1. Spirit Fanfics >
  2. Balada top >
  3. Balada top

História Balada top - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Uma festa com final exitante.

Capítulo 1 - Balada top


Fanfic / Fanfiction Balada top - Capítulo 1 - Balada top

A BALADA TOP

Eu tenho 31 anos e ela 20, tenho os seios turbinados, uma morena com corpo legal meiod de modelo e bunda arrebitada, e sem nada de barriga, a Carla tem um corpo lindot também, um bundão arrebitado, seios pequenos, tudo em cima.

Um certo dia saímos pra uma balada e levamos ela, pois ela é sobrinha do meu maridoe então la pelo meio da festa já estávamos meio embriagados e virando mais e mais latinhas aí a vontade de ir ao banheiro aumenta, e ela sempre me acompanhava ao banheiro uma, duas, três, e na quarta vez já estávamos bem altinhas, foi então que elam me olhou, eu estava com um decotão e aí ela falou… Meu tio deve se acabar chupando esses peitões, imagino que ele deve mamar e se acabar nesses peitões. Eu fiquei um pouco sem jeito e sorri, ao mesmo tempo minha bucetinha piscou, nunca imaginei quee ela iria falar aquilo, eu sou uma mulher que só de olhar para meus seios fico excitada, e falar, então eu subi no céu, rs…Então eu me encorajei e falei daquela bunda deliciosa dela com esse rabetão, você também leva qualquer um a loucura, ela também sorriu.

Enfim entrei no banheiro e ela entrou atrás e pediu pra tocar nos meus seios, “pois eles parecem ser bem durinhos” (ela falou) e eu deixei, ela com as mãos bem delicadas,l levemente passou pelo meu biquinho que já estava arrebitado de tão excitada e molhada que eu fiquei, puxei ela pro meu corpo e comecei a beijar o pescoço dela, que estava muito cheirosa, como ela não se esquivou, continuei…Começamos a nos beijar e enlouquecidamente fui passando a mão nela e escorrendo naquela bunda maravilhosa e sussurrei no ouvido pedindo pra ela abrir as calças, ela imediatamente abriu, foi aí que consegui sentir aquele belo rabo nas minhas mãos, e ela começou a passar a língua em volta do meu biquinho dos meus seios bem levemente me olhando e querendo mais, eu estava explodindo de tesão, e me abaixei e por dentro da calcinha dela comecei a tocar naquela bucetinha, bem depiladinha e toda molhada, comecei a masturbar ela então baixei as calças dela e meti minha língua naquela bucetinha, delirando de tesão, elac começou a pedir pra mim meter meus dedos na bucetinha dela, disse pra mim ‘’colocardo dois’’, e logo em seguida ‘’três’’. Enquanto eu chupava ela todinha, passava minha línguan naquela bucetinha saboreando e me lambuzando naquele fogo todo que ficamos, elae então começou a puxar meu cabelo me pedindo mais e mais, ela estava muito molhada ,comecei a acaricia-la sem parar de chupar, ela começou a rebolar na minha boquinha,e estava se retorcendo pediu se poderia gozar na minha boca, eu deixei, pois estava louca de tesão. Uuuuh que rabo gostoso... pedi pra ela virar de costas pra mim e me avisarq quando estivesse pronta para gozar na minha boca, ela virou eu fiquei me apertando naquele corpo, naquela bunda com a calcinha lá embaixo, apertei o corpo dela contra o meu e fiquei tocando no clitóris dela, ela gemia muito e pediu rapidamente pra mim chupar ela que ela queria gozar, eu chupei e ela gozou muito na minha boquinha. Eu já estava quase gozando também, quando mesmo sem eu pedir, ela tocava meus seios e começou a chupar os biquinhos, eu estava explodindo, foi aí que ela tocou por cima da minha calcinha e esfregou meu clitóris, eu me acabei, não aguentei, meu ponto fraco é meus seios, gozei muito, fiquei toda molhada, gemi no ouvidinho dela e ela me beijou,que boca, que beijo, enfim gozamos e voltamos para festa, meu marido olhou meio desconfiado vendo nossas caras de safadinha.

Acabou a festa saímos os três entramos no carro, nesse dia fiz diferente, fui no banco de trás com ela, como estávamos os três bem bêbados, os ânimos estavam bem alto, eu e ela estávamos ainda com cerveja na mão e íamos rindo e comentando a festa, nos abraçando, meu marido também riamos todos alegres, foi então que ele perguntou, e aí pra onde vamos? Eu mais que depressa disse, ‘’pro motel’’, ele ‘’e a Carla’’? Eu, vai  junto, então nós olhamos com o mesmo tesão e começamos a nós beijar e a nós acariciar no banco de traz do carro, ele olhava nós duas enquanto dirigia com tesão dobrado, e perguntou ‘’ela quer’’? Então a Carla entre meus beijos e amaço disse, ‘’claro vamos’’.

Chegamos no motel seguimos direto para o banheiro, os três numa loucura sexual, nos beijávamos, os três ao mesmo tempo nos alisávamos, um tesão triplicado. Após um banho triplo fomos pra cama, meu marido sentou na beirada da cama nós dua ajoelhamos e como já estávamos em dívida com ele, dividimos o pau rosinha dele, eu e a Carla tínhamos uma sintonia e uma atração tão grande que, nós dávamos prazer pra ele e uma para outra na mesma intensidade. Após algum tempo mudamos de posição, eu deitei e puxei ela pra cima de mim e abrindo as pernas agarrei os cabelos da Carla  e empurrando-a pra minha buceta que estava piscando de tesão, fiz ela ficar de quatro, ela deixou aquele rabetão lindo pro meu marido, que louco de tesão aproveitou e enterrou o pau dele na buceta dela gemendo e virando os olhos, enquanto ele socava naquele rabetão maravilhoso, ela na mesma frequência me chupava intensamente,‘ ’fico molhadinha só de pensar’’, os dois passaram a se revezar na minha buceta, as vezes ela chupava enquanto eu mamava o pau dele outra hora ele me chupava e ela trazia aquela bunda pra mim chupar ela, outra hora ela chapava o pau dele enquanto esfregava a buceta dela na minha xana, até que os dois ajoelhados me chupando gozei, uma gozada monumental na boca dos dois. Depois mudamos de posição novamente, desta vez ela que deitou e fomos eu e meu marido famintos naquela buceta deliciosa, mamamos feito loucos, ela agarrava meus cabelos gemendo, puxava os cabelos dele, pegava nos meus seios ‘’ah só para lembrar é meu ponto fraco’’, e me deixava ainda mais excitada, outra hora batia punheta no pau dele, num dado momento comecei a esfregar buceta com buceta, enquanto ela apertava meus peitões com tesão, eu ainda chupava o pau do meu marido num frenesi alucinante até os três chegar quase ao pico do prazer, então Carla não aguentou mais, ,gemendo se retorcendo de prazer dizia ‘’vou gozar’’ eu e meu marido atacamos a buceta de Carla pronta para derramar o liquido da luxuria em nossa boca, então em um gemido não se aguentou mais e gozou, eu e meu marido chupávamos a buceta dela e ela urrava gozando. Mudamos de novo de posições e fomos nos duas pra cima dele demos uma mamada dupla fenomenal, depois pedi para ela sentar aquele rabetão gostoso nele, fiquei um tempinho só olhando ela cavalgar meu marido só para ver aquela bunda subindo e descendo. Depois sentei com minha buceta na cara dele e enquanto ela sentava gostoso no pau dele, nós nos beijávamos e nos chupávamos, ela mamava nos meus peitos me deixando louca enquanto eu a acariciava, depois eu chupava os peitinhos deliciosos dela, depois eu sentei e ela tacou a buceta dela na cara dele e ele delirando de prazer chupava loucamente gemendo de prazer. Até que não aguentando mais pediu pra nós ajoelhamos e nos duas mamamos ele, que gozou na nossa boca, e nós nos beijávamos chupando o pau dele enlouquecidas enquanto ele gozava.

Após ele gozar nós continuamos desta vez sozinhas a nos chupar uma masturbando a outra enquanto ele nos olhava, até que gozarmos novamente, e cairmos exaustas, saciadas.

Então meu marido deitou-se no meio da cama de braços abertos, então deitamos usando os braços dele como travesseiro, uma de cada lado, colocamos as pernas encima dele de modo a aconchegar-nos, olhamos uma para a outra e demos um beijo nele ao mesmo tempo, fechamos os olhos satisfeitas e dormimos realizados.



Notas Finais


Melhor balada com um final surpresa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...