História BADGIRL (Camriana) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, Jared Leto, Katy Perry, Miley Cyrus, Selena Gomez
Personagens Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Jared Leto, Katy Perry, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Arianagrande, Cabellogrande, Camariana, Camilacabello, Camriana, Dinahjane, Normanikordei, Norminah, Romance, Shawnmendes
Visualizações 28
Palavras 2.835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, LGBT, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEI! COM UMA ATUALIZAÇÃO DUPLA POR CAUSA DO MEU VACILO DE TER PROMETIDO ATUALIZAR COM TRÊS CAPÍTULOS. DESCULPA, PESSOAS.

           MAS ENTÃO... ESTÁ AÍ.

         Boa Leitura, Benny Boo's🌚❤

Capítulo 5 - Capítulo 5: Heavy Metal Party


Ariana parou com sua moto em uma rua que parecia com aquelas em filmes de dança com hip-hop. Com traficantes por todo lado, não sabiamos quando podíamos ser assaltados e todos te olham como se fossem alienígenas.

            Na verdade, para eles eu sou uma alienígena sim. O que uma "mocinha riquinha" como eu está fazendo em um lugar desses com uma roqueira toda tatuada que conheci a pouco tempo? Não sei...

                De longe tinha um cara me olhando como se eu fosse uma comida. Parecia um cachorro encarando um pedaço de bife. Ai, que nojo...

                - A-Ariana... - dei um pequeno puxão na sua jaqueta.

              A garota olhou para mim, logo virou seu olhar notando o motivo de que eu a chamava. Sua feição mudou para séria e brava.

                  - O que está olhando? Perdeu algo aqui? - gritou alto o suficiente para o cara escutar. Este que rapidamente desviou o olhar, correndo para longe. - Ele fez algum gesto pra você?

               Neguei olhando o cara correr. Meu cenho estava franzido em confusão pelo simples fato de não saber o por que Ariana consegue afastar as pessoas de si. Primeiro foi o Shadow, agora esse desconhecido. O que ela tem de errado que põe medo nas pessoas só pelo seu olhar?

              Aliás... Aonde eu estou?

              - Ariana? - a chamei. Ariana fez um movimento com a cabeça, significando para eu prosseguir. - Que lugar é esse?

               Um sorriso divertido brotou nos seus - lindos - lábios. Ela apontou para um beco que havia uma porta de metal, um pouco arranhada, mas tinha vários símbolos de bandas, de rock é claro. Arregalei os olhos.

               - Aquele lugar foi a minha infância.

                Pisquei meus olhos várias vezes não acreditando no que ela acabará de dizer:

                 - V-você... - apontei para o mesmo lugar. - Você cresceu ali? - Ariana assentiu com um sorriso. - Como ainda está viva? Você é morta?

                  - Bom, eu sou morta de diversão. E é por isso que eu te trouxe aqui. Vou te amostrar o que é diversão de verdade, uma diversão aonde tem o proibido.

                  Neguei com a cabeça.

                - Ariana, minha mãe vai me matar se souber que eu faltei aula para vir para cá. Meu Deus! O Sh...

                Senti o dedo indicador de Ariana tocar meus lábios, o que me calou.

                - Esquece esse garoto só por hoje. - falou, em quase um sussurro. - Nós vamos entrar e você vai conhecer um mundo aonde não tem desanimo, preconceito e nem frescura. Só diversão.

                 - Ariana, eu não posso. Eu não quero... Passar por um perigo.

                 - Você não vai, confie em mim. - pegou em minha mão, dando-me um olhar confiante. Estranhei que seus olhos castanhos estavam tão brilhantes. Ela parecia ansiosa e feliz em estar ali. Lembrava uma criança quando ía para o parque de diversões pela primeira vez.

             Suspirei, deixando Ariana me guiar até aquele beco. Assim que chegamos próximo a porta, podiamos escutar batidas altas de baterias de rock. Olhei para Ariana que tinha um sorriso de "rasgar o rosto". Ela estava bem feliz, pelo o que parece.

              Então Ariana tirou uma chave do bolso da sua jeans, abrindo o cadeado um pouco enferrujado daquela porta, que logo foi aberta.

              Botei meus olhos para dentro daquele lugar, que tinha tudo o que roqueiros queria. Festas, jogos, milhares de bebidas alcoólicas, drogas, instrumentos de músicas, discos de rock por todo lugar e por último... Muita "pegação".

             Confesso que fiquei assustada pela barulheira de bateria que aquele lugar fazia.

             As pessoas daquele lugar ao por seus olhos em mim e Ariana, ficaram em silêncio.

                 "O que houve?"

             Engoli a seco por tantos olhares em cima de mim. Aperto a mão de Ariana com medo. A garota só me lançou um sorriso, o que me fez ficar confusa.

                - E então, idiotas? Sentiram minha falta?

             No mesmo momento que Ariana acabou de falar, eles gritaram parecendo felizes. O que me assustou. Vários rapazes andaram em direção de Ariana a abraçando.
 
                 - Pequena Grande, saudades sua anã! Faz tempo que não a vimos aqui. Aonde tu estava?

             Um garoto não tão alto, de cabelos emo gótico, com várias tatuagens de símbolos nazista e lindos olhos azuis, abraçou Ariana. Foi um abraço forte.

                  - Problemas com a família, por isso voltei Jared. Sabe que foi vocês quem me salvaram, não? Achou que eu iria me esquecer?

                 Sua risada preencheu o lugar, me fazendo sorrir juntamente. Eu devo estar parecendo uma idiota rindo sozinha em um lugar estranho que nunca vi na minha vida e nem sabia que existia.

                - Tudo bem, pequena. Seja bem vinda novamente. E aliás, as meninas estão loucas para a ver, já que estão ali gritando. - apontou para um fundo, aonde tinha várias garotas gritando e acenando para Ariana.

              Fechei a cara não gostando muito do jeito que algumas olhavam para Ariana. Elas são vad...

               - E quem é a sua convidada, Pequena Grande?

             Escutei a voz do garoto que conheci ser chamado de Jared. Seus olhos pararam em mim quase me devorando por inteira. Me estremeci.

             Ariana puxou-me pela cintura, possessiva. Ela pareceu notar o olhar do garoto em mim, mas disfarçou.

              - Ela é... Camila. Uma grande amiga minha.

             Jared assentiu com a cabeça, ainda tendo seu olhar devorador.

               - Ela namora? - apontou. Trinquei minha mandíbula, pela ousadia do rapaz.
 
              Ariana soltou um pigarro, fazendo o garoto de olhos azuis tirar sua atenção sobre mim.

                 - Eu e Camila estamos nos conhecendo. Trouxe ela para ver esse lugar. Mas logo, logo ela vai ser minha. - era possível ver a raiva na voz dela.

                 Eu franzi o cenho pela sua fala. O tal Jared ficou sem graça ao ver o tom de voz de sua amiga, Ariana. Ele coçou sua cabeça olhando para trás como se fosse um disfarce, só que era o mais clichê que já vi.

                - Bom, seja bem vinda Camila. Espero que se divirta aqui. E... Pequena Grande, o que você quiser beber com ela é por minha conta. - o garoto sorriu largo, deixando seu lindo sorriso amostra. Ariana faz o mesmo.

                Eu fiquei minutos reparando em qual dos dois tinha um sorriso melhor, e... Covinhas sempre serão lindas. Ariana está me hipnotizando com essas covinhas. Eu queria tocar naqueles buraquinhos, que fazia seu sorriso tão lindo. Será se ela d...

                  - Vamos, Camila. Vou te amostrar uma coisa que esse Shawn não fez o dever de mostra-la.

              Sua mão se juntou a minha, fazendo-a me puxar até um pequeno bar que tinha ali. Tinha tantas bebidas alcoólicas que se deixar, tudo tinha cheiro de álcool. Levanto uma sobrancelha em direção a Ariana.

                - Então, novata. O que seu namorado lhe deixou beber esse tempo todo de vida? - perguntou com sarcasmo, levantando um de suas mãos chamando o barman.

               Coloquei uma mão em meu queixo, pensativa.

               - Sendo sincera, eu só bebo cervejas com ele quando nós dois saímos, mas ele nunca me deixou ficar bêbada. Ele fala que é ruim ter ressaca.

                A garota tatuada revirou os olhos:

              - Blá blá blá. Isso que é ruim. Não ter uma vida sem nenhum divertimento. Ele vai tirar sua juventude e te fazer não aproveitar ela. Que péssimo namorado. - o barman chegou, fazendo Ariana tirar sua atenção sobre mim. - Me veja dois copos da vodca Pincer, por favor.
   
              O barman assentiu, indo em direção as bebidas. Olhei Ariana, que me olhava com um sorriso maroto. Soltei uma risada. Ela ficava engraçada assim.

              - Você tem raiva do Shawn? - perguntei.

             - Não. Ele não me fez nada. Só o acho idiota em não fazer a namorada linda dele feliz.

              O barman chegou com dois pequenos copos de vidro, que ali tinha a bebida alcoólica que mais parecia uma água, mas... Aposto que tinha um gosto forte e ardente, como Normani me explicou.

                Ariana pegou um copo e sorriu para mim:

                - Essa vodca é a mais forte e potente da Escócia, sabia?. Para você ela é forte demais. Já eu, sou acostumada com isso. Então se quer tomar tudo em um gole, vá devagar. Vai arder sua garganta, ouviu?

                Logo após dito, uma música metal começou a tocar. Admito que a batida da bateria estava me dominando. Como conseguem ter o dom de tocar tão rápido?

                - Que música é essa? - indaguei á Ariana.

               - É da minha banda favorita. A música se chama Duality. - gritou, um pouco próxima ao meu ouvido.

               - E quem canta?
  
            Ariana apontou para sua camisa que tinha o símbolo da banda Slipknot. Soltei um "uau" desacreditada. Pior é que eu estava gostando dessa música.

             - Camila, não perca o foco. Experimente a vodca, se não gostar, pego uma água para você mesmo.

                Olhei para aquele pequeno copo em cima da bancada. O peguei, e lentamente o levei até os lábios  encostando a língua no líquido sem cor, sentindo uma pequena ardencia.

                 Meus olhos foram até Ariana, vendo-a com um sorriso. Fiz o mesmo, bebendo a vodca daquele copo tudo de uma vez.

                  Fechei meus olhos, apertando-os fortemente. Tossi algumas vezes, causando risadas em Ariana.

                - Porra! Arde muito! - exclamei, ainda tendo crises de tosses. Ariana deu algumas batidas de leves na minhas costas, minimizando minhas tosses.

                 - Eu  avisei para ir devagar.

                 Por mais que seja forte, eu gostei. Era um ardente bom. O gosto da vodca ficou na minha boca, fazendo-me querer mais.

                 Ariana se aproximou de mim, colocando suas mãos na minha cintura. Um sorriso malicioso foi ao seus lábios, a fazendo morde-los lentamente:

                 - Quer mais? - sussurrou próximo ao meu ouvido, me arrepiando.

                  Assenti com minha cabeça. Ariana chamou o barman, que saiu e voltou com uma garrafa da bebida que acabei de experimentar. Arregalei os olhos.

                 - Está tudo na conta do Jared. Vamos aproveitar, não? - gargalhou, dando um gole na garrafa. Ela colocou aquela vodca sobre minhas mãos me fazendo tomar um gole grande. - Vamos conhecer minhas amigas. Apresento elas pra você.

                 Novamente, Ariana me puxou até o fundo que ficava aquelas garotas. Estas que quando viram Ariana, sorriram na hora.

                   - Ariana! Que saudades! Nunca mais a vimos por aqui, gata.

             Uma morena de cabelos castanhos e olhos da mesma, com uma blusa comprida dos Three Days Grace, abraçou Ariana fortemente.

                  - Você mudou bastante hein, Butera. Nem parece aquela novata que nós vimos.

                 Uma garota de olhos verdes, de cabelos negros com calças rasgadas e uma blusa do Metallica que ía até suas coxas, abraçou Ariana dando um beijo demorado em sua bochecha. Fechei a cara, não gostando do que essa garota fez.

                   - Sim, Laur. Me apaixonei por esse lugar e essas pessoas, então...  Virei mais um membro daqui. - sorriu.

                   Havia outras garotas que vieram falar com Ariana, o que me fez ficar um pouco para trás. Ariana tinha muitas amigas, e amigas bem bonitas e pareciam ser bem... Íntimas.

                   - Então, Ari. Quem é ela? Outra peguete? - uma das garotas olhou-me de cima a baixo, colocando seus dentes sobre os lábios, logo os mordendo. Engoli a seco, franzido meu cenho em seguida.

                 Estava me sentindo um pedaço de carne fresca no meio de várias leoas.

                  - Ela é a Camila, Selena. É novata e veio querer descobrir esse mundo. - Ariana se afastou de mim, sussurrando algo para aquelas garotas, que soltaram um som nasal em uníssono, logo depois riram. - Enfim, espero que ela goste desse mundo diferente.

                  Sorri sem graça para Ariana. Uma das meninas, que era a única de olhos claros, veio na minha direção parando na minha frente, me analisando. Sua mão estava em seu queixo, enquanto fazia um biquinho, ainda me olhando.

                 Seu rosto se aproximou ficando a poucos milímetros de distância perto do meu rosto. Novamente, engoli a seco começando ficar nervosa e um pouco de medo.

                  - Beija garotas, Camila? - perguntou.

             Soltei uma risada:

                  - Não, eu com certeza não beijo garotas. Eu tenho um namorado e o amo muito.

                 Ouvi um bufar vindo de Ariana e risadas das meninas presentes. Cruzei os braços, tomando cuidado para não deixar a garrafa de vodca cair. Mas o que elas querem?
  
                  - Tenho dó de você. - a mesma garota negou com sua cabeça.

                 - Ei, Lauren. Pega leve. - Ariana se aproxima de nós duas. - Eu trouxe ela para se divertir, e não para ouvir o quanto a vida dela é uma bosta, mesmo que ela já saiba.

                   "Sim, ela tem raz... Hã? O que?"

                 - Não! Eu não acho minha vida uma bosta! - exclamei, repreendendo a fala de Ariana.

                 - Tudo bem, eu vou pegar uma garrafa vazia e vamos jogar nosso joguinho. - uma garota de cabelos castanhos escuros, que tinha uma blusa totalmente preta, sorriu maliciosa fazendo as garotas fazerem o mesmo.

                 Logo essa mesma garota entrou por uma porta que tinha perto. Aproximei meus lábios da garrafa com vodca, bebendo um gole grande. Aquilo era tão gostoso...

               - Está gostando do Pincer, Camila? - assenti para Ariana. - Bom, o "joguinho" - moveu seus dedos em aspas. - que vamos jogar é mais ou menos semelhante á verdade ou desafio, mas é só para pegação e se não cumprir, deve pagar o preço bebendo um copo da bebida mais forte que tem aqui.

              Quase cuspi a bebida fora de minha boca, chamando atenção de algumas das garotas.

               - O que! - exclamei. - Eu vou tem que beijar elas? - apontei para as meninas. - Ariana, eu tenho namorado!

               A menor revirou os olhos.

              - Duvido muito que ele nunca traiu você.

              - Ele nunca faria isso comigo. - falei, séria. Colocando a garrafa de vodca em uma mesa que tinha ali perto.

             - Muito segura de si, hein. - soltou um bufar sarcástico. - Vamos, vai ser legal. Você vai gostar. Eu comecei assim.

              - Mas... - tentei negar, mas Ariana me puxou de vez, me juntando na rodinha de garotas que formaram.

              Ariana estava do meu lado e a garota, que se não me engano, era Selena estava do meu outro lado. A garota que havia entrado pela porta, chegou com uma garrafa vazia nas mãos.

               - Essa foi a única que estava vazia. - levantou a garrafa para cima.

              - Você demorou, Veronica. - disse a garota de olhos claros que soube ser a Lauren.

              - Achar uma garrafa vazia por aqui é difícil, já que vocês quebram tudo. - Veronica sentou-se no seu lugar na rodinha. - Bom, todas sabem as regras, não? - todas assentiram, menos eu. - Você sabe jogar esse jogo, Camila?

              - É claro que não sua idiota! Nós quem inventamos! - Lauren exclamou, soltando uma risada rouca. Ela olha para mim, sorrindo. - O jogo é bem fácil, Camila. Se a ponta da garrafa apontar para você, deve escolher alguém e fazer um desafio ou perguntar algo que você ache que pode ser verdade. E só para constar, deve ser tudo na malícia. - sorriu maliciosa. - E se você não querer cumprir as regras, vai beber essa beleza aqui. - ergueu uma garrafa no ar. Spirytus Rektyfikowany . Engoli a seco. Normani já havia me falado dessa bebida e me disse que ela é  muito forte e que a sua comercialização é proibida.    

             - Então resumindo tudo, isso é putaria pura. - Selena gargalhou. - Conseguiu entender, gata?

                 Assenti timidamente.

          - Então vamos começar o jogo.        

            Veronica girou a garrafa, fazendo-a girar por bastante tempo até parar em uma garota morena de cabelos pintados de rosa em californiana.

            - E então Vanessa. Quem vai ser a vítima? - ironizou, Veronica.

            - A própria novata, é claro.

           Me arrepiei, imaginando as coisas que ela iria me dizer para eu fazer ou falar.

             - Então, Camila. Você havia dito que tinha um namorado, não? - assenti. - Ele já fez você gozar várias vezes? - perguntou, soltando uma risada alta, fazendo as meninas fazerem o mesmo.

            Minhas bochechas ficaram rubras, mas era por um misto de raiva e vergonha. Que intimidade eu dei para elas quererem saber da minha vida pessoal com o Shawn?

              - Hm... Camila? - chamou, Ariana

   Suspirei fundo, mantendo meu ótimo autocontrole.

              - Sim, ele já fez. Muitas e muitas vezes, aliás - menti, sorrindo fraco.

            - Então bom...

           A tal Vanessa, que não gostei muito, girou a garrafa que parou em instantes em Lauren.

             - Iiih gente, fudeo . Lauren só faz desafio...

            - Nós sabemos, Vero. - Selena negou com a cabeça. - Então, Jauregui. Quem vai ser?

             A roqueira de olhos claros apontou para mim, que revirei os olhos.

              - De novo eu?

             - Sim! - exclamou, Lauren. - E sabe qual desafio eu vou escolher para você? - sorriu maliciosa. Neguei com a cabeça, com um pouco de medo com o que ela escolheria. - Quero que Ariana dê o melhor oral que ela sabe fazer em você.

            Prendi minha respiração, fazendo uma careta desacreditada.

             - Como é que é?


Notas Finais


HHANAJANAAJNAJANAKANAJSBSJANAJANAJA JABAJANAAJANAJAJAJ PRÓXIMO CAPÍTULO VAI TER PUTARIA. AJNAAJSNAJNAAJAJAAN
SANTA ALLYSUS, que ainda não está aqui.
MEU DEUS!

ARIANA COM RAIVINHA DO SHAWN, EU ACHO A MELHOR COISA. E eu falei que a Juregui podia brotar doa infernos aí 🌚

ENTÃO.

O QUE ACHARAM?

Contínuo?

Comentem!

- Manu🌚❤  


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...