História Bangtan Daddys - Coletânea de One-Shots - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (BTS), Bangtan Sonyeondan, Daddy, Hoseok, Hot, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Namjoon, One-shot, Seokjin, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 79
Palavras 878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


₍🔭₎ Sinopse:
Dançar é algo fácil, não? Não quando se é a S/N. Eu já não danço bem, agora, imagine, se um professor gostoso e fofo te desse aula?

➫ AVISO:
• conteúdo erótico/+18
• palavras eróticas e de baixo calão

➫ Leia por sua conta e risco.

Capítulo 3 - No Studio de Dança - Jung Hoseok


Fanfic / Fanfiction Bangtan Daddys - Coletânea de One-Shots - Capítulo 3 - No Studio de Dança - Jung Hoseok

Lá estava eu, no studio Just Dance novamente. Novamente, errando o mesmo maldito passo. O sinal toca, me lembrando que estava no final da aula.

— Oh, merda. Não aprendi o maldito passo. — vejo todas as belas dançarinas saírem. Todas elas sabiam o passo, todas menos eu.

— Problemas, meu amor? — ah, sim, ele falava assim com todas as alunas.

— Professor, eu não consigo... — olho para ele, e acabo notando todos os seus detalhes, seu sorriso, seu cabelo escuro com uma faixa branca, tudo era perfeito nele.

— Aprender algum passo da coreografia? — assinto — Então vem, eu te ensino. — estende a mão e abre um sorriso largo, destacando suas covinhas.

Caminhamos até o espelho, e o mesmo pôs as mãos em minha cintura, causando-me um leve arrepio.

— Que passo você não consegue aprender? — aperta minha cintura levemente.

Faço a coreografia e paro no passo que não consigo fazer.

— Hm, você não consegue rebolar? — abraça minha cintura.

— Não, eu tenho vergonha e por conta disso não consigo aprender o passo. — fico levemente corada e escondo os olhos.

— Ah, tudo bem, eu te ensino. O primeiro passo é se soltar. Relaxa, hm?

— Tá bom. — respiro fundo e tento não lembrar de toda a vergonha que sinto por ter meu maior crush tão perto de mim — Qual o próximo passo?

— Começa a rebolar, bem devagar. — morde o lábio, apertando minha cintura com um pouco mais de força — Finja que eu não estou aqui, se ficar mais fácil 'pra você desse jeito.

Com um pouco de vergonha, começo a rebolar, e sinto algo duro sendo pressionado na minha bunda, até que ouço um gemido rouco vindo do meu professor, me deixando muito excitada.

— Que bom que sabe rebolar, S/N. — acaricia minha bunda com calma — Quero que rebole assim no meu pau, hm? — aperta minha coxa, deslizando suas mãos para minha intimidade, acariciando lentamente.

— P-professor... A gente não pode fazer isso, muito menos aqui... — sinto ele massagear minha entrada com dois de seus dedos.

— Relaxa, bebê. Ninguém vai entrar aqui. — tira sua faixa e beija meu pescoço, mordiscando de leve.

Ele retira seus dedos de minha calcinha, me virando e começando um beijo intenso e rápido.

— Cansou de dançar, minha putinha? — diz ofegante e eu assinto — Tudo bem, vamos rápido com isso, Baby, eu tenho aula 'pra dar daqui a 15 minutos — diz tirando sua roupa com rapidez.

Tentei fazer o mesmo que Hoseok, mas falhei. Ao terminar de tirar suas roupas, tirou as minhas, e... Que corpinho, abdômen definido, coxas musculosas e um membro enorme.

Hoseok caminha até o sofá do studio e me chama com o dedo.

— Vem cá, gatinha. Vamos brincar um pouquinho nesse sofá. — morde o lábio e faz uma expressão extremamente sexy.

Vou até o sofá e me deito, Hoseok fica por cima de mim, e começa a esfregar seu pau em minha entrada.

— Já tá toda molhadinha, é? Eu te deixo assim? — começa a esfregar o membro em meu clitóris.

— Hope, eu sou virgem... — gemo, ainda sentindo ele se esfregar em mim.

— Ainda temos mais ou menos 12 minutos, eu vou com calma. — diz, se posicionando entre minhas pernas — Se doer, me avisa, tá, meu anjo?

Assinto, e Hoseok penetra apenas a glande. A dor era bastante, mas era suportável. Logo, ele me preenche e começa a me estocar lentamente.

— V-vai mais rápido, Hope! — gemo, sentido seu membro entrar e sair da minha entrada.

— Sua bucetinha é tão gulosa, amor. Ela engole meu pau todinho. — Hoseok geme rouco em meu ouvido.

Sinto meu ápice próximo, e arranho as costas de Hoseok, que solta um gemido de dor.

— Eu vou gozar, Hobi! — gemo alto.

— Goza bem gostoso, amor. — ele encontra meu ponto G e acerta várias vezes com força, até eu atingir meu orgasmo e me derreter embaixo de Hoseok — Eu vou gozar também, minha gostosa. Me chupa? — Hoseok retira seu membro da minha entrada e se senta no sofá, fico de quatro e engatinho até seu membro.

Começo a masturbá-lo rápido, chupando sua glande com força, e sinto suas veias engrossarem entre meus dedos, e logo Hoseok goza na minha boca.

— Gostou do meu leitinho, bebê? — disse, limpando o canto da minha boca com o polegar, e eu assinto logo em seguida.

Hoseok se levantou e se vestiu, enquanto eu estava com um pouco de desconforto e mal conseguia ficar em pé, tudo por conta do tamanho de Hoseok.

— Acho que alguém vai ficar sem andar... — Hoseok ri e eu jogo uma almofada nele — Calma, bebê, é brincadeira! Mas, se quiser, eu cuido de você mais tarde. — me dá um selinho rápido.

Ouvimos batidas na porta, e Hoseok correu para abrir, recebendo seus alunos do período da tarde.

— Bom, já vou indo, Hobi. Se cuida. — dou um beijo na bochecha de Hobi e saio.

— Professor, o sofá tá meio sujo. O que é isso daqui? Leite? — um aluno fala e eu saio correndo, aos risos.


Ok, Hobi está fodido.




Notas Finais


Hobi se fodeukkkkkkkk
desculpa se tiver algum erro, eu não revisei e ainda fiz na pressa.

espero que tenham gostado!
desculpem os erros, babys! ✊✨♡
beijos beijos🎏✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...