História Bad Guy - Jeon Jungkook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Bangtan Boys (BTS), Hetero, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Namjoon, Suga, Taehyung
Visualizações 76
Palavras 578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Comentem! O comentário de vocês me fazem bem e me motivam ♡

Avisos!
Dupla personalidade
Insinuação de estupro
Violência
Se não gosta, só não ler.

Boa leitura ♡

Capítulo 7 - O começo do fim


Fanfic / Fanfiction Bad Guy - Jeon Jungkook - Capítulo 7 - O começo do fim

Eu lembro do cheiro do quarto, era meu único refúgio, eu me escondia debaixo da cama, mas ele sempre me encontrava.

Ele sabia o horário que minha mãe chegava, me tratava bem o dia todo, mas quando queria algo se transformava, eu só era uma criança, porque não fui tratada como tal?

Lembro daquela noite como se fosse hoje, o cheiro do sangue, roupas sujas e um grito de horror.

- O que você fez?! O que você fez?! – Ela se jogou no chão do meu lado, tocando as minhas mãos, eu estava suja de sangue, meu vestido manchado com o sangue dele.

Eu só era uma criança, eu devia ter sido tratada como tal.

Ele mexeu comigo na faculdade, me olhou daquele jeito que todos os outros olharam, ele se achava o rei da faculdade, mas era só um garotinho quebrado, ele implorou, implorou tanto, eu podia me ver em seus olhos, de como a vida se esvaiu. Eu fui a última coisa que ele viu.

- Sora? – Olhei a loira que me olhava com um ponto de interrogação estampado na cara. — Desviei o olhar vendo que estava na biblioteca.

- Ashley? Você ainda está aqui? Pode ir. – Fui até o balcão largando minha mochila na parte debaixo do armário.

Ela ainda me olhava sem entender, e eu fingia não ver, eu sabia que se eu parece de usar os remédios as crises voltariam, eu não me lembrava de como tinha chegado lá. Esses apagões nunca foram explicados pra mim, mas a psiquiatra sempre disse que era pelos traumas.

Talvez ela sabia que eu ainda não estava pronta pra encarar qualquer uma das consequências dos meus traumas.

- Você está bem? – Ashley me olhava preocupada.

- Estou bem, está dando seu horário pode ir. - Respondi sem olha-la.

Ela apenas concordou, pegou sua mochila e saiu da biblioteca.

Me joguei em uma das cadeiras atrás do balcão, caçando o celular na minha jaqueta. Vi uma mensagem do tio Hobi pedindo pra eu ligar pra ele quando chegasse no dormitório.

Não me lembrava muito bem do nosso encontro, lembro do parque, e sobre termos falado da minha mãe.

Peguei o livro na mochila, precisava estudar, esquecer das lembranças e de como eu estava estranha esse mês.

- Ora ora se não é a revoltada… - Ouvi a voz grave.

Taehyung me olhava com seu olhar indescritível, era estranho olhar para ele depois de ter quebrado seu dedo, eu não era uma menina má, eu não podia ser uma menina má.

- Posso ajudá-lo? – Levantei deixando o livro na cadeira e me aproximei do balcão.

- Se eu puder quebrar seu dedo, seria de uma ótima ajuda. – Ele respondeu soltando um risinho irônico.

Eu não gostava dele, algo nele mexia com meu pior lado.

- Deixe a garota em paz, Taehyung. Ou quer outro dedo quebrado? - O mais baixo disse com seu olhar tedioso de sempre.

- Qual é, Yoongi! Vai defender ela? Já basta o Jungkook com aquele papo estranho. – Olhei Min Yoongi tentando entender o papo que se desenrolava na minha frente.

- Só não perca seu tempo, idiota. Você precisa estudar. – Yoongi respondeu dando de ombros e se afastando do balcão.

- Nunca fique sozinha comigo, Sora. Você vai se arrepender. – Taehyung sussurrou ameaçador. Soltou um dos seus sorrisinhos sarcásticos e se afastou.Sora tinha acabado com sua paz quando se meteu com um dos intocáveis.

- Cacete, eu só queria um pouco de paz.


Notas Finais


Oi gente, tô meio travada com essa história, então vou demorar um pouco pra postar.
Já comecei a postar O filho do chefe 2, quem leu o primeiro já pode ler esse.
Bjooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...