História Bad Romance (TodoDekuBaku,TodoBaku, TodoDeku , BakuDeku,etc) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Kuroshitsuji
Personagens Dabi, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Fuyumi Todoroki, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Personagens Originais, Sebastian Michaelis, Shouto Todoroki, Tomura Shigaraki, Toshinori Yagi (All Might)
Tags Angel, Bakudeku, Bakugou, Bakukiri, Bakutodo, Bar, Bisexualidade, Bnha, Dekukiri, Demon, Harem, Homosexualidade, Kirishima, Lemon, Lgbt, Midoriya, Neko, Polidance, Quadradoamoroso, Sadomasoquismo, Sebastian, Shouto, Swinghouse, Todokiri, Transseualidade, Trianguloamoroso, Wolf, Yang
Visualizações 832
Palavras 2.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo lobinhos :3 Mais uma bomba pra vocês :v
Boa leitura

Capítulo 19 - Amar ou Não Amar... eis a questão


Fanfic / Fanfiction Bad Romance (TodoDekuBaku,TodoBaku, TodoDeku , BakuDeku,etc) - Capítulo 19 - Amar ou Não Amar... eis a questão

(NARRADOR)

Yang e Hium se olhavam dentro do restaurante, o Lobo estava encharcado e seus olhos estavam amarelos.

- Não tenho nada para falar com você cão sarnento... vaze daqui... logo os clientes vão chegar, não quero sua presença desagradável aqui. – Yang se levanta e se aproxima do Hium de forma ameaçadora, o ruivo não tinha notado o quanto o Lobo era forte da última vez.

- Porque? Vai me fazer sair? Por favor... Aquele dia você deu sorte... eu não sou do tipo que desiste fácil.

- Não torne as coisas mais difíceis cara... O que você quer afinal?

- Sua confissão... admita... era você lá... Qual seu problema? Porque fez isso comigo?

- Confissão? Aaa a história do ruivo misterioso – Hium ri de forma sádica – Você realmente acha que sou eu? Você não passa de um vira-lata maluco... a carrocinha devia fazer sabão de você e de todos de sua raça.

- Está bancando o másculo... qualé... admita que era você e nunca mais te procuro, eu apenas preciso saber – os olhos de Yang mudaram para a tonalidade azul... ele serrou os punhos, seu coração estava acelerado. Hium balançou a cabeça e suspirou.

- Sabe... isso me diverte. Ver um cara como você, vir aqui e implorar minha confissão, uma pena... eu não sou seu príncipe encantado sarnento. Alias, porque não desiste de uma vez? Hein? O cara sumiu do mapa... não está claro para você... ele só estava brincando com o cãozinho.

- Não sou um cão... sou um lobo...

- Tanto faz... quer saber, você me irrita. – Hium pega Yang pelo pescoço com força e o arrasta para fora. – Um lobo, não é? Não parece... é apenas um lixo... uma aberração – ele joga Yang para fora e começa a espanca-lo chutando seu estomago – Um mero vira-lata atrás de um ruivo imaginário... me dá nojo sabia? Você e qualquer um de vocês... aberrações malditas... – Ele começa a socar o rosto do Lobo que não diz uma palavra, não se defende... apenas continua no chão ouvindo aquilo – Sabe... não me admira que brinquem com você... – ele ri de forma cruel – quem iria querer alguém como você... – ele continua torturando Yang, as lagrimas correm pelo rosto do lobo... suas lembranças o ferem mais que o garoto. – O mesmo cospe em sua face ferida – Não volte aqui... volte para o inferno, aberração... – Hium entra no restaurante, deixando Yang jogado perto do lixo... a chuva corre seu corpo... ele não tem vontade de se levantar. O sangue se mistura com a água, sua visão estava embaçada... ele apenas se perguntava o porquê... porque tinha que passar por aquilo. Alguém se aproxima e senta ao seu lado.

 

(YANG)

Porque? Porque comigo... eu... esse cheiro... esse cheiro é o... uma presença masculina se senta ao meu lado

- O que faz aqui maldito?

- É o que estou me perguntando... O que faz aqui Yan-Bro – Kirishima... ótimo... não tem pessoa pior para me ver dessa forma. – Qualé a desse mauricinho?

- Não te interessa... me deixe em paz Kirishima – ele suspira, eu não olho para ele.

- Vamos parar de joguinhos Yang... eu já te saquei a muito tempo cara... Um lobo caçador de rapazes. – eu ri

- Ora Ora... temos um Sherlock Holmes aqui... IDAI? ISSO NÃO TE INTERESSA. -ele responde serio.

- Sei que do Bakugou... do Todoroki e do Midoriya... – eu gelei – eu realmente não entendo bem isso

- Como?

- Anh?

- Como sabe deles?

- AAa... eu vi ... de inicio achei que você era o namorado secreto do Bakugou, mas... ai vi o Todoroki e o Bakugou no vestiário, e ouvi a conversa deles sobre o Midoriya... Vocês não são tão discretos assim... transar na escola é bem arriscado

- VOCÊ NÃO VAI DIZER NADA SOBRE ISSO! ENTENDEU?

- Dizer algo... logico que não DUH – ele ri de forma sôfrega-  eu não ligo... se eles querem manter segredo, problema deles... Mas, não acho que amor deva se esconder – Kiri-kun... você sabia desde o começo.

- Isso não te... revolta?

- Porque? Porque eles são três homens? Por favor... são meus amigos, estão felizes... o que eles escolheram para a vida deles não importa para ninguém. E você Yang... qual é a sua? Porque deixou esse imbecil te tratar assim? Porque não reagiu? Tem força o suficiente para quebra-lo ao meio

- Não queria quebra-lo... eu...- suspiro... e me sento com dificuldade encarando os olhos profundos do ômega. – Eu precisava relembrar ... eu precisava esquecer isso que faz meu coração pulsar.

- Amor? Gosta desse imbecil?

- AMOR NÃO EXITE KIRISHIMA!

- Não seja ridículo... Amor é uma das coisas mais reais dessa vida – eu dou risada.

- Vocês não percebem? Amor... o que é amor... uma mistura de hormônios? Tesão? Sentimentalismo... Amor é uma ilusão que criaram para uma confusão de sentimentos... Ninguém ama de verdade.

-  Você fala isso da boca pra fora... se não acreditasse no amor... porque uniu aqueles três? O que aconteceu com você Yang? Porque se machuca desse jeito... – eu dou risada

- Aqueles três... puro tesão, desejo... como disse uma confusão de sentimentos. Eu achei que seria divertido ver aquilo tudo, afinal a vida é curta demais para deixar de aproveita-la ao máximo.

- Não seja tão hipócrita – ele fala em tom manhoso.

- Hipócrita... eu?... não Kiri ... o mundo é hipócrita.

-  O que fizeram com você?

- Eu já fui como vocês... um tonto... apaixonado. Eu já amei... Seu nome era Kendo, eu fazia de tudo por ele, seus olhos , seu cheiro , tudo nele me fazia enlouquecer... ele transformava qualquer dia ruim em maravilhoso com apenas um sorriso “ ele é o homem que amo”, é o “meu príncipe” é o que pensava... Eu me lembro como meu coração acelerava, quando ele dizia “eu te amo” Tse... mentira.... não existem palavras mais vagas que “eu te amo” o amor é uma mera ilusão... eu pensava... “eu o quero para o resto da minha vida”... O quão trouxa eu fui – as lagrimas escorriam em minha face-  eu comprei uma aliança de namoro, dava a ele seus doces favoritos... eu esperava ele ansiosamente todos os dias... era a vida de casal perfeita.

- Então o que houve?

- Um dia, ele não apareceu mais... eu fui espera-lo na frente do seu trabalho... saber o que tinha acontecido, e o vi ao longe... ajoelhado diante de uma garota, a pedindo em casamento... dizendo para ela, o mesmo “eu te amo” que eu ouvia todas as manhas, com o mesmo sorriso que transformava qualquer dia ruim em maravilhoso... eu não aguentei... eu corri até ele... eu não queria me conformar... eu não podia perde-lo.

 

“ – KENDO!!! Q-QUEM É ELA? PORQUE?

- QUEM É VOCÊ? “

 Ele teve a ousadia de fingir que não me conhecia de início... mas, eu não podia aceitar... aquilo não podia ser verdade.

“ – QUEM SOU EU? NÃO SEJA IRONICO SEU BASTARDO... SOU SEU NAMORADO... AQUELE COM QUEM VOCÊ ACORDA TODO DIA AO LADO, NOS ULTIMOS DOIS ANOS... SE LEMBRA DE MIM SEU IMBECIL?!

- Ele é maluco querida... eu jamais ficaria com um pulguento “

Aquelas palavras cravaram em meu coração como uma adaga... o que ele estava fazendo... porque ele fazia aquilo comigo?

“ – PARE DE MENTIR... IDIOTA... EU TE AMO!

- Me ama? – ele ri e tira sua jaqueta me pegando pela gola de minha blusa com brutalidade – acha mesmo, que eu amaria uma coisa como você? HEIN? ABERRAÇÃO... ISSO É O QUE VOCÊ É... UMA ABERRAÇÃO “

Ele me bateu, feriu cada parte do meu corpo... Mas, o que mais doía era dentro do meu peito... Suas palavras foram duras... eu olhava seus olhos enquanto ele me batia e não entendia... aqueles lindos olhos, seu sorriso... Porque? Porque ele tinha feito isso comigo?

- Yang.. – Kirishima parecia surpreso, ergui minha camisa, e coloquei minha mão sob o peito... uma luz azul revelou as cicatrizem que eu escondia.

- Vê isso... são as únicas lembranças que tenho daquele desgraçado... me marcou para sempre... eu passei semanas, sem comer... sem vontade de viver... foi ai que eu entendi amor... amor não existe... é uma mera ilusão, algo que criaram para acharmos que não estamos sozinhos... amor é um conto de fadas... Se eu permiti que esse imbecil me batesse é porque eu precisava lembrar disso... lembrar que nada disso era real... – eu ri – por isso eu apenas me divirto... eu sou o rei dos pervertidos, e mesmo assim nunca vou ser babaca o suficiente para enganar alguém ... como Kendo fez comigo ... eu jurei, nunca amar novamente... nem que isso me custasse caro por isso Kirishima AMOR NÃO E – fui atingido com força, Kirishima me deu um golpe com sua individualidade, um soco na cara tão forte que me arremeçou para o outro lado da rua.

- ENTÃO É ISSO? UM BOSTA DE MAGOA E VOCÊ RESOLVE ACHAR QUE O AMOR NÃO EXISTE... NÃO SEJA TÃO ESTUPIDO!

- Ora... seu ... – eu me ergui, eu estava com raiva... corri em sua direção e o soquei diversas vezes usando minhas garras contra ele, mas sua individualidade me impediam de feri-lo – ESTUPIDO? ACHA QUE EU SOU SEU GRANDE BOSTA... VOCÊS NÃO QUEREM VER... EU VI, EU SENTI... QUEM VOCÊ PENSA QUE É SUA ROCHA ARROGANTE? – ele continua de pé e vem em contra ataque, ele desfere uma sequencia de socos... ele é forte, eu intercepto os golpes e ele diz.

- O pior tipo de mentiroso é aquele que mente para si mesmo... YANG... PORQUE VOCÊ SE MACHUCA ASSIM? Porque mentir assim para você mesmo? – dou um forte soco em seu estomago , em seguida salto e prendo seu pescoço com minha calda o arremessando contra uma parede... ele vai se levantando e eu encaro seus olhos.

- EU NÃO ESTOU MENTINDO!

- Está sim... Nem você acredita no que diz Yang... e suas atitudes dizem isso... o porque está aqui então? Porque veio atrás dele? – As pessoas do restaurante de Hium começaram a prestar atenção, meus dentes rangiam de ódio – Sem palavras lobinho? – meu corpo está paralisado, e ele caminha em direção a mim – Você uniu aqueles três... você os beija e fica com eles sempre que pode... Se preocupa com eles, e hoje... Machucou o Todoroki-kun... – ele correu em minha direção e começou a me golpear eu não reagi – o que queria com isso? HEIN? “Fique longe de mim” era isso que queria dizer a eles? Porque? Você ... Gosta deles... Por isso veio se torturar aqui? Deixando aquele maldito garçom te dizer que você é uma aberração? Deixando ele te bater? Porque?... O que você quer ... reviver a situação com o imbecil do Kendo? – Meus olhos ficaram amarelos ao ouvir suas palavras – um coração ainda bate dentro do seu peito Yang... e ele bateu mais forte por alguém não é – me ergui e comecei a andar em sua direção.

- CALE-SE – Corri em sua direção.

- VOCÊ VEIO ATRAS DESSE IMBECIL... NA ESPERANÇA QUE ELE FOSSE SEU AMADO NÃO É?

- EU MANDEI CALAR A BOCAAA – Me transformei em Lobo, e ataquei o Kirishima o mordia com força o suficiente para despedaça-lo, mas mesmo eu conseguindo ultrapassar sua individualidade e ele sangrando, não recuou... porque?

- Pode me machucar.... pode machucar aqueles três... Mas, o mais machucado aqui é você... Você continua se ferindo Yang... Porque? – eu corri em sua direção, eu já estava cego com aquilo tudo... minha visão estava turva das lagrimas... meu coração acelerado, nada mais importava... eu queria calar aquele maldito – PORQUE? – Ele me acertou um golpe forte... cai no chão voltando a minha forma humana... estou zonzo ... não consigo mais me mover – ele se ajoelha ao meu lado, ouço trovões e aquela chuva que assistiu nossa batalha se intensificava – Porque Yang – ele derramava lagrimas, minha visão estava cada vez mais turva -  Porque continua a se machucar seu maldito... Porque... Yang... eu – meu corpo apaga nesse momento... as ultimas palavras dele... eu não as ouvi, apenas vi seus lábios se mexendo antes da minha visão escurecer por completo.

 

(KIRISHIMA)

- Maldição... ele apagou... será que ele ouviu?

- Hey... vocês dois... vão embora logo... estão assustando meus clientes. – me levantei e caminhei até o ruivo rude que ali estava.

- Vocês não passam de ab – dei um soco em sua face, com toda minha força... não aguentava mais ver a face daquele vagabundo... ele ficou preso na parede do restaurante... desacordado. – Andei novamente até Yang, o pegando no colo... Maldito, não era para ser assim... – Comecei a tira-lo de lá,  vagando até nosso destino com ele em meus braços.

- Idiota-  murmurei comigo mesmo

 

(Bakugou)

 

- Que merda de chuva! – arranquei minha camisa molhada. – Estão todos bem?

- Sim! – Todoroki-kun secava seus cabelos e seu corpo com o calor de sua individualidade

- Que chuvinha em  - Deku sorria, jogando seus cabelos para trás... Kawaii . Eles vieram para casa hoje, afinal minha mãe não estará aqui por um bom tempo... ela e meu pai viajaram para o exterior... bem, achei que seria uma boa oportunidade para nos três termos um tempo a sós. Todoroki o jogou contra o sofá começando a tirar suas roupas e o beijando.

- HEY SEUS BASTARDOS.... NÃO COMECEM A DIVERSÃO SEM MIM. – Alguém bate na porta – suspiro – sempre tem algum intrometido, vou entender enquanto aqueles dois continuam

- MAS QUE DIABOS UM HOMEM NÃO PODE NEM RELAX- sou surpreendido por Kirishima eu coro automaticamente – O-O QUE ESTÁ FAZENDO AQUI? – Ele começa a entrar em casa e vê Deku e Todoroki – N-N-NÃO É O QUE ESTÁ PENSANDO.

- CALADO BAKUGOU... EU JÁ SEI DE VOCÊS TRES... NÃO PRECISA SE EXPLICAR.

- ANH? QUEM TE CONTOU? – Reparo que ele tem algo nos braços... era Yang, extremamente ferido e desacordado – O-O-O que aconteceu com o vira-lata.

- Achei ele em frente um restaurante... aparentemente ele foi conversão com um imbecil de um garçom e levou uma surra. – O olhar do Kiri-kun estava vazio... sua voz calma, seu braço machucado... tem algo errado aqui. – Onde coloco ele? – Todoroki e Deku saem do sofá visivelmente preocupados com o canino

- Esse imbecil – Todoroki resmungou – porque ele foi atrás daquele idiota?

- Yang -kun ... Vou pegar os primeiros socorros – Deku correu atrás da caixa de primeiros socorros... o enrijecido o colocou no sofá gentilmente.

- Hey... Kirishima... o que houve? – ele me encara com o olhar vazio.

- Eu já expliquei... ele brigou com o garçom... agora... se me dão licença eu tenho um compromisso. – Suspirei. – te levo até a porta. Assim que coloquei o pé pra fora fechei a porta.

- Hey Kirishima... eu sei que não foi só isso que aconteceu... amanha a gente conversa seu bastardo – ele apenas sorriu pra mim e foi embora, entrei novamente em casa... Deku-kun já fazia os primeiros socorros... que merda. O que aconteceu com esse vira-lata?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...