História Bad Boy x Good Girl : My Love - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Dokidoki! Precure
Personagens Personagens Originais
Tags Dokidoki, Ira, Rikka
Visualizações 25
Palavras 1.299
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sentiram minha falta? É, eu sei, eu devo me desculpar pela demora...

GOMENASAI~~

Enquanto eu pensava no que escrever, nada me vinha a cabeça e o que eu pensava nunca me agradava. Eu cheguei a escrever dois capítulos de rascunho mas eu não gostei do final que eles tomavam, pareciam meio fracos, sabe?
Eu realmente percebo que demorei muito, mas finalmente estou de volta! E prometo me esforçar para postar mais rápido.

A nossa outra escritora, Girl_RoseDemon ou também apelidada Rose-Chan, está ocupada e teve alguns problemas com a conta do Spirit Fanfic mas logo ela irá me ajudar e os capítulos serão postados mais rápido, pois alguns serão postados por ela também.

Esse vai ser um capítulo vai ser um pouco diferente, ao invés de termos o ponto de vista do Ira, a visão será da Rikka, nossa menininha de cabelo azul!

Espero que gostem!

Capítulo 3 - Pensamentos Problemáticos


Fanfic / Fanfiction Bad Boy x Good Girl : My Love - Capítulo 3 - Pensamentos Problemáticos

Rikka, 18:30 - Escola Fuguhaku 

Os calos continuavam a mostra em meus dedos. O barulho baixo mas inquietante do lápis contra a mesa me reconfortava naquele momento. Meus pensamentos estavam distantes e eu nem sequer conseguia me concentrar no texto do livro. 

_Rikka...Rikka!_A voz animada de Mana me trazia para a realidade aos poucos.

Eu não conseguia me lembrar de quando ela havia chegado ou se sempre estivera aqui. Seus cabelos rosas balançavam acompanhando os movimentos de seu corpo. Um sorriso dançava em seu rosto, ela parecia feliz como sempre. 

Olhei ao redor a procura das outras. Se estivesse certa, Makoto estaria comentando algo com Alice, e talvez Madoka estaria discutindo com Regina em algum canto da sala de aula. Mas elas não estavam lá. Só haviam Mana e eu ali.

_Rikka?_Mana me encarava dessa vez. Seus rosados olhos olhavam firme os meus em busca dos meus pensamentos. Esperava que ela os encontrasse já que eu não conseguia.

_Mana? Onde estão as outras?

_Já foram embora, eu estava resolvendo algo no conselho e quando notei que você ainda estava aqui pensei que poderíamos ir para casa juntas!_Ela parecia estar firme de suas palavras, não consegui não sorrir diante de toda aquela animação que só ela tinha.

_Certo, eu só vou arrumar minhas coisas.

Guardei meu livro junto ao lápis dentro da minha bolsa antes de me levantar e ser puxada para fora do lugar. Ela parecia pular mas claramente não estava o fazendo.

A escola era mais tranquila a tarde. Poucos alunos ficavam até tarde, ou estavam participando de alguma reunião do conselho ou dormiram na sala e só acordaram graças a alguém. Mana e eu sempre ficávamos por causa do Conselho Estudantil, isso era algo normal para nós. Alice e as outras nos esperavam na saída mas dessa vez haviam ido mais cedo.

Mana andava na frente, ela resmungava algo sobre como o líder do conselho era muito mandão e como ele a odiava por motivos desconhecidos. Ela sempre falava sobre ele, as vezes eu achava que eles namoravam em segredo. 

Encarei o chão enquanto a escutava. Meus passos pareciam tão roborizados. Um, dois, um dois. Sempre seguindo o mesmo ritmo, como uma dança que eu dançava sem saber. Meus sapatos brancos pareciam tão comuns, as listras azuis claro seguiam o contorno padrão. Não haviam enfeites ou um simbolo apenas o branco e azul. Imaginava como ficariam com diamantes. Diamantes.

Essa palavra soava tão familiar, talvez fosse sobre eles em que eu estava pensando. Talvez estivesse pensando sobre medicina, ou talvez sobre algo no qual eu não deveria pensar. Eu estava pensando nele?

_Ira?_ A preocupação era evidente na voz da rosada. 

Me limitei a olhar para seu rosto confuso. Suas sombrancelhas estavam curvadas em dúvida, seus lábios estavam entre-abertos e ela parecia prestes a recuar. Seus olhos estavam fixos na direção dos armários de sapatos. Segui seu olhar um pouco receosa, por que ele estava aqui a essa hora? 

Meus olhos encontraram uma cena incomum. Os cabelos azul cristalino de Ira estavam uma completa bagunça, sua roupa estavam amassadas e seus olhos pareciam encantados. Ele estava bonito... Espera, eu realmente achei esse delinquente bonito? Devo estar ficando doida. 

Ao seu lado  outra pessoa o acompanhava. As roupas femininas também estavam amassadas e sua saia estava um pouco solta como se tivesse sido colocada as pressas. Os cabelos loiros desciam por suas costas, nas mãos da garota um laço vermelho era apertado junto a sua bolsa. Não era Mamo e disso eu tinha certeza. Esfreguei meus olhos quando a loira se virou revelando seu rosto. Os vivos olhos azuis se encontraram com os meus e seu sorriso travesso logo desapareceu. Era Regina.

_Regina?_O agudo som que saia da boca de Mana Aida me fez estremecer. Eu havia esquecido que ela estava ali.

Ira virou em nossa direção. Notei o dourado de seus olhos tomarem um tom âmbar na luz do Sol. Ele pareceu surpreso quando me viu, como se esperasse que ninguém estivesse mais na escola. Talvez realmente esperasse.

Regina se virou e entrelaçou seu braço em torno do longo do garoto. Ela mal olhou para nós antes de arrastar o azulado junto a ela para a saída. Foi um cena inesperada.

Mana demorou alguns segundos  para recobrar a postura. Seus olhos seguiram todo o caminho de Regina e Ira. Era difícil saber se ela estava chateada ou surpresa. Ela se virou para mim em busca de uma resposta. Abri minha boca algumas vezes mas nada saiu.

Apertei as alças de minha bolsa. Eles estavam juntos? Ira e Regina? Era uma notícia difícil de engolir. Passei as mãos por meus cabelos e respirei fundo, aquilo era possível. Eu sabia disso. Mana também sabia. Eles eram encrenca, os dois combinavam.

_Rikka, você sabia sobre eles?_Havia calma em suas palavras. Ela não estava brava ou triste, apenas confusa.

_Não, eu não sabia. Achei que fosse só por causa da Mamo que eles se davam bem, mas pelo visto é..._Hesitei um pouco antes de continuar_Mais que isso.

 

 

Rikka, 20:00 - Casa dos Hishikawa

 

Eu rolava de um lado para o outro na cama. As imagens de Ira e Regina passavam por minha cabeça como um filme. Cogitei a ideia de ligar para Madoka e perguntar se ela sabia sobre os dois, afinal, ela era irmã de Regina. 

Mana não disse uma palavra o caminho inteiro para nossas casas. Olhei algumas vezes para ela, seus olhos pareciam perdidos. Não exalavam alegria como antes. Estavam pesados e cansados.

Abracei me travesseiro depositando minha raiva e frustração nele. Meus olhos passaram pelo quarto. O azul gélido das paredes me passava uma sensação de leveza, os retratos era distantes, os livros em cima da escrivaninha estavam arrumados de forma organizada. Meus olhos pararam na caixinha de remédios na minha estante. O brilho do vasilhame de pomada me fez sorrir. A lembrança daquele dia,de quando ele me salvou e se machucou por minha causa. Ira poderia ser uma boa pessoa? 

"Pacientes só precisam se preocupar com seus ferimentos."

Essas misteriosas palavras surgiram em minha mente sem eu sequer poder detê-las. Nunca as havia dito mas não eram estranhas. Provavelmente escultei-as de minha mãe, ela era médica então fazia sentido.

Me levantei daquela calorosa cama. Já era tarde e eu nem havia estudado. Estava tão ocupada com pensamentos desnecessários que esqueci completamente de meus estudos. Tirei o livro de antes de minha bolsa. A capa verde era dura e o título estava escrito com a cor preta. Passei a mão por ele e encarei as palavras ali escritas. 

"Ferimentos e sangramentos, tudo sobre primeiro-socorros"

Então, era sobre medicina que eu estava lendo. Puxei a cadeira de madeira para trás e me acomodei nela. Coloquei o livro verde na escrivaninha e comecei a percorrer os textos com meus olhos. Eram todos sobre ferimentos e como cura-los em caso de emergência. Balancei meus pés por debaixo da mesa. Senti meus pés tocarem a madeira de vez em quando. Aos poucos, os textos sumiram de minha cabeça.

Os olhos encantados por algum feitiço quando olhava para Regina e o sorriso travesso que desapareceu de seus lábios vermelhos quando me viu ressurgiram. Balancei a cabeça afastando aqueles dois de minha visão. Precisava me concentrar.

Tentei mais uma vez, e eles voltaram a tomar conta de tudo o que pensava. Suspirei exaustada de lutar contra aquilo. Eu precisava esquecer aquela cena, eu não tinha nada haver com os dois. Não consigo ler, então talvez eu devesse me ocupar com algum programa.

Desci as escadas rumo a sala. Liguei-a em um canal qualquer e me entreguei em meio aquelas imagens de cores e sons. Aos poucos nem Ira, nem Regina, nem ninguém estava mais me atormentando e sem eu perceber, meus olhos se relaxaram naquela tranquilidade e fui abraçada por uma escuridão acolhedora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Eu sei que a minha escrita mudou mas acreditem, sou eu. Eu passei todo o meu tempo aprimorando a minha escrita e sei que não é a das melhores mas espero que mesmo assim vocês gostem!

No próximo capítulo acompanharemos o Ira e saberemos mais sobre o que aconteceu, será que Regina e Ira estão tendo um caso?

Até o próximo capítulo, bye bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...