História Be Mine - Chaelisa - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Blackpink, ITZY
Personagens Jennie, Jisoo, Lisa, Rosé, Yeji
Tags Blackpink, Crossover, Imagine, Itzy, Jennie, Jisoo, Lisa, Romance, Rose, Sobrenatural, Yeji
Visualizações 76
Palavras 1.279
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei depois de um tempo sem escrever nada mais estou aqui com capítulo novinho e quentinho para vocês, espero que gostem e boa leitura

Capítulo 15 - Acerto de Contas


Fanfic / Fanfiction Be Mine - Chaelisa - Capítulo 15 - Acerto de Contas

Jennie On:

Eu havia perdoado Jisoo pelo que ela tinha feito, mas confesso que ainda estava com uma pontinha de raiva dela. Escutar os gemidos de Jisoo era uma melodia para mim, menos quando não era eu que os provocava.

Eu estava pensando em me vingar dela, de uma forma bastante prazerosa tanto para mim quanto para ela. Se ela ia ficar com as pernas bambas ou até mesmo sem andar, isso não importava.

Nós estávamos no sofá assistindo tv quando me veio essa idéia repentina. Eu estava sentada com as costas apoiadas no encosto do sofá enquanto ela estava ao meu lado inclinada com a cabeça apoiada em meu ombro.

- Jisoo

- Que foi?

- Estava pensando em algo

- No que por exemplo?

- Você tem sido uma menina muito má- digo enquanto fazia carinho na região um pouco abaixo de suas costelas

- Tenho é?- ela pergunta em um tom provocante

- Sim, estava pensando em uma punição para você

- Oh, como pretende me punir?- ela diz com a voz rouca reproduzindo um gemido

- Você sabe que eu tenho a mão bem pesada e os dentes afiados, não sabe?

- Sei sim, como sei...- Jisoo da um longo suspiro de excitação ao ouvir o que disse

- Pois saiba que eu gosto bastante de escutar meu nome em meio a seus gemidos escândalosos- disse sussurrando em seu ouvido

Só de escutar minha fala, o coração de Jisoo acelerou enquanto ela aguardava ansiosa pela sua punição. Eu não ia pegar leve com ela, nem que eu quisesse. Aquela coreana dos lábios carnudos ia ter o que merecia.

Eu peguei em sua cintura e a virei de modo que ficasse com a cabeça apoiada em um dos braços do sofá. Eu iniciei um beijo calmo e carinhoso. Comecei a aumentar a intensidade e então senti uma de suas mãos acariciar minha nuca enquanto a outra rodeava minha cintura.

- Acha que vai escapar do seu castigo?

- Não estou pretendendo fazer isso- ela responde com um sorriso malicioso

- Você não tem jeito

Nós continuamos com nossos beijos que ao mesmo tempo que tinham bastante pegada eram bem carinhosos. Ela era atrevida o suficiente para dar mordidas e chupadas no meu lábio inferior. Em resposta eu comecei a descer os beijos por toda extensão de seu pescoço dando uma mordida logo em seguida.

- Oh Jennie- ela falou gemendo enquanto jogava a cabeça para trás

- Isso é só o começo baby

Logo tratei de tirar sua blusa e acabei ficando um tempo admirando a escultura que estava diante de meus olhos.

- Gosta do que vê?- ela pergunta enquanto passava as mãos pelas minhas coxas

- Como pode ser tão bonita e gostosa?

- E ainda por cima, totalmente sua- ela completou

- É bom que seja mesmo- disse enquanto a puxava para um beijo mais intenso

Minhas mãos foram subindo pelas suas costas até acharem o fecho do sutiã e assim abri-lo. Eu retirei ele e comecei a brincar com seus seios. Lambia, apertava, chupava. Tudo isso em meio aos gemidos manhosos de Jisoo.

- Jennie, você não têm noção de como eu amo essa boca- ela dizia enquanto acariciava meus cabelos

Ela já começava a dar leves reboladas  se insinuando para mim. Eu então voltei com os beijos enquanto passava a mão em sua bunda, fazendo carinho na mesma. Logo em seguida retirei sua calcinha e voltei a deita-lá no sofá.

Comecei a fazer uma trilha de beijos por toda sua barriga. Quando cheguei no meio do caminho dei mais uma mordida dessa vez mais forte. Quando cheguei no destino eu depositei vários beijos em sua virilha e coxas fazendo sua ansiedade aumentar ainda mais.

- Vamos ver quem faz você gemer mais alto- disse dando uma longa lambida por toda a extensão de sua buceta

- Ah Jennie- Jisoo soltou um gemido estrangulado

Eu comecei a chupa-lá com vontade, estava disposta a fazer Jisoo perder a sanidade. Meus movimentos com a boca e a língua eram variados. Eu usava e abusava de seu clitóris fazendo ela se contorcer de prazer.

Seus gemidos aumentaram assim que eu introduzi um dedo em sua vagina. Eu mesclava o movimento de vai e vem com as lambidas. A respiração de Jisoo já estava desregulada o que anunciava que seu orgasmo estava próximo.

Eu resolvi diminuir o ritmo fazendo ela soltar um suspiro de indignação. Depois de um tempo eu aumentei o ritmo novamente e ficava nisso. Ao mesmo tempo que Jisoo estava impaciente ela estava desesperada. Ela agarrava tudo que estava perto em uma tentativa inútil de fazer aquela tortura acabar.

- Jennie por favor me deixa gozar!- ela disse ofegante

- Não entendi o que você disse

- Jennie!!!

Eu decidi acabar com a brincadeira e acelerar de uma vez. Dessa vez Jisoo ia gozar até não aguentar mais. Eu sabia que quanto mais tempo demorasse mais intenso seria seu orgasmo. Foi aí que eu dei uma  sugada em seu clitóris e pude escutar seu gemido que quase saiu como um grito.

- Porra Jennie eu vou gozar

- Só vou deixar se você falar meu nome!

Eu introduzi mais um dedo e coloquei mais força nos movimentos.

- Jennie!- esse foi seu último gemido antes dela ter um orgasmo que com certeza ela nunca teve antes

Ela gozou com força e até mesmo esguichou. Enquanto tentava se recuperar tendo seus leves espasmos eu tornei a beija-lá.

- Vira e empina essa bunda gostosa pra mim- disse e ela prontamente obedeceu

Ela ficou quatro e enquanto eu me ajeitava ela deu leves reboladas me chamando. Eu não perdi tempo e dei um belo tapa que deixou a marca da minha mão.

- Vou te ensinar a se comportar sua piranha!

Eu então introduzi três dedos nela fazendo-a gemer alto. Comecei a fazer movimentos rápidos enquanto mordia e arranhava suas costas deixando várias marcas.

Enquanto a estocava com força distribuía inúmeros tapas por toda sua bunda deixando a vermelha. Queria me certificar de que ela não ia conseguir sentar por um bom tempo.

Se tinha coisas que só a Jisoo conseguia proporcionar eram seus gemidos manhosos e o aquele líquido  que saia de sua buceta que era melhor do que qualquer bebida. Minha calcinha molhava só de pensar nisso.

Para piorar (ou melhorar) a situação de Jisoo eu iniciei um beijo grego bem molhado enquanto continuava estocando fundo sua buceta.

Ela repetia Jennie várias vezes como se fosse um mantra enquanto seu corpo começava a preparar o próximo orgasmo.

- Vai gozar de novo baby?

- Vou sim amor- Jisoo já dizia rouca de tanto gemer

- Goza bem gostoso pra mim então, do jeitinho que você sabe fazer- eu me aproximei de seu ouvido e continuei- só quero que você já imagine eu aqui fodendo você com força, você gemendo sem controle de mais nada, sua buceta escorrendo de tanto tesão e sua bundinha vermelha de tanto apanhar, você não vai se controlar não é?

- Não

- Pois então goze como nunca gozou em toda sua vida, grite meu nome o mais alto que puder, quero que isso fique gravado em sua mente e você não se esqueça que a sua mulher sou eu- disse mordendo a orelha dela

- Seu desejo é uma ordem

Eu massageei seu clitóris fazendo com que ela gozasse novamente com a força o suficiente para fazer sua barriga contrair.

Ela caiu exausta no sofá enquanto eu acariciava e beijava seu rosto.

- Promete não me trair de novo?

- Prometo, mas mesmo que eu não te traía, faz isso comigo de novo?- ela pediu manhosa me deixando com uma expressão incrédula

- Realmente você é a mulher da minha vida- disse lhe dando um beijo

Ficamos ali um tempo até que eu levantei para preparar o almoço.



Notas Finais


Espero que tenham gostado e não esqueçam de comentar pra mim saber o que vocês estão achando

Aproveitem e dem uma passada na minha fanfic nova
https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-baby-girl--chaennie-18003921


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...