História Bad Reputation - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Bad Reputation, Colegial, Drama, Romance, Shawn Mendes
Visualizações 375
Palavras 1.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi bom dia
mais um capítulo bem tranquilo p vcs
mto obg pelos comentários
não sei o que falar lalala
Desculpa qualquer erro
boa leitura

Capítulo 24 - XXIV


— Vai dormir, Mendes. — falei, sorrindo, sentindo meu peito se aquecer com as palavras escritas em seu caderno.

— Bom dia. — ele abriu um sorriso enorme, que deixou a manhã mais clara — Eu não sei se você considera isso café da manhã, mas eu fiz muffins.

— Faz quantas horas que você está acordado? — perguntei, coçando os olhos.

— Algumas. Mas os muffins estão fresquinhos. — ele fechou o caderno e colocou uma das mãos sobre minha perna, que estava descoberta, e fez movimentos circulares com o polegar.

— Se eu comer eles, quais as chances de morrer por envenenamento? — perguntei, sorrindo.

— São bem altas, na verdade. — ele devolveu o sorriso brincalhão na mesma intensidade. — Vamos lá, eu pego mais um e você decide se quer comer ou não. — Ele estendeu a mão, eu segurei na mesma e me levantei. — Você está tão linda que até me dói. — Shawn falou, tomando um segundo para me olhar de cima a baixo. Eu estava usando um moletom cinza que Shawn me emprestou, e o mesmo ficava tão grande em mim que tapava o short que Aaliyah me emprestou e ficou apertado. Meu cabelo provavelmente estava uma bagunça e minha cara estava amassada. Mesmo assim que me achava linda. E isso fez um sorriso se abrir em meu rosto.

Ele usou a mão que segurava a minha para me puxar cada vez para mais perto de si, soltando minha mão delicadamente para pousar a dele sobre minha cintura. Esse simples toque foi suficiente para fazer meu coração disparar em meu peito, os olhos de Shawn alternavam entre meus olhos e meus lábios, e enquanto ele fazia isso, deixou sua língua passear sobre sua boca, umedecendo seus lábios e criando um desejo tão grande sobre o ar que era quase possível senti-lo, empurrando minhas costas, me levando em direção a ele.

Ele estava levantando uma mão e levando a mesma a minha nuca quando minha barriga roncou e eu voltei a realidade. Quando sua mão se aproximou de meu rosto eu fingi que ia morder a mesma e Shawn tomou um susto, logo em seguida rindo.

— Eu tô morrendo de fome. — disse, me virando e indo para a cozinha.

— Você não presta. — Ele falou e veio sorrindo, logo atrás de mim.

(...)

— Tchau, coisa feia. — disse apertando Aaliyah. É incrível como duas pessoas podem se aproximar tão rapidamente. Eu fiquei aqui até depois do almoço e já sentia que podia conversar abertamente com ela.

— Tchau, rolha de poço. — ela falou me soltando. — Quando Shawn estiver totalmente insuportável eu te chamo pra cá. Não sou obrigada a aturar ele sozinha.

— É só me ligar. — falei, saindo da casa enquanto ela voltava para o sofá, onde Geoff estava sentado. Shawn, que estava segurando a porta, fechou a mesma, mas ficando do lado de fora, junto de mim.

Ele ficou me encarando com aquelas pedras castanhas, me deixando arrepiada de cima a baixo, antes de começar a brincar com a barra do seu moletom, que eu ainda estava usando e falar:

— Então, você não vai mesmo me devolver o meu moletom? — Ele perguntou, dando um passo pra frente e deixando nossos corpos a milímetros, fazendo minha barriga começar a se encher com borboletas.

— Sem chance. — respondi, bem baixinho, já que estávamos realmente proximos, ele deu um sorrisinho e passou novamente a língua sobre os lábios, fazendo meu cérebro gritar por um toque mais íntimo.

— Eu só trabalho com trocas, Birdie. — As mãos dele foram sorrateiramente parar na minha cintura, reposei minhas mãos sobre seu peitoral rígido e permiti as mesmas de subirem, passeando sobre sua clavícula e indo parar em sua nuca.

— Aceita beijos como moeda de troca? — deixei um sorriso cafajeste brotar em meus lábios, os lábios dele se repuxaram para cima, respondendo os meus.

— Com toda certeza. — ele puxou minha cintura para frente, nós deixando colados, e assim que sua respiração bateu em meu rosto, senti minhas extremidades formigarem.

— É ótimo fazer negócio com você. — enrosquei meus dedos nos cachos que começavam a cair sobre sua nuca e o puxei para mais perto.

O beijo era calmo, vagaroso, me tirava todo o ar e me fazia desejar que eu não precisasse do mesmo, me fazia sentir como se tivesse pulado de um local alto mas eu não queria sair do calor dos braços de Shawn, pois parecia o local mais seguro que eu poderia estar, me desligava do mundo e me deixava atenta a cada toque, cada movimento, cada detalhe.

Quando senti que realmente precisava respirar, inclinei a cabeça para trás bem devagar, sem desgrudar nossos corpos, assim que afastei meu rosto, abri os olhos e fiquei observando Shawn, que fazia o mesmo comigo, um sorriso entre os lábios. Uma de suas mãos subiu até meu rosto e passou uma mecha de cabelo para de trás de meu ombro, em seguida subindo pelo meu pescoço, segurando meu rosto e passando o polegar sobre minha bochecha, me fazendo sorrir mais amplamente ainda.

— Damn, woman. — Shawn falou baixinho. — O que você está fazendo comigo? — ele falou, sorrindo e olhando em meus olhos. Eu apenas ri e ele puxou minha nuca, me dando primeiro um selinho, depois um beijo na testa, na bochecha e assim que inclinou minha cabeça para o lado para beijar meu pescoço eu vi o relance de uma mulher, encostada no portão, fingindo estar mexendo no celular.

— Shawn. — chamei ele enquanto o empurrava, sentindo minhas bochechas queimarem e tentando descobrir com que cara eu iria olhar pra ela. Shawn ficou confuso por um breve instante mas assim que viu sua mãe, arrumou o cabelo, que eu havia bagunçado e ficou com a maior cara de tacho.

— Oi, mãe. — Ele falou e eu quis enfiar minha cara no chão.

— Oi, querido. — ela sorriu, amigável, e eu quase senti minha cara derreter.

— Faz quanto tempo que você tá aí? — ele perguntou, coçando a nuca, em seguida abaixando a cabeça para mexer no anel em seu dedo.

— Acabei de chegar. Seu pai está pegando as coisas no carro. Meu nome é Karen, e você é? — ela perguntou, estendendo a mão amigavelmente.

— Olivia. Amiga de Shawn. — Apertei sua mão. — Ali e Shawn me chamaram para assistir filmes com eles ontem. Eu já estava de saída.

— Ah. Amiga. — ela fez uma cara de quem não acreditava nem um pouco nisso, mas ainda sim permaneceu com uma expressão divertida. — Okay, querida, pode voltar quando quiser.

— Obrigada. Eu vou indo. Tchau. — falei rápido e comecei a andar em direção a fora do lote, mas logo fui parada por um homem carregando caixas.

— Hey. Você é um rosto novo. — ele sorriu, parando de andar para conversarmos.

— Sim, eu sou Olivia. Amiga de Shawn. — falei, sorrindo.

— Pode me chamar de Manny. Já está indo? — ele perguntou.

— É. Eu tenho uma coisa pra fazer. — essa coisa é ir procurar a minha vergonha na cara.

— Okay. Volte qualquer dia. — ele sorriu e continuou seu caminho, eu fiz o mesmo.

Assim que me distanciei um pouco da casa, a imagem de Shawn veio na minha mente e meu coração se apertou de um jeito legal e estranho. Eu estou completamente, totalmente e inteiramente fodida.


Notas Finais


oi
quem gostou do cap Mais de boa comenta
quem tá com medo pq tá dando mto certo comenta tbm
que já tem alguma teoria de como tudo vai dar errado pode comentar
amo vcs
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...