História Balloons - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Fritz Smith, Golden Freddy, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Marionette, Mike Schmidt, Personagens Originais, Phone Guy, Purple Guy, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Fonnie, Foxy X Bonnie, Foxyxbonnie, Goldenfreddy X Springtrap, Goldenfreddyxspringtrap, Goldentrap, Puppalloon, Puppet X Balloonboy, Puppetxballoonboy, Shadowfronnie
Visualizações 52
Palavras 1.187
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Survival, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AAAAAaaAaaaaaaaaaaaaaaa
sim sim eu sei, muito tempo desde o último capítulo. FNaF perdeu o 'hype' e eu me perguntei diversas vezes se o certo seria postar mais capítulos, precisamente este e um epílogo, mas acho que devo isso a vocês. Então cá estou eu, não me matem KSKSKSKSKSK

Capítulo 28 - "Não estou com medo"


Fanfic / Fanfiction Balloons - Capítulo 28 - "Não estou com medo"

Alguns antigos papéis, desenhos infantis e outros objetos queimavam na sala de controle. Tanto eu quanto Mike nos desesperamos e vestimo-nos o mais rápido que conseguíamos, não nos importando se a peça de roupa era nossa ou não. O extintor de incêndio localizava-se no palco principal, três salas de distância.

Ofegantes e suados, corremos até o palco principal, não nos importando com os animatronics presentes no local, procurando pelo extintor, em desespero, enquanto Mike gritava sobre um incêndio; nenhum deles parecia saber onde se localizava, e ele já não estava no palco. Surgiam de lugares aleatórios, todos eles – Puppet, Balloon Boy, Springtrap, Golden Freddy, Freddy, Chica, Bonnie, Foxy, os Toys, literalmente todos. Em desespero.

– O que faremos? – Freddy parece ter tomado a liderança, enquanto que todos os outros entravam em desespero. Não é à toa que era o líder da banda. Toy Freddy o acompanha e os separa em grupos, alguns tentando apagar o fogo, outros procurando algum extintor de incêndio. Outros mantinham-se parados, com medo de atrapalhar.

Mike e eu separamo-nos, ele tentando apagar o fogo, eu a procura do extintor, juntamente com Mangle, Foxy, Golden Freddy, Puppet e Freddy. Os restantes apagavam o fogo, ou tentavam somente. Não tenho certeza. Mangle ia pelo telhado, Golden Freddy simplesmente desapareceu, Foxy corria a nossa frente, Puppet e Freddy olhando portas laterais – eu ainda estava meio perdido sobre oque fazer. Mas agora não é hora de pensar sobre isto.

*Mike Pov’s ON*

O fogo alastrava-se por toda a sala, chegando aos eletrodomésticos – não podíamos usar água, a menos que quiséssemos um curto circuito e assim os outros não conseguiriam encontrar o extintor. Mas se o fogo continuasse, mesmo com o extintor, ele não seria parado; os animatronics aparentavam ficar bem se não entrassem em contato direto com o fogo, mas eu tossia e suava muito. Tive que acabar me retirando, pois inalei muita fumaça. Espero que não me afete.

É estranha a relação que estabelecemos com estes robôs. No começo odiavam-nos e queriam eu e Jeremy mortos, mas olhe para nós agora – não diria exatamente amigos, mas talvez, colegas de trabalho. Toy Chica vem em minha direção, estou sentado no chão do palco. Ela diz ser impossível parar o fogo agora que está enorme, mas que temos uma chance se eles encontrarem o extintor. É um tiro no escuro, mas nossa única chance.

– Você tem certeza que não temos nenhum jeito que acabar com esse fogo por nós mesmos? – a olhei esperando qualquer tipo de reação que fosse esquecendo por um momento que ela não é capaz de expressar os mesmos. Mas eu não me importava. Sabia que a culpa de a pizzaria estar pegando fogo era minha, e que tudo isso seria descontado do meu salário.

– Sinto muito, sr.Schmidt... Nós tentamos, mas não há jeito. Já consumiu a sala inteira, e está se espalhando para o corredor... Não estamos tendo notícia de ninguém do outro lado até agora, e se ainda estão procurando, logo será tarde. Eu apoio pegarmos as coisas mais importantes e esperarmos do lado de fora, não há nada que possamos fazer.

– Você está certa... Por favor, avise Toy Freddy, eu ajudei a pegar as coisas importantes. – Toy Chica esboçou algo que poderia ser considerado um sorriso e correu na direção de Toy Freddy. O vi assentindo de longe, e comecei a pegar alguns eletrônicos e toalhas para servirem de cobertores, e colocando-os do lado de fora. Ninguém estava nas ruas a essa hora, então estava tudo bem.

Eu realmente espero que eles consigam... E rápido.

*Freddy Pov’s ON*

Eu sei. Sei que não tenho sido bom ultimamente, que sou uma máquina horrível que merecia ser desativada, mas eu realmente estou tentando melhorar. Acho que todos merecem uma segunda chance, e esta é a minha. Ou pelo menos, era para ser – não encontramos nada, e agora voltamos, decepcionados consigo mesmos, vendo todos os outros pegando coisas e levando para o lado de fora. Dinheiro, toalhas, comida, de tudo. Nossa casa queima e é minha culpa por não ter conseguido encontrar o extintor. Me sinto terrível.

– Ei, Freddy... – Richard aproxima-se de mim, ainda um pouco receoso, mas com um belo sorriso em sua face. Aquele sorriso que um dia me fez enlouquecer e tornar-me em algo que eu completamente me arrependo. – O que faremos agora? Tudo está em ruinas e cinzas, estamos todos apenas esperando por você.

– Teremos que sair... – suspirei, olhando para o teto. Por que tinha que ser desse jeito? Estávamos todos felizes neste lugar, vivendo nossas vidas eternas juntas. Mas até isso foi arruinado e não pude fazer nada para impedir. – Vamos, fila indiana, um de cada vez, sem empurrar, por favor.

Todos passamos pela porta de vida, receosos e já sentindo saudade de nosso lar. Jeremy e Mike olhavam a nós com lágrimas brotando em seus olhos, mas eu não os culpo. Isso aconteceria de qualquer forma, algum dia. Afinal, há um maníaco nos perseguindo, desde que nos matou – tudo que fizeram foi acelerar o processo. Mas pelo menos estamos todos bem.

Sentamos na rua e observamos nossa antiga casa, em chamas. Mike e Jeremy aceitaram nos esconder em suas casas, mas obviamente, de modo temporário. Não faço ideia do que acontecerá, se continuaremos juntos todos, se sequer sobreviveremos a tudo isso. Mas que iremos tentar, nós vamos.

– Freddy. – Toy Freddy me chama para um canto, Puppet e Golden Freddy nos seguem. – O que faremos agora? Não podemos depender de Mike e Jeremy para sempre, precisamos arranjar outro lugar para ficar... Precisamos de dinheiro, outras roupas, um local seguro– Toy Freddy continuaria para sempre, se Puppet não tivesse o cortado.

– Nós temos uma aparência humana. Nós trabalharemos, conseguiremos dinheiro e viveremos todos juntos. Vai demorar algum tempo, mas logo, seremos todos nós, inseparáveis novamente; e não foi de todo mal, conseguiremos escapar do assassino que nos persegue depois de tudo. E escapamos da maldita pizzaria, mesmo que isso tivesse significado a reduzir a cinzas. – Puppet, que carregava sua caixa de música consigo, dava um belo sorriso, que todos conhecíamos. Era o famoso sorriso que dava as almas perdidas antes de lhe entregar presentes, e agora, precisávamos disso mais do que nunca. E ele sabia disso.

No fim, ele estava certo. Nos recuperaríamos, não importando o que acontecesse.

– Muito bem, pessoal! – chamei a atenção de todos, meu coração metálico batendo forte, mesmo sem saber que isso era possível. – Vamos nos separar, Lance e Richard ficarão com nós Olds na casa de Mike, Toys ficarão junto com Jeremy. Vamos trabalhar, juntar dinheiro e comprar uma casa onde todos nós moraremos. Não se preocupem, ficaremos todos bem! – dei meu melhor sorriso, e após um tempo, todos concordaram. É o começo de uma nova era: mas não estou com medo.

*Autora Pov’s ON*

Todos os animatronics trabalharam duro para reconquistar tudo que perderam. Alguns mais do que os outros, mas isso não era importante para eles no momento – apenas queriam ficar juntos novamente. E isso aconteceu, juntamente com outras incríveis novidades e mais algumas histórias, mas isso fica para outra hora – um epílogo, um final para esta estória. Que está prestes a ser revelado;


Notas Finais


espero que tenham gostado. Obrigada pelos favoritos e comentários, realmente me motivaram. Postarei o epílogo um dia desses jdiodjaoisajdisoa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...