1. Spirit Fanfics >
  2. Barriga de Aluguel >
  3. Uma cena desastrosa

História Barriga de Aluguel - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Uma cena desastrosa


Point of View — Selena
            ALGUNS DIAS DEPOIS

Hoje era um dia importante para mim, Justin e Lucy. Após eu ficar alguns dias depressiva após o que ocorreu Justin teve a ideia de me levar novamente para tentarmos outra vez, não estava muito esperançosa a poucas horas atrás mas Lucy me mandou tantas mensagens positivas que não tinha como eu não ficar animada novamente. O fato de semana passada ainda me atormentava um pouco, mas decidi que superaria isso e iria ao médico fazer isso por Justin e Lucy, já que eu não queria os decepcionar, sendo que eu já o fiz isso uma vez. Estava torcendo tanto para que dessa vez corresse tudo bem e desse certo, não por mim mas sim pelo casal de amigos que precisava tanto disso, no caso, eu queria muito fazer isso por ele, contando o fato de uma semana atrás.

Tinha acabado de chegar da faculdade e o que eu mais precisava nesse momento era de um banho, me sentia exausta pelo dia de hoje, estava extremamente feliz que a minha amizade e a de Dylan estava voltando ao normal, sem brigas e intrigas, estava apenas tudo correndo bem e isso em deixava alegre. Fazia dois dias que tinha ido fazer a inseminação artificial com Justin, desde então não nos encontramos mas mantemos o contato todos os dias por telefone, ele sempre foi bastante amável e carinhoso comigo mas após o procedimento ele estava o dobro. Tanto que dormiu no dia aqui em casa, no dia seguinte ele acordou assustado com as mil mensagens e ligações de Lucy, ele a explicou tudo e eu realmente achei que ela iria surtar com ele mas a mesma ficou tranquila com tudo, no futuro eu quero ter o relacionamento desses dois, a confiança deles um no outro é admirável.

Largo as minhas coisas jogadas pela sala que confesso estar um desastre, não sou boa em organizar as minhas coisas e então tudo ficava jogado e desorganizado, não tenho nenhuma desculpa que não tenho tempo para isso pois depois que eu perdi meu emprego e sou sustentada por um depósito de Justin a coisa que eu mais tenho é tempo. Estava mais quente que o habitual em Boston e isso me incomodava um pouco, por que eu não sou uma pessoa do calor, eu definitivamente gosto de cobertores e o calor me impossibilita disso, estava suando sendo que meu último banho foi a poucas horas, bufo e sigo até meu banheiro a fim de tomar outro banho. Me sento no vaso, meus olhos vagam pelo cômodo enquanto fazia xixi mas por um momento eu vejo um reflexo e não acredito no que eu vejo, sangue. Eu menstruei e isso significa que eu não estou grávida, pego meu celular desesperadamente e disco o número de Justin, as lágrimas já vinham átona.
 

— Alo. — Sua voz está calma, como sempre. Não consigo falar nada, apenas chorar. — Selena. Você está bem? — Choro mais. — Estou a caminho.
 

Ele não demorou mais de quinze minutos para chegar, e olha que cada minuto parecia uma eternidade, quando ele chegou eu estava parada ainda no vaso olhando para a minha calcinha, uma cena desastrosa. Justin não demorou nem um minuto para entender do que se tratava, ele era esperto e sabia que aquilo era menstruação, mas ele manteve a calma cada segundo comigo, me tirou dali e me levou até meu quarto, fez chá para mim para tentar me acalmar mas eu estava totalmente em transe, eu não poderia acreditar que não deu certo, eu poderia estar muito feliz com isso pois a última coisa que eu queria no momento era engravidar mas eu estava péssima, eu queria trazer aquele bebê para Justin e Lucy, eles mereciam isso.
 

Ele me disse que algumas grávidas podem menstruar e logo depois foi a farmácia comprar um teste de gravidez. Não me surpreende quando o resultado deu negativo, que eu não engravidei, mas nem desse forma Justin perdeu o controle, pelo contrário, ele cuidou de mim e disse coisas maravilhosas. Como um ótimo psicólogo ele falou coisas que por aquele momento me fizeram sentir bem, que me aconchegaram e assim eu fiquei bem naquele dia, cai no sono após o extenso discurso do loiro e quando eu acordei ele ainda estava comigo, cuidando de mim. Ele ficou cuidando de mim durante alguns dias até me dizer que tinha marcado outra consulta para tentarmos uma segunda vez, eu não queria mas ele me convenceu disso.

Então aqui estava eu mais um dia indo para o consultório do médico Robert para outra tentativa, o loiro me prometeu que se dessa vez não desse certo seria a última. Eu não estava tão nervosa quanto da última vez que vim, muito menos ansiosa, no caso eu estava triste, eu queria muito que desse certo mas eu ter falhado na primeira vez me deixou devastada, eu decepcionei Justin e Lucy. O caminho estava um total silêncio de ambas as partes, ele sabe que eu estou sentimental com isso tudo e afinal ele já me falou tudo o que tinha que falar, me deu ótimos conselhos mas eu ainda estava para baixo com tudo isso, Lucy também ficou triste quando descobriu que não deu certo mas ela me apoiou tanto, cresceu um carinho tão maior que eu já tinha por ela depois de tudo isso, ela me contou coisas sobre os sentimentos dela por não poder engravidar que me fizeram chorar tanto e isso fez com que a minha vontade de engravidar crescesse.

— Vai ficar tudo bem. — Noto que chegamos no hospital e sinto calafrios. — So fique relaxada. — Concordo. Ultimamente o que eu mais tenho feito é balançar a cabeça.

Ele pega em minha mão para irmos até a sala do Robert e sei que isso é apenas um ato amigável de sua parte, eu costumava achar que Justin poderia ter intenções comigo pela forma que me trata mas depois de muito analisar eu percebi que isso era minha mente me pregando a minha infantilidade por achar que nenhum homem resisti a mim, é claro que Justin não estava dando em cima de mim, esse era o jeito dele de me tratar e isso não o fazia menos homem para Lucy. O relacionamento dos dois é o único que eu vejo que da certo, mas não apenas correto, é aquele relacionamento que almejamos na vida, não é abusivo, tem confiança, amor, lealdade, conversa e companheirismo, eles podem ser considerados o casal mais perfeito de Boston. Sinto uma onde de deja-vu me atingir assim que entro na sala de Robert que estava vazia, exatamente como da primeira vez, mais uma vez era agulha iria entrar em mim.

— É bom vê-la novamente, Selena. — Robert me abraça. — Não nessas condições que eu gostaria. — Contraio os lábios e concordo.

Não muda de fato para fazer o procedimento, vou até o banheiro, troco de roupa, me deito na maca com as pernas abertas e eu ainda não consigo ver além de minha cintura pelo pano. O esperma de Justin estava sendo coletado novamente, o que ainda era loucura apenas de pensar, ele segura a minha mão como se fosse me proteger de tudo ali, Robert anuncia que em três segundos iria injetar e eu apenas penso, malditos três segundos, o incômodo começa e eu tento controlar e não grunhir de dor como da última vez, sinto o líquido despejado perto do colo do útero e eu torço naquele momento em específico para que de certo, que aqueles espermas ovulem. Fico deitada por alguns minutos e quando eu finalmente levanto eu só quero ir embora o mais rápido possível e de preferência nunca mais fazer isso.

— Tchau. — Robert abraça a Justin e a mim. Sorrio fraco e sigo para fora dali.

— Eu vou tomar algo. — Sigo rapidamente até o banheiro e vejo o quão pálida eu estava, suspiro e inspiro. Vou até a área de comida e apenas pego uma garrafa d’água e volto para onde o loiro estava.

— Você está bem? — Concordo. — Lucy vai fazer o jantar e ela convidou você para ir. — Penso e então eu nego.

— Eu realmente preciso ficar sozinha, mas na próxima eu irei. — Tento parecer bem, eu sei que não enganava ao Justin mas as vezes ele se deixava enganar e dessa vez ele deixa pois apenas concorda.

— Me ligue se qualquer coisa, por menor que seja, acontecer ok? Não me deixe preocupado. Até mais. — Ele beija a minha testa e eu saio do carro para dentro de minha casa.

Minha maior vontade no momento era beber uma garrafa inteira de vodka, mas eu não iria fazer isso logo hoje que eu fiz a inseminação, seria meio sem noção da minha parte, então decido que irei ficar vegetando em minha casa já que faltei a faculdade para ir ao exame e não tinha nada para eu fazer. Eu poderia ir em alguma balada ou festa já que estava necessitada de um lugar assim porém a minha disposição para o dia de hoje estava na estaca zero, o que eu quero fazer no momento é me jogar em minha cama e dormir até amanhã, mesmo que esteja cedo, meu animo estava péssimo, não sei ao certo o que me deixou assim mas claramente eu não estava feliz por ter que ir ao médico uma segunda vez fazer o procedimento. Eu torço com todos os dedos das mãos e dos pés que isso de certo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...