1. Spirit Fanfics >
  2. BAD BLOOD - Draco Malfoy >
  3. Bruxos

História BAD BLOOD - Draco Malfoy - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura a todos. 💚

Capítulo 26 - Bruxos


Fanfic / Fanfiction BAD BLOOD - Draco Malfoy - Capítulo 26 - Bruxos

Alhena

Já se passaram quatro meses desde a guerra, muita coisa aconteceu os Malfoy ainda estavam em Paris, meus pais só Merlin sabe, Harry estava melhor do que nunca mas ele e Rony não voltariam para a escola, Hermione fez uma palestra para os dois mas não adiantou. Draco e eu voltaremos â Hogwarts, ele vai terminar seu último ano e eu vou começar o meu último, mesmo perdendo todas as aulas dos meses de guerra, Hermione me ajudou a estudar para fazer a prova para eu poder estudar normalmente.

- Está ansiosa? - Draco me olhava enquanto eu arrumava meu baú, voltariamos amanhã para Hogwarts.

- Já estive pior, você quem deveria estar. 

- Porque?

- Esse vai ser os seus últimos meses na escola, já decidiu o que vai fazer quando terminar?

- Sim, nós vamos viajar.

- Nós? Para onde? 

- Segredo, se eu contar estraga.

- Não deveria estar arrumando suas coisas?

- Querida Alhena, tão esperta e tão tola, o lado bom de ser um bruxo, veja só. - ele balançou sua varinha com calma e todas suas roupas entraram em seu baú e deu risada. - Taram! 

- Engraçadinho! É terapêutico arrumar assim, você escolhe e pensa.

- É uma perca de tempo, não sei porque insiste em fazer igual aos trouxas.

- Deveria tentar.

- Quero aproveitar hoje, não passar o dia dobrando roupas. 

- Ok... o que vai querer fazer? - guardei algumas roupas e fechei o baú.

- Não sei, podemos dar uma volta, tentar fazer algumas manobras com a vassoura, o que acha?

- Eu topo! Quem chegar por último fica com a Nimbus dois mil!

- Ela é velha.

- Então corre! - sai na frente, desci as escadas correndo e sai para o jardim, mas Draco já estava segurando sua vassoura me esperando e rindo. - Como fez isso?

- Eu poderia ter aparatado, mas só precisei abrir a janela e pegar a vassoura.

- Não valeu. - reclamei.

- Nada disso, pega sua vassoura. 

Ficamos quase a manhã toda praticando vôo, fazia muito tempo que não voavamos, até mesmo eu consegui perder o medo depois de tudo o que aconteceu.

- Tá bom, eu cansei. - desci da vassoura recuperando o fôlego.

- Fraquinha, como vai ser uma Malfoy assim? 

- Esqueceu que sou uma Virgo. - Draco gargalhou e se aproximou com a vassoura estendendo sua mão.

- Confia em mim?

- Só tenho você, Draco. 

- Sobe, quero tentar algo. - obedeci e segurei em sua cintura. - Segura firme! - a vassoura subia lentamente, mas em poucos segundos estávamos a cima de todas as árvores. 

- O que está fazendo?

- Segura, amor. - o tempo já estava ficando frio e meu corpo gelava igual, nunca estive tão alto. - Está pronta?

- Para o q...

- Um, dois, três... - Draco desceu a vassoura em uma velocidade tão rápida que eu mal conseguia pensar, eu queria fechar os olhos e xinga-lo, mas não conseguia fazer. Sentia a adrenalina em meu coração que estava quase saindo da minha boca. Ele gargalhava e gritava, não faltava muito para chegarmos no chão. 

- Você é maluco! - gritei.

- Eu não ligo. - Draco parou a vassoura rápido e caimos dela, estávamos a poucos centímetros do chão e ele continuava rindo. - Isso foi incrível.

- Será que eu ainda estou viva? - apalpei meu corpo. 

- Para de drama, foi legal. - ele se virou para mim, ainda estávamos deitados ao chão.

- Se estava tentando me matar, séria mais fácil me envenenar, Malfoy.

- Jamais! - sorriu me encarando. - Vai falar  que não foi legal?

- Não foi... só um pouco. - coloquei as duas mãos cobrindo meu rosto para não mostrar meu sorriso.

- Eu sei que gostou. - ele segurou minhas mãos e tirou do meu rosto. - Você fica fofa com medo.

- Vai a merda Draco! - dei risada e ele me acompanhou. - É melhor entrarmos, vai chover. - Nós levantamos e voltamos para a mansão, nessa época as chuvas eram horríveis aqui, mesmo o dia sendo ensolarado, sempre chovia.

- Estou entediado.

- Você quase nós matou e está entediado? Sério isso?

- Eu não nós matei. - se sentou no sofá.

- Mas tentou. - o abracei por trás e beijei sua cabeça. - Sorte a sua que eu te amo.

- Ah é? Tem um Malfoy que te quer a todo momento, deveria agradecer.

- Não faz mais do que sua obrigação. - dei risada.

- Ah Alhena, você me irrita. 

- Porque? - dei beijos leves em seu pescoço.

- Porque... você não entra no jogo. 

- Que jogo? - mordo seu pescoço e ele sorri.

- Não provoca.

- Porque Draquinho? - ele ergueu sua sobrancelha e segurou minhas mãos.

- Vamos brincar então. - me puxou para o sofá e me beijou, sua mão puxava meu cabelo com força e mordia meus lábios. 

- A Draquinho, você não quer brincar. - ele sorriu e chupou meu pescoço com força. 

- Esse apelido é tão chato. - se afastou e levantou em direção a cozinha, o acompanhei e peguei uma garrafa de água. - Quer fazer o que?

- Achei que estávamos fazendo algo.

- Você não tá afim. - sorriu sarcástico. - ou está? - me encarou, parecia quando nos conhecemos, o Draco que eu conheci estava voltando.

- Não. - sai da cozinha e subi para o quarto, fechei a janela porque já estava garoando lá fora e senti suas mãos agarrarem minha cintura. 

- Tem certeza? - suas mãos geladas entraram por de baixo da minha blusa apertando meu corpo contra o seu, ele tirou meu cabelo do pescoço e voltou a beijá-lo me fazendo arrepiar. 

- Tenho. - respirei fundo. 

- Estranho... seu corpo diz outra coisa. - passou a lingua lentamente por toda a extensão do meu pescoço até minha boca e sorriu.

- Porra... - me virei rapidamente e o beijei, ele me segurou em seu colo me deixando um pouco mais alta que ele, eu puxava seu cabelo enquanto ele me mordia a cada puxada. Ele se jogou na cama e eu ainda estava em seu colo. Tirei minha blusa e suas mãos apertaram meus seios. 

- Já te disse que você é linda? - tirei sua camiseta. 

- Ainda não. - desabotoei sua calça e arranhei seu abdômen devagar o fazendo arrepiar.

- Sacanagem isso. - me virou, ficando por cima e tirou minha calça. - Se soubesse como estou não provocaria tanto. - tirou sua calça e deitou por cima de mim me beijando novamente.

- E como você está? - ele apenas apertou sua intimidade contra a minha e consegui sentir seu membro. Suas mãos percorriam meu corpo e pararam em cima da minha calcinha, ele a levantou devagar e colocou sua mão dentro, aos poucos começou a fazer movimentos circulares me fazendo gemer baixo, sua boca estava em meu seio e ele os chupava forte. - Porra Draco...

- Quero você só pra mim. - ele acelerou os movimentos e fechei as pernas apertando sua mão. - Vem. - Tirei sua cueca e ele entendeu, me penetrou devagar e fez movimentos lentos...

[...]

Acordamos e ainda estava escuro lá fora, mas precisávamos estar na estação as onze horas, mesmo sendo um  pouco mais tarde, precisávamos fazer muitas coisas e hoje estaria tudo lotado para irmos até Londres. Tomei um banho quente e coloquei uma roupa quente, lá fora ainda estava chovendo, essa época era horrivel, desci e preparei o café da manhã e em pouco tempo Draco desceu fechando o seu casaco.

- Bom dia. - me deu um selinho e se sentou.

- Bom dia. - sorri pegando uma fatia de bolo.

- É de chocolate? - me encarou.

- É sim, come. - Tomamos o café da manhã com calma e vimos o dia clarear lá fora. - Eu vou fechar tudo lá em cima, tá bom? 

- Uhum... eu limpo aqui e fecho tudo. - subi as escadas e desci as duas malas do quarto, nada que magia não faça. Fechei todas as cortinas dos cômodos de cima e tranquei as portas, afinal de contas a casa estaria vazia. Peguei meu dinheiro e coloquei em minha bolsa, foi uma confusão conseguir fazer a retirada, precisei provar quem eu era por duas vezes, fala sério. 

Desci as escadas e Draco estava trancando a biblioteca, a cozinha já estava totalmente escura, ele subiu as escadas e desceu um tempo depois, estava procurando minhas luvas mas não encontrei.

- Podemos ir?

- Sim, Draco. 

- Hogwarts que nos aguarde. - sorriu malicioso.

[...]




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...