História Bailando el amor - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Beginskin, Bts, Hentai, Jeon Jungkook, Kim Taehyung
Visualizações 1
Palavras 1.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, LGBT, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey! Apareceu a margarina.
Curtam ai.
❤️

Capítulo 1 - Quatro anos antes


Fanfic / Fanfiction Bailando el amor - Capítulo 1 - Quatro anos antes

Quatro anos antes, cidade do México.

Diferente das outras ocasiões eu estava totalmente nervosa, podia sentir a vibração das vozes atrás da cortina, das palmas e sentimentos que estavam sendo emanados por todo ambiente. Mas o nervosismo dentro de mim, em qualquer circunstância se tornava energia boa, energia que revigora e que faz o corpo ir de 0 a 100 em segundos.

Meu pés se mexiam com facilidade de lá pra cá, quase mais animado que o resto do corpo.

- Posso ouvir seu coração daqui, está tudo bem? - Ouvi atrás de mim, Jeon.

- Sim. - assenti com a cabeça - eu acho, mas provavelmente eu vá desmaiar.

- Você parece nervosa, mas não com o espetáculo. - sorriu - o que houve Sun?

Eu poderia contar que havia dado meu primeiro beijo em Tae, mas achei incoveniente visando minha relação com Jeon. Somos muito amigos, mas o coração é assunto pra nós mesmos, pois até nisso pensamos igual.

- Nada, é só… - suspiro - coisas de garota.

- Tudo bem então, coisas de garota - suas aspas me pareceram debochadas.

Jeon e eu, nos conhecemos desde que ele e a família dele se mudaram para esse bairro. Estudamos todos os anos do colégio juntos na mesma turma, sentando no mesmo lugar, um ao lado do outro. Eu sempre achei clichê as relações de amizade entre garotos e garotas, mas a nossa é como se viesse bem antes, de alguma vida passada ou algo do tipo. Sinto que amigos é uma palavra pequena para o que temos.

Sigo pro palco, tentando ao máximo manter o foco, sem tentar lembrar que o meu parceiro é o cara por quem eu estou apaixonada.

- Senhores e senhoras, é um prazer apresentá-los ao nosso novo grupo afiliado, Los viajeros!

Os aplausos encadearam aos quatro cantos do lugar, fazendo o nervosismo automaticamente se transformar em dança. Taehyung me pega pela cintura e une nossos corpos como um, ficando tão perto que posso ouvir sua respiração. Os olhos tão ligados aos meus, o sorriso de lado, me hipnotizo por alguns segundos antes de sentir sua mão deslizar e me lançar para seus braços. A música começa, e nós também.

Juan, Marili, Mariáh, Tae, Jeon e eu, Sol. Los viajeros. O ensino médio nos uniu, vindo um pouco depois Taehyung Juan. As duas M's e eu, nos conhecemos com 12, e formamos o grupo de dança. No início era só para uma apresentação, só que o que era de uma semana, foi aumentando, duas, três, quatro… E não paramos mais.

Obriguei Jeon a se juntar a nós depois de algumas reclamações sobre afastamento e ciúmes, consequências de falar bastante. Ficamos por hobbie durante dois anos, até Mariáh sugerir que dançassemos no bar de seu pai. As pessoas gostaram tanto que a gente continuou. Ganhavamos 10 pratas por show, onde compravamos uma pizza e comemoravamos o sucesso. Pouco depois de completarmos 16 anos, conhecemos Taehyung no segundo ano. Ele dançava em algumas apresentações e nós achamos legal convidar ele pra participar, apesar das implicâncias de Marili. Mas sua capa caiu quando Tae perguntou se poderia trazer seu melhor amigo Juan, que também dançava e que havia entrado no colégio a pouco tempo. Aí veio a ideia das duplas, achamos perfeito e nos formamos oficialmente como grupo. Estamos na nossa primeira apresentação oficial com os seis. Los Viajeros.

- Agora!

Grito alto e todos atendem. Jogam confete dos bolsos que voam para o público, ao mesmo tempo que as garotas são jogadas para o alto, descendo aos braços dos garotos e finalizando a coreografia. Nervosos fechamos os olhos e esperamos a reação do público, que vem tão rapidamente quanto os gritos e as palmas animadas.

Nos abraçamos e agradecemos, dando lugar ao próximo grupo.

- Puta que pariu! - Juan grita ao entrarmos no camarim - isso foi foda demais!

- Eu nunca senti essa sensação em nenhum outro show nosso! - Marili diz tão animada quanto todos nós.

- Você está falando do show ou do Juan? - digo divertida.

Marili me olha mas perde a pose, rindo com os outros. Nos olhamos e partilhamos da mesma alegria, e orgulho.

- Se alguém tinha alguma dúvida sobre nós sermos bons juntos, já caiu sobre terra! A gente foi demais demais! - Mariáh quase grita.

Conversamos mais sobre o show e o grupo, mas a todo instante meu olhar encontra o de Tae. Tão bonito e sensual com a camisa branca grudada ao peito, sinto meu coração doer ao lembrar dos nossos corpos esmagados no banheiro, partilhando de uma vontade encoberta.

- Sol, você falou com o Omar?

Olho para Jeon, que parece ter feito propositalmente para chamar minha atenção. Estava tão óbvio meu desejo?

- Sim, ele disse que emprestaria o espaço para ensaiarmos. Mas só a tarde, e até as seis.

- Melhor que nada. - Juan dá de ombros.

- Espero que dê certo, estou tão animada com a gente. - Marili junta as mãos e estendo ao céu, num pedido próprio.

Após o descanso voltamos ao bar, estonteantes a cada elogio. Ficamos até o bar fechar, as 02:30. Seguimos juntos até certo ponto de caminho que servia para cada um.

- Amanhã a gente decide os dias bons para ensaiar. - Marili diz.

- Certo. - concordamos.

Mariáh, Marili e Juan seguem após nos despedirmos. Sigo com Tae e Jeon conversando ainda sobre a apresentação.

- Posso te levar até a sua casa? - Tae pede com certa timidez.

- Pode. - viro para Jeon - Eu vou com ele, te vejo amanhã.

Damos nosso toque de mãos e eu acompanho Taehyung, me assustando brevemente ao sentir sua mão na minha.

- Sempre quis fazer isso, Sol.

- E porquê nunca fez?

- Nunca imaginei que você fosse querer.- entrelaça nossos dedos - mas agora que sei, não vou soltar mais.

- Mas aí eu vou ter que andar com você pra todos os lugares, até pro banheiro!

- Tudo bem, sempre quis te ver tomando banho mesmo...

Arregalo os olhos e o encho de tapas, sendo segurada por suas mãos, me juntando ao seu corpo como na coreografia.

- Calma, eu estava brincando. Eu quero ficar grudado em você pra poder te admirar todo o tempo, me perguntando como algo consegue ser tão bonito e incrivelmente apaixonante.

Me encolho em seus braços e sorrio grande. Encaro seus olhos negros e me pergunto como me privei de aproveitar um sentimento com alguém como ele.

- Posso beijar você de novo? - pergunta quase a centímetros do meu rosto.

- Sempre que quiser.

E mais uma vez compartilhamos de um desejo agora descoberto.


Notas Finais


Comentem em nome de Jung Hoseok!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...