1. Spirit Fanfics >
  2. Batman: Vingança e Justiça >
  3. Surpresa!

História Batman: Vingança e Justiça - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem :)

Capítulo 5 - Surpresa!


Fanfic / Fanfiction Batman: Vingança e Justiça - Capítulo 5 - Surpresa!

Em uma noite silenciosa em Gotham, Gordon espera por uma provável chegada do vigilante mascarado, ao lado de seu holofote, com um símbolo de morcego refletindo nos céus.

“isso tem que dar certo, por favor, é minha única chance”. Pensava o comissario, consigo mesmo.

-James Gordon-Soa uma voz, da escuridão.

-....você veio.

-imagino que queria chamar minha atenção com o sinal.

-sim, ainda bem que veio, achei que não iria dar certo.

-para que precisa de mim?

-é o único que pode me ajudar agora. O provável “Químico Assassino”, encontrei uma pista sobre ele.

Batman sai das sombras, revelando seu traje e deixando o comissario surpreso.

-o quê descobriu?

-ah, está bem. Esse cartão foi....foi encontrado em uma das cenas do crime.

Gordon entrega um cartão de visitas ao vigilante.

-psicólogo, especialista...

-o nome dele é Jonathan Crane, ex-professor de química. Não acho que seja coincidência, além do mais, ele é o único suspeito até agora. O quê acha?

-vou investigar sobre, não se preocupe. Mais alguma descoberta?

-existe outro assassino em série andando pela cidade, só que esse é de aluguel.

-ele trabalha com mafiosos ou algo do tipo?

-ainda não sei ao certo, mas algumas testemunhas disseram que ele se parecia com um ninja. Também o apelidaram de Exterminador.

-já é o suficiente, obrigado. Enquanto a essa conversa, espero que mantenha sigilo.

-claro mas, já está indo? Pode ao menos me dizer como se chama?

-me chame de Batman- Encerra seu diálogo, sumindo nas sombras.

-a-adeus, espero que.....realmente seja uma boa pessoa.

Com uma chuva tendo início, o comissario desliga o holofote e adentra o prédio onde estava, encerrando o seu dia.

Nas ruas de Gotham, um motorista corre em alta velocidade, com um provável carro roubado.

-polícia! Alguém faça alguma coisa!- Grita um dos pedestres,quase sendo atropelado.

-se prepare para afundar no próprio pecado, Gotham!- Dizia o motorista, com uma máscara de palha no rosto.

 Parecendo não ter controle da situação, invade uma praça, atravessando pelas árvores e derrubando vários postes de luz.

-vocês vão pagar por todo mal, todo mal!!!!!

De repente, um barulho alto sobre o carro é ouvido, deixando o motorista assustado.

-o quê?!

Batman aparece em cima do capô do carro, olhando diretamente para o homem mascarado.

-mas o......quem é você??! Droga!

O morcego quebra o para-brisa do veículo com um soco,puxando o motorista para fora e logo em seguida o lançando no chão.

-ahhggh!!!

O carro bate em uma árvore, enquanto Batman plana até o chão e o estranho mascarado fica com o corpo todo machucado. Quando está prestes a levantar, como último golpe, o vigilante acerta um chute em cheio em seu rosto, arrebentando sua máscara e o deixando inconsciente.

Algumas horas da noite se passam, e o estranho se mantém desacordado. Quando se da conta da situação, retomando seus sentidos, se vê amarrado no terraço de um prédio, com o Morcego de Gotham o encarando.

-ah, [email protected]!#. Onde eu estou?

-como escapou do hospital?

-...o que tu quer comigo, cara?

-não vou perguntar de novo.

-............olha...

O vigilante lança um Bat-rangue na direção de seu rosto, quase o acertando.

-aaaaghhhg, droga!!! V...você não...... faz ideia do que está por vir, acha mesmo que vai me intimi.......

Um raio ilumina os céus, assustando o estranho, enquanto o vigilante não faz um movimento se quer, ainda o encarando das sombras, com seus olhos brancos.

-........ta bom, ta bom, ele tá no escritório, é tudo o que eu sei. Por favor, agora me deixa ir.

-quem é o Espantalho?

-...J-Jonathan alguma coisa, não me lembro do sobrenome, eu juro!

-sim, Joseph, confio na sua palavra, porque sabe muito bem oque vai acontecer se estiver mentindo.

-sabe o meu nome? Espera, onde você.....Ei,me tira daqui! Não vai embora sem me soltar!  

Então, sem nenhuma palavra a mais, o morcego se afasta do local, iniciando um novo caminho pelos prédios, partindo para seu próximo destino, o escritório de Jonathan Crane.

-Alfred, ligue para a polícia, dê o endereço que eu te passei e diga que ouviu gritos do terraço do prédio, e pra serem rápidos.

-claro senhor, mas não acha meio....errado deixar o Joseph amarrado e gritando por ajuda?

-ele atropelou 3 pessoas e invadiu 5 casas antes de nos encontrarmos, não acho uma boa ideia o deixar solto. Mesmo sendo inocente, ele não está em sã consciência no momento.

-bem, por esse lado, o senhor tem razão, vou fazer a ligação.

Após um longo caminho, o vigilante chega ao escritório. A porta estava estranhamente aberta, mas todas as luzes estavam apagadas.

“hm, uma armadilha” raciocinava o morcego, colocando uma mascara de gás.

Como uma entrada astuta, lança uma bomba de fumaça na sala, vindo logo em seguida, a procura do assassino. E para sua surpresa, nenhuma armadilha foi ativada, a sala se mantinha quieta.

“aonde você está, Crane?”

De repente, um dardo é disparado de uma das pinturas do local, acertando o braço do vigilante.

-ora, ora, que ilustre visita temos aqui...

Batman começa a ficar sonolento, ouvindo uma voz de várias direções.

-s....seu....

-se acalme, solte os ombros e descanse um pouco. Logo logo teremos um show para apreciar, hmhmhmhm......

Por fim, o morcego sucumbe ao chão, caindo em um sono profundo, sem forças para se levantar novamente.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...