1. Spirit Fanfics >
  2. Badly Created - NCT Jungwoo >
  3. Punição

História Badly Created - NCT Jungwoo - Capítulo 1



Notas do Autor


Alguns avisos:

A estória aqui se baseia em uma relação consensual certo? Nada é feito sem o querer dos personagens.

Capítulo 1 - Punição



“Então o garotinho foi contra minhas ordens?” Pergunto a Jungwoo. Ele achou realmente que não iria descobrir o que tinha aprontado?


“Senhora, não foi bem assim.” Ele diz com sua voz fraquejando após mais uma chicotada. Ele estava de quatro no colchão, suas mãos amarradas acima da cabeça e seu bumbum branquinho empinado e exposto para mim.


“Como não? Você se achou muito esperto não foi? Como era o nome do infeliz?” Paro por um momento e lembro-me. “Ah sim, Johnny. Você não me escutou e foi foder com seu colega de time.” Bato mais uma vez em sua carne. Marcas vermelhas ornavam na pele das nádegas, mas sabia bem que ele adorava aquilo. O perfeito submisso.


“Estava carente senhora, eu errei.” 


“Pedi que tivesse paciência, tinha alguns planos para nós dois. Porém você preferiu ser um garoto desobediente.” Afasto-me buscando em uma das gavetas do guarda roupa algo para lhe ensinar uma lição. “Agora vou ter que castiga-lo.”


Jogo o chicote longe, e retiro minhas roupas. Fico tão nua quanto Jungwoo, e visto a cinta. Uma cinta peniana que comprei na primeira vez que Jungwoo aprontou pro meu lado, diferente de hoje, naquele dia ele tinha flertado com outra mulher na minha frente, de propósito.


Ele adorava chamar atenção.


Fecho os olhos suspirando baixinho quando ligo o modo vibrador, ela mandava uma vibração deliciosa diretamente em meu clitóris. Pego um dos muitos lubrificantes e volto em direção a Jungwoo.


“Me diga Jungwoo, você gostou quando ele te fodeu?” Pergunto acariciando suas costas.


Ele suspira baixo antes de responder. “A minha senhora faz melhor.”


“Isso eu já sei querido, quero saber se você gostou do que Johnny fez com você.” Desço minhas mãos e chego ao seu pênis. Sorrio quando sinto o quão duro ele já estava. Minha mão começa a punheta-lo rapidamente, fazendo Jungwoo morder os lábios e fechar os olhos enquanto prendia todos os gemidos.


“Me responda.” 


“Sim!” Ele exclamou desesperado. “Senhora… eu gostei.”


Me afasto novamente, abrindo o lubrificante em minhas mãos. “Vou castigá-lo agora Jungwoo, tudo bem para você?” Confirmo que ele estava ciente do que iríamos fazer. Ele concorda prontamente. “Me diga as palavras de segurança.”


“Azul para abrandar e Lion quando for meu limite.” 


Passo lubrificante em meu dedo e na sua entrada, penetrando lentamente naquele espaço apertado. Jungwoo não consegue segurar o gemido manhoso.


“Você quer me irritar mais ainda?” Soco meu dedo devagar, fazendo ele se acostumar.


“Desculpe-me senhora... é bom demais.” Seu ânus apertava meu dedo, sabia que ele deveria estar sofrendo por estar privado de demonstrar seu prazer nos gemidos.


Jungwoo adorava esse tipo de estimulação, por isso se entregava ao meu domínio de forma rápida. Me sinto ainda mais excitada de vê-lo daquela forma, tão pedinte. Jungwoo era uma tentação absurda para qualquer pessoa.


A vibração da cinta estava me deixando sedenta por mais. Meus dedos entravam e saiam, agora em um ritmo mais rápido. Apesar de amarradas, as mãos de Jungwoo apertavam os lençóis com força.


“Agora vou meter em você Jungwoo. Você vai aprender a nunca mais me trocar por qualquer pessoa. E só poderá gozar com a minha permissão, entendeu?”


“Sim senhora.”


Retiro meus dedos, e espalho lubrificante pelo pênis de borracha. Penetro Jungwoo tão lentamente quanto a alguns minutos atŕas, sei que ele deveria estar entre o céu e inferno nesse momento, adorando o que recebia, mas proibido de gemer.


Coloco apenas a cabecinha, esperando seu relaxamento e então pondo pouco a pouco. Respeito seu tempo, depois o pau de borracha entra facilmente, Jungwoo já estava relaxado.


Começo o vai e vem, suspirando em alto e bom som a cada estocada que me permitia sentir as vibrações em meu clitóris. O corpo de Jungwoo tremia em baixo de mim, totalmente envolto das sensações incríveis.


“Ele fez desse jeito com você?” Começo um novo ritmo tomada pela raiva, sentindo minha lubrificação começar a se espalhar em minhas coxas devido a estar de joelhos na cama.


Apalpo as nádegas do homem sob mim, dando tampas e apertando sua pele. O corpo de Jungwoo balançava no ritmo em que metia, seu rosto colado ao travesseiro.


“Senhora.” Ele suspira baixo. “Mais, por favor.”


Me surpreendo um pouco com seu pedido, mesmo com tesão, achava que aquilo já era o suficiente para ele. “Mais forte.”


“Tem certeza Jungwoo?”


“Johnny me fodeu com mais força.”


Sorriu incrédula do que aquele garoto atrevido acabou de dizer. Ele me desafiou em um momento como esse?


“É isso que vamos ver.” Ponho as mãos em seus quadris puxando em encontro a cinta. Meto mais forte e rápido, sentindo os primeiros sinais do orgasmo se juntarem a minha ira.


Meus gemidos se misturavam com seus suspiros baixos devido ao crescente prazer, tudo ficou ainda mais nublado e gostoso. Abaixo meu tronco um pouco, alcançando os fios dele com uma de minhas mãos, puxando levemente até que ele entenda que preciso dele de joelhos no colchão.


Suas costas bateram na frente do meu tronco, a posição permitia ainda mais toques. Minhas mãos seguem caminhos diferentes pela pele branca dele, uma vai até seus mamilos, brincando, enquanto a outra volta a seu pau que já expelia o pré gozo.


“Vou soltá-lo, mas ainda não pode me tocar, entendido?” Pergunto ligeiramente, recebendo um “Sim senhora” sem fôlego.


Minhas mãos desfazem o nó em seus pulsos, Jungwoo respira de alívio.


“Deite-se novamente e segure suas pernas, quero vê-lo.” Jungwoo nem conseguia disfarçar a animação, pondo-se na posição que mandei. Suas costas estão no colchão e suas mãos seguram suas pernas contra o abdômen. Deixando tudo exposto para mim.


Penetro em seu ânus novamente, agora ainda mais fundo. Jungwoo morde seus lábios entre o dentes, prendendo seus gemidos. Seu rosto transparecia o tamanho do prazer que sentia, sua boca abria-se por conta dos suspiros deliciosamente sôfregos.


Nós dois estávamos próximos de alcançarmos o orgasmo, a cinta deixava-me quente e sensível, ainda mais com a força e velocidade que penetrava Jungwoo. O rosto dele estava vermelho, os olhos fechavam-se com força, franzindo todo seu rosto.


“Senhora…” Ele grita. “Por favor, me deixe gozar.” Implora. Seu pau expelia o pré gozo em seu abdômen. Minha mão livre segue ao seu membro, punhetando na mesma velocidade das estocadas. 


“Venha para mim bebê”, lhe dou meu comando e Jungwoo não demora muito. Ele goza forte, derramando jatos de porra expressos. Seu corpo tensiona e gemidos deixam sua boca. 


Continuo, meu orgasmo viria a qualquer momento, já sentia os tremores e a queimação que o antecede. Abro meus olhos, tendo a visão de Jungwoo pegando em seus dedos o próprio gozo, levando a sua boca e os lambendo. Isso tudo sem desviar o olhar do meu.


Aquilo foi o suficiente para que tudo explodisse em mim, fecho os olhos novamente, gemendo e aproveitando a sensação de ser suspensa da realidade. Meu clitóris era instigado pelas vibrações, dando algum tipo de orgasmo múltiplo.


Meu corpo desaba em cima de Jungwoo, que me recebe com carinho. Fico ali até que nós dois normalizamos a respiração, retirando a cinta dele com cuidado. Jungwoo geme e reclama um pouco do vazio. Ainda deitada desafivelo o acessório do meu corpo, jogando longe.


“Nunca mais apronte isso, está ouvindo?” Levanto minha cabeça para olhá-lo. Ele me observa de volta com aquela sua expressão dissimulada. “Se preferir foder com outra pessoa vou troca-lo. Será que Johnny daria um bom submisso?”


Seus braços me apertam no momento que cito o nome alheio. “Desculpe-me senhora. Não acontecerá novamente.”





Notas Finais


Tô morrendo de vergonha de postar isso aaaaa! Espero que gostem,vou esperar ansiosa os comentários de vocês sobre isso!

As leitoras de Who You Want: O bônus vai nascer viu?

É isso pessoal sigam meu perfil @missjungjaehyun pra mais novidades e outras fics. 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...