História BadBoys - GOT7 - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, Jackson, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Lisa, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Sehun, Suga, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7
Visualizações 127
Palavras 2.771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora pra postar, estava tendo uns problemas.

Estou feliz pois amanhã é aniversário do gostoso do Taeyang (biasão )(Apesar q todos são meus bias, menos o T.O.P pq ele é meu utt ^^)

Eu só irei postar esse imagine de quinta e domingo.

Boa leitura e desculpa os erros

Capítulo 21 - Capítulo XXI


Passou meses, eu nunca mais vi o Jiyong, até pensei que ele viria atrás de mim mas não foi isso que aconteceu. Jaebum e Mark saíram do internato por causa do Jiyong mas ele não puderam voltar pra minha escola. O lado bom é que eles voltaram a morar na minha casa.

Taehyung nunca mais demonstrou gostar do Jin, e o Jin tem saído com a Jisoo. Diz ele que é apenas um distração já que desde do dia que o Taehyung foi embora ele tem se sentido estranho. O Baekhyun continua se escondendo do Sehun e os amigos dele. 

O Jinyoung está na boa, ele parece ter esquecido o que aconteceu. Bambam ainda o culpa um pouco mas eu estou tentando ajuda-lo a perdoar o Jinyoung.

Eu não estou mais brava com o Youngjae por ele ser cagueta, o Yugyeom continua me protegendo das meninas do 3° ano que até agora me perseguem. Jackson tem tentado se aproximar de mim, algo que acho muito bom.

Yoongi e Hoseok ainda não estão se falando, eu tentei aproxima-los mas nunca dá certo. Eu nunca mais saí com o Yoongi. Prometi pra mim mesma que não iria sair com ninguém pra não machucar os meninos.

Acordei normalmente no maior sono então resolvi continuar de olhos fechados até me virar e sentir alguém do meu lado. Abri os olhos e vi o Jinyoung me fazendo levar um susto.

— Aí capeta!! — Falei alto colocando a mão no coração.

— Sou tão feio assim pra você?

— O que? Não!

— Sei.

— O que tá fazendo na minha cama? Caí fora.

— É que hoje começa as férias.

— Ah... Tinha me esquecido disso.

— Bem, levanta. Nós temos que decidir o que vamos fazer nessas férias. — Ele falou levantando da minha cama.

— Nós?

— Sim! Eu, você, Mark, Jackson, Yugyeom, Bambam, Jaebum e Youngjae.

— Ata. Eu já to indo.

— Vê se não demora. — Ele falou saindo do meu quarto.

Lentamente eu fui até o banheiro, quase como me rastejando, e lá eu tomei um banho, aproveitei pra lavar meu cabelo que estava imundo.

Após isso eu me sequei e coloquei uma roupa de ficar em casa. Arrumei meu cabelo e fui pra cozinha vendo meu pai e meu irmão.

— Bom dia. — Falei.

— Bom dia Noona. — Ele sorriu quadrado.

— Bom dia filha.

— Noona! Noona! — Taehyung se eletrizou. — Quer viajar comigo?

— Você vai viajar? Com quem? — Perguntei pegando o leite na geladeira.

— Com o pai e o Baekhyun. Eles vão pro Havaí. Quer ir?

— E deixar os meninos sozinhos aqui pra botar fogo na casa? Acho que não. — Falei pegando um cereal na prateleira em cima da pia.

— Leva eles. — Meu pai comentou.

— Se eles quiserem, tudo bem. Mas acho que eles não vão querer.

— Vê com eles lá. — Taehyung pediu.

— Só depois que eu comer.

Então eu coloquei leite num pote e depois coloquei cereal. Comi meu café da manhã e depois fui no banheiro escovar os dentes.

Após isso eu fui pra sala vendo os sete conversando e se divertindo. Bambam era o que estava mais isolado então sentei ao lado dele.

— Por que tão isolado? — Perguntei.

— Só estava pensando no que fazer nessas férias.

— Sorte sua que já sei a resposta. Meninos, meu pai, o Taehyung e o amigo dele vão pro Havaí. Eles perguntaram se querem ir também.

— Pode ser. — Os meninos falaram em uníssono.

— Que bom. Eu vou falar com eles então.

Eu saí de lá e voltei pra cozinha, dessa vez só tinha meu pai lá.

— Eles querem ir. — Falei.

— Que bom. Fala pra eles arrumarem as malas, eu vou comprar as passagens e aí nós vamos amanhã cedo.

— Tá. — Falei voltando pra sala. — Meu pai falou pra vocês arrumarem suas malas que nós vamos amanhã cedo.

Então os meninos subiram para seus quartos e eu fiz o mesmo. Peguei uma mala em baixo da minha cama e comecei a colocar um monte de roupa até perceber que não tinha o mais importante: biquini.

Peguei meu celular e liguei pra viada da Jennie que não demorou pra atender.

— Oi viada. — Ela falou.

— Oi, preciso da sua ajuda.

— Com o que? Estou um pouco ocupada.

— Transando com o Namjoon?

— Quase isso. Mas então, o que precisa?

— Biquini. Eu vou viajar com os meninos pro Havaí e não tenho biquini.

— Nossa, nem convidou né?

— Eu não. Não quero atrapalhar suas férias perfeita com o Namjoon.

— Tem razão. Eu vou parar o que tava fazendo e já passo na sua casa.

— Tá.

— Quem é? — Ouvi a voz do Namjoon.

— S/n. — Jennie falou.

— S/n, toma cuidado nas suas férias ouviu? Não quero saber de você voltar e ter esquecido sua virgindade em algum lugar entendeu? — Namjoon avisou.

— Tá, tá. — Falei rindo e depois desliguei o celular.

Coloquei uma roupa de sair e fiquei esperando a Jennie do lado de fora da casa, não demorou pra ela aparecer.

Nós fomos então em algumas lojas e ficamos vendo alguns biquinis.

— Bem... Se você vai pro Havaí com sete garotos que gostam de você...

— Mudando sua frase... 6 garotos. Jinyoung é gay. — Falei.

— Não por muito tempo. Agora precisamos de um biquini extremamente sexy.

— O que!? Não! Eu não quero ser estrupada por ninguém.

— Relaxa, no máximo, quem vai te  estrupar são seus amigos.

— É disso que eu tenho medo... — Sussurrei.

Então nós ficamos vendo biquinis até a Jennie pegar um biquíni e falar que aquele iria ficar perfeito em mim. Eu não gostei do biquini pois ele era muito exagerado, mas quem disse que eu podia contrariar a Jennie?

Nós compramos o biquíni e depois eu fui pra minha casa. Fui pro meu quarto terminar de arrumar as minhas malas.

(...)   

Passou varias horas e já estava de noite. Eu estava no sofá vendo o Yugyeom e o Youngjae jogarem vídeo-game. Estava tudo um tédio.

— Vamos parar. Tá ficando chato. — Yugyeom falou.

— Tem razão. — Youngjae concordou. — S/n, quer fazer algo?

— Não. Eu estou muito anciosa então vou dormir. Nos vemos amanhã. — Falei levantando do sofá.

— Tchau. — Os dois falaram em uníssono.

Fui pro meu quarto e deitei de baixo das cobertas. Desliguei a luz, coloquei meu celular pra carregar e então fui tentar dormi, mas não consegui.

— Que droga de anciedade. — Falei nervosa.

Fiquei observando o relógio de parede do meu quarto. As horas passavam e lá estava eu acordada sem nenhum pingo de sono. Vi os meninos irem dormir e eu lá, acordada.

Não demorou muito pro Youngjae aparecer no meu quarto e deitar do meu lado de baixo das cobertas.

— O que foi? — Perguntei.

— Sem sono. Deixa eu ficar aqui com você.

— Tá, eu também estou sem sono.

O Youngjae se aproximou e me abraçou, eu apenas retribui. Ele estava bem quente diferentemente de mim.

— S/n...

— Hum?

— No avião... Você vai sentar comigo?

— Não sei. Por que?

— Tenho medo.

— De voar?

— Sim. Aviões... O fato dele poder cair, me deixa com medo.

— Não precisa ter medo. Vão ter especialistas trabalhando na nossa segurança. O Avião não vai cair.

— Você promete? Promete que vamos ficar bem e que eu vou ter a oportunidade de te ver de biquíni?

— Sim. Eu prometo.

— Que bom. Eu queria muito te ver assim.

— Por que?

— Porque acho que você deve ficar muito gostosa de biquíni.

Isso foi suficiente pra eu dar um tapa bem forte nas costas do Youngjae.

— Aí porra!

— Seja mais educado Youngjae!

— Ok. Desculpa.

— Tá desculpado.

— Mas vai ser muito legal lá. Acho que vai acontecer coisas muito boas para todos nós.

— Por que você acha isso?

— Sou otimista. E de todos nós... Espero que você seja a pessoa que mais esteja feliz. Independentemente do motivo, sendo um garoto ou outra coisa.

— Um garoto?

— É... Por mais que eu odeie admitir isso. Acho que lá tem mais chances de rolar algo entre você e algum de nós. Eu espero que seja comigo mas se não for... Estarei feliz caso também esteja. — Ele sorriu.

— Acho que você é o mais fofo dos sete.

— Sério? — Ele perguntou me fazendo assentir com a cabeça. — Que bom! Então é certeza que você será minha e de mais ninguém. — Eu corei.

— Ok, já chega. Vai dormir.

— Está bem.

(...)

Acordei com vozes, parecia ser o Mark, o Jaebum e o Youngjae. Abri os olhos e vi os três descutindo na frente de minha cama.

— QUEM TE DEU A PORRA DA AUTORIDADE DE DORMIR COM A S/N? VOCÊ QUER MORRER CEDO? — Jaebum gritou.

— Menos Jaebum. Sei que você gosta dela, mas se os dois tem direito a fazerem o quiserem com ela, então eu também tenho. — Youngjae falou.

— Quem disse? A S/n não é brinquedo pra você querer usa-la só pra machucar o Jaebum. — Mark falou.

— E quem disse que estou usando ela pra machucar meu amigo? Por que eu faria isso? — Youngjae perguntou.

— Porque o Jaebum robou sua última namorada. — Mark respondeu

— Aish, isso já faz tempo. Eu gosto da S/n.

— Eu também gosto. — Jaebum falou.

— O problema é seu. — Youbgjae falou.

— EU VOU TE BATER YOUNGJAE! — Vi que o Jaebum iria avançar no Youngjae então resolvi interromper tudo.

— Escutem aqui vocês três. — Falei fazendo todos me olharem. — Não falem de mim como se eu fosse um prêmio. Eu não sou de nenhum dos três então parem!

— Mas você dormiu com ele! — Mark reclamou bicudo.

— É realmente esse o problema? Só porque dividi a cama com o Youngjae? Se for então me avisem logo que nos próximos dias eu durmo com vocês. Está bem assim? — Falei e eu vi o Jaebum revirar os olhos.

— Tanto faz. Eu vou me arrumar pra irmos pro aeroporto. — Jaebum falou se virando pra ir embora.

— IM JAEBUM! — Gritei o nome dele e o mesmo virou pra mim com sua cara de cú. — Não seja frio com quem gosta de você.

— Eu sou frio com quem eu quiser, você não manda em mim. — E então ele foi embora me fazendo soltar um suspiro.

— Esquece ele, daqui a pouco ele vai estar normal. — Youngjae falou.

— Eu sei. — Falei levantando da cama. — Vocês podem sair do meu quarto por favor? Quero me arrumar.

— Claro. — Os dois falaram em uníssono e então saíram do meu quarto.

Eu fui pro banheiro, tomei um banho, coloquei a roupa pra viajar e fiz tudo o que precisava, tipo arrumar o cabelo e etc. Após isso fui pra sala junto com minha mala. Meu pai colocou em uma das vãs, sim nós iriamos em duas vãs. Eu fui pra cozinha tomar meu café da manhã, depois fui escovar os dentes e após fazer tudo isso eu voltei pra sala.

— Quem vai no carro comigo? — Meu pai perguntou.

— Eu e o Baekhyun vamos! — Meu irmão foi o primeiro a se manifestar.

— Tá. Quem mais? Precisa de mais três pra caber todo mundo nos dois carros.

— Eu vou. — Falei.

— Eu também! — Foi só eu falar que o Jackson se manifestou.

— Também quero ir. — Bambam falou.

— Então está bem. Vamos logo ou podemos perder o vôo.

Então cada um entrou no carro. Meu pai foi dirigindo a vã em que estavamos. O Baekhyun e o Taehyung ficaram nos bancos do meio, eu e os meninos ficamos nos bancos de trás r claro eu tive que ficar no meio dos dois.

— Essa viagem vai ser muito legal. Estou prevendo a perda da virgindade de uma garota chamada S/n. — Jackson falou com um sorriso malicioso.

— Verdade, obviamente sou eu que vai tirar a virgindade dela. — Bambam comentou.

— Jackson e Bambam parem com esse fogo no cú. Eu não vou perder virgindade nenhuma. — Falei.

— Acho melhor tirarmos a virgindade dela antes que os outros tentem. — Jackson falou.

— Tem razão.

— O que!? Não cheguem perto de mim!

Então os dois começaram a beijar meu pescoço. Logo eu acordo num susto, suspiro aliviada pois era apenas um sonho.

— Você tá bem S/n? — Bambam perguntou.

— E-Estou. — Respondi.

— Não sei se fico preocupado por você falar dormindo ou fico feliz por você ter sonhado comigo. — Jackson falou.

— O-O que!? — Corei.

— "Jacksom e Bambam parem com esse fogo no cú. Eu não vou perder virgindade nenhuma." — Bambam afinou a voz para repetir o que eu tinha falado enquanto dormia.

— Deve ter sido um ótimo sonho erótico. — Jackson falou.

— PAREM VOCÊS DOIS! — Gritei.

— Não grita noona! — Taehyung falou.

— Foi mal.

Não demorou muito pra chegarmos no aeroporto e até lá o Jackson e o Bambam ficaram me zuando e provocando.

No aeroporto nós ficamos esperando a chamada pro avião. Eu fiquei conversando com o Youngjae e com Jinyoung.

— Noona. — Meu irmão veio até mim. — Senta comigo no avião?

— Ahn... Mas eu ia com o Youngjae. — Respondi.

— O que? Não se preocupe S/n. Vai com o seu irmão. — Youngjae falou.

— Tem certeza? — Perguntei.

— Claro.

— Então tá. Mas Tae, e o Baekhyun?

— Ele vai com o pai.

— Tá então.

Depois de um tempo deu o horário do nosso vôo então entramos no avião. Eu sentei com o Taehyung, o Barkhyun sentou com o meu pai, o Jinyoung se isolou, o Jaebum sentou com o Youngjae, o Bambam sentou com o Yugyeom e o Jackson sentou com o Mark.

Depois de um tempo o avião decolou e eu fiquei quieta tentando não passar mal até que o Tae puxou assunto.

— Você tem falado com o Jin? — Ele perguntou.

— Tenho, por quê? Resolveu se preocupar com ele agora?

— Claro que não... Só estou curioso...

— Sei. Só acho que você devia dar outra chance pra ele.

— Por quê?

— Ele sente sua falta. Ele tem saído com a Jisoo pra não pensar em você. Ele diz que tá se sentindo estranho.

— Como assim?

— Olha, eu não sei direito. Foi só isso que ele me falou, ele disse que tá com saudades de você. Por que quando voltarmos você não vai falar com ele?

— Não sei não...

— Por favor Taehyung. Eu sei que você ficou mal da última vez mas não custa nada dar outra chance pra ele. Eu não aguento mais ouvir a Jisoo falar do Jin o tempo inteiro.

— Tá ok. Eu vou falar com ele.

— Que bom. — Sorri e ele retribuiu com um sorriso fraco.

Depois disso nós ficamos quietos e eu comecei a passar mal então fui no banheiro e vomitei no vaso sanitário. Lavei minha boca e depois saí do banheiro. Eu estava indo em direção à minha cadeira quando o Jinyoung me puxou fazendo eu sentar do lado dele.

— Você está bem? — Ele perguntou.

— Sim, só estou um pouco enjoada.

— Não se dá bem em aviões?

— Não muito.

— Ah coitada da minha baixinha. — Jinyoung falou deitando minha cabeça em seu ombro e depois fazendo carinho em minha cabeça.

Eu fechei os olhos e fiquei quieta um pouco, receber carinho era muito bom mas isso não passava o meu enjôo.

— Jinyoung... — Falei abrindo os olhos.

— Quê?

— Você pode fazer os meninos ficarem longe de mim? Tipo... Não deixar eles fazerem algo errado comigo. Você é o unico que eu sei que não vai tentar nada comigo. — Falei olhando pra ele e percebi que o mesmo estava com uma expressão estranha.

— Eu vou tentar está bem? Eles são bem persistentes.

— Obrigada, você é o melhor. — Falei e ele deu um leve sorriso.

Depois de passar um tempo com o Jinyoung, eu voltei pro meu lugar ao lado do Taehyung.

(...)

A viagem demorou bastante mas chegamos no Havaí e do aeroporto nós fomos pra um hotel que parecia ser muito caro.

— Fala aí... Onde seu pai arrumou tanto dinheiro? — Mark que estava andando ao meu lado ne ajudando pois ainda estava enjoada, perguntou.

— Não sei, pergunta pra ele. Não pra mim. — Respondi. — Mas eu acho que tem alguma coisa a ver com a morte dos meus avós.

— Como assim?

— Há uns três anos meus avós morreram e deixaram a herança pro meu pai. Desde então ele tem guardado o dinheiro. É estranho pois ele nunca usa aquele dinheiro.

— Parece ser muito dinheiro.

— Deve ser, eles tinham bastante dinheiro. Eu não sei direito, quem era próximo dos meus avós era o Taehyung.

— Sei.

Meu pai pediu 11 quartos, um para cada um. Caralho meu pai caga dinheiro, só pode.

Depois disso eu fui pro meu quarto e arrumei minhas coisas, o quarto era bem bonito e um tanto grande. Tinha um cama de casal e depois que arrumei tudo eu deitei nela e dormi por um bom tempo já que chegamos lá apenas de noite.

...


Notas Finais


Até domingo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...