História Bag Girl - Long Imagine Jungkook BTS - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~armyiludida1234

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Tags Bts, Jungkook, Romance
Visualizações 375
Palavras 541
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Desculpa


Fanfic / Fanfiction Bag Girl - Long Imagine Jungkook BTS - Capítulo 19 - Desculpa

No capítulo anterior...

Notei algo estranho em seus pulsos. Discretamente, segurei um deles para observar melhor.

Estavam cheios de cicatrizes e muito, muito vermelhos.

“Meu Deus! Como eu não percebi antes?”

Atualmente...

Jungkook POV on

Ainda assustado e com os olhos arregalados, pensei em acordar (S/N), mas desisti. Ela parecia realmente cansada e já tinha problemas demais.

Fiquei alguns minutos pensando no que fazer, e quando enfim tive uma ideia, me levantei correndo, troquei de roupa e saí de casa.

Eu queria ir até o apartamento de (S/N).

Assim que entrei, fui até sua suíte. Procurei, procurei e procurei. Queria encontrar o objeto que ela usava para fazer aquilo.

Até que encontrei, em uma gaveta da pia do banheiro, um colar com o logotipo do BTS.

Coloquei-o em minhas mãos. Percebi que as pontas eram bem afiadas. Quando passei o dedo polegar por elas, quase me cortei. Aparentemente, ela tinha colocado alguma coisa no acessório que o fizera ser cortante.

Achei também uma lâmina. Guardei os dois objetos no meu bolso e voltei para casa. (S/N) não os veria tão cedo.

Quando entrei no quarto, percebi que não tinha ninguém na cama. Mas não deu tempo de me preocupar, logo a encontrei no banheiro, revirando com cuidado todos os armários e gavetas.

- Amor? O que você está fazendo? – Perguntei, fazendo – a se assustar.

- E – eu apenas estava com vontade ir no banheiro e vi que acabou o papel higiênico, estava procurando para trocar – Disse ela, rápido demais e gaguejando, sem conseguir me convencer. – Onde você estava?

- Na sua casa. – Respondi curto e grosso, deixando – a confusa. – E encontrei isso. – Tirei do bolso o colar e a lâmina. A garota me olhou chocada. – O que explica o que eu vi pouco antes de sair – Completei e segurei seus pulsos, virando – os para ela.

- Jungkook... Eu... Me desculpa... – (S/N) tentou falar, mas começou a chorar sem sequer terminar uma frase.

- O que mais você faz que eu não sei? – Falei com a voz firme, alheia ao fato de que ela estava chorando.

Olhei atentamente seu rosto. Parecia que ela queria derramar rios, oceanos de lágrimas, sem exagero. Estava se entregando sem usar palavras.

Eu estava com raiva dela quando voltei para casa, mas naquele momento, vendo – a novamente assim, tão frágil e desesperada, eu me lembrei de todos os seus problemas e me senti um monstro por ter ficado bravo.

- Desculpa, (S/N)! Desculpa! Eu sou um idiota... Vem cá – Finalmente reconheci meu erro e a abraçei. – Está tudo bem, amor. Me desculpa. Mas eu não vou deixar você fazer mais isso.

- Jungkook, por favor! Eu preciso disso!

- Não, você não precisa. Definitivamente. Confie em mim. Acho que vou te levar no psiquiatra depois de amanhã.

- Tá, tá... Você é chato – Disse ela, com um pouco de aegyo na voz.

- Sou mesmo – Respondi no mesmo tom, me esforçando para sorrir e a levando até a cama.

Dessa vez, dormimos mesmo. Quer dizer, “dormimos” entre aspas, porque depois desse estresse, nós dois estávamos com insônia (Ainda bem que eu teria uns dias de folga), mas não saímos da cama.

Nos entreolhamos rapidamente. (S/N) riu discretamente e me abraçou de novo. Assim ficamos até finalmente dormimos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...