História Bad Girl Good Girl - IMAGINE Taehyung - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jessica, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Bangtan Boys, Bts, Imagine Taehyung, Snsd, Taehyung, Taehyunxvocê, Taeny, Tiffany, Yulsic
Visualizações 31
Palavras 1.859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 2 - Smoke and First Kiss


Ouvi o barulho do despertador e me levantei, lembrando que teria prova. Desci do beliche e acordei as meninas, que não tiveram a mínima vontade de levantar. Fui até o banheiro e entrei no chuveiro, vendo a porta ser aberta por Yuri.

-Credo, que delícia!-Falou quando me viu tomando banho. Acabei rindo com seu comentário, logo vendo as outras duas entrarem.

-Me alcança uma toalha.-Pedi para Taeyeon, que me deu uma toalha branca. Me enrolei na mesma e fui até o guarda-roupa, pegando meu uniforme. Me vesti e peguei meu caderno para dar uma estudada rápida, até elas ficarem prontas. Depois de um tempo, todas se arrumaram e nós seguimos para a sala. Chegando lá, todos já estavam sentados, esperando a professora. Me sentei em meu lugar, que era no fundo da sala, em frente a Taehyung, que dormia deitado na classe.

-Acho melhor você acordar, se não a sua mãe vai aparecer de novo. -Falei sarcástica, bagunçando o cabelo do garoto, que levantou a cabeça.

-Melhor você pegar o primeiro lugar.-Rebateu, e eu dei de ombros. A professora entregou as provas, e logo todos começaram a fazer. Eu sabia literalmente tudo da prova, e seria a minha chance de passar Jungkook. Olhei Taeyeon, e ela fitava Taehyung atrás de mim, com uma expressão estranha. Olhei para trás de relance, e Taehyung não havia feito nada. Fiquei em uma discussão interna comigo mesma, sem saber se eu deveria ajudar. Eu deveria ficar feliz por ver ele se dando mal, mas eu não estava. Por um momento, eu pensei também em sua mãe, que já não tinha condições boas, e fazia de tudo para ele ser feliz. Ela não merecia um resultado ruim. Joguei a minha caneta no chão e fiz um sinal para Taehyung ficar atento, logo me abaixando por um tempo, fingindo procurar a caneta. Depois de ele conseguir colar uma parte da prova, me levantei novamente, terminando tudo.

-Tiffany, recolha as provas, por favor. -A professora pediu, e eu o fiz. Aproveitei para dar uma olhada na prova de Jungkook, e haviam duas questões erradas. Acabei sorrindo, recolhendo tudo e entregando. Ficamos sentados esperando a mais velha corrigir tudo, e ir ditando as notas. Sua voz se fez presente, anunciando que havia corrigido tudo.

-Vamos ver... Taeyeon tirou 8,0.-Falou e a menina sorriu, batendo na minha mão.-Jungkook 9,1.-Acabei sorrindo.- Yuri e Jessica 9,1 também. Tiffany, parabéns, tirou 10. Taehyung foi 7, na média.

Pelo menos ele não havia ido mal, e eu havia tirado a maior nota da sala. A aula passou mais rápido que o esperado, e logo seria o treinamento de dança. No caminho até a sala, acabei avistando duas garotas discutindo com Taeyeon, e logo foram para cima dela. Sem nem pensar duas vezes, avancei nelas e logo começamos uma briga. Se Taehyung e Jungkook não tivessem nos segurado, era capaz de termos matado elas. Comecei a me debater, enquanto gritava para ele me soltar, o que não aconteceu. Fui arrastada até a sala de dança, aonde todos estavam.

-Fazia tempo que vocês não brigavam.-Yuri falou, provavelmente lembrando dos velhos tempos. Era realmente legal começar brigas desnecessárias.

-Teria sido melhor se esse almofadinha não tivesse me segurado. -Me sentei e Taehyung me olhou.

-Você me chamou de que?-Perguntou da forma mais debochada possível.

-Você é surdo? -Rebati, usando o mesmo tom.

-Se a carapuça serve.-Me levantei ficando em sua frente.

-Ah é? Repete!

-Se a carapuça serve!

-Ah é? Repete!

-Se a carapuça serve!

-Ah é? Rep...

-JÁ DEU NÉ! CARALHO!-Yuri interrompeu, e Hyo entrou na sala. Iríamos começar com Bad girl good girl, e depois seria Oh NaNa. Começamos vendo a coreografia, e Hyoyeon ia ensinando tudo, e depois de vários erros e acertos, conseguimos e resolvemos dançar sem ajuda, para ver se estava realmente tudo certo.

You don't know me, you don't know me

You don't know me, you don't know me

(Você não me conhece 4x)

So shut up boy, so shut up boy

So shut up boy, so shut up, shut up

(Então cale a boca 4x)

Apeseon han madido motadeoni

(Você não tem coragem de falar nada na minha frente)

Dwiye seon nae yaegil anjoke hae eoyiga eobseo

(Mas pelas minhas costas, só fala mal de mim. Estou chocada.)

Hello, hello, hello, na gateun yeojan cheo eum euro-euro-euro

(Olá, olá, olá, parece a primeira vez, vez, vez,que você vê uma garota como eu)

Bon geogateun dewae nareul pandanani naega hokshi duryeo un geoni

(Por que você me julga? Será que você tem medo de mim?)

Geoteuron bad girl, sogeuron good girl, nareul jaraljido motamyeon seo

Nae geo moseupman bomyeonseo hanshiman yeojaro boneun neoye shiseoni nan neomuna ugyeo

(Por fora, pareço uma má garota. Mas por dentro, sou uma boa garota

Você nem me conhece direito, só me julga pela aparência. Eu acho hilário o jeito que você só me vê como uma garota deplorável)

Chum chul ttaen bad girl, sarangeun good girl, chum chuneun nae moseubeul bolttae neun

Nokseul noko bogoseo neun kkeunani songarak jil haneun geu wiseoni nan neomuna ugyeo

(Quando danço, sou uma má garota. Quando amo, sou uma boa garota. Quando você me vê dançar, fica encantado, mas

depois muda completamente. Mas eu acho hilário que depois disso, você aponta pra mim como um hipócrita)

Ireono ireon meori moyangeuro

(Esse tipo de roupas,)

Ireon chumeul chuneun yeojaneun ppeon hae, niga deo ppeon hae

(Esse tipo de penteado, uma garota que dança desse jeito é muito óbvia. Olha só quem fala)

Hello, hello, hello, jashin eobseumyeon jeo dwiro-dwiro-dwiro

(Olá, Olá, olá. Se você não tem confiança, saia, saia, saia daqui

Você só precisa ir embora)

Mulleoseo myeon dweji wae

(Por que você continua reclamando?)

jakku tteodeuni ni sogi hwoni boineun geon ani

(Você não vê o quanto é fácil entender seu coração?)

Eu dancei praticamente a música toda encarando Taehyung. Por algum motivo, a letra me lembrava dele.

-Vocês foram muito bem. O tempo passou rápido, então vamos ensaiar Oh NaNa na próxima aula. Estão dispensados. -Peguei as minhas coisas e fui a primeira pessoa à sair da sala. Quando estava indo em direção às maquinas de comida, percebi Tae andando ao meu lado. Mas não era "a" Tae. Era "o" Tae.

-O que foi? -Perguntei parando de andar.

-Oi?-Parecia que eu havia o tirado de um transe.

-Por que você me seguiu? -O maior olhou em volta, parecendo pensar em algo para falar.

-Quem disse que eu te segui? Eu apenas estou com fome.-Falou da maneira mais fria possível e acelerou os passos, colocando dinheiro na maquina e pegando um doce aleatório. Era o meu doce favorito, e por coincidência, era um doce que ele não gostava.

-Por que você pegou isso?-Me aproximei.

-Você não cansa de me fazer perguntas?-Falou e eu balancei a cabeça em forma de negação, percebendo um suspiro do garoto.-Pega pra você.-Me deu o doce, e saiu dali. Eu tentei processar o que havia acabado de acontecer, mas era difícil. Garoto estranho.

Dei de ombros e resolvi ir até o dormitório, mas no meio do caminho, parei ao ouvir Taehyung discutindo com uma garota, que seria sua possível namorada. A mesma parecia estressada, e saiu dali batendo pé.

-O que aconteceu? -Segurei seu braço.

-Eu apenas não vou ficar em um namoro aonde o garoto não quer nem me beijar!-Franzi o cenho, vendo a menina se distanciar. Era muita coisa para processar, e eu estava com sono. Chegando no dormitório, me joguei na cama de Taeyeon, por estar com preguiça de subir no beliche e acabei pegando no sono.

No dia seguinte, acordei com a mesma rotina de sempre, mas enquanto ia para a aula, ouvi várias pessoas falando de Taehyung.

-Eu ouvi que ele não quis beijar ela porque ele ainda é BV. É realmente uma pena. -Aquilo foi como uma bomba. Mesmo o odiando, eu teria que admitir que ele era realmente bonito, e difícil encontrar alguém bonito assim, que nunca tenha beijado alguém. Como as fofocas se espalham rápido, literalmente a escola toda falava sobre isso. Eu queria fazer algo, mas nada adiantaria. Não tinha nem um motivo para ajudar, para ser sincera. Não é como se fosse mudar algo na minha vida. Fui até a parte de trás da escola, retirando o tijolo do chão, pegando um cigarro. Depois de fumar metade da carteira, avistei Taeyeon vindo em minha direção. Sem nem pensar duas vezes, escondi a mesma em minha mochila, sem perceber que havia um cigarro em minha mão.

-Por que você continua fazendo isso? -Perguntou, visivelmente brava.

-Cuida da sua vida. -Falei e ela tirou o cigarro da minha mão.

-O único jeito de você parar vai ser sua mãe descobrindo, não é? -Enfiou o cigarro na minha mochila, saindo dali. Suspirei e fui até a sala, como se nada tivesse acontecido. Quando me sentei, Taeyeon levantou a mão e chamou a atenção do professor.

-Professor, teria como pedir para verificar a mochila do pessoal? O meu celular sumiu, e eu queria saber se alguém pegou por engano.-O professor assentiu, passando nas mesas pedindo para os alunos tirarem tudo para fora. Fiz o pedido, tirando os cadernos, quando percebi a carteira de cigarros ali. Arregalei os olhos, percebendo que ela havia feito aquilo de propósito. Quando o professor chegou em minha mesa e pediu para verificar a minha mochila, Taehyung se manifestou.

-A Tae achou o celular dela!-Falou, salvando a minha vida.

-Achou mesmo, Kim?-O professor perguntou.

-C-claro. -Forçou um sorriso, e a confusão acabou. Quando a aula acabou, as pessoas voltaram à comentar sobre Taehyung. Olhei o mesmo, que saiu da sala de cabeça baixa. Resolvi acabar com aquilo, o seguindo até seu dormitório. Abrindo a porta, o maior estava deitado na cama sem camisa de olhos fechados. Fechei a porta, chamando sua atenção.

-Se você veio me zoar, veio na hora errada. -Falou, ainda de olhos fechados.

-Por que eu faria isso?-Perguntei e ele não respondeu. Me sentei na ponta da cama, fazendo-o levantar, ficando sentado também.

-Se isso serve de consolo, eu também nunca beijei. -Senti minhas bochechas esquentarem quando sua boca se abriu em um formato de "O".

-Mas você cresceu e ficou tão gost.. Digo, bonita... Seu sorriso.. Sei lá porra!-Se perdeu em suas próprias palavras, e eu senti vontade de rir, mas consegui me controlar.

-Eu queria beijar alguém que não fosse me julgar, sabe? Eu queria que fosse algo pelo menos um pouco especial. -Senti sua mão segurando meu braço.

-Como eu te ajudei hoje na aula, eu quero uma recompensa. -Me puxou de leve, fazendo eu sentar em seu colo.

-Tae..-Sussurrei, sem acreditar no que estava acontecendo.

-Fica calma. Não tenha medo de errar, eu provavelmente irei errar também. -Aproximou o rosto do meu, e eu não sabia o que fazer. Minhas mãos trêmulas foram de encontro com seus ombros, sentindo sua pele em meus dedos. Como esperado, seus lábios tocaram os meus, e logo sua língua invadiu minha boca. O maior parecia concentrado no que fazia, e eu não estava diferente. O clima estava bom, até eu pular de seu colo quando a porta abriu. Jungkook nos olhou confuso, e eu peguei a minha mochila, ouvindo Taehyung me chamar, mas ignorei. Resolvi fazer uma piada, para não perder o costume.

-Eu vou lavar a boca com uma escova de aço!-Falei vendo o garoto sorrir daquele jeito retangular. Esbarrei em Jungkook sem querer, por conta do nervosismo, mas eu apenas parei de correr quando cheguei no dormitório. Taeyeon estava ali, e quando notou minha presença, me abraçou com força, e eu não esbocei reação. 

-Me desculpa!-Falou me apertando.


Notas Finais


Se a carapuça serve


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...