1. Spirit Fanfics >
  2. Bad reputation. - Keisuke Baji. >
  3. Conflitos.

História Bad reputation. - Keisuke Baji. - Capítulo 21


Escrita por: Skein

Capítulo 21 - Conflitos.


* Casa de Chifuyu e Baji - Corredor principal, 19:00.*

- Uh... está de mau humor? – Chifuyu questionou ao ver Keisuke adentrar a casa. 

O moreno apenas o encarou, esboçando uma careta. Estava com sono e tesão acumulado. O fazendo socar alguns caras aleatórios na rua.

- É sono. – Afirmou. – Vou tomar um banho e ir pra cama. – Disse bocejando, caminhando pelo o corredor. 

- Está bem. – Chifuyu deu de ombros, continuando a assistir o seriado. 

Keisuke adentrou o quarto, trancando a porta, em seguida retirando as roupas enquanto caminhava até o banheiro do dormitório.

Prendeu os cabelos em um coque, se encarando por alguns minutos no espelho. Seu corpo estava quente e extasiado, como se ainda estivesse sendo tocado por você. 

Fechou os olhos por alguns segundos, nem um banho extremamente gelado resolveria a situação do garoto. 

Suspirou, encostando as costas na parede gelada, lentamente descendo as mãos pelo o peitoral, até que chegasse ao pau que pulsava dolorosamente. 

Arfou quando movimentou a extensão, estava mais sensível que o normal. Massageava lentamente o pau com certa frustração, ele sabia que mesmo que se aliviasse, não seria o suficiente para o deixar satisfeito. 

Fechou os olhos, mordendo os lábios fortemente para reprimir os gemidos, arfando à medida que acelerava os movimentos

Conforme se movimentava, sua mente se limpava, focando apenas na procura de um alívio rápido. 

Não demorou muito para Keisuke começar a ofegar e sentir espasmos pelo o corpo inteiro, perdendo um pouco a força de suas pernas. Alertando que o orgasmo estava prestes a explodir. 

E assim ocorreu, deixou um gemido sôfrego e arrastado se esvair, deleitando-se sobre a parede, enquanto seu líquido escorria entre os dedos. 

- Puta merda... 

... 

* Escola - Corredor principal, 9:12.* 

- Sua mãe e seu padrasto vão retornar cerca de dois dias. – Louise afirmou. - Lembre-se da promessa! 

- Relaxa mulher. – Você murmurou. – Daqui umas semanas eu nem estarei mais aqui. 

- Não estará? 

- Vou finalmente me mudar... – Murmurou comendo o sorvete. Algo que era proibido de você comer. Por que segundo a sua mãe, você iria engordar. – Boa sorte nas confusões daqui. 

Louise negou com a cabeça, suspirando em seguida. 

- Louise... – Você a chamou, lambendo os resquícios do sorvete em seus dedos. – Como tudo isso aconteceu? Por quê ele? 

- Bom... – A mulher apertou o pano que segurava. – Às vezes na vida a gente se atrai por pessoas que não devíamos... mesmo sabendo que é errado. 

- Sabe que ele está apenas te usando, não é? – Indagou. – Acha que merece apenas o título de amante de alguém? 

- Ah _________.... você é muito nova ainda para compreender... – Murmurou, e você notou o olhar derrotado da mulher. 

- Existe um garoto na minha vida, que apenas falta lamber o chão que eu piso... um completo idiota... – Suspirou, chamando a atenção total da mulher. 

- Há... um idiota? 

– Sim... mas é realmente um idiota que nunca escondeu o quanto gosta de mim... então, é... eu acho que eu nunca vou compreender como é ser tratada como segunda opção. – Sorriu sem mostrar os dentes, levando a vasilha até a pia. – Romanticamente falando, por que se eu aplicar isso em amor materno... eu nunca iria ser nem escolhida. 

Encarou Louise pela última vez, antes de se retirar da cozinha. 

- Vai por mim, ninguém desta casa vale o preço de ter a sua saúde mental afetada. – Acenou preguiçosamente, subindo as escadas em seguida. 

... 

- Boom diaa. – Você ouviu Mahine cantarolar, se aproximando de você com um sorriso enorme. 

Você sorriu, retribuindo o bom dia da mesma. 

- Impressão minha ou você parece estar mais felizinha? – Mahine perguntou, encarando o seu rosto. 

- Ahn? Você acha? – Você arqueou as sobrancelhas. 

- Antigamente você tinha um estoque de no mínimo cinco sorrisos por dia... e a maioria era forçado. – Esboçou uma careta. – E agora eu olho pra sua cara e você sorri! Incontáveis vezes! 

- Você está ficando maluca! – Afirmou bagunçando os cabelos da mesma. – Endoidou! E da onde que meus sorrisos ers forçados!? – Arrancou uma gargalhada da mesma

- Não quero estragar o clima das duas amigas, maaaas... – Se aproximaram chamando a atenção de ambas. – Representante ________. Está tendo um conflito na quadra. 

- Um conflito? – Você se levantou e Mahine fez o mesmo. – Quem está envolvido? 

...

- Morra seu lixo! – Exclamou socando novamente o peito do garoto. 

- KEISUKE. – O garoto paralisou, ainda segurando a camisa do garoto. 

- Porra... é a patroa. – Murmurou se levantando, encarando sua feição irritada. 

- Os dois para a sala de representantes. Agora. – Disse ríspida. 

- Cê ouviu... ela disse pra ir agora... – Disse para o outro que estava caído no chão. Logo a olhando de novo. – Desculpa! – Levantou as mãos como se estivesse se rendendo. 

O que estava caído sobre o chão, se levantou com dificuldade, a seguindo em conjunto com Keisuke. 

Você podia ouvir os xingamentos baixos, principalmente vindo de Baji. E isso a fazia revirar os olhos. 

- Se sentem ali. – Apontou para o sofá, fechando a porta depois. 

Ambos se sentaram distantes um do outro, com feições emburradas e irritadas. 

- O que aconteceu dessa vez? Qual foi o motivo da briga? – Se encostou na mesa, os analisando. 

- Vai contar pra ela, imbecil? – Keisuke encarou o outro. Mas ele apenas se manteve em silêncio. – Não? Então eu digo...

- Eu não fiz nada, esse maluco que me atacou do nada! Acredite em mim ___________! 

- Ah cala a porra da boca! Você estava tentando tirar fotos por baixo da saia das meninas! – Keisuke afirmou. 

- É mentira! Eu nunca faria algo desse tipo! Vai acreditar nesse delinquente de merda ________!? – Você franziu o cenho. – Ele está claramente mentindo! 

- Keisuke... pode se retirar da sala por alguns instantes? – Indagou, recebendo um olhar confuso do moreno. – Agora Baji. 

- Certo... – Ele se levantou, se retirando da sala, fechando a porta em seguida. 

- ___________... acredite em mim.... aquele idiota só quer me prejudicar! Ele me socou do nada! 

- Uhum... – Você retirou o casaco, arrumando as mangas para cima. – Te socou do nada? 

- Sim! Eu juro! Eu nunca tiraria fotos das calcinhas das garotas! 

Você deu alguns passos pra frente, firmando o seu punho. 

- ___________....? – Após finalizar a frase, você desferiu um soco no meio do rosto do garoto. 

- Se alguém perguntar, você apanhou na rua, por ser um assediador de merda, ok? – Massageou a mão, encarando o sangue que escorria pelo o nariz. – E vai pedir desculpas para o Baji, por ter mentido. 

- Até parece que eu vou fazer isso! Você não manda em mim!

- Aé? 

.... 

- Desculpa por ter mentido. – Keisuke esboçou uma careta. Encarando os algodões que estavam dentro do nariz do garoto. 

- Ué... eu nem soquei o seu nariz.... nem fodendo! 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...