História Bad girl - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hola, estou escrevendo essa nova historia e espero que gostem, muito beijiinhos

Capítulo 1 - Um milhão de homens


Fanfic / Fanfiction Bad girl - Capítulo 1 - Um milhão de homens

 

                                                                                             Bad girl

 Eu me chamo Sakura e eu ainda me lembro daquele dia em que uma bela mulher entrou no orfanato onde eu estava e decidiu me adotar, eu me senti tão feliz por ser adotada e mais ainda por ser adotada junto com minha melhor amiga. É uma pena tudo ser uma enorme farsa.

A  madame tsunade na verdade é uma pessoa que trabalha com prostituição, pornografia, em outras palavras ela era uma cafetina. Eu e minha amiga Hinata começamos apenas tirando fotos com roupas fofas e bonitas,essas fotos eram vendidas para pedofilos que pagavam um valor alto por essas fotos, mas foi quando um milionário ofereceu uma grande quantia para conhecer a gente que tudo piorou, no começo ele levava brinquedos, doces e presentes, como poderíamos saber afinal tínhamos apenas 5 anos. Mas o ganância da madame foi longe demais então ela ofereceu uma proposta onde ele pagaria a quantia estipulada e ele poderia fazer o que quisesse com a gente e esse foi o dia que os nossos sonhos foram rasgados como um tecido frágil, frágil demais para poder reagir e se defender. Mas mesmo assim, eu ainda agradeço por ter saído viva disso tudo, o senhor que comprou a nossa virgindade era um homem realmente gentil e tentou ser o mais delicado possível

A madame tsunade vendeu nossas virgindades com apenas 6 anos, eu espero que pelos tenha ganhado muito dinheiro com isso, afinal foi uma coisa horrível, uma dor insuportável de ser rasgada e mutilada de maneiras que eu ainda não entendia na época , enfim, desde então vieram muitos outros,alguns gentis, outros mais agressivos e violentos, com o tempo nos acostumamos a sermos vendidas para pessoas que não conhecemos e não queremos conhecer, é claro que não somos as únicas, tem varias outras garotas que também foram adotadas e vivem na mesma casa que a gente, enfim ela tem um negocio clandestino e muito lucrativo para ela.

Eu não julgo a madame por tudo isso, não é a vida perfeita mas talvez um pouco melhor , eu não julgo ela por vários motivos como o fato de que quando ela nos adotou, ela criou uma conta particular onde ela deposita uma parte dos lucros dos programas e esse dinheiro só pode ser tirado aos dezoito anos, uma espécie de fundo para a faculdade, ela também sempre exigiu notas excelentes de todas nós, sempre nos deu uma alimentação saudável, na verdade ela sempre cuidou da gente como se realmente fossemos suas filhas, tirando o fato da prostituição, é claro. Temos uma vida muito se formos parar pra pensar, vamos para uma escola particular, sempre temos roupas e sapatos novos, cabeleireiro e unha sempre que preciso, fora outras caprichos, mas todas somos proibidas de beber e fumar, nosso cardápio é feito por uma nutricionista e todas praticam pelo menos um exercício físico para manter a forma.

Hoje eu tenho 15 anos e estou no segundo ano, bom, eu diria que me acostumei com tudo isso, acho que eu não me importo tanto com isso, ser uma acompanhante de luxo não parece ser tão ruim assim para mim, mas tem uma pessoa que eu não quero que siga essa vida, que é minha melhor amiga, a Hinata é a pessoa mais doce e amável nesse mundo todo, eu fico impressionada em como ela consegue ser tão boa em situações como as que nos passamos e vivemos, ela é a melhor pessoa mais incrível e merece o mundo todo, quero que ela estude e saia daquele lugar, quero que ela case e tenha vários filhos e quero estar com ela todos esses momentos com ela.

Mas bem, hoje é o primeiro dia de aula, como sempre eu fui a ultima a me arrumar e me vestir, quando desci as escadas todas já estavam prontas e lindas, e eu toda descabelada pra variar, madame me olhou de cima a baixo e balançou a cabeça negativamente.

_ Se não se engano Sakura, hoje é o primeiro de aula certo?

_é sim, por que?

_ E você vai assim para a escola?

Subi as escadas e me arrumei como eu sei que ela quer que eu me arrume, voltei a descer as escadas, ela girou o dedo para eu dar uma volta, e girei e ela me deu um sorriso voltando a tomar o seu café. Todas então saímos de casa e fomos para a escola, Hinata estava muito ansiosa e andava rápido puxando minha mão.

_Ta tão desesperada pra saber se o seu crush supremo vai pra nossa sala ?

_Não tem nada a ver Sakura, eu só estou com pressa...

Eu dei risada e após um tapa no braço eu parei; Naruto é o crush da Hinata desde que eu me lembro, acho que eles ficam fofos juntos mas eu não sei o que ele sente por ela, se for verdadeiro eu vou defender esse amor com todas as minhas forças.

_ Sakura, você já se apaixonou?

_Ta perguntando isso pra mim? Serio?

Ela da risada e balança os braços desfazendo a pergunta. Chegamos na escola e olhamos a nossa sala, estávamos na mesma sala de novo, e Naruto também estava, eu vi o brilho nos olhos da Hinata quando viu o nome dele naquela lista.

Eu nunca me apaixonei por ninguém, acho que qualquer pessoa que tenha passado pelo que passei não tem tal tipo de sentimento, pelo menos eu não tenho, mas deve ser muito bom suspirar por alguém que você ama, beijar e ir pra cama com essa pessoa por vontade própria, deve ser bom mesmo.

Assim que entramos na sala eu dou de cara nas costas de alguém, eu olho pra cima e vejo um rapaz alto de cabelos e olhos pretos, ele me olha com um olhar arrogante.
_Porque não presta atenção por onde anda em garota?

Ele era muito bonito e cheiroso, meu coração estava acelerado e eu não consegui falar nada, senti minhas bochechas ficarem quentes, Droga!

_Vai responder ou é surda?

Eu passei correndo e me sentei na minha mesa ao lado de Hinata que me olhava preocupada

_ Você ta bem?

_Acho que sim...  

                                                                   


Notas Finais


Muito obrigado por virem ate aqui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...