1. Spirit Fanfics >
  2. Bad Girl For You >
  3. Único: I'm a Slave 4 U.

História Bad Girl For You - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Particularmente, estou muito orgulhoso de mim. Essa orange 'tá melhor que o meu primeiro lemon (em minha opinião), enfim.
Amanhã eu irei reler para corrigir os erros ortográficos mais uma vez, então ignorem qualquer erro de escrita, por gentileza, iti.


Boa leitura, meus compatriotas (ainda pensando em um nome para chamar os meus leitores, triste).

Capítulo 1 - Único: I'm a Slave 4 U.


Heeyeon estava sentada numa cadeira nada confortável, com as mãos amarradas, por uma corda, num nó firme e a calcinha molhada.

A garota tinha a visão da namorada, com os longos cabelos de mechas loiras, rebolando ao som de 'Gimme More da Britney de forma extremamente sexual. Era seu castigo, afinal.

Vê-la trajando uma calça social preta e uma gravata, que ficava bem posicionada ao meio de seus seios avantajados cobertos pelo sutiã vermelho, era pura tortura e Hyojin sabia disso.

Aliás, era isso que ela queria causar: tortura à Heeyeon.

A proximidade do corpo suado ao seu só a deixava mais agitada ainda, cruzando as pernas em excitação e arfando em tentativas nulas de prazer. O quadril movia-se lentamente, provocando a mente já nublada de tesão da loira; Heeyeon só queria poder dá um tapa na bunda redondinha de Hyojin; mas um tapa bem-dado.

Gostaria de se livrar daquela corda apertada, segurar a mais velha pela sua gravata, tirar aquela calça que marcava tão bem suas curvas, rasgar a calcinha que provavelmente teria a mesma coloração do sutiã, se agachar e por fim enfiar o rosto entre as pernas da mulher. Gostaria, ah como gostaria, de chupa-la tão bem até o ponto de fazê-la implorar para gozar em sua cara enquanto quereria os dedos longos a alargando.

Mas Heeyeon só estimaria por esse sonho, estava nas mãos de Hyojin, no momento, e no máximo teria de aguentar todo o tormento que lhe era causado; não devia nem ter pensado em subestimar a Ahn mais velha.

ㅡ Vamos, querida, me solte e resolveremos isso como duas adultas. ㅡ segurou com força a vontade de manhar a namorada, seu orgulho era muito para cometer tal ato.

Então a música se finalizou, Heeyeon finalmente se viu no encerramento daquilo quando a de mechas amareladas se aproximou. Entretanto, estava errada, obviamente.

Ahn Hyojin somente se aproximou para descruzar as pernas da loira e sentar-se sob o colo da mesma, Hani (como era chamada por sua unnie) sentiu as coxas formigarem em desejo e tudo só piorou quando se iniciou 'I'm a Slave 4 U' e a bunda passou a rebolar gostoso. Heeyeon jurava que não só sua calcinha estava molhada, seu short jeans devia estar no mesmo estado.

Não só a melodia sensual combinava com o atual momento das duas, a letra também contribuía para o estado deplorável de ambas.

Hyojin envolveu a gravata no pescoço da mais nova e aproximou seus seios, ainda cobertos por a renda vermelha, ao rosto dela; sem hesitar, a mulher beijou, mordeu e chupou a pele macia de Hyojin, ouvindo-a arfar em deleite. Mesmo assim, os rebolados não paravam em nenhum instante de junto a canção de letra ocultamente pornográfica.

Os dedos com as unhas pintadas em um vermelho vivo foram em direção ao maxilar de Hani e afastou brutalmente os lábios da mesma de seus seios marcados, por conta dos atos feitos anteriormente. Empurrou a cabeça para trás, vendo os fios loiros escorrerem de seus ombros para trás da cadeira, e empurrou seus dedos que estavam no maxilar para dentro da cavidade bucal da garota, vendo-a chupar ligeiramente.

Hyojin estava a ponto de desistir dos seus planos maléficos.

Enquanto sua namorada chupava e mordiscava seus dedos com vontade, levou os lábios até a orelha cheia de ‘piercings’ e sussurrou um trecho da música:

ㅡ Baby, don't you wanna, dance upon me? ㅡ e retirou os dedos úmidos de saliva da boca da namorada.

Levantou do colo alheio e, porra, só de ter aquela visão de Heeyeon com as pernas entreabertas, podendo ver que o jeans claro estava um tanto marcado na região de sua vagina, Hyojin estava por largar tudo.

Porém, seu orgulho era bem maior que si.

Então, destemida, a mulher se virou de costas para Hee e retirou o sutiã, sentindo seus mamilos doerem de tão durinhos que estavam, logo em seguida retirando a calça social com a calcinha que usava. Hyojin estava totalmente nua, trajando somente a gravata escura e quando se virou Heeyeon percebeu o quão sortuda era.

Aquela mulher era Deus, sem o mínimo de dúvidas. Ela superava Vênus em todos os sentidos, Hyojin superava qualquer deusa.

O corpo se exibiu e Hee só comprovou sua teoria já comprovada. Hyojin era um mulherão da porra.

ㅡ Cacete… ㅡ resmungou a mais nova, cruzando as pernas mais uma vez.

Sentiu o pulso doer, talvez pelo nó ou pela força involuntária que fazia ao tentar se livrar da corda, não tinha convicção, mas tinha em consciência de que precisava sentir a derme quentinha de Hyojin com suas digitais.

ㅡ O quê, amor? ㅡ sussurrou a morena de mechas claras, um sorrisinho sonso e provocativo banhava os lábios chamativos. ㅡ Pensou que eu desistiria fácil? Que te deixaria vencer? Ah, querida, penso que tu nem imagina o quão competitiva sou.

Voltou a se posicionar no colo de Heeyeon e a deixou chupar os botõezinhos inchadinhos, gemendo baixinho a cada vez que as ações da mais nova lhe surtia uma reação.

Hyojin, se aproveitando da vulnerabilidade da namorada, passou a palma pela regata branca da mesma ㅡ não notando somente agora que ela não usava sutiã ㅡ e após, descendo até a braguilha do short, desabotoando ali, descendo o zíper e por fim introduzindo a mão por cima da calcinha, não demorando a sentir a umidade do local.

Heeyeon estava quentinha, o que instigou Hyojin mais ainda, empurrando seus seios contra o rosto perfeitinho da namorada, incentivando-a com seus dedos, movendo-os na região de seu clitóris, ouvindo-a gemer seu nome abafado, causando vibrações e sensações boas na região em que era chupada.

ㅡ Hyo… me desamarre, por favor. Vamos resolver isso, gatinha. Deixe-me dar um jeito, eu sei que quer estar no meu lugar. ㅡ foi o cúmulo para o orgulho da mais velha.

Um dos dedos afastou o tecido da calcinha de Heeyeon e outro se afundou no interior aquecido da mesma, em resposta, Hee gemeu dengosa. Hyojin tinha o rosto numa expressão brava, entretanto, adoravelmente fofa aos olhos da mais nova, que sofria nas mãos da mulher ㅡ literalmente.

Não tardou em começar a mover o indicador em que fora penetrado lentamente, torturando mais ainda Hani, aliás, ela merecia.

Heeyeon sempre duvidou da capacidade de Hyojin de dominá-la numa relação sexual, dizendo de forma vaga, foi assim que acabaram dessa forma: Heeyeon amarrada e Hyojin afundando seu indicador na bucetinha da mesma.

Hyojin não só queria mostrar suas habilidades à sua dongsaeng, como queria fazê-la se render.

E Heeyeon gostaria de fazer Hyojin se render.

No final, as duas tinham o mesmo objetivo, mas nesse caso a mais velha estava com pontos a mais.

ㅡ Não seja má, Elly… ㅡ a chamou pelo apelido íntimo, querendo amolecer o coração que não era tão frio assim.

Na verdade, Hyojin era um doce, um amorzinho.

Mas, mais uma vez, Hani estava errada.

Com o apelido chamado, Hyojin só fez lhe penetrar mais um dedo e mover os dígitos de forma rápida, enquanto a olhava.

Os lábios de Hani já não mais rodeavam os seios de Hyojin, notou que eles estavam mais vermelhinhos que o comum e pensou que essa coloração poderia ter sido causada pôr os próprios dentes da loira. Ela gemia incessantemente, e o volume aumentava a cada vez que Hyojin usava o polegar para brincar com o clitóris sensível da mais nova, era engraçado ver o sofrimento da mulher.

ㅡ Filha da puta! ㅡ gemeu alto dessa vez, Hyojin muito bem sabia seus pontos fracos.

ㅡ Olha a boca, amor. ㅡ a repreendeu, soltando um risinho pretensioso.

Os dedos se afundaram na mulher para, em seguida, penetrar-lhe o terceiro dedo.

Heeyeon jurou ter ido ao inferno, mas sabia que isso não tinha acontecido, pois se não teria agradecido a Lúcifer pelo ato vicioso que era o sexo. Nesse caso, agradeceu e xingou Hyojin, desejando mais, muito mais.

ㅡ De novo, porra! ㅡ tentou a apressar, tombando a cabeça para trás.

A dor em seus pulsos já nem era mais incômodo, estava concentrada demais nos dedos hábeis da namorada. Aquela mulher era semelhante a uma profissional renomada, infelizmente, após seis meses de namoro só veio saber disso hoje.

Talvez, tê-la subestimado não tenha sido de todo mal.

Claramente Hyojin obedeceu, movendo os dedos ao mesmo tempo, em que brincava com o clitóris inchadinho de Hani, vendo-a tremer debaixo de si, sobre a cadeira.

O estado lastimável da mais nova só fazia a Ahn mais velha ansiar mais ainda por seus toques, por mais que soubesse que acabaria pagando por seus atos cruéis, gostava de saber que estaria nas mãos da amada, que seria tocada da forma em que amava.

ㅡ Por favor, Elly… ㅡ gemeu manhosinha, Hyojin já sabia que a namorada estava perto de ter seu orgasmo, então foi seguindo as ordens.

Mais fundo, mais rápido e certeira, Hyojin logo teve a loira se desmanchando em sua mão, calcinha e shorts. Caramba, Heeyeon se rendeu lindamente para si.

Os lábios da mais velha foram diretos aos da mais nova em um beijo demorado, quente e, digamos, agressivo. Heeyeon não a rejeitou, por mais puta que estivesse, mordiscou com leveza os lábios saborosos da morena e gemeu seu nome uma última vez quando sentiu seu corpo sair do estado de orgasmo.

Hyojin iria te pagar. Pagar muito.

ㅡ Poderia me desamarrar, agora? ㅡ murmurou, deixando com que a mulher lhe desse um último selinho apaixonado e excitado, rebolando levemente sobre o colo da mais nova.

Além do mais, Hyojin estava necessitada, necessitada 'pra caralho.

No momento, soava do celular da mais velha 'Toxic e de uma coisa Hani tinha certeza: estava viciada no veneno de Hyojin e descobriu adorar o que ela fazia com os dedos.

Com as mãos já livres, não demorou em se levantar, retirar todas as suas vestes e debruçar Hyojin na cama, ficando por cima. Seus pulsos marcados em vermelho, denunciando o quão roxo aquela área ficaria, se encostaram aos da mais velha e os prenderam, deixando-a impossibilitada de se tocar para satisfazer seus desejos. Hani queria lidar com sua menina sozinha, sem interrupções.

ㅡ Vagabunda. ㅡ a xingou, vendo a expressão sonsa e dengosa se formar na face da mulher, ela gostava de ser humilhada por Heeyeon.

Os lábios desceram depressa, passaram dos seios e da barriga chapada para direto a bucetinha rosadinha da namorada. As mãos alheias, foram obrigatoriamente posicionadas a cada lado do corpo, prosseguindo presas por Hani, que agora chupava Hyojin com devoção.




Essa noite estava longe de acabar.


Notas Finais


Gente, eu amo muito a Britney Spears, só música boa.

Obrigado por terem lido!!! Espero que tenham gostado. E caso tenha ficado confuso, "Elly" é um dos apelidos (antigo stage name) da LE (Hyojin). É isto. Sem julgamentos, compatriotas.

Tá aqui o link 'pra quem quiser ler meu primeiro lemon 👇👇👇
https://www.spiritfanfiction.com/historia/tequila-18506279

Prometo melhorar nos próximos, tá? A cada dia que se passa, todos nós nos aperfeiçoamos em fazer aquilo que gostamos/amamos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...