História Baile de máscaras (BenyStraw) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bendy and the Ink Machine, Cuphead
Personagens Bendy, Cuphead
Visualizações 52
Palavras 1.251
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, LGBT, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura :')

Capítulo 1 - "Quer dançar?"


。:゜P.O.V Bendy ゜:。

Coloco a pipoca no microondas, após isso vou até a sala e ligo a televisão. Quase se completa uma semana que estou de férias do meu trabalho. E por agora estou sozinho, o que quer dizer: A casa é toda minha!

Pego o controle no criado-mudo, procuro qualquer coisa interessante para assistir.

-Mundo dos fungos...?

Esse foi o melhor programa que conseguiu encontrar, jogo o controle no sofá e vou até o microondas, que estava apitando.

Tiro a pipoca de dentro do mesmo e volto para o sofá.

-Colocando minha touca de unicórnio!

Antes de tudo, sim eu tenho um pijama de unicórnio com um capuz possuindo um chifre. Ganhei de Alice depois que me assumir ser homossexual, nunca avia usado antes pelo fato que divido a casa com Boris.

NINGUÉM pode me ver vestido assim!!

Me aconchego no sofá, quase ficando deitado. Toda minha atenção agora vai ao programa. Cada momento que se passa sinto que estou perdendo mais meu QI, por algum motivo. Mesmo o programa ser uma bosta, a voz do cara que narra me prende ao programa.

-BENDY!

Escuto o barulho alto da porta de entrada da casa sendo aberta com força e um berro de Boris, que me assusta, dou um pulino quase que derrubando a pipoca no chão.

Logo vejo Boris na entrada da sala, mesmo baixa sua cabeça e apoia suas mãos em seus joelhos, enquanto respira ofegante. Rapidamente me levanto do sofá e me a próximo dele, preocupado.

-O que aconteceu Boris?

Pergunto e em seguida Boris levanta sua cabeça.

-Fa-

O mesmo coloca uma de suas mãos em sua boca, segurando risada. Ainda estou vestido com o pijama, o planejado era que Boris voltasse apenas amanhã. Cruzo meus braços e franzio meu rosto.

-Fala logo o que foi!!

-Está bem!! Está bem!

Diz Boris ainda na tentativa de segurar o riso.

-Hoje é o baile de máscara da empresa que trabalho, porém hoje também é meu primeiro encontro.. Me faz um favor?

-O que?

Pergunto erguendo uma de minhas sombrancelhas.

-Me represente no baile!! Por favor!!

Fala Boris fazendo draminha de falar em ton parecendo que vai choramingar, e é claro que o mesmo aprendeu esses draminhas comigo. 

-E-Eu?

Falo recuando um pouco.

-Boris eu e você somos muitos diferentes para eu te representar.

Complemento minha fala tirando capuz de unicórnio da minha cabeça.

-Você apenas precisa ficar um tempinho no baile.

-Mas se alguém perguntar se eu sou você?!

Boris coloca um de seus dedos em seu queixo e solta um "Hum.." enquanto está com uma expressão de pensativo.

-Você pode dizer que eu não pute vim ao baile por que tive um compromisso inesperado.

-Tá, mas por que você não liga para seu chefe e diz isso?

Digo olhando de forma séria para o mesmo.

-Bendy! Vai fazer o favor ou não?

Reviro meus olhos e suspiro.

-Vou!

-Obrigado!!!

Boris me pega no colo e me abraça.

-Tá! De nada! Agora me solta.

O lobo me coloca no chão e diz:

-Mas é melhor você trocar de roupa.

Em seguida o mesmo começou a rir, ando pisando duro em direção ao meu quarto. Fecho a porta do cômodo e a tranco. Tiro o pijama de unicórnio e jogo em cima da cama, vou a até meu guarda-roupa.

Procuro meu smoking e quando escontro o visto. Me lembro que vesti essa roupa apenas uma vez, no casamento de Herry. 

Procuro um sapato que combinasse com a roupa que uso, pego um preto qualquer na minha sapateira e vou até o banheiro de meu quarto. Arrumo meu cabelo de forma aceitável para a ocasião e passo meu perfume favorito, que tem um aroma de rosas, sim é um perfume meio afeminado.

Me olho no espelho, não a muito o que dizer, estou lindo. Aliás eu fico lindo de qualquer forma. Saio de dentro do quarto e ando até Boris, o mesmo também trocou sua roupa, agora está usando uma roupa estilo social e olha para o relógio em seu pulso.

-Estou pronto!

Digo para o mesmo enquanto sorrio de lado. 

-Uau como está bonito!

Fala o mesmo retribuindo o sorriso e me entrega uma máscara.

-Agora vamos! O baile já começou!

Suspiro e andamos até seu carro, entramos no mesmo e pegamos caminho para esse baile.

Fico um tempo observando os detalhes dessa máscara, ela até que é bonita. A coloco em meu rosto e me olho no retrovisor do carro.

-Chegamos, é aqui!

Fala Boris após estacionar o carro.

-Você está me devendo uma!

Digo abrindo a porta do automóvel e em seguida saindo. Falo um "Tchau" para Boris e fecho a porta. 

O mesmo novamente liga o carro e vai embora, me deixando sozinho. Encaro a entrada do baile e penso:

-O que pode dar errado?

Caminho para dentro do baile, a primeira coisa que percebo é como esse lugar é chique, o que me deixou um pouco desconfortável, eu sou mais de ficar em casa, não sou acostumado com tanta "chiquesa" assim.

Quando terminava de entrar no baile um segurança me para.

-Qual o seu nome?

Pergunta o mesmo segurando uma prancheta em suas mãos.

-B-Boris the wolf.

-Hum.. Boris.

Ele procura o nome nos papéis que a nas pranchetas e quando o mesmo encontra pede para eu continuar a entrar.

Ando perdido pelo o lugar, todos aqui são desconhecido para mim. 

-Por que aceitei vim aqui mesmo?!

Falo em ton baixo me sentando em um sofá preto apresentando ser de couro.

-O senhor aceita uma bebida?

Perdido em meus pensamentos levo outro susto, dessa vez apenas um "sustinho" quando um dos mordomos me oferece uma taça de champanhe.

-A-Aceito sim.

Respondo sorrindo forçado enquanto pego uma das taças na bandeija. Rapidamente dou uma olhada no champanhe dentro da taça e em seguida bebo um pouco da bebida.

-!!

Quase que cuspo o champanhe, isso tem um gosto de álcool muito forte.

-É, não foi uma boa eu ter aceitado vindo aqui..

Novamente falo em ton baixo, porém mesmo essa bebida possuindo o gosto de álcool forte ela não é tão ruim, de certa forma ela é meio... Doce?

Bebo mais um pouco do champanhe, após vários loges da bebida eu me acostumei com a grande quantidade de álcool.

Antes que eu pudesse perceber outro mordomo está em minha frente e pede a taça de volta e me oferece dessa vez uma taça de vinho.

-Os mordomos daqui são rápidos..

Penso e pego um taça. 

-Posso me sentar ao seu lado?

Olho para lado e vejo um criatura de cabeça de xícara usando uma máscara preta, como a cor da minha, em seu rosto.

-P-Pode.

Falo um pouco envergonhado, o mesmo se senta ao meu lado e segura uma taça com vinho em sua mão.

-Prazer, me chamo Cuphead e você?

-M-Meu nome?

Falo desviando meu olhar de Cuphead e suando frio. Devo falar meu nome verdadeiro?!

-Bendy.. N-Não quis dizer Boris.. Me chamo Boris!

Cuphead solta uma baixa risada, o olho envergonhado.

-Percebo que está um tanto nervoso, e eu conheço Boris, você não se parece nada com ele, principalmente com a altura.

-Ei!

O olho irritado e bufo de raiva.

-Então, seu nome é Bendy?

-S-Sim.

Falo, em seguida tomo um pouco do vinho.

-Belo nome, ele é diferente. 

-O-O-Obrigado.

Sinto meu rosto ferver...

-Mas por que disse que seu nome era Boris?

-Bem.. É que o Boris, meu primo. Ele me pediu para eu o representar aqui no baile, por que ele foi burro demais e tem um encontro hoje mesmo!

Digo e tomo outro gole da bebida, estou um pouco nervoso por estar aqui. Era para eu estar no sofá assistindo televisão!

-Pelo menos está se divertindo?

Pergunta Cuphead após terminar de tomar o vinho dentro de sua taça.

-Não.. 

Falo desanimado enquanto apoio meu cotovelo em minha perna e minha cabeça em minha mão enquanto bebo o restante da minha bebida.

-Hum.. Quer dançar?

Eu o olho, o mesmo está sorrindo, deixando a mostra um pouco de seus dentes branco, isso faz meu coração palpitar mais rápido e sinto que corei.




Notas Finais


Era para ser apenas uma fanfic de um capítulo, mas a falta de criatividade bateu ;-;

Espero que tenham gostado!

Bye (^v^)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...