1. Spirit Fanfics >
  2. Baile - Jikook ABO >
  3. Coelhos acordam cedo, pintinhos que lutem

História Baile - Jikook ABO - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Heeeey, era pra postar ontem.. Cara, n curto segundas.. ENFIIIM
Boa leitura e relevem os erros gritantes

Capítulo 3 - Coelhos acordam cedo, pintinhos que lutem


Fanfic / Fanfiction Baile - Jikook ABO - Capítulo 3 - Coelhos acordam cedo, pintinhos que lutem

─ EU VOU MATAR VOCÊ, JUNG HOSEOK. COMO VOCÊ FAZ UM ESCÂNDALO DESSE, PROJETO DE ALFA MAL ESCULPIDO? ─ Jeon grita quase que colocando os órgãos para fora.

Depois que sofrer horrores para chegar em casa com um bêbado nos braços, finalmente conseguiu.

Agora Hoseok estava no sofá, jogado, e Jeon em pé de frente para o mesmo.

─ Como pode fazer isso? Imagina o tamanho do escândalo que isso vai gerar? Esqueceu que sua imagem é vinculada a uma empresa?

─ Foda-se a empresa, Jeon. Estou triste, amargurado, me deixa sofrer.

─ Eu deixo, seu babacão, deixei você beber como louco, só não deixo você arruinar sua própria imagem e da empresa que tanto se dedica. Céus, Hope, porquê tudo isso? -Jeon sentou do lado do primo.

─ Por... Ele me deixou, Jeon.

─ Ele não te deixou.

─ Ele noivou, aquele maldito.

─ Hoseok-

─ Jeon, você vai ser feliz com o loirinho lá, mas e eu? O que vou ser?

─ Jimin e eu não temos nada, nem sei se teremos. Ele parecia muito abalado com o que aconteceu com o Taehyung e o Yoongi. Acho que ele não esperava.

─ Ninguém esperava, Ninguém.

─ Talvez...

─ Jimin não amava aquele cara, só eram amigos. Só imaginávamos que ficariam juntos por causa do tempo que eles são amigos, talvez todos na cidade pensassem que eles se casariam, mas olha, só ... Sua preciosa oportunidade, Jeon

─ Eu errei os passos, mas mesmo assim ele aceitou ser cortejado por mim.

- Estou feliz e triste.

- Ele pediu para fazer os cortejos fora dos bailes. Farei nos fins de semana.

Hoseok sorriu.

─ Conquiste o garoto, ele é especial. Já deu para perceber que ele não está disposto a qualquer coisa.

─ Ah, Hope - Jeon o abraçou-, queria tirar sua dor e te dá toda felicidade do mundo. Estou aqui, viu?! Sempre. E quem saiu perdendo foi aquele idiota, perdeu um alfa incrível. ─ beijou a bochecha do Hoseok. ─ Casaria com você, mas eu gosto do Jimin, então...

─ Te amo, primo... Obrigado por está comigo.

─ Sempre idiota bebum. Agora vai pro seu quarto, toma um banho, que eu vou fazer chocolate quente pra gente.

─ Já ‘tô indo. ─ Hoseok falou e saiu correndo e cambaleando. Jeon sorriu e foi para cozinha.

 

.....Fufuco.....

 

─ Yoon?

─ Tae, estou aqui. - Yoongi saiu do banheiro e foi sentar do lado do noivo.

─ Seus pais não podem saber que você está aqui. - Beijou a testa do menor.

─ Meus pais não sabem nada sobre mim, Tae.. Puff.. Se soubessem estaria forçosamente fodido.

─ Você está fodido .. Mas foi eu que te fod-

─ Taehyung, cala a boca.

─ Você falou com ele?

─ Ainda não, mas tenho. Falou com o Jimin?

─ Não, não sei como falarei. Prometi tanta coisa a ele, no fim, o deixei só e sem explicações.

─ Pelo menos Jeon parece interessado nele.

─ Ele tem boas intenções?

─ Taehyung, ninguém nessa cidade tem mais boas intenções do que aquele filhote de Coelho.

─ Que bom. Agora, vem deitar.

Yoongi deitou-se ao lado do alfa

 

......AHHUM...

 

E a semana parece que nunca passaria. Jimin se perguntava se isso era alguma obra de feitiçaria, porque sempre queria que a semana passe devagar, e ela passava voando, mas agora que precisava dela voando, ela dava uma de tartaruga.

Desgraça.

O baile havia sido domingo, atualmente era quarta-feira, mas Jimin queria que fosse sábado. Não sabia se Jeon realmente iria vir vê-lo, mas estava ansioso mesmo assim. Tentava fazer suas atividades, seus cursos a distância, mas nada parecia fluir.

Maldito alfa influenciador barato

Ainda não tinha visto Taehyung. Tudo que soube sobre o outro foi que o mesmo tinha feito uma viajem de negócios.

Vá e não volte – JM.

Jimin não tinha ressentimentos.

E no final de mais um dia, mais ansioso o loiro ficava pelo fim de semana. Nunca imaginou que ficaria assim por Jungkook, nunca mesmo. Obvio que já havia visto o moreno, apreciado sua beleza, suspirado por ele, até mesmo seu lobo interior já tinha dado seus auaus pelo o alfa. Mas nunca imaginou aquela situação.

Céus, o que Jeon Jungkook está fazendo comigo? – JM.

Depois de muita reza, batida de tambores, apelação divina, o sábado chegou.

AMEM, NÉ.

Jimin acordou eufórico. Tomou um banho de quase duas horas ─ água do planeta que lute─, vestiu-se como um príncipe de forma modesta e elegante, perfumou-se, até mesmo colocou os brincos que ganhou.

Estava lindo.

Mas...

.......... Jeon não veio.

Jimin passou o dia aguardando ao alfa, esse que nem deu sinal de vida. Sentia-se um idiota por achar que alguém como Jeon Jungkook realmente se interessaria por ele. Como foi bobo.

Já a noite, sentado na calçada, sentia todo seu corpo implorar por descanso. Passou uma semana cheio de ansiedade, nervosismo, mal dormiu, no sábado, foi tomado por melancolia. Estava triste, seu lobo também. Só queria que alguém realmente mostrasse interesse nele, de um modo bonito, disposto a conhece-lo antes de querer leva-lo para cama.

Era um sonhador idiota.

Suspirou

Não tinha nem mesmo Jin para desabafar, esse que havia viajado para busca seu diploma. Seus pais estavam forma de cogitação. Sua mãe passou a semana infernizando, sempre falando de Jeon; só o deixou em paz quando recebeu um convite de uma velha fofoqueira para passarem uns dias juntas em um SPA qualquer. Além do que, sua mãe sempre o jogava para baixo, dizendo o quanto Jimin era insuficiente, tudo porque seu cheiro não era tão atrativo. Que culpa tinha se seu cheiro se assemelhava ao de chuva?

Queria cheirar a morango? Queria.

Queria cheirar a flores? Queria.

Queria cheirar a baunilha? Queria.

Mas cheirava a chuva, um cheirinho suave, relaxante.

Ruim.

Jimin resolveu dormir. Foi para seu quarto, jogou os brincos em qualquer lugar, rebolou as roupas com tanto ódio no cesto, nem mesmo queria usa-la novamente.

Deitou-se e chorou.

Seria uma longa noite.

 

...PIUUUU...

─Jimin? Hey, menino, acorde. Jimin?

Jimin sentia seu corpo ser remexido por alguém.

Sério, piedade.

A noite foi quase toda de choro, dormiu já era madrugada. Queria dormir o dia todo, estava frio, muito frio.

Que alma sebosa essa que lhe tentava acordar.

Não devia ser nem 5h30 da manhã.

─ Vamos menino, acorde. Tem um alfa lá fora querendo te ver. ─ Bastou ouvir isso para o loirinho abrir o os olhos e sentar na cama.

─ O que? ─ Jimin tinha os cabelos arrepiados, a carinha amassada.

─ Aquele tal de Jeon Jung-no-sei-oque. Deve estar desesperado para vê-lo, porque são 5h15, manhã de um domingo, faz um frio de quase 10 graus, e o garoto está na fora, em uma paz de espirito tão grande que me assusta.

Jimin arregalou os olhos, pulou da cama e correu.

─ JIMIN, pelo menos passe uma agua no rosto.

Jimin sorriu.

─ Obrigado, Soo.

Jimin sentia-se um idiota por esta todo eufórico por Jeon, esse que nem ao menos deu explicação por não aparecer.

Lavou o rosto, usou um enxaguante bucal e correu, quase se estatelava na escada.

Abriu a porta e viu Jeon encostado no portão. O alfa usava uma calça moletom preta, uma camisa de mangas curtas cinza e um tênis simples, preto também.

Credo, ele não sente frio? Tá quase congelando – JM.

Jimin suspirou

─ Jeon? ─ O moreno logo olhou para o loiro e abriu um lindo sorriso.

Não vai me ganhar com esse sorriso, seu coelho endiabrado – JM.

─ Jimin! Que bom vê-lo novamente. Espero que esteja pron... ─Jeon fitou Jimin. ─ Você vai sair comigo de pijama? Porque se for, você está lindo assim.

Ah, foi aí que a ficha caiu. Jimin nem se deu conta que estava de pijama. E o pijama. Um short curto e uma camiseta longa. Seu corpo travou.

─ Eu- Eu já venho. ─ Saiu correndo em disparada para dentro de casa. Estava focado em dizer boas verdades na cara do insensível, que nem se deu conta de como estava vestido.

Se trocou tão rápido que podia jurar que entraria para algum livro dos recordes.

Bem, era só uma calça jeans bem colada, uma blusa de cetim bege e um coturno na cor mostarda.

Voltou para onde Jeon estava.

─ OWW, você está lindo. Quer dizer, você é sempre lindo, mas vestido desse jeito mais simples, realça ainda mais sua beleza. ­─ Jimin odiava Jeon. Maldito, como irei ficar bravo se você me elogia e mostra esse sorriso bonito – JM.

Jimin amava ser elogiado. Sua mãe é sempre tão cruel com sua aparência.

Ser elogiado é tão bom.

Ser elogiado por Jeon Jungkook é incrível

Que merda Jimin – JM.

O loirinho abaixou a cabeça e logo tinha um lindo bico nos lábios.

Jeon se aproximou, ficando de frente para o outro.

─ Bem, eu planejei um encontro, sabe. Já que você me permitiu cortejar, acho que começar por um encontro vai ser legal. E essa dessa vez não foi o Hoseok que me deu instruções. Fiz tudo sozinho. ─ Jeon dizia de forma orgulhosa, Jimin quis rir... Mas

─ Jeon, era para você vir ontem. ─ Jimin disse de modo sério. O sorriso do alfa morreu, fitou o loiro.

─ Ontem? Mas eu não disse o dia que vinha, Jimin. Na verdade isso foi uma falha, já que o final de semana é sábado e domingo, não ficou especifico... Espera, você me esperou ontem? ─ Jimin sentiu seu rosto esquentar. Maldição. Sábado não é o único dia do fim de semana. Sentia-se ainda mais idiota.

─ N- NÃO, claro que não. Só disse isso porque achei que não gostasse de sair aos domingos. ─ Que desculpa deplorável.

─ Bobagem, mas enfim, se está tudo ok, podemos ir? ─ Jeon estendeu a mão para o loiro.

A ficha de Jimin caiu.

─ Jeon, são 5h30 da manhã, eu estou em pé força, com sono e muito frio. E você quer me arrastar para algum lugar?

A verdade, Jimin estava muito cansado. Sentia muito frio, seu corpo vez e outra tremia um pouco; não dormia bem a tantos dias.

Céus, como negaria Jeon Jungkook.

─ Sim, Jimin. Prometo que não se arrependerá. Você vai amar, serio.

Não negaria

Maldito sorriso de coelho.

─ Se eu pegar no sono em algum momento, e você fizer alguma gracinha, eu vou te mostrar porque o Jin me chama de naja bunduda, viu. ─ Jimin tinha um olhar intimidador para Jeon.

─ Naja bunduda? ─ Jeon arqueou a sobrancelha ─ Nunca ouvi falar que cobras tinham bundas.. Céus, isso é legal.. e estranho. Por que te chamam de naja bunduda?

Jimin suspirou.

─ Só vamos logo para esse encontro.

 


Notas Finais


Irrra, esse Jk coruja.. Coitado do Jimin...
Esse encontrooo..HE
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...