História BAD GUY -Dacre Montgomery:Billy Hargrove x Sabrina Carpenter - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Sabrina Carpenter, Stranger Things
Personagens Billy Hargrove, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Mike Wheeler, Sabrina Carpenter, Steve Harrington
Tags Billy, Drace Montgomery, Sabrina Carpenter
Visualizações 22
Palavras 1.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioioi desculpa a demora, vi que pediram muito então resolvi trazer, FINALLLLMENTE A PARTE HOOOT espero realmente que gostem!

Boa leitura meus amores, favoritem e comentem aí o que acharam!




》》》NÃO SEJA UM LEITOR FANTASMA《《《

Capítulo 18 - BAD GUY- Parte 18


Fanfic / Fanfiction BAD GUY -Dacre Montgomery:Billy Hargrove x Sabrina Carpenter - Capítulo 18 - BAD GUY- Parte 18

-Dustin! -Sabrina chamava a atenção de Dustin que olhava na mesma hora -Já tratei do colosso, me ajude a carregar a Mille e depois do Dacre -Ele assentia ao ouvir o que ela disse


-Millie vai ser fácil, já ele...Vai aparecer cinderela no nosso colo, só que mais chapada e bruta -Ele ao dizer fazia ela soltar um riso 



-Isso é só ele comendo e bebendo pouco, imagina ele bêbado de verdade. -Ela respirava fundo só de tentar imaginar -Bom, vamos logo! -Ela dizia indo até Millie levantando ela junto a Dustin a levando pro quarto. Ao deixar ela dormir em sua cama voltavam para buscar dacre. Ambos olhavam um para o outro com cara de desânimo, Sabrina segurava a parte de cima do corpo dele e o Dustin segurava as pernas. Com dificuldade e mansidão carregavam ele até a cama jogando encima, eles paravam para pegar ar


-Busca álcool pra mim -Sabrina ao dizer fazia Dustin coçar a cabeça 


-Vai embebedar mais ele ?


-Não seu boiola! É o outro álcool para eu tentar acorda-lo -Ela ao dizer fazia ele entender e descer para pegar o álcool -Vamos dacre...Acorda seu bebezao 


-Aqui! -Ele entregava o álcool e ela pegava o algodão 


-Já pode ir dormir, Dustin. Obrigado -Ela sorria e ele saia fechando a porta em seguida. Ela molhava o algodão no álcool e passava no nariz dele fazendo ele acordar na hora esfregando o rosto 



-Ox que viagem é essa? -Ele segurava no pulso dela 


-Vejo que já acordou, próxima vez eu uso um balde de água ou um murro no meio da cara -Ela se soltava e ele franzia a testa 


-Me acordou pra dizer que vai me agredir? Legal -Ele colocava a mão na cabeça ao ver ela apenas de pijama, um short curto, e blusa fina. Ele mordia os lábios vendo ela ir até a porta ele a seguia se levantando. Ela ao virar se assustava e ele a colocava contra a parede olhando de baixo para a cima, mordendo os lábios e sorrindo de lado, ele trancava a porta. Sabrina conseguia sentir a respiração de dacre no seu rosto, ele a pegava pela cintura trazendo para ele, logo atacava os lábios rosados de Sabrina e ela sem perceber estava com a mão dele em seu peitoral, suas mãos acariciavam subindo para o ombro, ela sentia o hálito quente dele em sua boca, sua língua estava pedindo passagem para entrar, sentindo suas mãos descerem devagar até sua bunda e apertar bem forte, ela soltava uma respiração ofegante dando passagem para a língua dele explorar toda a sua boca...Ele a beijava lentamente como se estivesse saboreando o gosto de sua boca, ele a virava e a levava em direção a sua cama sem largar da boca dela. Suas mãos do seu peitoral começava a arrancar a camisa dele, logo ela já conseguia ver seu corpo definido exposto. Ele descia os beijos ao pescoço, dando mordidas leves e Beijos molhados até o ombro, logo ele puxava a alça do sutiã pro lado e arrancava a regata de Sabrina junto ao sutiã, que caiam no chão, sua boca voltavam a agarrar os dela deitando ela na cama, o corpo de Sabrina pegava fogo por dentro, estava em chamas, ela sentia um formigamento em sua intimidade, ele ia por cima dela largando de seus lábios para reparar os seios de Sabrina. Eram redondos, médios e rosados, ele agarrava eles chupando com toda vontade, fazendo círculos com a língua e mordia levemente deixando marcas ali, ela grudava com as mãos no cabelo de Dacre. Começando a ficar ofegante e cada vez mais molhada vendo ele descer os beijos em sua barriga, as enormes mãos dele puxavam o short de Sabrina para baixo junto a sua calcinha, ele logo podia ver sua intimidade exposta, totalmente nua, estava molhada e isso o deixava mais animado, ele então abocanhava sua intimidade passando a língua nos lábios fazendo Sabrina soltar pequenos gemidos. Ele abria um pouco mais podendo enfiar a língua mais a fundo, fazendo Sabrina se contrair na cama e gemer cada vez mais alto puxando forte seu cabelo. Ouvindo Sabrina gemer fazia seu membro ficar mais duro ainda, ele afundava lambendo e dando leves chupadas, ele subia novamente e colocava dois dedos dentro da intimidade dela, Sabrina apertava os forros ao sentir ele afundar os dedos nela, fazendo movimentos bruscos, ela se contraia toda na cama, estava tendo seu primeiro orgasmo, o rosto de Sabrina estava vermelho e seus olhos brilhavam...



-Da-Dacre...-Dizia ela num suspiro ofegante fazendo ele morder os lábios ao sentir ela melar seus dedos. Ele subia suas mãos e lambia saboreando sua intimidade em seus dedos. Ela ao ficar de joelhos na cama o empurrava para trás caindo nas almofadas e encostando na parede ainda deitado, ela puxava o short de dacre para baixo vendo o enorme volume que estava em sua cueca, o coração dela batia muito forte...Ela logo descia a cueca jogando no chão vendo seu membro totalmente exposto e pulsando, ela abocanhava ele fazendo ele soltar um leve gemido ao sentir, suas mãos faziam um rabo de cavalo mal feito no cabelo dela na hora, ela lambia fazendo movimentos na quais desciam e subiam, ele suspirava alto sentindo os lábios macios dela em seu membro. Usava suas mãos para continuar os movimentos fazendo ele pirar mais ainda, ela usava sua língua fazendo na qual descer e subir rapidamente, logo ela subia encima dele fazendo ele ter a visão completa de seus seios, ela enrolava seus cabelos e se apoiava na barriga de dacre, suspirando fundo 


-Tá pronta? Tem certeza? -Ele a olhava fazendo ela assentir 


-Mas é claro, nunca tive tanta certeza assim -Ele então a penetrava a fazendo soltar um enorme gemido, ele colocava a mão na cintura dela e sentia ela rebolar enquanto ele a metia fazendo movimentos cada vez mais rápido. Ele soltava pequenos gemidos, ela se inclinava fazendo ele abocanhar seus seios, com as mãos na sua bunda apertando e dando enormes tapas fortes, marcando cada parte, segurando enquanto metia bem profundo, o corpo de Sabrina começava a suar junto de Dacre. Ela quicava cada vez mais agressiva, mordendo os lábios  sentindo seu membro a penetrar, Ele conseguia sentir seu membro explodir de tesão, ele ao chegar ao ponto de gozar retirava rapidamente e gozava fazendo ela cair sobre o corpo dele, estando totalmente acabada, ela o olhava e ele a beijava acariciando suas costas. 



-Eu te amo, seu estupido! -Ela dizia se aconhegando no peito dele fazendo ele soltar um sorriso 



Fazendo carinho em seu cabelo, ele puxava a coberta cobrindo ambos, ela sorria e acabava adormecendo -Eu também...Sabrina. -Ele ao ficar um tempo junto dela acabava dormindo 




[...



Sabrina ao acordar via que estava encima de dacre, ela estava totalmente nua. Ela sorria de lado e acabava lembrando que teria de sair com seu pai as 7:00AM ao ver no relógio 6:34AM, ela então entrava em pânico e se levantava acabando ficando nua, ele abria um olho e sorria de lado esfregando o resto do rosto 



-O que foi? -Ele dizia sentando na cama cobrindo suas partes com a coberta 


-Estou atrasada...-Ela olhava para ele e sorria -Você fez ontem ser o melhor dia da minha vida -Ela ao se vestir se aproximava dele o beijando, ele mordia os lábios dela, e ela ajeitava seu cabelo -Os boatos tinham razão... (Ela se referia ele ao ser bom de cama) -Ela sorria e saia dali fechando a porta 


-Espera! Que boatos? -Ele perguntava ao ver ela sair, ele franzia a testa sem entender. Logo se virava e voltava a dormir 




Continua...




Notas Finais


Espero mesmo que tenham gostado desse capítulo, fiz o possível, meio corrido mais fiz, espero muitooo que tenham gostado. Comentem ou favorite para não perder nada e ajudar a continuar a fic!


Até o próximo cap amores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...