História Bad Guy - Jeon Jungkook - One Shot - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Jungkook, Suícidio, Traição, Violencia
Visualizações 372
Palavras 1.483
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Disse que seria curto, espero que gostem.

Capítulo 3 - Capítulo Final


Fanfic / Fanfiction Bad Guy - Jeon Jungkook - One Shot - Capítulo 3 - Capítulo Final

" Eu gosto quando você assume o controle

Mesmo que você saiba que não é meu dono

Eu deixo você interpretar esse papel

Eu serei seu animal

Eu gosto quando você fica bravo

Acho que estou muito feliz por você estar sozinho

Você disse que ela está com medo de mim?

Bom, eu não vejo o que ela vê

Mas talvez seja porque eu estou usando seu perfume"

Uma semana sem ver Jungkook e havíamos brigado novamente porque ele decidiu que levaria a namorada a inauguração da nova boate e não eu. Então decidi ir com umas amigas do trabalho, Eun e Sunhee. Coloquei o vestido que comprei sem que ele soubesse, pois quando perguntei sua opinião sobre o mesmo, ele me proibiu de comprá-lo. Make marcante, salto alto, cabelos soltos, alguns acessórios e estava pronta. Peguei um táxi, pois iria encontrar com as meninas em frente a boate.

— Pensei que não vinha - disse Sun ao me ver saindo do carro

— Desculpem o atraso - falei e elas assentiram

— Vamos aproveitar a noite - disse Eun e nós concordamos.

Entramos no local e estava lotado, pegamos algumas bebidas e após umas doses de tequila fomos para a pista. Eu estava dançando quando senti algum por as mãos em minha cintura, me virei e vi um sorriso lindo e o dono mais ainda ali.

— Você é linda sabia? - disse ele

— Obrigada, você também - falei

— Me chamo Min Yoongi - disse ele

— Park SN - respondi

— Posso dançar com você? - assenti e então voltamos a dançar, o clima estava quente e então no minuto seguinte me senti sendo arrastada para longe dali, olhei e vi Jungkook me puxando para longe, só parou quando chegamos em um corredor vazio e um pouco escuro.

— O que faz aqui? - perguntou ele rispido ai da segurando meu braço

— Vim me divertir - falei simplista

— Você faz de tudo pra me irritar não é? Sabe que não gosto que faça essas palhaçadas e me lembro muito bem em ter proibido que comprasse esse vestido - disse me analisando

— Proibiu, mas você não manda em mim e eu uso o que eu quiser. Tudo isso é porque estou muito gostosa com ele, mas que aquela sem graça da sua namorada - falei e ele me empurrou na parede

— Cala a sua boca - passou as mãos no cabelo e eu me aproximei

— Você não gostou do vestido Kookie? - perguntei manhosa invertendado as posições e o deixando com as costas contra a parede

— SN para - pediu nervoso

— O que foi? Não gosta mais da sua maluquinha? - beijei seu pescoço o fazendo arfar

— Você me enlouquece garota, não sei quantas vezes já te disse isso, mas é verdade - falou e então enfiou a mão em meu cabelo o puxando para trás, me olhou analisando meu rosto — Porque faz essas coisas? - perguntou ele

— Porque adoro quando você assume o controle, finge ser meu dono e gosto mais ainda de te deixar bravo - confessei e ele me olhou surpreso, mas me beijou de forma selvagem, me colocando contra a parede novamente. Uma mão desceu até minha coxa a apertando, levantou a mesma a colocando em seu quadril, acertou um tapa na mesma me fazendo gemer contra sua boca. Sua boca desceu por meu pescoço deixando mordidinhas gostosas

— Você é minha está me ouvindo? - assenti — Não quero nenhum um homem te tocando, apenas eu, só eu - sussurou as duas últimas palavras e voltou a me beijar. Ouvimos vozes vindo em nossa direção e então nos afastamos

— Me leve para a sua mesa - falei e ele me olhou surpreso

— Está louca? Aliás, mais louca que o normal? - eu ri — Não vou te levar para a mesa em que minha namorada está - disse ele

— Então vou até la e me apresento - me afastei para sair, mas ele me segurou

— Faça alguma graça e você sabe o que vai acontecer - me ameaçou e eu apenas ri, ele me puxou e voltamos para a pista, caminja até a mesa do mesmo — Amor, essa é minha amiga SN, a encontrei no caminho até o banheiro - disse ele e eu quis rir — SN essa é Sophie, minha namorada - disse ele

— Oi, prazer - disse animada e a abracei

— O prazer é meu - disse ele e nos olhos com um sorriso forçado. Fiquei ali com eles e seus amigos até que ela diz — Amor, preciso ir ao banheiro, me acompanha? - ele assentiu e sairam. Eles demoraram, então fui até o banheiro e o oivi discutindo.

— Eu não sou idiota Jungkook, está na cara que não só amigos - gritou ela

— Para com isso So, ela e eu somos só amigos - disse ele

— Ah claro, você some dizendo que vai ao banheiro, demora e quando voltar está com a roupa amassada, cara de quem aprontou e cheirando a um perfume que não é meu. Detalhe, ela me abraçou e pode senti seu perfume nela, tinha marcas recentes no pescoço dela e ela me olhava de forma psicopata. Ela me da medo Jungkook e você me da nojo - falou ela

— Não é nada disso, eu juro - disse ele

— Não adianta jurar, acabou Jungkook, estou cansada de você e suas mentiras - falou ela

— Por favor, não vai - pediu ele

— Eu vou e por favor, não me procure nunca mais - disse ela saindo do banheiro, me escondi lara que ela não visse, caminheir até o mesmo com um sorriso rosto

— Problemas no paraíso Jeon? - perguntei, ele me olhou com ódio

— O que faz aqui sua louca? - gritou ele

— Acho que estou feliz que agora está sozinho - disse a ele — Agora podemos nos divertir mais - falei me aproximando

— Sai de perto de mim - ordenou, mas não obedeço

— Você diz tanto que é tudo culpa minha, você me faz a vilã da sua vida, mas será que sou realmente tão culpada assim? - perguntei

— Cala a porra da boca - me acertou um tapa em cheio que me fez cambalear para trás

— Isso Jeon, me mostra o que ela não vê - provoquei e senti ele segurar meus cabelos com força e me jogar contra a parede me fazendo bater o nariz que sangrou na hora

— Você é louca e me deixou louco, você faz de propósito para que eu a machuque. Isso é o que você faz comigo, eu odeio você - ele gritou e aquilo me maguou

Sai do local limpando o nariz, que já não sangrava, tomei algumas doses de tequila, só queria diminuir a dor. Sai da festa caminhando pela cidade, parei em um viaduto e olhei para baixo começando a chorar. Me sentei ali na beirada "eu devia pular" pensei e comecei a rir de mim mesma.

— SN - ouvi o grito de Jungkook — Desci dai - mandou ele

— Vai embora, me deixa sozinha - pedi

— Vem, vamos embora, amanhã conversamos - disse ele, mas não o olhei, vi minhas mãos sujas de sangue

— Eu sempre fiz de tudo por você, aceitei te ter pela metade, aguentei seu ciúme doentio. Sei que eu provocava na maioria das vezes, mas talvez eu só quisesse que de alguma forma você demonstrasse sentir algo por mim. Nunca me importei com os machucados, as roupas sujas de sangue desde que no fim você estivesse lá para mim. Mesmo sem me amar, sei que era só diversão, a louca que mexe com a sua cabeça e seu corpo. Você gosta de me fazer de seu animalzinho e eu deixo. Deixo você achar que tem o controle de tudo, porque você se acha o gostosão e que as mulheres sem caem aos seus pés, nunca está satisfeito e eu aceitei tudo. Você fala como se a culpa fosse toda minha, eu sou a vilã aqui Jeon? - o olhei e ele estava estático — Ou só uma apaixonada que faz tudo pra estar com o cara que ama? - ele estava em silêncio — Eu não suporto mais, já chega pra mim - falei pulando sem avisar, mas ele me segurou — Me solta - pedi

— Não faz isso por favor - pediu ele

— Por favor, me deixa ir - pedi e ele negou

— Me perdoa, você não é a única vilã aqui, eu também sou um pouco louco e faço muita burrada sem pensar. Por favor, me ajuda a te puxar pra cima - eu neguei — SN - falou com a voz tremula

— Adeus Kookie - disse antes de soltar nossas mãos e o ouvi gritando meu nome, fechei meus olhos e apenas senti uma dor além além do limite que me fez apagar, foi ali que dei adeus ao homem que amei profundamente.


Notas Finais


Triste, mas é isso. Espero que tenham gostado. Beijos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...