História Beautiful Eyes - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Drama, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Park Jimin, Sad
Visualizações 353
Palavras 1.222
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ANNYEONG PESSOAS!
Tudo bom com vocês?! x)
Finalmente eu trouxe o final, demorou para sair, mas saiu.

Espero não emocionar ninguém... Mintira, eu quero emocionar sim. x)
Enfim, espero que gostem.

Boa leitura.

Capítulo 4 - CAP. IV - FINAL


Fanfic / Fanfiction Beautiful Eyes - Capítulo 4 - CAP. IV - FINAL


Eu estava sendo despertado por uma voz doce que falava ao pé de meu ouvido. De entonação tão agradável, poderia jurar que era um ser divino...

Logo abri vagarosamente meus orbes podendo ver a face angelical que sorria para mim. Tão lindo... Seus lumes olhavam diretamente nos meus, e assim que me viu acordar, seu sorriso aumentou e seus pequenos olhos fecharam-se em dois risquinhos com dobrinhas, ficando um par de olhos sorridentes.

– Jungkook, não durma! Estamos no parque. – assim que prestei atenção ao meu redor, pude ver diante de meus mirantes o gramado verdinho, a toalha vermelha de listrados e um céu azul, radiante e belo.

Jimin estava olhando para mim, ele estava me enxergando. Seus lumes estavam cheios de brilho e felicidade, o que me fez sentir um enomer calor do mesmo sentimento em meu peito.

– ei amor, o que tens? – próximou-se de mim, tocando com delicadeza em meu rosto.

– isso não parece real... Pensei que havia  me deixando... Pensei que havia perdido você. Eu estou tão feliz! – o sorriso belo novamente foi mostrado para mim e um beijo singelo foi deixado em meus finos lábios.

– não seja bobo, eu nunca vou deixar você... – mais um beijo, singelo e delicado, fôra deixado em mim no topo de minha testa – Eu vou estar aqui para te amar sempre, Jungkook...


Repentinamente acordei, revelando meus orbes cheios d'água enquanto fitava o teto branco. Vi a realidade em que eu estava agora, em que estive por dois anos.

Jimin continuava em coma, e eu continuava a ser um homem frágil, de ossos frágeis, e não havia cura. Mas eu já não ligava para isso, eu apenas queria a "cura" para Jimin. Era atordoante dia após dia e ele ainda o ver ali, imóvel sobre aquela cama. Parecia que ele estava muito longe de mim, e não ali a meu lado.

De acordo com os médicos, o motivo de seu coma longo, foi causado pela cirurgia secundária. Após a cirurgia de Jimin, havia sido escoberto que ele tinha um tumor perto do cérebro. Mesmo com a cirurgia para ele voltar a enchegar, o tumor impediria tudo, então, novamente, ele foi submetido a mais uma, de última hora, cirurgia. 

Eu não sei, e nem os médicos sabem, como ele ainda está vivo depois de ter feito mais uma cirurgia, mesmo em coma.

Disseram-me que havia sido um milagre ele ainda ter resistido a aquilo tudo. Ele havia sido tão forte...

As ataduras de seus olhos foram tiradas, e agora era como se ele realmente estivesse dormindo tranquilamente sobre aquela cama.

Eu conversava com ele todos os dias, com minha rouca e falha voz, que eu lutei por dois anos para voltar ao normal, mas ela ainda era fraca e baixa, como se tivessem cortado minha garganta e a ferida ainda estivesse a se cicatrizar...

Eu contava-o de algumas viagens recentes que eu havia feito a minha família, de meu irmão, sobre eu não poder me movimentar tanto, de coisas banais como comida e filmes, e às vezes, apenas palavras desesperadas de como queria que ele voltasse acordar...


– Jimin-ah... Eu não sei se me escuta quando falo, mas tente me ouvir. Por favor... Eu não aguento mais! – meu peito convulsionava forte pelo choro naquela noite em que a lua iluminava o quarto de luzes já apagadas – Eu sinto sua falta, eu preciso de você...


Talvez mais frágeis que meus ossos, fôra meus sentimentos.

Eu chorava enquato segurava sua mão. Odiava ser tão fraco, mas eu estava vulnerável aquilo. Eu apenas sonhava com o dia em que ele acordaria, depois de sempre chorar forte por sua falta. 

A depressão quase me chamou novamente, mas eu não podia ceder a ela. Um pingo de força eu tinha que ter para ficar ao seu lado. Por ele, eu tinha um propósito. 

Eu me mantia forte, mesmo depois de vários pensamentos negativos de que nunca mais voltaria a ver o brilho de seus olhos. E em meu aniversário, o meu pedido foi poder vê-los.

Eu havia comprado um pequeno bolo. Eu jurei em meu primeiro aniversário que passei com ele, que dali para frente, nós sempre passariamos essa data juntos. E não foi diferente nos anos em que ele ficou domindo, eu continuei a passar com ele.

Depois de comer o pequeno bolo e fazer mesmo pedido de anos consecutivos, eu arrumei tudo, e fiquei sentando ao lado da cama de Jimin.

Eu segurava a mão do mais velho, com minha cabeça levemente deitada sobre sua barriga.

– eu fiz 23 anos hoje, Jimin-ah... Minha voz está voltando aos poucos. Eu não vou poder dançar novamente, mas isso não importa... Uma médica examinou minhas cordas vocais, me disse que elas voltaram a ser perfeitas e saudáveis. Então, eu voltarei cantar... – eu falava de forma melancolica fitando o rosto adormecido – queria cantar para você, assim que minha voz voltasse completamente. Porém, queria que podesse ouvir-me e ver-me, ao cantar para você... – confessei o meu desejo de aniversário deixando com que as águas presas em meus lumes, saíssem.

Fechei meus olhos e suspirei, tentando aliviar-me do nó que queria forma-se em minha garganta, mas repentinamente sobressaltei ao sentir um movimento na mão a qual eu segurava.

Foquei minha completa atenção em sua destra, e quando a vi mexendo-se, parecia que metade de meu mundo havia vontado as cores.

Eu corri do quarto, indo avisar a médica. Havia sido a primeira reação de Jimin em dois anos! E naquele aniversário, eu chorei, como em todos os outros. Porém, havia sido porque eu havia ganhado um presente, o mais importante presente.



Foi naquele momento que eu soube que você nunca havia me deixado. Você sempre me escutou... E depois de mais alguns meses, seus belos olhos voltaram a sorrir para mim.

– E eu lembro-me muito bem de dizer que cantaria para você, Jimin. – eu dizia com um microfone em minha mão, no meio daquela celebração, onde estávamos todos de trajes formais. E muitas pessoas estavam compartilhando de nossa felicidade no jardim de nosso casa – eu escolhi essa música, porque de verdade, ela tem a ver com tudo o que você significa para mim...

O pequeno já estava emocionado em minha frente. Seus olhos brilhavam cheios d'água, e um sorriso deverás lindo estava estampado em seu rosto.

Sorri para menor que trajava um terno branco, que tentava de minuto a minuto secar seu rosto. 

A música logo começou a tocar e então levei o microfone novamente em direção a boca, não deixando nenhum segundo de olhar nos lumes brilhantes, que também olhavam para mim.


Feeling like I'm breathing my last breath... 

Feeling like I'm walking my last steps... 

Look at all of these tears I've wept...

 Look at all the promises that I've kept...

I put my heart into your hands

Here's my soul to keep

I let you in with all that I can

You're not hard to reach

And you bless me with the best gift

That I've ever known

You give me purpose

Yeah, you've given me purpose...

[...]

Oh, you are my everything

Oh, you are my everything...


Assim que larguei o microfone, senti o pequeno voar em meus braços e abraçar-me fortemente, o que também não fiz diferente.  

– você também sempre foi o meu propósito, Jungkook! Por todo esse tempo, meu propósito para ser forte, foi você... – sorri, sentindo a felicidade transbordar em meu peito no meio daquele abraço tão apertado.

– e você foi meu tudo. Eu te amo, Jimin-ah...

.

.

.

                                         ✧ ཻུ۪۪։ ੈ✩‧₊

                                                            ࿐

                                                  ✧


Notas Finais


AAAA 🖤 Cabou. :'')
COMENTEM BASTANTE~ eee, Vocês querem um Bônus?? Tipo um pequeno especial??? Então comentem ai se querem ou não. Porque se quiserem, Yo faço. x)

Ain gente, foi bonitinho, até eu emocionei aqui. (Muito viado? Eu? Imagina, gente)

•────•─────────•────•

Tradução da música:

Sentindo que estou respirando meu último suspiro
Sentindo que estou andando meus últimos passos
Olhe para todas essas lágrimas que eu chorei
Olhe para todas as promessas que eu mantive
Eu coloco meu coração em suas mãos
Aqui está minha alma para manter
Eu deixo você entrar com tudo o que posso
Você não é difícil de alcançar
E você me abençou com o melhor presente
Que eu já conheci

Você me dá propósito

Sim, você me deu propósito

Oh, Você é meu tudo
Oh, Você é meu tudo

•────•─────────•────•

Foi isso, eu espero que vocês tenham gostado! Popo 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...