História Batman: Ano Um - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman
Personagens Alfred Pennyworth, Bruce Wayne (Batman), Comissário James "Jim" Gordon, Dr. Thomas Wayne, Lucius Fox, Martha Wayne, Oswald Chesterfield Cobblepot (Pinguim), Selina Kyle (Mulher-Gato)
Tags Batman Bruce Wayne
Visualizações 16
Palavras 876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é a continuação da conversa entre Cobblepot e Bruce Wayne, relatada pelo próprio Cobblepot.

Capítulo 11 - Memória Cobblepot ON


Ambos conversam sobre coisas da vida até que chegam ao seguinte assunto. 

Cobblepot: Sei que grande é sua fortuna sr Wayne, a sua tecnologia tem evoluído ano após ano. Sabemos que o motivo do nosso país e nossa cidade ser uma cidade não ser subdesenvolvida, é porquê o sr tem feito grandes bens para o povo de Gotham. 

Bruce Wayne observa atentamente o que Cobblepot tem a dizer. 

Cobblepot: Existem muitas pessoas boas nesse mundo. Muitas pessoas que gostamos de ter por perto; que chamamos de amigos, que elogiamos; que fazemos questão de apontar o dedo e dizer com muita propriedade: "Esse realmente é bom homem, com um caráter mui admirável; sublime, ele é gentil e humilde com muitas pessoas!". As pessoas falam isso com toda a segurança do mundo. E tudo porque a mídia faz questão de colocar pessoas desse gênero no topo, no topo. Somos vistos e admirados por muitos ao nosso redor, e quem está longe. Mas... sejamos sinceros, e machos para admitir que: Sempre temos um lado sujo, com uma sujeirinha. Muitos são admirados, e reconhecidos pelo que parecemos ser, não pelo que somos de verdade. O mundo está cheio de subornos e subordinados. Cometemos pecados sem ninguém saber. É como se estivéssemos escondidos em uma armadura, todos admiram nossas armaduras, mas se tirarmos, todos nos rejeitam... (Enquanto Cobblepot falava, ele pegava uma garrafa de bebida alcoólica e enchia sua taça) no secreto, as pessoas são como os porcos que gostam de se esbanjar na lama, amam a imundície e não querem nem um pouco se limparem. Os que gostam de assistir as nossas sujeiras, por isso temos nossas armaduras, para que o mundo não veja quem nós somos de verdade. 

Bruce fica estranhado com o Tudo o que Cobblepot falou

Bruce: Sim, realmente. Sei que está falando a verdade, mas... Por que está me dizendo isso? 

Cobblepot: Por que as vezes é chato brincar na lama sozinho. 

Bruce se estranha. 

Bruce: Onde o sr quer chegar? 

Cobblepot: Bom, eu vou dizer o porquê te chamei aqui sr Wayne. Eu tenho um amigo que na nossa rodinha de amigos é apelidado de "Duas Caras", por quê ele era falso, que se passava por verdadeiro. E eu sou um dos amigos dele, e temos uma filosofia e idéia de pensamento muito bem elaborado, uma coisa que muitos estão cansados de ouvir, que é sobre as voltas que o mundo dá. Nosso lema é: A Injustiça é paga com a justiça. Concorda? 

Bruce acena a cabeça mostrando concordância. 

Cobblepot: A única diferença, é que não praticamos a justiça dos outros; nós temos a nossa própria justiça. Significa que se você me fizer algum mal, eu farei justiça... do meu jeito! Apenas um exemplo. Você tem que entender que fazer justiça do teu jeito dá uma sensação de liberdade. Então... sem mais delongas: Eu queria te pedir um favor. 

Bruce: Diga - Bruce falou como se estivesse desconfiado

Cobblepot: A tua tecnologia tem ajudado o nosso mundo, por isso peço a sua ajuda para dominar Gotham. Preciso de sua tecnologia. 

Cobblepot faz um sorriso malicioso. 

Bruce: O quê? Como assim? Eu... Pode repetir por favor - Bruce ficou surpreso. 

Cobblepot: Eu quero que você me dê a sua tecnologia para um projeto. Existem homens que precisam viver a justiça do jeito cada um, e eu sou um deles. Peço que você me entenda, sr. A sociedade não ia aceitar do jeito que nós somos. 

Bruce: Como assim? Nós quem? 

Cobblepot: Bom, eu faço parte de um time que tem essa filosofia de pensamento, justiça própria e pessoal. Um time que acha que qualquer um tem direito que quer na hora que quiser. A sociedade não gosta de pessoas do nosso tipo. Por isso somos conhecidos como 'vilões'.

Bruce: Vilões? - Bruce Wayne fica horrorizado.

Cobblepot: É, vilões. Desde algum tempo atrás. Temos elaborado planos de conquista, planos que eram infalíveis. Colocávamos em ações cada detalhe, até improvisamos algumas vezes. Mas o sucesso de nossas ações foram totalmente destruídas por um maníaco estorvão. 

Bruce: Um maníaco?

Cobblepot: Claro. Ele passou a aniquilar os nossos planos. Ele bateu em muitos de nós, eu fui o único que queria ficar cara a cara com esse maníaco. O Departamento Policial de Gotham queria evitá-lo, mas a população o queria por perto, e a partir todas as nossas ações foram caindo, nossos amigos foram presos, alguns foram mortos, outros até saíram do mundo do crime. Por culpa desse tal justiceiro, que só aparece de noite. Durante o dia ele também aparece, porém só quando tem algum tipo de bandidagem acontecendo. Ele é o tal 'Batman'. E eu queria destruí-lo.  

Bruce: Por isso quer os meus brinquedos? 

Cobblepot: Sábio Bruce, rápido entendeste. Nós somos daquele tipo, tornamos amigos apenas daqueles que podem nos colocar para cima, o resto consideramos desprezíveis. 

Bruce pensa e fica pasmado em tudo o que foi falado. 

Cobblepot: Sr. Bruce, o sr lembra do último senador? sem ser esse atual, o outro.

Bruce: Harvey Dent. 

Cobblepot: Esse mesmo. Ele é um de nós, ele estava envolvido em corrupção, e por isso, tiraram ele. E ele quer se vingar. A vingança é uma das 'nossas' justiças. Haha, você sabe que muitos outros políticos são corruptos secretos, mas todos se juntam a nossa equipe. 


Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...