História Beautiful Confusion - Capítulo 101


Escrita por:

Visualizações 97
Palavras 4.352
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 101 - Are you mad?


Fanfic / Fanfiction Beautiful Confusion - Capítulo 101 - Are you mad?

Eu estava sentada no sofá enchendo alguns balões azuis e rosas junto com o meu irmão, Chandler, Sam e Grayson que faziam palhaçadas a cada cinco segundos. As bolas estavam jogadas por toda sala e eu ainda tentava adivinhar que horas terminaríamos de pendurar todas elas com os cordões pratas que minha mãe cortava junto com Hana.  Olhei meu irmão colocando o balão rosa por de baixo da sua camiseta e um estouro aconteceu no mesmo momento que ele e Sam se chocaram contra os outros. Eu gritei de susto e eles começaram a rir enquanto eu dava um nó no objeto e o arremessava para o Grayson. Coloquei minha mão na barriga não conseguindo mais encher nenhum desses negócios e meu irmão me puxou pela mão para me ajudar a levantar. Eu ri mantendo o equilíbrio e subi as escadas para trocar de roupa.

Assim que vesti a minha camiseta rosa por achar que seria ambas meninas, Hana entrou no quarto com um sorriso no rosto. Seu cabelo estava preso em um coque bonito e algumas mechas caiam por cima da coroa de flores vermelha que ela usava. Dava para perceber que era com certeza o seu acessório favorito, já que ela sempre usava um desse.

-Meu Deus, não vejo a hora de comer aquelas coisas gostosas lá embaixo... –ela disse se sentando na minha cama. -O Sam anda me enchendo o saco com tudo que eu como. Que ódio estou sentindo dele, eu tentei roubar um cupcake e ele viu. –soltei o barulho de um riso e assenti sabendo bem como era isso. Chandler achava que tudo era motivo para eu vomitar e tenho certeza que nenhuma grávida tomava tanta água igual a mim. Eu já esperava ele colocar um filtro de água do lado da cama em que dormíamos porque a cada vez que eu respirava, ele me trazia água para eu beber.

Prendi o meu cabelo em um coque e peguei o meu pincel de base para começar a espalhar o liquido da cor da minha pele sobre o meu rosto. Hana se levantou fazendo uma careta de dor e fez uma cara estranha no mesmo momento em que eu colocava mais base sobre o meu rosto. Eu a olhei com atenção e franzi o cenho a acompanhando com o olhar.

 -Vai vomitar? –perguntei com medo e ela negou com a cabeça. Eu não duvidava absolutamente nada que o meu estomago embrulharia ao vê-la vomitando, e não estava a fim de passar mal agora.

-Não... Mas parece que a Kate está tendo pesadelos, ela não para de se mexer. –eu sorri pegando a paleta de contornos e continuei me maquiando para eu logo descer e ajudar com o resto. Após a discussão hoje mais cedo de Finch e Brooke sobre como deveria ser a decoração no jardim, eu devia aparecer por lá para me certificar de que ambos ainda estavam vivos já que tudo estava silencioso de mais já há algum tempo. -Você e o Chandler já escolheram o nome? –ela perguntou e eu sorri me segurando para não falar “os nomes”.

-Já, viemos falando sobre isso no carro quando estávamos voltando da clinica. –eu respondi e ela sorriu empolgada olhando a moldura de um enorme porta-retratos que eu encheria de fotos de todos os ultrassons. Eu peguei meu delineador e ela veio na minha direção para fazer o penteado igual o dela como eu havia pedido. Eu fiz os dois traços nas minhas pálpebras rapidamente e passei um gloss e o iluminador antes de ficar quieta olhando a loira pelo espelho. Ela ergueu o olhar e eu sorri para ela quando a mesma começou a pentear o meu cabelo. -Não é estranho? –eu perguntei franzindo o cenho.  -Digo, nós duas termos ficado grávidas juntas... Sempre estivemos lado a lado e quando você começou a namorar com o Sam foi a mesma época que eu comecei a namorar com o Chandler e... Ai eu vou chorar porque tudo que a gente passou e agora estamos aqui... –ela fez um biquinho na minha direção e nós rimos por eu segurar as lagrimas que tinha invadido os meus olhos.

-Cala a boca Evans... Vai borrar sua maquiagem. –ela disse e eu respirei fundo a ajudando prender a coroa com flores azuis. -Estou muito animada para saber o resultado do seu exame... Imagina se for uma garota! –eu sorri assentindo esperançosa. Era uma das coisas que eu mais estava querendo no momento.  Nós descemos indo para o jardim e eu vi todos os garotos usando camisetas azuis assim como o bebezinho que estava no colo da Sierra, que estava de rosa por sinal. Eu sorri indo até lá apressadamente e abri minha boca para brincar com o garotinho loiro usando um bico roxo.

-Heyy Nicholas... –eu disse o pegando do colo dela e ele riu ao me ver.  -Como ele está fofo. Adorei essa blusinha dele... E ele cheira bebê, eu amo cheiro de bebes. –a mãozinha agarrou o meu colar para brincar e ela se sentou perto do carrinho rindo abertamente para mim.

-Ahhh aqui está o loiro mais bonitinho de todo o grupo... –Chandler falou se aproximando com um sorriso no rosto.

-Amor olha o tênis dele... –eu disse mostrando e Sierra revirou os olhos.

-Nem me fala nesse tênis, se eu não o colocasse para usar, Mingus iria ter um infarto... –ela comentou me entregando o paninho dele. Chandler tirou o bico da boca dele e ele deu um gritinho engraçado que me fez rir.

-Devolve, tadinho... –eu disse pegando o objeto e enfiando na boca dele.

-Obrigada Liz, ele iria começar a chorar em breve. –Sierra comentou nos olhando e eu sorri para a mesma.

-Querida, não fica pegando peso em pé, faz mal para a sua coluna... –minha mãe falou passando por mim com uma tigela cheia de cupcakes coloridos. Fiz uma cara estranha me sentando na cadeira perto da Sierra e olhei quando Sam e Cory passaram correndo pelo jardim parecendo duas crianças. Vi Finch saindo atrás deles com um chinelo o que me fazendo pensar no que eles haviam aprontado e ajeitei o bebê no meu colo que deitou a cabeça em mim parecendo estar com sono. Chandler puxou uma cadeira para se sentar ao meu lado e ele começou a brincar com o garotinho que ria a cada palhaçada que ele fazia.

-Titia... –Juliet falou correndo na minha direção assim que me viu e Chandler pegou Nicholas do meu colo para colocá-lo no seu. Eu sorri para ela que usava um vestidinho rosa e ela retribuiu colocando a mão na minha barriga. -Quando vai nascer? Eu quero muito ver o seu bebê. –eu ri ajeitando sua trança e a olhei franzindo o nariz.

-Ainda vai demorar um pouquinho... Tem que crescer mais. –eu disse a olhando e passei a mão em seu cabelo que era acima dos ombros.

-Qual o nome? Pode me contar escondido? –ela perguntou e eu cerrei os olhos em sua direção. -Por favor... Eu prometo não contar para ninguém.

-O que acha de esperarmos mais um pouquinho para descobrir se vai ser uma menina ou menino? –eu perguntei e ela fez um bico antes de rir aceitando. Ela pulou em mim me abraçando e eu a apertei com força por ela ser muito fofa. Jensen entrou pela porta com a prima do Chandler e eu sorri para eles me levantando. É impressionante dizer, mas eu não acreditava ainda que eles estavam juntos, era muito surreal. Juliet ficou ao meu lado abraçando minha perna e eu os olhei vendo os dois de camisetas azuis. -Oi! –eu disse a abraçando. -Olha só Chandler, a sua prima é a única garota que está de camiseta azul.

-Na verdade eu acho que vai ser uma garota, mas o Jensen me convenceu a vir com ela. –ela falou colocando a mão na minha barriga e riu antes de olhar para o Chandler que havia se levantado. -Olhá só, espero realmente que seu bebê puxe você e não o Chandler, Liz.

-Hey, eu estou bem aqui! –ele disse arregalando os olhos. -E outra a Hana já vai ter uma garota, precisamos de mais meninos por aqui. –Chandler disse e eu o olhei cerrando os olhos. Eu o acertei vendo Sam sujando Juliet com o chantilly do cupcake e a garota gritou assim como Brooke que brigou pelo mesmo ser tão palhaço. Sam vivia perturbando a garotinha que sempre o mordia quando ela tinha chance.

-Mãe, olha o tio Sam! –Juliet disse começando a chorar e foi até Brooke que se abaixou para limpá-la.

-SAM EU VOU TE BATER! DEIXA-A EM PAZ! –Hana gritou e ele riu perto da piscina junto com Cory que havia feito um high-five com ele. Revirei meus olhos começando a rir e quando me virei vi Mingus segurando o filho enquanto sorria para a foto que Sierra tirava. Eu fiz uma cara fofa e ele se virou para mim com o mesmo sorriso de sempre.

-Olha, pode falar que ele me puxou Liz. –o loiro disse me olhando. -Sinto muito garotas, mas Nicholas Lucien Reedus será o sucesso do ensino médio futuramente. Mal posso esperar para ver.

-Só espero que ele fique bem longe da minha garota, ou se não eu vou prendê-lo em uma jaula. –Sam gritou da piscina o que nos fez todos rir. Arregalei meus olhos ao ver meu pai e Andrew se aproximando com camisetas rosa e comemorei indo até eles.

-Não pai! –Grayson falou negando com a cabeça. -Tem que ficar no time dos garotos. Se for para o time das meninas, irá deixá-las muito convencidas.

-Sinto muito cara, mas irá ter mais uma Evans na família. –meu irmão falou trocando a blusa na frente de todo mundo o que fez Jenny revirar os olhos e o acertar com um pano.

Camisetas:

Liz – Rosa
Chandler –Azul
Cory –Rosa
Sam –Azul
Hana –Rosa
Brooke –Rosa
Sierra –Rosa
Juliet –Rosa
Jessica –Azul
Gina –Azul
Elizabeth -Azul
Grayson –Azul
Jenny –Azul
Jhonny –Rosa
Daniel –Rosa
Andrew –Rosa
Mingus –Azul
Finch –Rosa
Jensen e namorada –Azul

Quando os outros convidados chegaram e nós nos reunimos todos no jardim com vista para a cidade eu e Chandler ficamos um do lado do outro nos preparando para estourar o primeiro balão cheio de tinta. Eu ri nervosamente vendo eles se reunindo de frente para nós dois e balancei as minhas mãos que começavam a ficar geladas com o passar do tempo. A musica foi desligada pelo meu irmão e a tensão cercou o lugar enquanto todos se mantinham inquietos mal agüentando esperar. Apontei meu dedo para a câmera que o loiro segurava e Chandler segurou o balão pronto para estourar.

-Não, espera eu estou nervosa... –eu disse o parando e querendo rir. -Estou com medo. –continuei. -Quer dizer, não é medo é... Ansiedade.

-Eu estou com medo, e se essa tinta fizer muita bagunça? –ele perguntou me olhando. -Não sabemos o quanto dessa porra tem aqui dentro.

-Olha a educação Chandler Riggs! –Gina disse e eu segurei a risada por ela ter brigado com ele na frente de todo mundo.

-Anda logo! –Finch falou filmando com o seu celular e eu comecei a rir acenando para o seu Instagram. Chandler me olhou ajeitando sua camiseta e respirou fundo antes de rir.

-Quer estourar você? –ele perguntou e eu neguei com a cabeça o que o fez revirar seus olhos.

-Não estoura você. –eu disse.

-Ok se preparem! –ele disse em um tom alto e eu tampei meus ouvidos por causa do barulho alto e da gritaria que iria se iniciar. Os que estavam de camisa azul se juntaram para se abraçarem de lado e os que achavam que seria uma garota fizeram a mesma coisa para ficarem juntos. Chandler estourou o balão em segundos e uma fumaça de tinta azul caiu sobre nós dois me fazendo arregalar meus olhos incrédula por ver que eu teria um menino.

-NÃO ACREDITO! –meu irmão gritou. Gritos estridentes começaram a ecoar por toda parte e Chandler saiu correndo na direção deles pulando no meio do grupo freneticamente alterado. Ouvi um choro alto enquanto eu me mantinha parada no mesmo lugar e vi Juliet chorando abraçando Brooke que ria. Cobri minha boca com as mãos rindo de nervoso e olhei a garotinha.

-Eu queria que fosse uma menina! –ela disse aos prantos e eu arregalei meus olhos para as minhas amigas que riam não acreditando assim como eu.

-MENINO! MENINO! MENINO! –os garotos gritavam em volta do Chandler que estava fora das minhas vistas no momento.

-ESPERA! –eu gritei e todos me olharam se calando. -Chandler meu amor, cadê você? –eu perguntei o procurando e ele se levantou do chão saindo do meio do grupo todo descabelado. Olhei seu rosto manchado de azul e vi minha mãe também suja o que me fez rir. -Ok, é um garoto vocês ganharam e como eu e o Chandler já havíamos decido o nome, nós escolhemos que ele se chamará Ethan Evans Riggs... –eu o olhei e comecei a rir antes de voltar a olhá-los. -Agora que estão mais calmos... Acho que é à hora de ver se vocês acertaram completamente. –eles franziram o cenho e Chandler pegou o outro balão.

-AH NÃO MENTIRA! –meu irmão disse e começou a rir não acreditando. -PORRA NÃO! NÃO, VOCES ESTAO BRINCANDO NÃO ESTAO?!

-São dois?! –Brooke perguntou assustada e eu assenti rindo enquanto todos começavam a falar no mesmo tempo tornando tudo incompreensível.

-Você terá gêmeos bitch?! –Finch perguntou chocado e virou a câmera de seu celular na sua direção. -A minha bitch irá ter gêmeos. Estou passada! - Chandler começou a rir da cara que nossos pais estavam e eu peguei o balão o estourando imediatamente para acabar com o suspense. No momento que a fumaça rosa surgiu eu dei um grito alto ouvindo quando as garotas começaram a gritar junto com o meu pai e meu irmão.

-EU VOU TER UMA GAROTA! –eu gritei descontroladamente e saí correndo na direção deles. Eles me abraçaram começando a gritar ainda meio em choque com o monte de noticia que foram dadas. Eu olhei para Hana e nós pulamos empolgadamente de frente para a outra.

-ROUPAS DE GAROTAS! MAQUIAGEM! BESTS SISTERS FOREVER!  -nós gritamos juntas e nos abraçamos sem deixar de rir.

 -Ai meu Deus, vai ser um casal, eu não acredito! Eu vou chorar! –eu falei limpando o meu rosto sujo de rosa assim como o meu cabelo.

-PUTA MERDA, OUTRA GAROTA! –Sam, Mingus e Chandler gritaram juntos enquanto eu comemorava com as meninas. Eu fui até Chandler com um sorriso no rosto e o beijei vendo que o mesmo começava a ficar gelado com uma cara de surpresa por não acreditar.

-Por que não nos contou antes que seriam gêmeos?! –minha mãe perguntou e me abraçou com um sorriso no rosto. -Meu deus, que gracinha meu amor, não sabe o quanto eu estou feliz...

-Wontt obrigada mãe. –eu falei.

-Sua safada! –Finch disse dando um tapa na minha bunda. -Eu sabia que você e o Riggs eram bem danadinhos, mas nem tanto... –eu soltei o barulho de um riso e o abracei.

-Já escolheram o nome dela também? –Grayson perguntou e Juliet abraçou minha perna sem chorar mais por saber que ganharia uma amiga também. Parecia ser a coisa que ela mais queria.

-Já... Se fosse mesmo uma garota queríamos que tivesse algum significado então... –Chandler falou e deu de ombros. -Decidimos colocar o nome dela do lugar em que a gente passou a nossa lua de mel e o mês em que a Liz voltou para Atlanta, porque se não nada disso estaria acontecendo hoje. –ele disse e eu sorri beijando sua bochecha um pouco azulada.

-Não entendi... –Finch falou.

-Será Ethan Evans Riggs e Florence May Riggs Waldorf. –eu falei.

-Bicth, eu adorei. –Hana disse.

-Ai que chiqueeeee,eu me arrepiei todo. –Finch disse mostrando sue braço e eu ri junto com o Chandler negando com a cabeça.

**

Eu abri meus olhos durante a noite notando a casa completamente escura e silenciosa. Pisquei algumas vezes vendo que agora eram exatamente duas e quinze da manhã e me sentei na cama esfregando meus olhos. Eu bocejei querendo muito continuar dormindo e olhei Chandler deitado de bruços com a cabeça embaixo do travesseiro. Eu fiquei em pé na cama e o pulei para ir até o banheiro fazer xixi. Peguei meu celular no meio do caminho o checando brevemente e depois que acabei desci as escadas calmamente. Acendi a luz da sala vendo Prada dormindo em sua casinha no jardim e depois que bebi apenas um gole de água, voltei para o quarto. Pulei o Chandler novamente e me deitei de lado ajeitando as cobertas sobre mim. Fechei meus olhos morrendo de sono e abracei o travesseiro.

Não sei quanto tempo eu fiquei deitada, mas tive que abrir meus olhos novamente sentindo uma sensação estranha. Olhei mais uma vez no relógio vendo que vinte minutos haviam se passado e me levantei para fazer xixi novamente. A pior coisa que tinha era a sua bexiga estar descontrolada e eu sentia que se eu continuasse deitada, iria molhar a cama.

Saí do banheiro apagando a luz e caminhei pelo quarto me sentando ao lado do Chandler. Eu o observei e então tirei o travesseiro de cima da sua cabeça me preparando para acordá-lo.

-Amor... –eu cutuquei sua testa e ele não se mexeu. -Amorzinho acorda, por favor! –eu pedi o cutucando novamente. Nada de novo. -Chandler... –eu o sacudi fracamente e ele abriu os olhos me olhando com uma cara estranha e sonolenta.

-O que foi? –ele perguntou.

-Eu preciso te contar uma coisa... –comentei e ele franziu o cenho confuso.

-Está passando mal? –ele perguntou e eu neguei o que o fez soltar um suspiro cansado. -Ai meu Deus Liz, o que aconteceu então? Porque esta acordada há essa hora?

-Eu estava fazendo xixi. –eu disse.

-Ok, então volta dormir, eu preciso estar no hospital amanhã antes do almoço... –ele falou pegando o travesseiro da minha mão e o abraçando. Ele fechou os olhos e travei o meu maxilar o olhando com uma cara de tédio.

-Você não vai nem me ouvir? –eu perguntei me levantando e subindo na cama. Eu o pulei e puxei a coberta brava para enrolá-la em mim. -O problema vai ser seu então depois, viu? Porque quando a mulher fica grávida ela tem que se ferrar sozinha! Eu não tinha me importado em ir ao banheiro quatro vezes durante a noite e... –ele se sentou na cama e me olhou bravo.

-Por Deus, o que você quer? –ele perguntou e eu o olhei com um sorrisinho. -Fala logo Annelize, está com medo de ir lá embaixo sozinha de novo?

-Não. –eu respondi e ele me olhou se perguntando o que era então. -É, lembra de quando namoramos no ensino médio e eu passei o dia na sua casa? Que a gente brincou daqueles jogos de dança com as suas tias, os seus pais e com o Gray? –ele cerrou os olhos.

-Lembro. –ele disse. -Vagamente, mas eu lembro. O que tem? –ele perguntou não entendendo.

-Então lembra que depois a sua mãe fez um bolo de chocolate com morango e a gente comeu quase tudo com sorvete de creme? –ele assentiu mais uma vez e eu respirei fundo. -Então... Eu estou com vontade de comer agora. –ele me olhou seriamente não acreditando. -É porque eu acho que eu sonhei com isso ou que... Não sei, mas estou com muita vontade de comer e sua mãe tem que fazer para mim porque se não eu sinto que eu vou morrer.

-Liz é três e vinte da manhã... Não tem nada aberto há essa hora. –ele falou e eu soltei a respiração que eu segurava. -Vamos fazer assim, amanhã eu procuro esse bolo para você ou eu peço para a minha mãe fazer ok? –eu assenti e ele imitou o gesto. -Certo, vamos voltar a dormir agora. –ele se deitou e eu deitei ao seu lado apoiando minha cabeça no seu braço esticado. Fechei meus olhos tentando dormir, mas o abri segundos depois quase podendo sentir o gosto do bolo enquanto a respiração do Chandler se normalizava mostrando que ele começava a pegar no sono mais uma vez.

-E se nossos bebês nascerem com cara de bolo? –eu perguntei cortando o silencio e ele abriu os olhos odiosamente parecendo que iria me assassinar. -Minha mãe fala que eu nasci rosa porque uma vez ela queria comer beterraba e o meu pai ignorou o que é muito estranho porque esse legume tem um gosto... –Chandler me soltou se levantando frustadamente e agarrou as chaves do carro na mesinha ao lado.

-Troca de roupa logo e me encontra no carro... –ele falou pegando sua calça e seu celular antes de sair do quarto.

**

Chandler olhou em volta para ver se havia alguém por perto quando estávamos parados em frente à casa dos seus pais esperando alguém ouvir a campanhia para vir abrir. Eu abraçava meu corpo sentindo um pouco de frio e ele começou a discar os números de Grayson no seu celular para falar com ele. Coloquei o meu capuz e enfiei as mãos no bolso da blusa de moletom que eu usava para me aquecer.

-Você esta bravo? –eu perguntei o olhando e ele me olhou negando com a cabeça. -Tem certeza? Porque você não falou comigo no carro...

-Eu não estou bravo, só estou com sono. –ele respondeu. -Gray? Eu e a Liz estamos aqui embaixo, abre a porta e acorda a mamãe, por favor. –ele disse quando o garoto atendeu perguntando o que tinha acontecido. Chandler guardou seu celular e abriu um sorrisinho que sempre dava quando estava de mau humor. Eu respirei fundo vendo as luzes sendo acesas e a porta foi destrancada e aberta. Andrew, Gina e Grayson nos olharam confusos e eu sorri.

-Oi gente. –eu falei.

-Por favor, mãe, você precisa ajudar ela... –Chandler disse me empurrando para entrar e então fechou a porta atrás de si. Ele explicou o “problema” e se jogou de bruços no sofá para poder dormir enquanto eu e Gina íamos para a cozinha. Ouvi o barulho da TV sendo ligada provavelmente por Grayson ou por Andrew e puxei a cadeira para me sentar na mesa de jantar.

-Devia ter colocado uma roupa mais grossa, você estava gelada. –ela disse pegando as coisas para fazer o bolo.

-Olha desculpa por ter acordado vocês... –eu comentei. -Mas é que parecia que eu não iria conseguir fazer mais nada se eu não comesse esse bolo. –ela riu fraco e assentiu com a cabeça.

-Está tudo bem, eu sei como é isso. –ela disse e olhou Chandler dormindo brevemente no sofá antes de olhar de volta para mim. -Aconteceu alguma coisa? –ela perguntou quebrando alguns ovos e eu dei de ombros.

-Acho que ele se irritou comigo por eu ter o acordado. –eu disse. -Ele estava cansado por que... Chamaram ele e o Jensen no hospital logo depois que os nossos amigos foram embora lá de casa. Ele voltou acho que meia noite, não sei eu já estava dormindo. –ela assentiu e respirou fundo.

-Não acho que ele se irritou com você, e sim com ele mesmo por ele ter agido de uma maneira que a fez pensar que ele estava irritado. –ela falou e Grayson apareceu na cozinha assim que eu assenti. Ele se sentou ao meu lado e me olhou.

-Liz, preciso dizer que você é a melhor pessoa do mundo... –ele falou. -É a única que consegue fazer a minha mãe criar um de seus bolos maravilhosos no meio da noite. Já está me dando até fome... –eu ri fraco negando com a cabeça e senti um chute fraco na minha barriga que me fez abrir uma careta.

-Out... Isso às vezes dói, parece que pega bem na minha costela. –eu falei levantando minha blusa.

-Sabe qual deles foi? –Grayson perguntou curioso.

-Foi a Florence, com certeza foi ela. –eu respondi e eles sorriram. -Ela é a que fica do lado direito... Me dá sua mão, você vai sentir. –ele a estendeu e eu a coloquei por cima bem onde ela estava chutando. Ele arregalou seus olhos rindo e eu ri junto por ele parecer tão surpreso assim.

-Meu Deus, é muito louco. –ele comentou e eu assenti. -Mas porque ela esta te chutando?

-Eu também queria saber. –falei. -Sinto que ela será mais agitada que o Ethan. E talvez mais nervosa...

-Cruzes, será que o Chandler passou o temperamento dele para ela? –ele perguntou e eu ri junto com a Gina. -Deus nos livre.

Alguns minutos mais tarde quando o bolo ficou pronto, Grayson pegou as tigelas e eu sorri empolgada ao ver o sorvete junto do jeito que eu imaginava. Nós nos sentamos todos juntos para comer e ficamos conversando sobre coisas aleatórias enquanto Chandler ainda dormia. O sol começou a nascer fazendo a casa ficar mais clara e então depois que organizamos a cozinha eu fui até a sala me sentando no espaço que havia no sofá em que o Chandler estava. Grayson ligou a TV para assistirmos um filme e eu soltei um suspiro vendo o sol já entrando pela janela. Gina se sentou na poltrona para assistir também e Andrew se deitou no sofá explicando o filme para ela assim que a mesma perguntou sobre o que se tratava. Chandler se assustou com alguma coisa e abriu os olhos me fazendo olhá-lo com uma cara de riso. Ele franziu o cenho olhando em volta e depois me olhou.

-Esqueci que viemos para cá... –ele falou e esfregou o rosto. -Você já comeu? Quer voltar para a casa?

-Não, a gente vai assistir a um filme agora. –eu falei e ele assentiu se aproximando e deitando a cabeça no meu colo para que eu mexesse em seu cabelo.

-Ok... Guardaram bolo para mim? –eu e Gina nos entreolhamos e eu fiz uma cara de que ferrou antes de responder.

-Hmm... Talvez. –eu respondi e dei de ombros.

LEIAM NOTAS FINAIS (LINK NOVA FANFIC)


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...