheu, cuidou e protegeu quando nem seus pais se importam em fazê-lo e agora estar sofrendo por sua causa lhe fazia sentir ainda pior.

- Eu não queria fazer ela se sentir assim.- Seulgi começou, voltando a chorar e a outra apenas suspirou afagando os cabelos da menina que apertava ainda mais os joelhos contra seu corpo.

- Você se abria comigo, por que parou? - Irene perguntou não tendo resposta, apenas um breve silêncio de Seulgi.- O que dói na wendy é ver você se fechar com todos . Fale com alguém o que te incomoda, eu sempre deixei claro que eu estou aqui pra você, ela está aqui para você, por favor fale conosco.

Seulgi mantinha a atenção em seus dedos enquanto mordia seus joelhos por cima do moletom, não conseguia encarar Irene, não sentia que seria capaz de fazer isso sem voltar a chorar como um bebê chorão.

Aquilo machucava tanto Irene, pois sempre sentiu um apego enorme a Seulgi de uma forma que não conseguia explicar. E elas sempre foram tão unidas, compartilhavam seus segredos e pareciam gêmeas, não se largavam de forma alguma, mas agora sentia que não conhecia a mais nova.

- Eu só te peço que se abra comigo, tá bem? Eu juro que você jamais vai ser um peso. - Irene pediu vendi a menina lhe olhar nos olhos e logo assentir. Sentia verdade em Irene.- Isso vai me deixar muito mais tranquila assim como a Wendy também. Agora vamos para casa, está tarde e você precisa muito descansar.

Seulgi não protestou, sabia que Irene estava certa e não adiantava discutir. Levantou e seguiu a mais velha, saindo da sala e seguindo para a saída.

Saíram do prédio, apenas para dar de cara com Wendy, que estava encostada no carro. Era muito claro que estava chorando, já que a loira nem se dava o trabalho de esconder. Seulgi sentiu-se mal consigo mesma de novo,  ela não queria que nada disso tivesse acontecido, ver que a Wendy estava sofrendo por sua culpa chegava a ser doloroso.

Andando devagar até a loira que abriu os braços para recebê-la, Seulgi apertou a menina em um abraço, a loira fechou os olhos sentindo seu coração apertar e logo passou as mãos pelo cabelo da mais nova.

- Acho que temos que esperar a Giselle e a Karina.- Joohyun comentou enfim se aproximando das duas meninas que assentiram.

Ainda do lado de dentro da sala, Karina apenas assistia Giselle terminar de ensaiar a dança. Estava simplesmente perfeita, mas a mais nova continuava colocando dificuldade onde não tinha. Esperou a música acabar e assim que a mesma acabou, Karina pausou o som, fazendo com que a outra se desse conta de sua presença ali.

- Oh, unnie? Você deveria estar em casa.- A menina alertou vendo Karina negar, enquanto se aproximava devagar.

- Senta aqui.- Karina chamou a outra que assentiu aproximando-se e sentou ao seu lado.- Quando eu aceitei ser líder, eu queria ser uma pessoa em que todas vocês confiassem. Eu queria ser o porto seguro de vocês, então sempre que precisar, venha falar comigo, tá bem? Sempre que precisar, não evita.- Karina pediu.

- Tudo bem, unnie.- Giselle lhe deu um leve sorriso e a mais velha apenas assentiu antes de levantar e esticar as mãos em direção a mais nova.

- Vamos descansar.- Avisou Karina e Giselle apenas assentiu segurando sua mão e levantando, seguindo com a mulher para fora, dando de cara com Irene, Wendy e Seulgi que pareciam esperar por si. Sorriu para as meninas e seguiu em direção a ela.


Notas Finais


Uhhhh, o que acharam desse cap??? Deixem os comentários de vocês, é super importante ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...