1. Spirit Fanfics >
  2. Bad Blood >
  3. A Descoberta.

História Bad Blood - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - A Descoberta.


Fanfic / Fanfiction Bad Blood - Capítulo 1 - A Descoberta.

O lugar rapidamente se encheu de policiais a nossa casa estava completamente cercada, meu pai me olhou com os olhos arregalados.  

  

  

-O que está acontecendo? Perguntei a ele.  

 

 

Eu estava tão confusa e assustada quanto ele naquele momento. Meu pai se aproximou de mim, segurou em minhas duas mãos, seus olhos se voltaram na direção dos meus, suas mãos estavam tão tremulas e ele estava tão pálido.   

 

  

-Pai?  

 

  

-Eu sinto muito, eles estão atrás de mim.  

  

  

 

-O que? Porque?  

 

 

-Eu matei 28 mulheres, o assassino que eles procuram sou eu.  

 

  

-O que? Perguntei incrédula ainda não acreditava no que estava ouvindo, parecia até algum tipo de pesadelo.   

 

 

Logo ouvimos um barulho muito alto e naquele momento soube que os policias haviam invadido a casa, meu pai rapidamente soltou as minhas mãos e veio para trás de mim e em seguida puxou a faca que estava em cima do balcão da cozinha, posicionando-a em meu pescoço.  

 

  

-Pai, o que está ....  

 

  

Logo vi a cozinha se encher de policias da SWAT.  

 

  

-Eu sinto muito. Sussurrou ele em meu ouvido.  

 

 

Eu o ouvi com os olhos cheios de lagrimas, eu sentia que morreria a qualquer momento.  

 

  

-Solte a faca. Disse um dos policiais a ele.  

 

-Claro. 

 

Após essas palavras senti a faca rasgando o meu pescoço, o sangue escorrendo pelo meu peito e eu sendo jogada ao chão, em seguida ouvi disparos e vi meu pai cair, meu corpo estava tremendo tanto que eu nem conseguia colocar as mãos sobre o meu pescoço para parar o sangramento, logo , um homem de cabelos loiros se aproximou, ele não estava vestido como os policias, ele colocou a mão sobre o meu pescoço. 

 

  

-Tudo acabará bem, apenas olhe para mim e não feche seus olhos.  

 

  

Eu o olhava em pânico.  

 

  

-TRAGAM A PORRA DOS MÉDICOS. Gritou ele.  

 

Eu estava começando a me sentir sonolenta quando vi o primeiro paramédico se aproximar, após isso tudo ficou completamente escuro.  

  

  

  

--  

  

  

  Quando os meus olhos se abriram novamente tudo o que eu pude ver foi um teto branco, por um momento achei que tudo aquilo fosse apenas um sonho, um terrível sonho, no entanto, quando tentei abaixar a cabeça senti uma forte dor no meu pescoço, estiquei a mão direita e a levei até o mesmo, pude sentir o inchaço e os pontos que haviam ali, naquele momento percebi que tudo foi real, meu pai era um assassino e ele havia tentado me matar, meus olhos se encheram de lagrimas.  

  

  

-Que bom que acordou.  

  

  

Olhei para o lado e pude ver Sasuke Uchiha. Sasuke era muito amigo do meu pai, ele devia ter uns 35 anos de idade, eu o via com frequência em minha casa bebendo com o meu pai e em muitos momentos fomos até em viagens de caça juntos.   

  

  

-Sas....  

  

  

-Não fale por favor, você ainda precisa se recuperar do que houve, não se esforce.   

  

  

Lagrimas escorreram dos meus olhos quando o ouvi.  

  

  

-Pobre criança. Disse ele ao tocar o meu rosto sutilmente. - Creio que você precisa de respostas, mas eu não ás irei lhe dar nesse momento, apenas se recupere, eu ficarei aqui ao seu lado. Disse ele ao sorrir.  

  

    

Sasuke rapidamente puxou a cadeira que estava encostada na parede para mais perto, se sentou na mesma e segurou a minha mão.  

  

  

-O meu pai ..... Sussurrei.  

  

  

-Ele se foi querida, eu sinto muito.  

   

  

Quando ele falou isso eu cai em lagrimas, mesmo que ele tivesse tentado me matar eu ainda o amava.  

  

  

-Se acalme.   

  

  

Eu comecei a respirar de forma pesada, enquanto dava leves pausas, era como se naquele momento eu estivesse tendo um ataque de pânico, minhas mãos voltaram a ficar tremulas assim como na hora em que cai no chão com o pescoço cortado, Sasuke se levantou, se inclinou em minha direção, o rosto dele estava bem próximo ao meu.  

  

  

-Respire fundo.    

  

  

Eu tentava respirar mais não conseguia.  

  

  

Logo senti a mão dele pousar sobre os meus cabelos e acaricia-los enquanto seus olhos permaneciam nos meus.  

    

  

-Respire comigo, não tire os olhos de mim.  

   

  

Fiquei com os olhos fixos nos olhos de Sasuke e então fui conseguindo me concentrar na minha respiração até faze-la voltar ao normal. Ouvi a porta sendo aberta e então vi os olhos de Sasuke se voltarem na direção da porta assim como o seu corpo.  

   

  

-Senhor Uchiha, precisamos conversar sobre o seu amigo.   

  

  

Olhei na direção da porta e pude ver um policial.  

  

  

-Eu conversarei com vocês, mas não agora, Sakura precisa de mim.  

   

  

Quando ouvi isso achei estranho de certa forma, Sasuke e eu nunca fomos tão próximos, sempre que ele ia em minha casa trocávamos 4 ou 5 palavras nada além disso.  

  

  

-O doutor disse que a senhorita Haruno está melhor.... Comentou o policial.  

  

    

-Ela não está em condições de conversar com a policia agora, voltem amanhã.  

    

  

-Isso e o delegado quem vai decidir senhor Uchiha. Disse o policial ao sair do quarto.  

    

  

Sasuke respirou fundo, voltou seus olhos em minha direção novamente e disse:    

  -Apenas descanse, não se preocupe, eu resolverei isso.  

  

  

Após essas palavras ele rapidamente saiu do quarto.  

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...