História Bastidores e família - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Amizade, Bagunça, Bangtan Boys (BTS), Bastidores De Gravação, Casa Cheia, Ciumes, Cute, Drama, Família, Firelife, Fuller House, Hoseok, Hoseok Kid, Jimin, Jimin Kid, Jungkook, Jungkook Kid, Kid !au, Namjin, Namjoon, Personagens Originais, Seokjin, Taehyung, Taehyung! Kid, Yoongi Kid
Visualizações 17
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Spoilers, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tenham uma ótima leitura

Capítulo 12 - Atitudes


Fanfic / Fanfiction Bastidores e família - Capítulo 12 - Atitudes

                         

                                     ₵₳₱í₮ɄⱠØ 12


sσηg нεε


Bem o domingo foi meio estranho depois de que aconteceu entre Mark e eu.

Não há mal nenhum em dar alguns beijos. Mesmo eu tendo preferência em mulheres ele é bem atraente.

                        …

                          ...

Acordei com o relógio apitando, escondido debaixo do travesseiro. Um olhar de relance para rádio-relógio ao lado da cama mostrou ao lado da cama mostrou que o despertador tinha sido desligado. Mark… ele provavelmente o desligou agradeço por isso estava tremendamente cansado esses dias. Eu havia colocado outro despertador imaginando que ele faria tudo inclusive levar as crianças para escola ontem no fim da tarde meus pais os trouxeram como de costume.

Passei as mãos pelo meu cabelo, que saco odeio segundas é um ódio mútuo tenho certeza que elas também me odeiam nada dá certo pra mim e assim como no resto da semana porque acho que não tenho sorte se bem que não devia acreditar isso.

— Melhor — Me levantei, antes de finalmente me levantar e ir ao banheiro escovei meus dentes, joguei uma água meu rosto.

Fui em direção ao barulho de conversa vindo da cozinha.

Mark estava apoiado no balcão, ouvindo com atenção enquanto Bae e Fire conversavam com ele em alto tom do outro lado da cozinha, enquanto tomavam café da manhã.

— Bom dia — Fire disse.

— Hyung! — Bae veio até mim e me lançou suas mãos sujas de leite ao meu redor, me pergunto como é que Mark não tinha notado que o garoto estava comendo cereal com os dedos.

— Você está sujando seu irmão — Mark disse, e Bae ignorou eu nem ligo, mas para isso de qualquer maneira.

— Três dias — Bae disse abraçando minhas pernas.

Como assim três dias o que ele está dizendo.

— Do que você está falando? — Perguntei, tentando não deixar minha confusão transparecer.

— Até seu aniversário — Ele disse, batendo palmas. — Só faltam três dias até seu aniversário!

— Ah, isso — Disse, acariciando as cabelos dele.

— Você vai levar a gente hoje? — Fire que estava em silêncio até então apenas nos olhando perguntou.

— Com certeza — Disse, feliz por mudar de assunto.

— Vocês estão realmente gostando de encher todo o tempo livre do Hee

— seu ponto de vista  e nem estou dizendo que deveria. Mas a perda de uma pessoa é o ganho de outra, como se diz, e não posso pensar em uma  melhor para isso que muita gente  pode contar com a mãe aposentada o dia todo. Eu contava, mas agora ela voltou a lecionar.

Dei um beijo deu um  no meu irmão antes de afastar uma mecha de cabelo do rostinho dela e a colocar atrás da orelha.

— Sim, é verdade isso me faz pensar que seria melhor se as crianças ficassem com os pais — Eu disse.

—  É claro que vou à sua aula na biblioteca hoje.

Bae voltou pro seu lugar de novo.

— Feliz que o Hyung vai levar a gente! E ficar pra hora da leitura.

Acabei dando uma risada e Mark também deu risada o conceito de felicidade errado de Bae era engraçado.

"Felicidade .. " foi o que  disse pra Bae e Fire a alguns dias na hora de dormir algumas semanas antes, e desde então a

menino vinha anunciando tudo o que a fazia feliz, apesar de não ter conseguido acertar a frase direito. "Feliz é quando o Hyung lê

um livro a mais para mim!"; "Feliz é macarrão com molho no jantar!" Os

dois já tinham desistido de fazê-lo dizer a frase direito parecia estranho corrigir uma criança quando ela estava falando de felicidade.

Fui até a cafeteira e Mark a prendeu em seus braços quando antes que eu pudesse parar pra pegar a caneca.

— Viu como eles ficam felizes quando você a leva eles?- ele sussurrou. —  A manhã de ontem foi só…

— Eu sei. Eu exagerei. Desculpe, Mark. — Estendi a caneca para ele que  só a encheu caneca até a metade, e eu estendi a caneca Novamente, mais e fez um gesto para que que eu me sentasse à mesa, até onde ele levou o café para mim.

— Você disse que ia maneirar. lembra? — Mas ele me  serviu um pouco.

Não posso negar saber que ele se preocupa é bom.

— Até que horas você ficou acordado ontem?

— Não muito tarde. Até certo ponto… Não muito tarde

Os dois olharam para Bae, que estava ocupada apertando flocos de

cereal entre o indicador eo polegar. Mark estendeu o braço e segurou o pulso do garotinho, eu sorri finalmente.

— Muito bem, já deu de bagunça, chega mais duas colheradas já está na hora de lavar essas mãos melequentas, e escovar os dentes ou vão se atrasar pra escola.

— Se bem que a gente podia ficar em casa — As crianças disseram juntas como se tivessem planejado isso, mas é melhor nem tentarem.

Ajudo Mark com as crianças ou ficariam enrolando até que fosse muito tarde para os levar até à escola.

                    …

                     …

Era fim de tarde quase o sol terminava de se pôr eu estava no Hall do prédio Mark tinha saído com as crianças, se não me engano foram até a casa da família Kim.

Pego meu celular assim que me lembro da senhorita daquele dia me pergunto se ela está disponível, será que vou a incomodar a ligando.

Melhor não, não quero ser incoveniente, não sei o que fazer da minha vida estudar, trabalhar e ser babá nossa que merda de vida.

Odiava adimitir, mas viver assim estava o deixando molenga alguns meses atrás nem pensaria antes de ligar para uma mulher como aquela agora está cheio de inseguranças, estava virando seu próprio vilão ou como seu irmãozinho diria está se auto-sabotando. Ia dar um jeito nisso e era pra ontem.

Atitudes serão tomadas... 

Só que agora não tenho preguiça amanhã talvez, não, hoje!


Notas Finais


Bem esse foi o capítulo de hoje espero que tenham gostado

Meu perfil: @Firelife

Da minhas amigas: @Enber @lulu_ulul

Link da fic dela:https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-mestre-do-sexo-16527835


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...