História Barraca do beijo - mudança de planos - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 269
Palavras 908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi amores. Espero que gostem do capítulo de hoje 💜💜

Capítulo 37 - Cap 37


Eu e Noah já estávamos próximo a loja.

- Noah, eu tô com vergonha- disse rindo

- Agora que já estamos aqui perto, vamos entrar... Não deve ter muita gente Shelly- ele disse

- Está bem- disse

Ele estacionou o carro e fomos de mãos dadas até a loja que não se via nada desde fora, ainda bem, assim se algum conhecido olhasse não iria enxergar nós dois lá dentro.

ao abrirmos a porta, a loja estava lotada!

tinha mais ou menos umas 15 pessoas lá dentro. Eu quase não entrei, mas Noah estava atrás de mim e disse

- eles não podem julgar a gente Elle

- Eu não quero mais!- eu disse

- Anda Elle.- ele disse me empurrando

entramos na loja e nenhum vendedor veio perguntar se queríamos ajuda. o que ainda bem não aconteceu, o que eu ia responder para ele? claro, o que sugere para eu não querer largar mais o sexo? pensei rindo sozinha.

A loja era bem grande então mesmo que tivesse quase a Califórnia inteira lá dentro, não estávamos todos apertados. fomos andando de corredor em corredor, tinha lubrificante, chicotes, brinquedos eróticos, e uma infinidade muito maior de calcinhas e sutiãs que eu já tinha visto em toda a minha vida. Noah não parava de olhar para algumas mas era quase impossível passar mais de 10 segundos com elas entrando na minha parte de trás.

Ele já estava começando a ficar menos tímido, até pegava as coisas na mão...

- Elle, olha, ele treme!- ele disse apontando para um anel peniano.

- Meu Deus!- eu disse sentindo a vibração- isso pode abrir um buraco no chão!- conclui

Ele riu e foi em direção a uma cesta de compras, ele ia levar aquilo.

- eu quero um também- disse olhando que era só pra ele

- aqui não é a parte feminina Elle. está mais pra frente- ele disse

quando nos viramos demos de cara com pênis de borracha GIGANTES.

- nossa eu estou intimidado- ele disse

- Eu tambem- eu disse

- podemos ir mais adiante shelly- ele disse dando uma gargalhada

chegamos na parte de vibradores femininos. eram de todos os tamanho, mas optei por um pequeno que não parecia com nada do tipo, parecia mais uma pequena lanterna laser. era prata e não chamaria tanta atenção assim caso meu pai achasse ele no meio das minhas coisas.

chegamos em outra parte que tinha um monte de tipos de camisinha e géis com sobras e temperaturas, Noah como sempre pegou todas as camisinhas que estavam em seu alcance e disse

- meu estoque está acabando!

Eu dei risada e continuamos até o caixa, quando eu vi uma fantasia mas não dei muita importância

- Elle, me espera lá fora, vou pagar e se quiser ir ao cinema podemos ir. eu deixo isso no carro e vamos ao cinema- ele disse

Eu concordei e sai, fui até o banco na frente da loja.

Ele saiu da loja, fomos até o carro deixamos nossa sacola lá. E voltamos ao shopping para assistir a algum filme.

escolhemos o filme e entramos no cinema, mas na realidade a gente não viu filme nenhum, ficamos nos beijando como se fosse a primeira vez que faziamos aquilo e notamos que as pessoas vão mais ao sex shop do que ao cinema ...

tinha um casal mais velho sentado do outro lado do cinema que sempre que eu e Noah começamos a nos beijar eles faziam como se tivesse um pigarro na garganta, próximo ao final do filme fazíamos barulhos só para eles se irritaram conosco. na hora de sairmos do cinema eles nos olharam com cara de irritados e a minha vontade era falar, vocês não sabem o que estão perdendo!! mas eu não podia.

- Eu to com fome- eu disse após o filme acabar

- eu também- vamos comer alguma coisa- ele disse me levando até a Praça de alimentação

mas nada nos dava vontade de comer. decidimos ir em um restaurante japonês próximo a faculdade dele.

- Eu quero te levar em um lugar agora- ele disse

- É o restaurante né? Eu tô com fome Noah!- disse impaciente

- não, mas tem comida lá também- ele disse

Ele mudou a rota do carro e fomos até um hotelzinho em frente a praia quase no fim da cidade.

Ele parou o carro e nos descemos em direção a praia. a noite estava linda e o céu estava cheio de estrelas. 

- É lindo aqui!- eu disse pegando na sua mão

- É lindo mesmo, é do outro lado da placa de Hollywood... onde nós tivemos nossa primeira vez- ele disse beijando minha testa

- Eu lembro- disse

- fiz uma reserva para nós a algum tempo atrás nesse hotel, mas não consegui te trazer. E a reserva ainda está feita.- ele disse me mostrando o hotel que era enfeitado por luzes brancas e tinham coqueiros na porta

parecia mais um chalé daqueles de filme romântico. era uma graça, Noah flynn era uma graça... Eu amava ter a presença dele. minha vida era melhor quando estávamos juntos, eu o amava com todo o meu coração!

- É muito fofo o hotel Amor!- eu disse

- Mas você ainda está com fome, não é?- ele riu

- Sim!- eu disse com voz de choro

- tem um restaurante drive in, dentro do hotel- podemos pedir comida e comer aqui olhando para a praia- ele disse

- Eu gosto!- concordei.


Notas Finais


E aí amores, o que será que vai sair desse hotel em? Eu ia colocar motel. Mas achei pouco romantico kkkk.
Comentem o que vocês estão achando. Isso me ajuda muito💜
Rumo a 100 favoritos
Amo vocês 💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...