História Bailão em Hogwarts - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Seguinte estou com essa ideia na cabeça faz um tempo, na verdade o nome da fic foi o nome do primeiro capitulo que pensei.
Me ajudem com erros ortográficos e com ideias ...
Na minha opinião o primeiro capitulo está bem ruim, mas melhora acredite ....

Com amor, espero que gostem !

Capítulo 1 - 18 de agosto de 1994


 

O tempo estava frio, aliás tudo ali sempre parecia frio e molhado, a madeira do banco encharcava a minha calça me lembrando a todo instante que o ideal seria esperar em pé. Demorou pelo menos mais uns 20 minutos até um senhor de barbas brancas aparatar ao meu lado, ele usava uma espécie de vestido e me olhou com divertimento através das lentes de meia lua.

- Por gentileza, procuro a senhorita Karmelia Faheem, por acaso a conhece? – ele mantinha uma expressão bondosa enquanto mexia nas mãos e se aproximava devagar.

- Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore, quem diria que alguém tão famoso fosse tão difícil de encontrar- seus olhos indicavam divertimento -  pode me chamar de Karma se tudo rumar conforme o planejado provavelmente nos tornaremos bons amigos – indiquei para que se sentasse ao meu lado.

- Espero que as coisas aconteçam da maneira correta, me desculpe o mal modo mas pelo que escutei da senhorita esperava que fosse mais velha. Quantos anos tem – sorri, não tinha parado para pensar neste detalhe levando em conta que nasci em 97 a resposta certa seria -3 percebi que demorei para lhe responder então me aprecei.

- 15, tenho 15 anos! Professor se não se incomoda preferia discutir com o senhor um assunto sigiloso e não acho que este seja o melhor lugar, se importa em sugerir outra locação?

- De maneira alguma minha jovem, venha por gentileza me de sua mão vou nos levar onde possamos conversar – Aparatamos em uma colina verde a construção mais próxima era uma casa torta, ele começou a andar em direção a casa quando chamei sua atenção.

- Professor, o que vou lhe contar é pessoal, não gostaria de compartilhar com mais ninguém se não se incomodar poderia lhe dizer aqui – ele assentiu com a cabeça – Creio que esteja familiarizado com os Jinns ou gênios como muitos costumam chamar – esperei ele afirmar com a cabeça para continuar – muito bem não há uma forma muito correta de explicar as coisas, digamos apenas que eu fiz um desejo, um bem audacioso que me permitiria burlar uma das proibições absolutas – ele parecia intrigado e sua curiosidade era palpável porém preferiu continuar escutando – acho que a resposta correta para minha idade seria de -3 anos.

 

- O que a levou a desejar viver no passado minha jovem? O que no futuro está tão ruim que a fez preferir viver nestes tempos incertos?

- O senhor é realmente muito inteligente professor, mas não pretendo lhe revelar nada sobre o futuro, isso não seria certo poderia fazer com que as coisas fossem alteradas de maneira danosa – ele me encarava intrigado – mas não se preocupe lhe darei informações suficientes para não lhe preocupar. A única coisa que me traz aqui é a morte de minha mãe, eu nunca conheci meu pai e isso era realmente muito importante para ela, ela que me deu o jinn, mas no processo para consegui-lo ela acabou ficando muito doente e veio a falecer; A única razão deu estar aqui é porque seu último desejo era que eu conhecesse meu pai – ele sorria com ternura para mim – acho que nem ela imaginou que eu usaria ele assim, mas aqui estamos – suspirei – Oi pai! .....

 

...

 

O chá estava gostoso, fazia meses que eu não me sentia tão à vontade, todos os cômodos eram coloridos e cheios de bagunça o que me fazia lembrar de casa, a senhora que havia nos recebido na porta não parava nem por um momento de colocar mais comida na mesa ou de se certificar de que estava tudo sendo feito, ela se identificou como Molly e não parava de me fazer perguntas. Alvo já havia se recuperado do susto da minha piada, eu disse que sentia muito, mas ele não acreditou muito devido as minhas risadas.

- Então querida, como estão os biscoitos? – “ Deliciosos, me desculpe de novo por aparecer de repente, não precisava ter feito tudo isso! ”

- Molly, Karma é uma estudante de intercambio de Hogwarts, a pedido de sua mãe estou responsável por ela e achei que seria bom para ela fazer amigos antes das aulas começarem, me esqueci completamente que o Torneio era hoje, não sei onde estava com a cabeça – A senhora pareceu muitíssimo mais interessada mediante as novas informações

- De onde você veio querida? – “ Brasil, eu sou do Brasil” – nossa que interessante precisa me contar como é lá, sua mãe está certa em lhe mandar para Hogwarts essa é com certeza a melhor escola de magia e bruxaria do mundo! Os meninos vão adorar te conhecer, vai ficar conosco até as aulas começarem? –  antes que Alvo pudesse responder me adiantei – “ Agradeço muito a oferta, mas vou ter que recusar, se não for pedir muito eu posso levar um biscoito? Isso está realmente gostoso ....


Notas Finais


Desculpe terminar do nada, mas estou ansiosa pra contar a parte que interessa .

Pretendo postar toda a semana, mas isso não é uma promessa !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...