1. Spirit Fanfics >
  2. Baylor high school - Fillie >
  3. Forty-one - Part 2

História Baylor high school - Fillie - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


Aí esse episódio é tão fofo.

Não acredito que me entreguei totalmente ao clichê. Mas convenhamos todos amamos um belo clichê né?

Boa leitura💛

Capítulo 41 - Forty-one - Part 2


Fanfic / Fanfiction Baylor high school - Fillie - Capítulo 41 - Forty-one - Part 2

                            41


"Não pretendo ser um 

Modelo para meus filhos,

Mas um bom rascunho."

Sylvio Luiz Panza, escritor brasileiro. 












Millie 



Sim eu decidi não contar pro Finn logo de cara, já que não tinha nada certo ainda. Não sabia se estava mesmo grávida. 

Logo de manhã Maddie, Sadie e eu damos uma desculpa esfarrapada qualquer para os meninos e saímos do apartamento. 

Fomos em direção a uma clínica para fazer o exame de sangue. Não queria ir sozinha já que estava morrendo de medo, então porque não  ir com elas? 



{•••}



--O resultado sai em cerca de 15 minutos, podem esperar lá fora. -Nós informa a enfermeira. 


Saímos da sala e nos sentamos sobre as poltronas no Hall de entrada. 


--Nervosa? -Sadie pergunta. 


--Na verdade não...hoje de manhã mais cedo eu estava mas agora parece tudo tão normal. 


Parece que eu não tinha mais dúvidas. Eu já sentia que tinha uma vida dentro de mim, já conseguia sentir isso. De fato não precisava de um exame para confirmar oque eu já tinha certeza. 


15 minutos depois a enfermeira me chama para me entregar os exames. 


--Parabéns futura mamãe. -Ela fala com um sorriso cheio de ternura, me entregando os exames. --Você está grávida. Faz quatro semanas. 


--Quatro semanas? 


--Sim! Ele tem o tamanho de uma semente de gergilim. 

--Ai meu Deus...-Digo envolvendo minha barriga em um gesto protetor. 



{•••} 



Eu sou uma pessoa brega. 

Eu nunca fui uma pessoa romântica. Muito menos alguém que se importa em fazer surpresinhas estúpidas. 

Eu me fazia de durona, me fazendo de "garota má". Mas no fundo ou gosto disso, obviamente se alguém me pedisse em casamento em um local público eu certamente sairia correndo sem me importar com nada. Eu repúdio isso. 


Mas é um dos momentos mais importantes da minha vida. 

Então decidi fazer uma surpresa na hora de contar para Finn. Como ele foi trabalhar de tarde tive um bom tempo para planejar tudo. 


Liguei para Felicia uma prima próxima de Finn e contei sobre a gravidez e tudo mais. Pedi para ela me conseguir uma foto de Finn ainda bebê. Ela me manda por E-mail algumas e tiro cópia de uma e coloco em um porta retrato. Pego outra foto mas dessa vez minha - Quando bebê. - É também coloco em um porta retrato. Mais uma vez pego um outro porta retrato mas nesse coloco apenas um papel escrito. "A terceira foto você já sabe: só daqui a nove meses." 


Fofo vai? 


Saio do apartamento indo em direção a uma loja infantil, compro uma chupeta amarela com algumas estrelinhas brancas. 

Me concentro totalmente para comprar apenas isso. Já que eu estava no meio de uma loja cheia de roupas de bebês lindas. Sou meio fissurada por essas coisas. 

Consigo me imaginar vestindo cada uma dessas roupas no meu bebê...fico sorrindo igual uma idiota retardada no meio da loja. 


Dou uma passada na farmácia para comprar outro teste de gravidez só para deixar simbolizando na surpresa. 


Já no apartamento. Coloco a chupeta dentro de uma caixa do lado do teste de gravidez que havia feito novamente. Logo encima coloca os porta retratos. E fecho a caixa com um laço vermelho gigante. 



Não é nada muito grande ou extravagante mas é especial...é o nosso jeito. 



{•••} 



Narradora. 


Millie esperava Finn apreensiva com a caixa em mãos. Sentada no sofá, a morena respirava fundo milhares e milhares se vezes. Millie não sabia qual seria a reação de Finn, não sabia se ele ia conviver bem com a notícia. Mas ela esperava do fundo do coração que sim. 


Ouvindo barulhos na maçaneta da porta Millie sai do sofá em um salto e para em frente à porta esperando por Finn abrir. 


Desde que Finn encontrou o teste no banheiro havia se segurado para não perguntar nada a Millie, após um bom tempo pensando ele já tinha aceitado o fato de que aquele teste não tinha sido feito por Millie, já de tarde com o acúmulo de trabalhos já tinha esquecido totalmente o fato. 


--Amor? -Finn fala desconfiado após abrir a porta e se deparar como Millie ali parada segurando uma caixa. 

--Toma! -Ela fala entregando a caixa a Finn. 

--O que é isso? -Espressa o moreno pegando a caixa. 

--Abre! 


Ainda desconfiado finn começa começa a desfazer o enorme laço. Ele retira a tampa da caixa e se depara com uma foto sua ainda bebê. 


--Que isso Millie? -Finn ainda estava totalmente confuso. 


--Continua. 


Finn observa seu porta retrato por alguns após o retirá-lo do caixa. 


--É você? -Pergunta Finn olhando para a foto de Millie. 

Millie afirma com a cabeça. 

Finn retira o terceiro e último porta retrato de dentro da caixa. 

Finn sente seu cérebro parar após ler aquela frase. Sente um arrepio enorme percorrer seu corpo. Uma emoção gigante se alojar em seu peito. 

-- A-amor...-Gagueja Finn ainda confuso.

--Tem mais. -Millie fala com um meio sorriso no rosto. 

Finn retira o último porta retrato olhando para dentro da caixa se deparando com a chupeta e o teste de gravidez. 


Sua ficha cai. 


Finn sente seu coração bater mais rápido. 

Sente seu sangue correr forte pelas veias. 

Sente seus olhos se banharem em lágrimas. 


--Amor? -Millie fala chamando a atenção de Finn. --Eu tô grávida. 

-- V-você não tá brincando né? 

--Você me conhece Wolfhard. Sabe que eu nunca iria brincar com algo assim. 


--Ai meu Deus...-Finn suspira deixando que um longo sorriso se abrangesse em seu rosto. 

Finn joga a caixa sobre o sofá e puxa a cintura de Millie cuidadosamente encostando seus lábios dando o início a uma beijo amoroso e profundo. 

Millie sente o alívio percorrer seu corpo. 

Finn sente que seu coração não pode caber dentro de seu peito. 


Ambos envoltos por um mesmo sentimento de amor. Agora não seriam apenas os dois. Agora são três. Ou como Finn preferiu pensar. "Dois e meio." 


-Eu...-Finn fala separando seu lábios. --Eu nunca pensei em ser pai...Eu nunca pensei eu ter uma mulher, eu nunca pensei em formar uma família. É doido como eu mudei nunca planejei isso, é doido eu conseguir amar tanto alguém tanto quando eu te amo e agora vamos ter um fruto desse amor. Um fruto do nosso amor. Ser pai é assumir uma responsabilidade divina e eterna. E eu nunca quis isso, mas agora eu quero, você me faz querer passar por todas as experiências do mundo. Ao teu lado eu quero isso. Millie Bobby Brown...Eu te amo. 

Finn fala deixando algumas lágrimas escorrer pelo seu rosto, fazendo Millie reagir da mesma forma. Ambos em meio a lagrimas de felicidade e emoção. 

--Finn Wolfhard...Eu também te amo. 


Finn dobra seus joelhos sobre o piso de madeira e se aproxima da barriga de Millie depositando um beijo no local. 


--Eu te amo filho. 









Continua...


Notas Finais


Aproveitem enquanto ainda está tudo a mil maravilhas...

Joguei e fui embora.

Ah só uma lembrança: Não sejam estúpidos e lavem as mãos, por favor não saíam de casa. -Muito menos vão a praia. - usem álcool em gel. E se cuidem ok?

Fiquem em casa e façam oque tem de melhor. Leiam bastante fic.

Amo vocês, e de novo; se cuidem💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...