História Be Mine - Chaelisa - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem por esse tempo todo sem capítulo, estive sem tempo esses dias, trouxe um capítulo novinho para vocês, espero que gostem e boa leitura

Capítulo 23 - Realidade similar


Fanfic / Fanfiction Be Mine - Chaelisa - Capítulo 23 - Realidade similar

Rosé On:

3 semanas se passaram desde a confusão que aconteceu na sala da Lisa. Não nos falamos desde aquele dia, nem um bom dia ou coisa do tipo. Uma coisa que sempre ocorre depois das nossas brigas, é que eu fico com um peso na consciência imenso. Se bem que mesmo eu achando que tenha exagerado, eu acho que a Lisa estava tendo uma quedinha pela tal de Wonyoung.

Não acho que Lisa fosse defender qualquer outra pessoa daquele jeito, talvez nem eu fosse defendida assim. Mas mesmo com essas suspeitas, eu ainda gosto dela. Eu sempre gostei dela, senão na nossa primeira briga eu já teria separado.

Voltando ao assunto "Wonyoung", outro motivo por eu suspeitar de Lisa foi o jeito que ela veio pra cima de mim. Em todo nosso tempo juntas, eu nunca vi Lisa naquele estado, eu senti como se ela fosse me matar. São muitas suspeitas e hipóteses, e cada vez que aparece uma eu me afasto mais da pessoa que eu amo.

Mas se eu gosto dela tanto, o que estou fazendo aqui deitada nessa cama? Hoje é meu dia de folga então vou aproveitar para pelo menos fazer as pazes. Me levanto rápido o suficiente para sentir uma leve tontura, pressão baixa é uma merda. Tomo um banho, visto uma roupa legal ( que inclusive é uma que a Lisa gosta) pego minha bolsinha e vou me embora.

/////////////

Chegando na empresa vou em direção a sala da Lisa. Quando chego lá, noto que ela está vazia.

- Será que ela já foi embora?- pergunto para mim mesma

Saio a procura de alguém para perguntar. Pra falar a verdade acho que estava no mundo da lua, o setor empresarial está inteiramente vazio. Continuo a procura de alguém e quando passo pela sala de dança escuto uma música.

- Droga não está bom!- escuto uma voz assim que a música acaba

Peraí que eu conheço essa voz, o que a filhote de naja tá fazendo sozinha na sala de dança? Como ela foi a única pessoa que encontrei desde que fui até a sala da Lisa, não custa perguntar.

- Oi- entro na sala de um jeito que ela até se assusta

- Oi Rosé, o que faz aqui?

- Bom, é que eu vim fazer uma visita para a Lisa e não achei ela, e você foi a única pessoa que encontrei por aqui então pensei que soubesse dela- digo soltando uma pequena indireta

- Não precisa se preocupar Rosé, não estou dando em cima da sua mulher se é isso que pensa, aliás, nós nos falamos bem menos desde aquele dia, só nos encontramos para falar quando é necessário, e respondendo sua pergunta, não sei onde Lisa está

Essa menina só tem de fofa a carinha mesmo porque a bicha sabe ser grossa no mesmo nível que eu, será que somos primas e eu não sei?

- Era só que eu queria saber mesmo então tchau- disse me virando

- Rosé

- Que é?

- Podemos conversar só um pouquinho?

- Tabom- digo revirando os olhos

O que será que a baby piranha quer comigo? No momento não questiono e apenas me aproximo.

- Pode falar

- Então Rosé, eu estava pensando comigo mesma e acho que vou sair da YG

- É o quê?!- digo espantada- Você ficou louca? Está na semifinal e aquela menina que vai disputar com você não têm a menor chance, é uma oportunidade única de realizar seu sonho!

- Estava pensando nisso pelo fato de que a partir do momento que me tornei trainee nessa empresa, me tornei um estorvo para você e para a Lisa, até mesmo fiz as duas brigarem, sabe Rosé, a Lisa vivia falando de você  e de quanto a amava, eu ficava sabendo de todas as surpresas que ela ia fazer para você, vocês formam um casal lindo e eu não quero estragar isso

Então quer dizer que essa mini jararaca ficava sabendo de tudo? Bom agora não é hora para isso, essa menina está prestes a deixar o sonho dela escapar pelos dedos pelo fato das brigas que eu tinha com a Lisa, o que é um tanto injusto.

- Então Wonyoung, quanto às nossas brigas, não se preocupe que quanto a isso eu e Lisa nos resolvemos, e além do mais, eu não vou deixar que você largue seu sonho por uma besteira dessas

- Bom, já que é assim, vou me esforçar para entrar nesse grupo- ela disse sorrindo

Está bem, está bem, eu admito. O sorriso dessa menina é uma perdição, mas não posso desviar do foco que se chama Lalisa Manoban.

- A propósito, por quê estava tão nervosa enquanto praticava?

- Porque eu já repeti esse passo um milhão de vezes e não fica bom

Ela se levantou e fez o passo do qual falava.

- Você só pode estar de brincadeira, está perfeito

- Não está, está faltando alguma coisa

- O filhote de sucuri você é perfeccionista demais- acho que deixei meus pensamentos escaparem

- Me chamou do quê?!

- Não interessa agora voltando pra dança já que você fala tanto que falta algo você poderia fazer isso aqui

E nisso ficamos um bom tempo na sala, aquela pirralha até que levava jeito pra coisa.

/////////

Depois de um tempo nós acabamos.

- Nossa não sabia que era tão boa com isso- ela disse secando o suor da testa

- Seus pais não se preocupam de ficar até uma hora dessas na rua?

- Eu sou órfã...

Rapaz essa doeu até mim.

- Ah, desculpa...

- Não tem problema, não tinha como você saber

- Mas então, para onde você vai depois que sai daqui?

- A dona de uma pousada ficou sabendo que eu iria participar das audições e deixou eu ficar o tempo que precisasse lá

- Você não tem nenhum parente?

- Se tenho não conheço, a mulher que cuidava de mim quando era pequena disse que minha mãe me entregou para ela por medo de que o marido dela soubesse da minha existência, já que ela meio que "pulou a cerca"

- E o que aconteceu com essa mulher?

- Ela morreu quando eu tinha dez anos, ela tinha um câncer em fase terminal e como ela era pobre não tinha dinheiro para o tratamento- Wonyoung dizia com lágrimas nos olhos

- E depois disso, o que você fez?

- Como eu não queria ir para um orfanato, passei o resto da vida fugindo e mudando de cidade, até que cheguei aqui e fiquei sabendo que a YG estava abrindo inscrições para as audições do que seria o debut do novo girl group

- Mas como você conseguiu fazer as inscrições sendo de menor e sendo órfã?

- Eu dei meu jeito- fomos conversando enquanto saíamos da sala

- Você sabe alguma coisa da sua mãe biológica?

- A única coisa que sei, é que depois que ela me entregou para a mulher que cuidou de mim, 3 dias depois ela morreu em um incêndio na própria casa, aparentemente criminoso, também soube que ela tinha duas filhas

Quando ela disse isso eu praticamente engoli seco, ou eu tô ficando louca, ou isso é muita coincidência.

- É, enfim, já está tarde e minha irmã vai ficar preocupada

- Bom já que é assim, eu também vou indo

- E antes que eu me esqueça, se você ousar sair dessa empresa, eu não vou deslocar só o seu ombro

- Tabom já entendi o recado

Nos despedimos e eu fui para casa.



Notas Finais


Espero que tenham gostado e não esqueçam de comentar, beijinho pra vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...