1. Spirit Fanfics >
  2. Batman - O que Aconteceria se Bruce Wayne Não Existisse? >
  3. Dias Escuros

História Batman - O que Aconteceria se Bruce Wayne Não Existisse? - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Dias Escuros


Casa de Jim Gordon, Gotham, 3 de Novembro de 1986 (Noite)

Durante a madrugada, o Tenente James Gordon recebeu um telefonema vindo do Comissário Loeb, contando que havia uma testemunha de quinta categoria em um caso de litígio familiar.

Após ter dormido só duas horas, Gordo foi se arrumar para ir, quando teve uma surpresa ao entrar no seu quarto. Sua esposa Barbara estava amarrada na cama e na janela do quarto estava o Batman (Thomas Wayne).

Em uma mão, ele estava segurando o amado filho recém-nascido de Gordon, chamado James Junior... E na outra ele estava segurando uma arma apontando para Barbara.

- Eu não faria isso se você fosse... Duas vidas estão em jogo. – Afirmou Batman, ao ver que Gordon iria pegar uma arma.

- Quem é você? – Perguntou Gordon.

- Eu sou o medo, eu sou a noite, eu sou o poder. Eu sou o Batman. Me diga, Gordon, como você se sente sem ter poder? Ao ver que todos tem poder, menos você?

- Você é doente.

- Eu só tenho poder, meu amigo. Os meios não importam, mas sim o resultado. Eu tenho poder sobre você ao ter sua família como refém, os homens que me contrataram tem poder maior que o seu... Todos os donos de Gotham, poderosos que tem tudo o que desejam só são assim porque tem poder... Carmine Falcone, Thomas Wayne, Comissário Loeb, Prefeito Wilson Klass... Sim, todos são o que são por causa de algo chamado poder.

- Quem te contratou, Batman?

- Não importa, Jim. Só me importa se é a sua esposa ou o seu filho que morrerão essa noite. Você deve estar torcendo para eu matar sua esposa e deixar seu filhinho em paz, né. Aposto que você quer criar o Junior junto com aquela sua amante, a Sarah Essen, e deixar sua amada esposa que sempre foi fiel apenas sofrer e sofrer.

- Eu te enojo, Gordon... Você só irá perceber o valor de uma esposa boa e fiel após perde-la... Comigo foi assim, e eu senti a perda por anos a fio... Por outro lado, eu nunca tive um filho, então não faz diferença...

- NÃO FAÇA ISSO!!

O Batman pulou pela janela e fugiu, e no processo largou o pobre bebe, que se espatifou no chão e morreu. Os homens de Falcone observaram aquilo de longe, espantados e satisfeitos com o que aconteceu, cancelando o ataque que fariam.

Residência de Carmine Falcone, Gotham, 3 de Novembro de 1986 (Noite).

Um mês após Romano ter sido envenenado com os produtos químicos mortais da Ace Químicos pelo Batman, Thomas Wayne foi chamado por seu amigo traído, pensando que finalmente seus produtos químicos estavam fazendo efeito e que Falcone logo morreria.

Ao chegar na Mansão, Wayne foi guiado pelo mordomo Angelo Mirti, que o levou o escritório de Romano.

- Olá, Wayne. – Cumprimentou Romano, em um ambiente completamente escuro.

- Olá, velho amigo.

- Eu te parabenizo pelo seu matador lá, o morcego. Ele pode não ter capturado a ladra que tentou me assaltar mês passado, mas fez um ótimo trabalho como o Tenente Gordon...

- Ele me contou que você foi ferido no incidente.

- Sim, Thomas. A gata me arranhou, e desde então meu corpo tem estado diferente.

- Ora, Carmine. Deixe eu ver como você está... – Disse Thomas, enquanto acendia a luz do escritório.

Ao acender a luz é que veio a surpresa: O rosto de Falcone estava com a marca das garras da Mulher Gato, mas por todo o seu corpo, especialmente o rosto, haviam manchas brancas. A pele de Romano já era branca, mas as manchas eram mais brancas, mais pálidas ainda. O olhar do mafioso estava muito sério, seus cabelos continuavam brancos, e apesar das machas, sua pele ainda não estava totalmente pálida.

- Meu Deus... – Disse Thomas Wayne, verdadeiramente espantado.

- Descubra o que está acontecendo comigo, Thomas. Eu sei que você já foi médico no passado e pode me ajudar.

Thomas até sabia que os químicos injetados em Falcone teriam um efeito devastador, mas ele definitivamente não esperava aquelas manchas. Ele fez um exame de sangue no mafioso e descobriu que os tais produtos químicos na verdade não estavam matando-o, mas sim transformando-o.

Sim, meus amigos... O Romano estava se transformando lentamente no Coringa! É difícil de acreditar, mas era o que esse mundo louco sem Bruce Wayne reservava. Por enquanto as mudanças só ocorreram na parte física, não havendo nenhuma transformação ou mudança na personalidade do mafioso por ora.

Thomas viu a cagada que fez e viu que a única coisa que poderia fazer era impedir que sua transformação progrida, com medo de que o Senhor do Crime se torne um monstro louco, imprevisível e incontrolável.

Ele criou um remédio que iria impedir a transformação durante algum tempo, contando que Falcone continue a toma-lo, mas este não seria capaz de apagar as manchas brancas em seu corpo.

Assim, Falcone se viu doente, sem saber exatamente o que tinha e procurando entender como surgiram tais manchas. Thomas obviamente mentiu, afirmando que a Mulher Gato o envenenou utilizando de suas garras repletas da substâncias que resultou no aparecimento das manchas ao entrar em contato com seu organismo.

Cemitério de Gotham, 3 de Novembro de 1986 (Noite)

O Tenente James Gordon estava lá sozinho, chorando em frente ao tumulo de seu pequenino filho. A noite era densa e se tornava ainda pior com a leve chuva que ocorria... Para consolar Gordon, apareceu lá o Promotor Público Harvey Dent, dizendo:

- Sinto muito, Gordon... Eu não sei nem o que falar, amigo...

- Foi aquele filha da p*@#@! Aquele assassino fantasiado pau mandado do Falcone e do Loeb... Ele matou meu filho (Choro)... Meu pequenino Junior (Choro)...

- Acalme-se, Jim. Um dia nós vamos pegar eles... Juntos, vamos derrubar o Império Criminoso do Romano e tirar Loeb do comando da polícia de Gotham.

- Eu tenho medo, Dent. Tenho medo que eles faça mal a minha esposa... (Choro)... Como é que vamos derruba-lo?

- Eu não sei, Jimbo.... Definitivamente não sei... O trio está formado, existem 3 grandes bandidos que tem Gotham em suas mãos... Gillian Loeb, Carmine Falcone e Thomas Wayne... Aquele cassino me dá nojo! Por anos ele vem roubando da nossa cidade, mas isso vai acabar! Vamos vingar o Junior, Jimbo. Juntos, vamos acabar com Loeb, acabar com Falcone e acabar com Wayne. Nossa cidade será limpa novamente, mais limpa do que jamais foi.

- Sim, vamos acabar com eles... E eu farei questão de prender aquele tal de Batman... Ele vai pagar pelo que fez com meu filho, vai pagar por ter mexido com Jim Gordon.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...