História Be Quiet ( TaeKook ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bon Voyage 2, Havaí, Jeon Jungkook, Kim Taehyung, Kooktae, Kookv, Taekook, Universo Original, Vkook
Visualizações 493
Palavras 922
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Lemon, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alguém me interna pfvr BDKDNDMDDMDMDM

Capítulo 1 - One-shot


Fanfic / Fanfiction Be Quiet ( TaeKook ) - Capítulo 1 - One-shot

Jungkook estava exausto depois de mais um dia conhecendo o Havaí. E naquele dia, em especial, havia ocorrido um pequeno acidente: Taehyung, enquanto mexia os braços freneticamente na mesa, empolgado com a apresentação que assistiam com os demais membros, acabou derrubando suco em sua calça.

Com o semblante sério, o encarou, tentando se irritar de verdade, mas o Kim estava tão sem-graça ao pegar um guardanapo para limpá-lo que não resistiu e permitiu-se rir quando o outro brincou dizendo que aquilo era uma experiência necessária para a vida.

“Tão bobo, mas tão lindo”, pensou, apenas lembrando ao mais velho que merecia um pedido de desculpas, o qual recebeu num tom divertido.

Taehyung sempre conseguia arrancar sorrisos seus mesmo nos momentos mais improváveis.

E, agora que estava no hotel em que se hospedavam, só queria entrar em um dos banheiros para tomar um banho relaxante e lavar rapidamente a mancha em sua calça.

Os membros espalharam-se pela suíte e, assim que Jungkook abriu a porta do banheiro mais escondido, sentiu mãos grandes - e bastante familiares - apertando seus ombros.

Olhou para trás, contendo um riso.

- O que está fazen…?

- Shhh! - Taehyung disse, verificando o corredor antes de empurrar o Jeon para dentro e trancar a porta atrás de si.

- Tae… Ficou louco? - sua risada ecoou no pequeno recinto.

- Fala baixo! - o outro murmurou, sorrindo travesso, aproximando-se para deixar alguns selares nos lábios alheios - Finalmente longe das câmeras… - suspirou, afagando suas madeixas.

- Sim, mas… Mesmo assim… É melhor você não ficar aqui por muito tempo e…! - ofegou ao deslizar dos dedos longos entre suas pernas.

- Só vim ajudar meu “amigo” a lavar a calça que eu sujei. - disse cínico em seu ouvido, com a voz baixa e grave que sempre arrepiava o mais novo - Não pretendo demorar.

- Hm… - o maknae morde o lábio inferior ao vê-lo tirar seu cinto e colocar sobre a pia.

Taehyung sorri, lascivo, enquanto desabotoava e abria o zíper da calça do rapaz.

Então, surpreende-o ao virar seu corpo pela cintura, fazendo suas mãos se apoiarem na pia e ambos os rostos ficarem em frente ao espelho.

Só podiam ver do tronco para cima, mas era o suficiente para apreciar as expressões desejosas um do outro quando Taehyung deixou rastros de beijos em sua nuca e, sorrateiramente, enfiou a mão dentro da boxer preta que o Jeon trajava.

Este jogou a cabeça para trás, arfando ao sentir os dedos habilidosos liberando seu pênis para fora do tecido, percorrendo-o inteiramente.

O volume daquele membro sensível aumentava conforme era estimulado pela mão firme junto às lambidas e mordidas na curva do pescoço de seu dono.

- Hyung…! - gemeu manhosamente.

- Já disse pra ficar quieto… - repreendeu, num timbre sensual, abafando os gemidos alheios colando suas bocas.

Não era tão confortável beijar de lado, mas eles não se importavam, entregando-se à luxúria e excitação do momento, entrelaçando as línguas afoitas e mordiscando os lábios com força antes destes colidirem mais uma vez.

Entre suspiros e grunhidos, o Kim diminuiu o ritmo da masturbação e levou os dedos até a glande, contornando-a calmamente, o que fez Jungkook gemer baixo e arrastado contra sua boca.

- Pronto pra mais? - provocou, com os dentes arranhando a lateral de seu pescoço.

O Jeon apenas sorri fracamente, quase sem fôlego, e Taehyung volta a girá-lo, deixando-os frente a frente.

O mais velho se ajoelha, descendo as mãos pelo seu corpo até parar na barra da calça, a qual puxou junto com a cueca.

Jungkook se contorce quando a boca aveludada toca sua glande, sugando com fervor e passando a ponta da língua por toda a extensão de seu membro rígido.

Taehyung, aos poucos, o engolia, e o Jeon movia os quadris para a frente, ansiando por mais.

Logo foi abrigado por completo, até encostar na garganta do Kim, e levou uma das mãos à boca para abafar os gritos extasiados.

O mais velho sorria ao lamber seu falo em movimentos espirais antes de voltar a chupá-lo vigorosamente, saboreando o pré-gozo expelido, com as mãos apertando as coxas do rapaz.

Jungkook sentia as pernas estremecerem e sua consciência evaporar cada vez que o Kim cobria metade de seu pênis várias vezes seguidas até que sumisse de vez dentro daquela cavidade molhada, e o mais velho não tirava os olhos dele um segundo sequer, deleitando-se com o prazer estampado no rosto do maknae.

- T-Tae…! - uivou de repente, arqueando as costas, totalmente entregue ao orgasmo.

Piscando os olhos devagar, ofegante, observou o mais velho engolir seu sêmen e lamber os vestígios no canto de sua boca, com um sorriso safado adornando os belos lábios.

- Espero que tenha se divertido, Jungkook-ah. - provocou ao se levantar e encará-lo, exalando malícia.

- Você é um cretino, isso sim. - o outro respondeu, puxando-o pela camisa para um beijo rápido e suave - Mas você… Não vai precisar de uma ajudinha aqui? - sussurrou, apalpando o volume no meio da bermuda do Kim.

- Seria ótimo, mas… Como você disse… Não podemos ficar aqui por muito tempo. - sorriu, maroto, acariciando o rosto alheio - Mas pode deixar que vou pensar muito em você durante o banho.

- Engraçadinho… - o Jeon sorriu de volta, envolvendo seu pescoço para mais um beijo sereno - Boa sorte, então. Porque ao vivo é bem melhor.

- Vai à merda, Jungkook. - retrucou, risonho, dando um tapa em sua bunda antes de sair do banheiro.

O Jeon, agora sozinho, fitou sua calça no chão e sorriu para si mesmo, sem conseguir parar de pensar em Taehyung.

Até mesmo algo simples aquele homem conseguia transformar numa aventura erótica dos dois.

Mal podia esperar pela próxima.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...