História Bad boy not an angel - Min yoongi - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Min Yoongi
Visualizações 279
Palavras 1.400
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oiii meus amores !
Esse terceiro capítulo foi uma ideia de uma amiga, me digam se vocês gostaram nos comentários! chef e de enrolação !
bjss e FUI

Capítulo 3 - Herdeira


Fanfic / Fanfiction Bad boy not an angel - Min yoongi - Capítulo 3 - Herdeira

- VOCÊ COMETEU UM ERRO MUITO GRAVE SUA BURRA- me puni mentalmente 

Eu sabia que havia algo de errado nesse menino, mas sinceramente ser líder de uma gangue não passou pela minha cabeça. Sempre achei que meu pai era o único em minha volta com uma vida "dupla", pai de família e líder da máfia coreana, pelo visto não mesmo... 

Meu pai atendeu o celular preocupado, estava a me ligar desde as cinco da tarde e já são oito

- S/N/I AONDE VOCÊ ESTÁ MOCINHA !?-  Ele tentava não gritar mas falhava 

- E..eu estou com a...as serpente do o..este ! - falei rápido com um leve medo dos olhares fixos do Yoongi a mim, aquele olhar penetrava na minha alma, me dava arrepios de desgosto, nada nele era do bem, só enxergava escuridão e maldade... que história estaria por trás desse olhar pavoroso ?

- O que?! aonde você está vou te buscar agora pessoalmente! 

- Calma aí coroa ! Não queremos treta ! apenas uma troca, olha só o papo é reto nós queremos todas as posses das regiões aonde tem influência entendeu ?! Se você nos der o que queremos  aí pensarmos em devolver a sua filhinha amada - Falou Yoongi sem mostrar um pingo de medo com total confiança em sua voz 

- O que ?! Eu não posso abrir mão do que tenho! - as suas palavras quebraram o meu coração em mil pedaços, realmente pensei que ele seria a minha única esperança- Mas também não posso deixar minha filha aí com vocês! - suspirei de alívio, sabia que ele se importava comigo mas não tinha certeza de que ele faria a troca 

- Então o que diz ? sim ou não- Min yoongi fala com um sorriso malicioso em seu rosto 

- Eu... Eu, vou trocar ! Mas não posso dar as minhas posses hoje, levará no máximo dois a três meses para conseguir passar tudo para vocês, muita papelada e acordos para se resolver. Mas sim, irei trocar ! Filha se você estiver ouvindo saiba que eu te amo e que daria tudo por você, vai ficar tudo bem tenha fé! confie em si mesma e não deixe ele te tocar ! - Tentei falar que estava ouvindo e que também o amava mas o Yoongi simplesmente balançou a cabeça em negação o que me fez ficar quieta, tinha que ter fé de tudo iria ficar bem. Meu pai é diferente dos pais coreanos, ele demonstra mais o amor, diz que ama sem ter vergonha, acho que o carinho e JEITINHO brasileiro de sempre querer ver o bem do outro e ter uma afeição grande pelos quem estão em nossa volta, certamente mudou o seu jeito de pensar e agir, temho orgulho dele mesmo com essa sua história na máfia, não o trocaria por nada 

- Já que é assim, ficaremos com a S/A até nós recebermos o que queremos, tchau tchau papaizinho ! - Yoongi desligou na cara do meu pai sem mesmo deixar ele se despedir.  Ele se afastou olhou para o Taehyung, que encarava o chão e depois para o Jin, que mantia o olhar fixo ao teto evitando contato visual comigo, ele não aguenta me ver desse jeito, ele tem um lado carinhoso por trás de todo essa máscara de gangster. Min Yoongi deu um volta e deu risada sozinho com toda a situação, ele ia chegando mais perto, estava pronto para sussurrar algo em meu ouvido quando alguém abriu a porta de sala. Um garoto de cabelos castanhos escuros e olhos escuros entrou na sala sem saber oque estava acontecendo, deu um sorriso de coelhinho e andou para trás lentamente torcendo para que Min não tivesse o notado, e tentado não interromper o que estava acontecendo, era tarde demais Min já havia virado para o encarar quando estava prestes a fechar a porta

- Entre logo Jungkook! já atrapalhou mesmo- falou Yoongi lançando sua cabeça pra trás em frustração e erguendo o braço mando-o entrar

- Deculpe chefe, achei que não havia ninguém na sala - Falou Jungkook olhando o chão constrangido

- Está tudo bem, chame o resto do grupo para eu poder apresentar a nossa nova atração... tenho tantos planos- ele falou mordendo  a seu lábio inferior 

O que que ele quis dizer com "planos" ?! será que ele vai me torturar ? acho que não, meu pai NÃO iria dar nada a eles se me machucacem ... um alívio então. Dois a três meses, fiquei me falando isso repetitivamente na cabeça, dois a três meses aqui nesse lugar sujo e cheio de pessoas que não me querem bem, e meus amigos?! O que eles vão achar? será que meu pai vai falar com eles? Tantas perguntas para nenhuma resposta... Jungkook havia voltado com mais três  garotos todos pareciam ser dois ou um ano mais velhos que eu, um em especial chamou minha atenção, não era alto ou intimidador, mas algo nele me fez o perceber logo quando entrou na sala. Yoongi começou a falar apresentando cada um deles a mim 

- Jungkook, Hoseok, Nanjoom e Jimin - Eles olharem fixo a parede como se fossem estátuas, nem piscavam direito, quando ouvi o nome "Jimin" algo fez meu coração acelerar, não era por conta de seu nome ou sua aparência... mas algo que nunca tinha sentido antes, só havia visto em livros 

"Seu coração é sua fonte de energia, fonte de sentimentos a fonte da vida, ele tem uma batida mais forte que você sente quando algo inesperado acontece ou quando gosta de algo ou alguém... como um termômetro, o termômetro do amor "

Na  época parecia clichê e cafona, mas agora não, mais não era por conta do Jimin que meu coração bateu forte... Eu acho? deve ser só o nervosismo ! me dei isso como resposta e fingi que era verdade. Depois de duas horas naquela cadeira, estava começando a ficar desconfortável, me sentia suja e suada, meus punhos e calcanhares doíam por conta das cordas amarradas. Na sala só havia o Taehyung que estava quase dormindo em pé, parecia até uma criancinha pequena ... mas ele até é inocente como uma, tentei o chamar pelo nome mas ele não respondia, tentei assobiar mas nunca foi o meu forte, tentei pisar forte no chão paraparecer que alguém estava vindo mas as cordas me impediram, já  não tinha mais ideias ... até que lembrei da quarta  serie quando o Kai fingiu ser o professor, ele engrocou a voz e se escondeu  no corredor para dar aspecto de que ele estava vindo, foi aí que me bateu a ideia ... Posso tentar fingir que sou o Yoongi, e que estou chegando assim ele acordará! Limpei a garganta com uma tosse, me ajeitei e comecei com o meu ato 

- Cadê aquela menina imprestável?! agora sim vou conseguir o que quero ! - Tentei falar o máximo parecido com ele, felizmente o Taehyung acordou mas não pelo meu ato e sim por quase cair da sua posição 

- Oi?! - ele falou ainda meio dormindo

- ei ei! será que você pode me ajudar com essas cordas ? - falei fazendo uma cara de dor para dar mais ênfase a minha apelação 

- Não sei se posso te tirar daí mas acho que posso afrouxar um pouco - ele falou chegando mais perto de mim 

- Eu tenh uma pergunta para você, você sabia que eu era a filha do líder da máfia quando esbarrou em mim ? - falei um pouco receosa da resposta 

- Para ser honesto não, eu achei você super fofa e bonita, não fazia ideia de que iria acabar com nós dois nessa sala... mas não tenho chance, sou obrigado a fazer parte das serpentes, avô, pai e agora irmão, todos líderes das serpentes do Oeste o próximo serei eu ... mas não sei se consigo ... POR QUE ESTOU ME ABRINDO COM VOCÊ?! - Falou Taehyung se afastando quando acabou com as cordas 

- Ei, tudo bem eu seu como é isso, todos esperam que eu siga com o legado do meu pai, mas pra ser honesta esse não é o meu ramo. O que eu gosto é arte, arquitetura a mágica de poder criar coisas! e isso não é o que esperam de mim  - Falei olhando para Taehyung com compaixão nos olhos, senti que algo ali - de novo - estava florescendo, uma amizade atestava crescendo. 








Notas Finais


E aí? como será a vida de S/N nesses dois meses com meninos que nem a conhecem!? E oque será que vai acontecer entre o Taehyung e a S/N ? muitas perguntas para poucas respostas
esperam que tenham gostado!
bjss e FUI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...