1. Spirit Fanfics >
  2. Baila conmigo - Taekook >
  3. Capítulo dois

História Baila conmigo - Taekook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amores, finalmente voltei!💜

💌 tenham uma boa leitura!
💌 até as notas finais!

💌 tag da fanfic no twitter: #bailaTK

Capítulo 2 - Capítulo dois


O beijo aos poucos foi ganhando um ritmo mais intenso, fazendo com que o policial puxasse o Kim para mais perto, aumentando o contato físico com o outro. Quando a falta de ar se fez presente, Jungkook afastou-se do garoto, notando o quanto aquele que estava a sua frente era uma perdição.


Os olhinhos fechadinhos, o rosto corado e a boquinha avermelhada entreaberta, suspirando descompassadamente. Quando Taehyung abriu os olhos, e constatou o olhar do Jeon avaliando sua expressão,  sussurrou: 


— Me beija mais, senhor policial... — Em seguida fechou os olhos, encostando-se mais na bancada que havia atrás de si, almejando pelo beijo. E quando seu pedido foi acatado pelo Jeon, um gemido baixinho escapou de seus lábios em satisfação. 


Jungkook beijou novamente o garoto, dessa vez tomando a iniciativa, percebendo como o Kim beijava perfeitamente, não deixando de sentir as pequenas mãos adentrarem sua camisa, explorando seu corpo de forma curiosa. 


As línguas tocavam-se de forma afoita, e Taehyung gemia baixinho em deleite toda vez que Jungkook mordiscava seus lábios cheinhos. O Kim tinha total ciência de que o policial sabia usar muito bem aquele músculo que a cada instante parecia querer devorá-lo, sugando sua língua com grande volúpia. 


A mão firme do Jeon pressionava o pescoço de Taehyung com firmeza, enquanto ainda se beijavam. 


Mas em certo momento, o ambiente foi esquentando cada vez mais, e movido pelo desejo que nublou sua mente, Taehyung empurrou o Jeon em direção ao sofá que havia ali, fazendo-o cair sentado no estofado, ficando de pernas abertas deixando o volume da ereção evidente, fazendo o baixo ventre do Kim revirar em prazer. 



Agachando-se de frente ao homem, Taehyung espalmou a mão por cima da protuberância volumosa no jeans, sentindo o pau de Jungkook duro em seu palmo. Ainda o olhando fixamente nos olhos, passou a desabotoar as roupas.


Abriu os botões da camisa do Policial, deixando seu peitoral à mostra. E posteriormente retirou a calça e cueca que Jungkook vestia, fazendo Taehyung ter a visão do pau do homem à sua frente bater no próprio abdômen, duro que nem rocha. O Kim encarou o membro enrijecido por um tempinho, sentindo o seu próprio acordar dentro de suas calças apertadas, e abaixou-se na direção do pau do Jeon que já pingava pré gozo.


Os lábios carnudos do garoto passaram a distribuir beijos pela cabecinha do pau do Policial, provocando-lhe arfares baixinhos, e pondo a língua para fora, Taehyung deslizou-a pela fenda molhada. 


Segurando os cabelos sedosos do Kim, Jungkook pressiona a boca do jovem até que ele engula seu membro até a metade. Esperando pacientemente, o seu garoto acostumar-se com o volume de sua pica na boquinha pequena. 


Os olhinhos de Taehyung tinham um brilho diferente no olhar, pequenas lágrimas formaram-se no canto de seus olhos devido a grande excitação que sentia naquele momento. 


Acariciando os fios escuros com certa delicadeza, Jungkook passa a sair e entrar devagarzinho, fazendo o Kim encontrar seu próprio ritmo.


— Você não tem noção do quanto está ainda mais lindo chupando meu pau, Taehyung — Jungkook elogiou seu garoto, sentindo seu membro vibrar na boca alheia após o Kim tentar soltar uma risadinha que saiu abafada. 


— Você é tão bom! Ah, me mama tão bem. — O Policial diz, gemendo no meio de sua fala.


Taehyung levou suas mãos até a coxa de Jungkook buscando apoio, tratando de tentar chupar o pau do Jeon por inteiro, engasgando-se quando alcançou mais da metade do comprimento do outro.


O Kim afastou-se rapidamente, escutando um "ploc" ecoar com o movimento brusco, enquanto tentava normalizar sua respiração descompassada. 


Jungkook encontrava-se admirado, observando o garoto suspirando pesadamente. 


— Meu menino não aguenta chupar o meu caralho por inteiro, uh? — Jungkook questiona em divertimento, vendo Taehyung que se encontrava com a boquinha inchada formar um biquinho birrento. 


— Mas eu quero chupar todinho, Jungkook! 


      "Adorável, muito adorável."


Segurando as mãos do outro e o puxando para cima, o Policial o colocou sentado sobre suas coxas, encostando ambos os peitorais, sentindo os corações pulsarem ligeiramente. 


— Você pode tentar depois. Tá bom? — Taehyung assentiu. 


Beijaram-se mais uma vez, sentindo a textura das bocas tocarem uma na outra, e as línguas se entrelaçaram, chupando-se prazerosamente enquanto tentavam dominar o beijo. 


Quando o ato finalmente cessou, Taehyung falou: 


— Jungkook… — Deram um selinho.


— Hm? — O policial resmungou em resposta, sentindo seu garoto distribuir beijinhos pela sua boca repetidas vezes. 


— Posso dançar pra você? 


— Puta que pariu, Taehyung! Não precisa nem perguntar, bebê — Jungkook falou, sentindo sua rola pulsar em animação, e o garoto ficar em pé frente a si, já dando início a dança.


O corpo do Kim ondulava conforme as batidas da música soavam do lado de fora do cômodo, meneando seus quadris com magnificência, impressionando Jungkook ao assistir aquela apresentação particular que estava sendo feita especialmente para si. 


A excitação que ambos sentiam era tanta que chegava a ser evidente a qualquer pessoa que os vissem naquele instante. 


Quando a música chegou ao refrão, Taehyung deu um sorriso sacana em direção a Jungkook, e em seguida virou-se, ficando de costas para o seu telespectador, que o assistia totalmente entretido, mexendo sua bundinha em provocação. 


E quando Taehyung começou a quicar até o chão, subindo lentamente, totalmente entregue ao ritmo da música rebolando sem pudor algum, Jungkook não resistiu.


Levantando-se de onde estava, o Policial seguiu em direção ao Kim. 


O homem segurou firmemente aquela cintura fina que tanto chamava sua atenção, apertando-a possessivamente, puxando em direção a si, encochando-o e roçando seu pau na bunda do dançarino esta que ainda estava coberta pelas calças, levando sua boca até o pescoço do jovem, distribuindo pequenas mordidas e deixando marcas de chupões por toda aquela extensão, ouvindo o Kim gemer a cada marca feita. 


O corpo do Kim tremia em necessidade, buscando cada vez mais contato físico com o Jeon, este que mantinha-se atrás de si, esfregando sua ereção contra sua bunda farta. 


— É tão prazeroso ver você se esfregando em mim desse jeito, bebê — Jungkook sussurra próximo ao ouvido do garoto, notando seus pelos eriçarem, e um arfar sair de sua boca. 


Deslizando a mão pela cintura do Kim, o policial as leva até o fecho da vestimenta que o garoto trajava, desabotoando e, instantes depois Taehyung encontrava-se despido, não totalmente porque seu corpo ainda era coberto pelo cropped que usava, no entanto, não demorou para o Jeon retirar aquela peça também, e terminar de retirar a que ele próprio ainda usava, deixando-os completamente nus, sem roupa alguma. 


Em questão de segundos, Taehyung virou-se de frente para o Policial, segurando em seu pescoço, puxando-o para si, causando um atrito gostoso entre ambos os membros despertos, roçando ao mesmo tempo, os lábios no do outro, mordiscando-o e chupando-o lentamente. 


Jungkook segurava as bandas fartas da bunda do Kim com suas mãos, apertando-as firmemente, deixando as marcas de seus dedos pintados na pele alheia, se sentindo satisfeito ao vê-la ficar avermelhada, e o Kim gemer em deleite. 


Guiando o mais novo diretamente ao sofá, Jungkook deita-o no estofado acolchoado, levantando as pernas dele e as dobrando, inclinando-as para os lados, deixando-o aberto para si, pondo-se ao meio dele.


As mãos dedilhavam o esbelto corpo perfeito do Kim, ouvindo-o arfar, pedindo para que o tocasse mais.


O policial inclinou-se mais sobre o corpo do jovem, beijando-lhe a tez amorenada, deleitando-se dos suspiros baixinhos que saía da boquinha cheinha, deslizando seus lábios pelo belo rosto, colando sua boca na do Kim brevemente, até enfim findar sua trilha, chegando aos mamilos durinhos chupando-os. 


Jungkook se sentia cada vez mais atiçado em dar prazer ao seu companheiro, que naquele momento segurava seus cabelos com força descontando o tesão que sentia, ao mesmo tempo que seu corpo tremia em satisfação. 


Após constatar que havia brincado o suficiente com aqueles peitinhos, que agora se encontravam avermelhados com marcas em cima e ao redor deles, Jungkook desceu mais sua boca até chegar ao membro endurecido do Kim.


Segurando-o pelo tronco, o Policial chupou a glande molhada, sentindo o gosto do pré gozo que escapava pela fenda, deslizando seu dedo pelo líquido, melando sua mão e em seguida batendo uma, no jovem que gemia pudorosamente. 


Jungkook levou alguns de seus dedos até a boca do Kim induzindo-o a chupar o dedo indicador e médio ao mesmo tempo, enquanto voltava a chupar o pau do seu garoto, sentindo a língua dele deixando seus dedos bem úmidos, os sugando e contornando. Retirou os dedos da boca do jovem na mesma proporção em que se afastava do pau do Kim antes que ele gozasse, o escutando resmungar manhosamente e o barulho sensual ecoar pelo cômodo, quando a boca do Jeon desencostou-se da glande agora bem úmida. 


Com os dedos molhados o suficiente, Jungkook os leva até o cuzinho do mais novo, pressionando o buraquinho enrugadinho, sentindo-o apertar seu indicador ao adentrar a pontinha. — Oh meu garoto! — Exclama.


O Policial adentra mais um dedo em Taehyung, depois que ele se acostuma com o primeiro dentro dele, e o jovem resmunga ao sentir uma dor que lhe atingiu ao sentir-se alargado porque o Jeon movimentava seus dedos dentro de si em forma de "tesourinha".


— Ah Taehyung, você é tão apertado bebê, acha que aguenta meu pau dentro de você, hum? — Jungkook fala com a voz saindo rouca, correspondendo ao tesão que sentia. 


— J-jungkook!! Bota mais um, eu aguento. 


— Você é tão guloso, meu garoto! — O Jeon vocifera em provocação, no mesmo instante em que Taehyung revira os olhos em êxtase ao ter mais um dedo lhe invadindo, gemendo baixinho ao sentir sendo tocado lá.


Instantes depois, após ter por um bom tempo o Jeon focando tão bem seu prazer, lhe explorando de forma tão surpreendente e extasiante, Taehyung sussurra um pedido para ser fodido pelo homem, que não demora muito em acatar a súplica feita pelo outro.


— Jungkook, pega ali na segunda gaveta do armário um tubinho de lubrificante, por favor — Taehyung fala e o Policial imediatamente concorda. Levantando-se de onde estava, Jungkook pega o tubinho e uma camisinha que havia trazido consigo por precaução. 

E quando volta ao estofado, o Jeon assiste o Kim ficar de quatro no sofá, expondo-se completamente e inteiramente em direção a si, mexendo a bunda em provocação. 


— Pronto, o preparei bem para que não sinta dor — Taehyung assenti, fechando os olhos em seguida ao sentir o líquido gelado tocar-lhe sua entrada, abrindo a boca parcialmente para arfar devido ao contato.  


Acreditando estar bastante preparado, Taehyung fala:


— Senhor Policial, eu quero você dentro de mim agora! — O mais baixo ordena.


— Oh porra! — Jungkook xinga, no entanto, não demora em acatar ao pedido, lubrificando todo o buraquinho do jovem, melando toda a camisinha depois de já posta no próprio pau, conduzindo a rola completamente dura até o ânus que não parava de piscar, implorando para ser preenchido.


O Jeon força a cabecinha na entrada, adentrando lentamente, ouvindo o Kim murmurar algo desconexo, sendo incompreendido por seus ouvidos. Com delicadeza e suavidade, Jungkook vai enterrando seu pau por inteiro, escutando o Kim gemer alto ao que seu cuzinho engole o caralho do Jeon em seu interior.


Com passividade o policial passa a retirar-se de dentro da cavidade apertada, e introduzir novamente, de uma única vez, na tentativa de alargar ainda mais o Kim, e facilitar sua passagem por toda a extensão. 


Taehyung gemia, deliciando-se com a  sensação incrível de ter uma rola tão grande e grossa no seu íntimo, misturando-se com a dorzinha fina que o atingia por estar tendo um contato visceral após tanto tempo.


O Jeon sentia-se cada vez mais extasiado ao proporcionar imenso prazer ao jovem, enquanto sentia-o apertá-lo tão bem. 


Os movimentos sutis, tornaram-se intensos, rápidos e selvagens. 


Jungkook investia seu quadril para frente, penetrando o cuzinho do Kim com brutalidade, deleitando-se dos gemidos que ele emitia, sem pudor algum, não se importando se alguém os ouviria. 


No calor do momento, Jungkook desfere um tapa estalado na bunda farta, volumosa e deveras atraente que estava empinada em sua direção, captando o grito alto em prazer que o Kim deu em meio aos gemidos. 


Segurando aquela parte do corpo do garoto que estava ficando avermelhada, Jungkook a aperta em suas mãos, pressionando os seus dedos naquela área, arroxando-a enquanto a abria para os lados, trazendo mais facilidade ao entrar e sair com as estocadas firmes, sentindo o Kim contrair, prendendo seu pau lá dentro por alguns segundos. 


— Ah garoto, você não imagina o quanto é excitante te ver assim, de quatro para mim, chorando de tanto tesão, implorando para ser fodido sem dó e sem piedade pelo meu caralho, pra que amanhã você mal consiga ficar em pé do quanto te deixei dolorido, ao ponto de não te esquecer de quem te fodeu tão bem durante a noite. — Jungkook falou, em alto e bom tom, com a voz provocadora quase beirando o sarcasmo, atingindo diretamente a audição de Taehyung que gemeu em agrado, e empinou-se ainda mais em direção ao Jeon. 


— Ah Jungkook!! Oh!! Continua assim, não para, eu aguento tudo — As lágrimas cintilantes deslizavam pelo belo rosto do jovem e os olhinhos encontravam-se nublados devido ao intenso prazer que sentia, enquanto gemia e arfava em meio às palavras, sem timidez alguma.


Ao mesmo tempo que estocava, Jungkook guiava suas mãos até os peitinhos eriçados de seu garoto, segurando um biquinho durinho de cada lado, esfregando e puxando sem nem um pouco de delicadeza, escutando o jovem gritar seu nome em satisfação, em seguida gemer alto, perdendo as forças dos braços que o mantém de quatro na cama, deixando o rosto apoiar-se no braço do sofá, e poucos segundos depois, após o Jeon estocar dentro de si mais algumas vezes, Taehyung gozou.


— Ah amor, gozou sem ao menos tocar em seu pênis, uh? Meu garoto é tão sensível. — O Policial exclamou, e ao findar a fala gemeu quando o Kim contraiu seu cuzinho, apertando ainda mais seu caralho duro, e com mais algumas estocadas certeiras Jungkook teve seu orgasmo no interior de Taehyung, desmanchando-se dentro da camisinha que envolvia seu pau. 


Retirando-se de dentro do buraquinho que agora se encontrava avermelhado, Jungkook pôde ouvir Taehyung murmurar algo e logo após desabar completamente sobre o sofá, sem se importar com nada.


Removendo a camisinha cheia de sêmen de seu pau, o policial sai a procura de algo que pudesse limpar o garoto que naquele momento se mantinha deitado no estofado em consequência da foda bruta que ocorreu.


Após jogar o preservativo em uma lixeira que encontrou no curto caminho percorrido, o Jeon achou um potinho cheio de lenços umedecidos que estava sobre a bancada de maquiagem, e enquanto voltava em direção ao Kim pegou sua cueca que se localizava em um lugar mais reservado do cômodo, vestindo-a rapidamente, logo voltando sua atenção ao garoto que permanecia acomodado no acolchoado com a boca entreaberta e com os olhinhos fechando e abrindo a cada segundo, devido ao forte orgasmo que tivera, mas que não deixava de acompanhar cada ato acometido pelo Jeon.


— Eu acabei com você, meu garoto? — Jungkook perguntou ao jovem quando já estava próximo o suficiente para desembocá-lo e limpar os resquícios de gozo no qual ainda estava grudado ao corpo delicado de Taehyung, que naquele momento encontrava-se marcado pelos dedos e boca do Policial em resultância do ato sexual que tiveram.


— Sim… — Tae respondeu, com a voz ainda mais rouca em decorrência dos incontáveis gritos e gemidos que bradou durante a transa.


— Cuidarei de você, certo? — O Kim assentiu, fechando os olhos ao sentir as mãos do Jeon passarem sobre seus cabelos retirando-os da frente dos olhos do garoto. 


— Ok. — Taehyung concordou. 


— Ah, você gostaria de ir até minha casa? Como amanhã não trabalharei, poderei passar o dia cuidando de ti. — Jungkook dispara a pergunta, fazendo o Kim arregalar levemente seus olhos, e o coração disparar rapidamente. Estavam sendo precipitados? Eles não sabiam, no entanto, quando depois de vestidos, saíram do estabelecimento e foram para a casa do Jeon.


Taehyung sentia que havia feito a escolha certa. E Jungkook pela primeira vez, sentiu que a sua residência era verdadeiramente o seu lar, ao sentir-se completo e feliz ao ter Kim Taehyung com ele lá, nem que fosse somente por uma noite. 







Notas Finais


Me desculpem pela demora em atualizar esse capítulo, por favor!
acho que vocês já sabem que o meu foco não é tanto em escrever "putaria" e sim algo mais fofo. No entanto, dessa vez resolvi abranger um pouco mais o meu espaço de escrita e proporcionar algo diferente aos meus leitores.
Espero que vocês tenham gostado :( 

💌 Mas eaí, o que acharam?

Obrigada @vantelady pelas dicas e betagem do capítulo! Love U!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...