História Batman: O Senhor Da Guerra - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Batman, Mulher Maravilha (Wonder Woman)
Personagens Bruce Wayne (Batman), Diana Prince (Mulher Maravilha)
Tags Batman, Mulher Maravilha, Romance, Wonderbat
Visualizações 160
Palavras 1.500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


e ai galera, esse capítulo já inicia de fato o que acontecerá ao longo da história, então aproveitem ai uma história desse Casal Espetacular.

Capítulo 2 - Primeiros sinais


Desde o começo da organização Liga Da Justiça, poucas vezes se mostraram situações que se tornou necessário o uso de uma força além da dos homens, embora cada herói continuasse disposto a ajudar em certos momentos de caos, sua presença era dispensável, mas garantia o êxito da justiça.

Apesar de nenhuma ameaça eminente, os heróis se reuniam para debater alguns temas de extrema importância sobre o funcionamento das missões que se sucederiam. Esse evento só havia acontecido algumas vezes, mas servira para criar uma interação entre os membros e assim poderem ter uma melhor convivência.

 

Narrador Bruce Wayne:

 

Algumas semanas já haviam se passado desde a última reunião da Liga, nada demais havia acontecido no mundo que pedisse socorro à nós, cada um dos membros estava em sua cidade, combatendo crimes menores, coisas que facilmente seriam resolvidas pela polícia. Eu não estava diferente, aqui em Gotham cuidando de minhas empresas e vivendo na noite como de costume, sem de fato me preocupar com o que estava acontecendo em outros lugares, pois sabia que estavam bem protegidos pelos seus defensores.

------------------------------------------

Depois de uma patrulha pelos becos da cidade, chego na Batcaverna e avisto algo um tanto peculiar em uma das telas de vigia, mais particularmente na que me envia notícias da Europa, não entendi muito bem à primeira vista, mas uma série de conflitos estavam acontecendo por motivos desconhecidos, uma grande calamidade que começou a assombrar os corações e a certeza de paz dos países europeus.

Uma série de ameaças de instabilidade entre as relações políticas dos países, começaram a surgir em meio aos noticiários e declarações.

Em meio a aquela surpresa que surgiu, como de previsto, Jhon convocou todos os membros da Liga para uma urgente reunião que aconteceria na Torre, e sem muita demora todos os heróis ali estavam reunidos em volta da grande mesa redonda com o símbolo L J.

Cheguei um tanto pensativo sobre aquele fato, cumprimentei os outros que se faziam presentes ali, e tomei o meu lugar ao lado de Superman, esperei alguns minutos abraçado a aquela reflexão quando o Lanterna Verde começa a falar.

- Vocês já devem ter sido informados da situação no continente europeu- falou com um tom um tanto sério – e por esse motivo que convoquei esta reunião de emergência.

- Apesar de parecer que o que por lá está acontecendo, creio que devamos nos atentar para qualquer possível ameaça maior.

Nesse momento, Aquaman questiona – Há algum motivo que faça suspeitar de ser apenas uma questão política?

Então tomo a palavra e lhe respondo – Os conflitos que estão ocorrendo, não possuem uma origem fundada – e explico – Não existe qualquer que seja uma razão para tais instabilidades, o que nos leva a pensar que deva haver algo além da nossa compreensão por traz das ameaças.

Jhon retorna – Correto, por esse motivo devemos investigar antes que algo muito pior possa acontecer.

Com isso eu lhes digo – uma equipe pequena deve ser designada para o local, e assim constatar o que está se passando naquela região – continuo – eu me pré-disponho a ir.

O lanterna logo em seguida continua – sim, mas eu acho que mais alguém deveria acompanhar você Bruce, caso algo aconteça você precisará de reforços.

Um pouco indignado respondo -  nada vai acontecer comigo, eu sei me virar!

E logo em seguida uma voz feminina afirma – eu vou!

Olho ao redor, e foco em quem falou aquilo. Aqueles olhos azuis, um tanto intimidadores, certa de não questionaria sua decisão, com certeza era a guerreira de quem tanto se falava, a Amazona que veio de uma ilha sem homens, era de uma beleza extraordinária, qualquer homem cairia de queixo aos seus pés, menos eu.

Não debato com Diana sobre ela me acompanhar até a Europa para investigar, então dessa forma a reunião é finalizada. Todos ali teriam que se manter atentos para qualquer chamado que possa surgir, mas por enquanto, os trabalhos pertencem a mim e Diana, o que fosse constatado em nossa observação seria tido como base para os futuros atos da Liga.

Depois de quase todos partirem para seus respectivos a fazeres, me aproximo da Amazona e informo para ela -  partiremos em algumas horas – digo isso de uma maneira objetiva como uma afirmação -  quanto antes formos para averiguar, mas evidências teremos do que se passa no continente Europeu - Ela não questiona o que digo e simplesmente diz.

- Estarei pronta!

E com essas palavras me retiro dali, e vou aos meus aposentos na Torre para me preparar para a viagem, que pelo que parece desde agora, não deverá acabar em poucos dias.

 

 

Narrador Diana Prince:

 

Me preparo para sair em uma missão de investigação, e parece que o Batman será o meu parceiro, ele não parece ter aprovado muito a minha companhia, mas ainda assim não dispensou minha ajuda para com a missão.

Tendo em mente que partiríamos em algumas horas, corro para meu quarto e me preparo para uma viagem que poderia durar dias, certamente como nada que acontecia era explicito, precisaríamos entrar a fundo e considerar todas as hipóteses.

Depois de duas horas me aprontando para a viagem, encontro o Batman no lugar marcado para que possamos seguir em frente, naquela situação poderíamos ter usado o teletransporte, mas ficou claro que naquele momento seria um tanto inconveniente de se mostrar interferindo naquilo, visto que não tínhamos certeza de que aquilo não eram apenas questões diplomáticas, assim precisaríamos agir nas sombras, escondidos de qualquer coisa que possa fazer de nossa presença um motivo para alavancar a instabilidade local.

Dessa maneira, utilizamos uma das naves que existiam no hangar, uma das que foram cortesia de Bruce Wayne para com a Liga Da Justiça, eu já o havia visto algumas vezes pela televisão, é um homem muito bonito e bem-apessoado, parece ser alguém pelo qual qualquer mulher se apaixonaria, mas pensar nisso me lembra de Steve, e uma tristeza me consome.

A viagem apesar de ser em uma espaço-nave super potente demoraria algumas horas para chegarmos ao nosso destino, apesar de sermos duas pessoas compartilhando um mesmo ambiente, o silêncio pairava em grande parte da viagem, o Batman não parecia nem um pouco interessado em entrar em qualquer tipo de diálogo. Vendo que isso poderia demorar para mudar, e comprometer a eficácia de nossa missão, tento iniciar uma conversa.

- Você sabe por onde devemos começar?

E numa única palavra a conversa de desfaz.

- Inglaterra.

Sabia que qualquer tipo de comunicação que eu tentasse seria uma perda de tempo, ele parecia estar focado em seus controles manuais e cortar qualquer ligação comigo, mas ainda desse jeito, sabia que cedo ou tarde o gelo precisaria ser quebrado, pois estávamos trabalhando juntos, e se realmente quiséssemos êxito em nossa missão, precisaríamos trabalhar em equipe.

----------------------------------------------

Após aterrissarmos em uma casa um tanto grande que seria o local onde passaríamos os próximos dias, ele se dirige a mim me mostrando minhas acomodações e se direciona para as suas, deixando informado que em uma hora deveríamos visitar alguns locais que poderiam representar algum tipo de evidência.

Passado esse tempo, nos dirigimos a um lugar totalmente destruído, palco das primeiras aglomerações conflituosas entre os países, o que era agora um lugar inabitado, antes já tinha sido uma bela e pequena vila de moradores. Muitas das coisas que ali estavam, se mostravam completamente deterioradas pelo fogo, coisa que aparentava ter acontecido há apenas alguns dias, não existiam naquele lugar muitas coisas que poderiam acusar o motivo de tal ato, mas parece que o Morcego encontrou algumas placas, nas quais haviam escrito palavras de ódio de uma nação contra a outra, os próprios habitantes haviam de ter escrito aquilo, mas o motivo daquilo cada vez se mostrava mais difícil de ser compreendido.

Observo que um rastro de destruição havia sido deixado por um caminho que atravessava os campos daquela paisagem, informo ao Batman que logo depois decide seguir por ele, pois se achássemos quem foram os que participaram de tal ato, poderíamos constatar a gravidade do que parecia ser por enquanto indecifrável para nós dois. Muitos objetos utilizados pelos que fizeram aquilo se encontravam abandonados no chão, o que fazia daquele caminho algo muito produtivo para a investigação, até que chegarmos a um lugar no meio do nada, ali todas as pistas desapareciam quase que completamente, e se tornava um lugar pelo qual parece que nunca algum ser havia passado por ele.

Em um momento de distração algo emite um som estranho, nós nos viramos para ver o que poderia ser aquele ruído que ouvimos, e numa questão de segundos uma luz é lançada em minha direção, pela velocidade não me dei conta do que era aquilo, mas o Batman pegou imediatamente um escudo e se lançou em minha direção, me empurrando com uma força descomunal para muito longe, e imediatamente logo após isso um som estridente de uma explosão.

Nesse momento recupero os sentidos e tento entender o que acabava de acontecer, levanto-me e olho em direção ao meu parceiro caído ao chão desacordado...

 


Notas Finais


esse já começa a explorar mais coisas, mas ainda tem muita coisa pra acontecer... então os próximos serão bastante importantes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...