História Bad Reputation - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Camila Cabello, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas, Camila Cabello, Matthew Espinosa, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Cameron Dallas, Camila Cabello, Matthew Espinosa, Shawn Mendes
Visualizações 165
Palavras 1.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey guys! Cheguei com mais um capítulo para vocês, espero que gostem, beijinhos 😘

Capítulo 9 - New Rules


Fanfic / Fanfiction Bad Reputation - Capítulo 9 - New Rules

Um: não atenda o telefone, você sabe que ele só está ligando porque ele está bêbado e sozinho.

Dois: não o deixe entrar, você terá que expulsá-lo novamente.

Três: não seja amiga dele, você sabe que vai acordar em sua cama na madrugada. E se você transar com ele, nunca vai superá-lo.

Dua Lipa tocava no último volume em meus fones de ouvido, enquanto eu anotava as malditas regras que precisava seguir se eu quisesse manter a minha dignidade, que já estava por um fio.

Depois daquele vexame que fiz na frente de Matthew, decidi que não iria derramar mais uma única lágrima sequer por Shawn Mendes, porque ele não merecia o meu choro e muito menos o meu amor. Na verdade ele merecia era um chute no saco, mas não seria eu a pessoa que faria aquilo. Eu iria voltar a minha vida normal e plena, fingindo que aquela noite jamais aconteceu.

Minhas costas doíam por estar sentada na mesma posição a muito tempo. Eu já havia terminado a tarefa da semana inteira e me vi sem ter o que fazer, então resolvi assistir Os Simpsons para distrair um pouco a mente. Liguei a TV e me aconcheguei no sofá, escutando a porta ser aberta segundos depois.

— Oi filha! Cheguei — minha mãe gritou da cozinha.

— E aí, mãe — respondi e continuei prestando atenção no desenho animado em minha frente.

Os últimos dias haviam sido esquisitos aqui nesta casa. Eu andei calada, pois precisava de um tempo para pensar, e meus pais não paravam de me cobrir de perguntas. Não os culpo, sei que estavam preocupados, mas não era o tipo de problema que eu estava disposta a dividir. Logo após isso, minha mãe acabou vendo as marcas roxas em meu pescoço e ficou muito brava, isso nunca havia acontecido antes. Agora o clima estava pesado. Quando eles falavam comigo, era como se estivessem pisando em ovos, se esforçando para falar a coisa certa. Eu tentava colaborar, mas pelo visto, não estava adiantando muito.

— Minha filha, sei que você não quer ficar contando sobre o que está te aflingindo, mas quero que saiba que pode contar comigo para qualquer coisa — ela disse, aparecendo na sala onde eu estava.

— Eu sei, mãe. Obrigada.

Ela deu um pequeno sorriso e eu retribuí da mesma forma. Fui até meu quarto, busquei um cobertor e quando voltei a sala meu celular estava vibrando. Era uma mensagem.

Número desconhecido: Ei nerdzinha? Está aí?

Número desconhecido: sei que não quer falar comigo, mas queria pedir desculpas.

Número desconhecido: estou sozinho em casa, vem aqui me ver.

Revirei meus olhos duas vezes, lendo as palavras na tela do aparelho em minhas mãos. Sem pensar duas vezes, bloqueei o tal número, impedindo que o mesmo voltasse a me mandar mensagens de texto. Certamente, Shawn queria me ver para conseguir sexo de novo e isso não iria acontecer.

Continuei assistindo TV até o jantar e depois resolvi me deitar. Estava cansada e o dia seguinte seria muito longo.

...

Acordei com disposição pela primeira vez naquela semana. Tomei um banho refrescante, penteei meus cabelos e vesti uma calça jeans rasgada nos joelhos com uma blusa floral.

Peguei uma maçã na fruteira e segui tranquilamente para o colégio, observando o sol nascendo no horizonte. Quando cheguei lá, encontrei Alana fazendo um trabalho de matemática às pressas.

— Bom dia, Laninha — falei sorrindo para a garota que estava com uma cara de poucos amigos.

— Só será bom dia quando eu acabar esta bagaça — ela respondeu sem tirar os olhos do papel.

— Sempre deixando os trabalhos para última hora, né Alana? Tem coisas que nunca mudam — disse sorrindo — bom, eu vou indo, porque preciso resolver umas coisas.

— Que coisas? — Alana gritou enquanto eu me afastava.

— Depois te conto — acenei e mandei um beijinho enquanto ela me lançava um olhar de reprovação.

Segui pelos corredores procurando um rosto familiar, que me ajudaria com a aplicação das minhas "regras". Quando avistei a garota, corri até ela.

— Jessie! Podemos conversar?

Jessie Johnson sempre foi alvo de fofocas no colégio, todos diziam que ela mantinha uma paixão secreta por Shawn, já que ele e seu irmão gêmeo — Jack Johnson — foram muito amigos até Mendes se mudar para cá, para Miami. Menos de duas semanas depois, Jessie também veio morar aqui e foi assim que começou os boatos. Alguns diziam que ela era até psicótica. Eu achava maldade dizer esse tipo de coisa sobre a menina, já conhecia os efeitos de Shawn na vida de alguém e não eram bons. Mesmo assim, ela seria a única pessoa que toparia trocar de lugar comigo.

— Oi, podemos sim. Desculpe, mas qual é seu nome? — ela tentava parecer simpática.

— Sou Lauren, Lauren Jensen.

— É um prazer conhecê-la, Lauren. Em que posso ajudá-la?

— Queria pedir que você trocasse de lugar comigo na sala de aula. Estou com alguns problemas de visão e preciso me sentar mais perto da lousa — menti.

— Mas aonde você se senta?

— No fundo da sala, na frente de Shawn Mendes — ao ouvir o nome do garoto, os olhos dela brilharam.

— Troco sim, sem nenhum problema.

— Muito obrigada — sorri agradecida.

Depois dessa conversa, segui para a aula ocupando meu novo acento, bem na frente do professor. Shawn, Cameron e Matthew chegaram logo depois que eu já havia me sentado e só então eles repararam que Jessie estava em meu lugar. Pude ouvir quando Mendes disse:

— Ué, porque Lauren está se sentando lá na frente?

— É a consequência da sua babaquice, Shawn. Agora aguente — pronunciou Matthew.

Shawn Mendes point of view.

O que fazer quando você está arrependido mas a garota não quer nem olhar na sua cara? Eu errei, fiz besteira e machuquei o coração de Lauren, mas queria me redimir. Ela não merecia o que eu havia feito, e eu precisava me desculpar. Talvez se ela escutasse todos os meus motivos, me entenderia e mesmo assim me desse uma chance, mas Laur não estava para brincadeiras e de certo, estava muito magoada. 

Naquela aula, depois que Jensen optou por não ficar perto de mim, eu pensei muito. E depois de quase torrar os poucos neurônios que me restam, cheguei a uma conclusão: eu não vou desistir tão fácil assim.

Eu vou conquistar Lauren.

Continua...


Notas Finais


Galerinha, eu tenho uma outra fanfic do Matthew Espinosa, se quiserem dar uma olhadinha, o link está aqui:
https://spiritfanfics.com/historia/falling-in-love-for-the-first-time-9391493


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...