História ''Beautiful Feeling " (Young K - Day6) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias BtoB, DAY6, Got7, Stray Kids, The Rose, Tomorrow X Together (TXT)
Personagens Dowoon, Jae, Personagens Originais, Sungjin, Wonpil, Young K
Visualizações 21
Palavras 6.488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Era pra ter postado em meu aniversário (no sábado), mas acabou que fiquei sem internet.
Porém vim hoje.. ♡
Qualquer erro ortográfico me perdoem e boa leitura.
*FOTINHA DO PITICO PRA CHAMAR A ATENÇÃO***

Capítulo 3 - 3


Fanfic / Fanfiction ''Beautiful Feeling " (Young K - Day6) - Capítulo 3 - 3

Antes que o celular despertasse, me levantei peguei as roupas e desliguei o alarme do aparelho enquanto lia algumas mensagens.

Sook: Cheguei faz um tempo, só que me ocupei por instantes e só lembrei de avisar agora. (00:57 a.m)


_Pelo menos lembrou de avisar (6:19 a.m)  ✓✓

...............................................

Número desconhecido: Boa noite.. Começamos a ensaiar amanhã as 15:30 ok? (00:37 a.m)


_Ok (6:23 a.m)  ✓✓

Fui ao banheiro e tomei um banho rápido e escovei meus dentes. Voltei para o quarto e fiz um penteado simples calçando um tênis qualquer e descendo pra comer algo.


_Bom dia! *Cumprimentei ao adentrar a cozinha e ver Jae trazendo a garrafa de café até a mesa, fui até o mesmo e o agarrei passando os braços pela cintura e repousado por instantes minha cabeça em suas costas*


Jae: Bom dia *Sacudiu seu quadril fazendo menção para que eu o soltesse*


_Não vi você a tarde quando cheguei da aula *Me sentei esperando que ele fizesse o mesmo*


Jae: Tive que resolver algumas coisas *Veio até a mesa e se sentou, me entregando uma caneca*


_Ah *Nos servi*


Jae: Vai sair hoje?


_Não sei *Dei de ombros* Talvez eu precise ensaiar com um colega esss tarde.


Jae: Preciso de você aqui antes das 15:00 hrs. *Arqueei uma sobrancelha* Vamos buscar a mamãe no aeroporto.


_Sério mesmo *Abri um sorriso e pude ver os olhinhos dele brilharem* Eu vou estar aqui.


Apenas terminamos o café, peguei meu celular e mochila, dei um beijo na bochecha dele e baguncei seus cabelos antes de correr porta à fora.

Fui andando em passos normais até a escola, enquanto cantava e dançava discretamente.

Respirei fundo e entrei na escola, indo direto para a sala de aula, abri a porta e parei tentando conter qualquer que fosse o que eu quisesse conter ao ver o estagiário sentado em uma mesa qualquer. Apenas abaixei a cabeça e segui para minha carteira tentando relaxar e ficar tranquila, afinal aquilo não aconteceu realmente. O fitei e dei um aceno de cabeça sendo respondida por um 'Bom dia dongsaeng'


_Bom dia oppa *Quando ia colocar meus fones ele soltou um 'Ya', me fazendo olha-lo vindo em minha direção*


Eu queria falar com você *Exibiu os dentes num sorriso matador e preguiçoso*


-- O que Lee Min-hyuk poderia querer com uma aluna? *A mesma garota amiga de Sook entrou na sala, Lee Yoo-na*


Minhyuk: Preciso pedir algo a ela, é pessoal. *Enrrijeceu o corpo*


_E o que Lee Yoo-na pode querer ao escutar a conversa das pessoas? *Arqueei uma sobrancelha*


Yoona: Eu só estava passando, e acabei escutando sem querer *Levantou os ombros*


_Duas vezes seguidas? Não bastasse ontem? *A olhei com reprovação*


Yoona: Não é culpa minha se você fala alto demais sobre seus sonhos eróticos com dongsaeng's *Ela deu ombros e percebi Minhyuk me fitar enquanto levantava a sobrancelha*


_*Enrrijeci o corpo* Você não sabe de nada. Eu acho que sua vida anda bem chata pra ficar se importando com o que eu sonho e com o que as pessoas precisam falar comigo, aliás isso é falta de atenção ou de amor próprio? *Percebi ela curvando os braços e abaixando os ombros junto ds cabeça* 


Minhyuk colocou a mão em minha perna e apertou minha coxa em sinal de aprovação, ela percebeu o toque e negou com a cabeça.


Yoona: Não consegue ficar longe de homem mesmo, está virando uma vagabunda *Olhou com desprezo para a mão do mais velho*


_E você não consegue ficar de boca fechada. Nunca fiz nada com ele, somos apenas amigos. *Dei de ombros*


Yoona: Você sempre quer tudo pra você *Bateu os pés no chão*


_Na verdade Yoona querida *dei um sorriso sem mostrar os dentes* você quem sonha alto demais, fica atrás de coisas que sabem ser impossíveis e ainda se gaba disso. *Apoiei minha cabeça na parede*


Yoona: Apenas amigos? *Mas uma vez olhou para a mão do mais velho que apertou minha coxa em provocação* Se isso ai significa amizade, quem dirá outra coisa.


_Ah é? *Sorri com deboche* Se um toque na minha perna é motivo pra alarde e significa muito, você se tocar pensando nele significa o que? *Pude ve-la enrusbecer, os olhos se arregalaram e suas pernas fraquejaram*


Yoona: V-você não s-sabe o q-que diz *Ela não conseguia se pronunciar, e a cada palavra dela sentia os dedos dele afundarem em minha perna, o que me fez controlar um barulho que ameaçava sair*


_Não sei? *O fitei* Vamos perguntar para a Yang-mi, So-ah, Yejin e quem era a outra mesmo? Chin-sun? *Voltei a olha-la*


Ela se virou para a porta e correu para fora. Eu segurei uma risada e afastei a mão dele.


_Nunca mais provoque ninguém assim seu idiota *Dei um tapa em seu braço* 


Minhyuk: Como sabia disso? *Seu semblante era divertido*


_Elas nunca me percebem no vestiário *Revirei os olhos*


Minhyuk: Boa garota *Bateu em minha perna, apertando-a levemente*


Mana por que não... *Sook entrou na sala correndo e parou na porta direcionando um olhar para nós e em seguida para nosso contato. Ele retirou sua mão rapidamente e se levantou* Ocupados? *Caminhou e sentou-se no lugar agora vago ao meu lado*


_Não, credo *Sook riu e um olhar incrédulo me atingiu* Ele só queria falar comigo. *Dei ombros*


Minhyuk: Te procuro depois. *Piscou*


Sook: Atrapalho? *Sook o fitou*


Minhyuk: Não, nunca, de forma alguma *Ri de seu desespero* Só que eu realmente preciso falar com ela *Lançou uma sorriso sensual e tranquilizador para Sook que sorriu de volta*


Sook: Ah mana *Me olhou* Vi a Yoona com os olhos vermelhos um pouco antes de chegar aqui.. Sabe de alguma coisa?


_Eu? *Dei ombros* Só trocamos umas verdades. 


Sook: Verdades hein? *Apoiou a cabeça nos braços* Que tipo de verdades?


_Aquela coisa jogou na cara meu sonho com o dongsaeng, e eu só citei fatos. 


Sook: Fatos? *Prendeu uma mecha solta atrás da orelha*


_É mana, ela se toca pensando no bonitão aqui *Fiz sinal de cabeça apontando para o rapaz e ela apenas riu corando levemente*


Sook: Que horror *Balançou a cabeça em negação* Quem faz uma coisa dessas *Senti desespero em sua voz*


Minhyuk: Ei!! *Exclamou* Eu sou tão ruim assim? 


Sook: Nem brincando *Ela sorriu, Sook era muito linda, seu sorriso era hipnotizador, seus cabelos pretos que vinham até a altura dos ombros brilhavam conforme se moviam, arrasadora*


As pessoas começam a encher a sala e a professora fez com que a aula se tornasse mais interessante.


Srta. Jung: Alguém viu Lee Yoo-na? Eu a vi hoje mais cedo, e agora está ausente.


Yang-mi: Ela me disse que não estava se sentindo muito bem.


Srta. Jung: Sério *A garota assentiu* O que ela sentia?


_Vergonha *Dei ombros quando me olharam procurando respostas* 


Srta. Jung: Vergonha? 


_Não acho que seja produtivo interferir na vida pessoal de alguém, afinal se ela quisesse que soubessem ela diria algo. 


Srta. Jung: Realmente, vamos continuar.


A aula correu tudo bem, sem Yoona então, foi maravilhoso. Antes da professora sair da sala junto de seu estagiário, ela me chamou na porta.


_Sim? *Fitei os dois saindo da sala e os segui*


Srta. Jung: É algo grave? *Expressava preocupação*


_Não, na verdade é algo bem fútil. Ela apenas ficou com vergonha de algo que fez e resolveu não aparecer. *Falei simplista* Fale com ela se quiser.


Ela assentiu e voltei para a sala, tive mais duas aulas antes do intervalo.


_Aigoo.. *Estiquei os braços* As provas já começam semana que vem *Esfreguei minha testa*


Sook: Ye, chegou tão rápido *Se levantou e saímos para o corredor*


_Eu nem estou tão preocupada *Dei ombros*


Sook: Imagino.


Fomos para o pátio, senti um cheiro doce e ao olhar para o lado vi Choi Soobin se aproximando.


_Só me faltava essa *Resmunguei baixo*


Sook: O que? *Me olhou*


_Nada.. *Sorri forçado*


Sook: Seu novo amiguinho vem ai *Tentei não olhar*


_É, eu sei..


Sook: Quer um conselho? 


_Manda.


Sook: Não abrace ele de frente *Ela falou tão seria que demorei pra entender o que ela insinuava*


_Vagabunda *A olhei incrédula*


Sook: O que? Não é verdade?


_Eu nem sou tão baixinha assim *Fiz bico*


Sook: Claro que não é *ironizou* só não o abrace de frente a não ser que queira *Fez uma cara maliciosa e rimos dessa besteira*


_Tonta *Ri mais um pouco*


[Autora ON: Pra quem não entendeu, a S/n é baixinha, e comparada com o Soobin ela é muito baixinha (1,65  // 1,85) Ai a Sook zoa ela dizendo que se abraça-lo de frente é como se ela não precisasse ajoelhar ^^ Essa Sook é do mal___ Autora OFF]


Soobin: Annyeonghaseyo noona's *Nos cumprimentou*


Sook:Annyeonghaseyo dongsaeng *Sorriu para ele, como sempre aquele sorriso deslumbrante*


_Annyeong..haseyo *Não queira sorrir, mas fui obrigada quando lembrei da nossa troca de mensagens na noite anterior*


Soobin: Sonhou com algo interessante essa noite? *Apoiou o cotovelo em minha cabeça*


_Não, não sou encosto *Olhei para seu braço*


Soobin: Eu colocaria meu braço no seu ombro, ou em volta de seus braços mas... *Pareceu me avaliar* Não daria muito certo *Ele riu ao perceber meu olhar desacreditado*


_Você é uma criança muito audaciosa *Revirei os olhos me desvencilhando de seu braço*


Soobin: Pensou sobre meu pedido? *Agora me olhava sério* 


_Não, não pensei e nem quero. É estranho esse papo de te contar o que aconteceu conosco *Balancei a cabeça afastando os pensamentos* Fora que tinha outra pessoa envolvida *Senti minhas bochechas queimarem*


Soobin: A três? *Pareceu refletir* Nunca tinha pensado nisso *Arregalei levemente os olhos* Isso me deixa cada vez mais ansioso *Quase soltei uma risada* Mas... quem era a outra pessoa?


_Um amigo meu ai.


Soobin: Dois caras.. *Balançou a cabeça em negação* Ele era um dongsaeng também noona? *Percebi que Sook quase soltou uma risada alta*


_Não costumo ter queda por crianças, ele era mais velho. *Revirei os olhos* Antes que diga algo você foi um caso a parte, na verdade.. não tenho queda por nenhum dos dois. *Bufei*


Soobin: Ainda noona *Passou a mão por minha nuca e me deliciei com o toque aproveitando e jogando minha cabeça dando acesso a mão dele em meu pescoço*


_Ainda? *O olhei confusa* Pretende me fazer ter uma 'queda' por você? *Me recolhi de seu toque*


Soobin: Queda? Eu? Eu não.. *Deu ombros* 


Sook: Precisa de algo? *Perguntou após um breve silêncio*


Soobin: Não, só queria saber se está combinado as 15:30? *Redigiu seu olhar a mim*


_Urum *Murmurei* Depois é só me passar o endereço *Ele assentiu e voltou para de onde havia vindo*


Sook: Tão fácil assim? *Soltou uma risada que era a prova que pensava besteira*


_Os professores pediram pra mim ensaiar com ele durante a semana, algo sobre eu hesitar quando ele me toca *Expliquei antes de pegar meu lanche*


Sook: Sério? *Mordeu seu lanche* Pelo que eu vi, quando ele tocou seu pescoço tu deu total acesso pra ele, não pareceu hesitar momento nenhum *Riu*


_Carinho mana *Passei a mão na nuca, onde a poucos minutos sua mão havia tocado*


Sook: Urum.. Só quero ver onde isso vai dar *Nos sentamos num banco afastado*


_Lugar nenhum.. eu acho


Conversamos até o final do intervalo e no caminho de volta para a sala lembrei:


_Pqp, o trabalho de arte.. *Alertei Sook*


Sook: Ainda não fez? *Neguei* Ficou fazendo o que? *Dei uma breve risada*


_Nada.. 


Sook: Hoje ele vai ver nosso 'desenvolvimento', pelo menos foi o que ele disse.


_Ele disse músicas em geral, então se eu quiser pegar alguma letra que o Jae e os meninos escreveram...


Sook: Tu pode *Adentramos a sala*


Depois da mais bela notícia que dois de nossos professores estavam ausentes tivemos apenas mais uma aula e depois fomos dispensados.


Sook: Quer vir comigo? *Perguntou já apontando para a saída*


_Se quiser me esperar... Vou falar com seu seja lá o que ele for.


Sook: Minhyuk? *Assenti* Promete ser rápida?


_Prometo?


Então fui para a sala dos professores, bati na porta e uma senhora abriu a porta:


O que precisa? *A senhora fofinha qual eu conhecia como Sra. Lee Hi deu um largo sorriso*


_Gostaria de falar com Lee Min-hyuk Oppa por favor *Curvei minha cabeça a ela num cumprimento decente* Annyeonghaseyo.


Lee Hi: Annyeonghaseyo *Novamente sorriu* Ginásio, ele está no ginásio 


Antes de ir até lá agradeci a senhora pela simpatia e fui a encontro do rapaz. Chegando lá não o vi, rodeei atrás das arquibancadas e depois entrei no vestiário feminino, nada, antes de adentrar o vestiário masculino bati na porta e pedi licença, como não obtive resposta presumi que estivesse vazio, mas mesmo assim entrei para ter certeza.

Passei pelos armários e depois fui até os chuveiros, podendo escutar o barulho deveria ter um dois ou três ligados.


_Minhyuk-Oppa? *Chamei*


Minhyuk: S/n? *Apareceu atrás de mim, olhei para ele e depois voltei a olhar para a cortina de um dos boxes ao perceber sua semi-nudez* 


_Vista algo. *Pedi* Que horror *Ele bagunçou meus cabelos pois sabia que não viraria para lhe bater* Aish


Minhyuk: Você entra no vestiário masculino, vem até os chuveiros e ainda reclama por minha falta de roupa? Folgada não? *Falou divertido*


_Só cala a boca, vista algo e te espero lá fora. *Fiz menção de virar, mas escutei passos e vozes*


Minhyuk: Desculpe *Sussurrou quando me empurrou para dentro do box*


_Filho da puta *Consegui resmungar em silêncio enquanto me equilibrava sobre os pés*


Olhei para o rapaz que estava em minha frente ainda de costas, virou rapidamente e o rosto.. reconheci aquele rosto, aish. Fiz sinal levando o dedo indicador até os lábios indicado para que ele ficasse em silêncio, ainda me encarando confuso ele assentiu, meus olhos percorreram os seus, desceram para seus lábios, pescoço, seus ombros e peito desnudo a água batendo ali espirrava e algumas gotas iam de encontro com meu rosto, desci meu olhar para seu tórax e abdômen, parando em sua cintura.. Pqp.. o que eu estava fazendo.. Subi meu olhar e timidamente coloquei as mãos sobre os olhos num ato rápido o suficiente para que não visse mais nada. Pude escutar um riso soar, senti seu corpo virando, ele agora estava de costas para mim, não vou mentir que fiquei admirando seus ombros e o delineado de seu corpo por alguns segundos antes tampar a vista de novo e me virar para a parede, podendo ver alguns produtos de higiene pessoal, como sabonete, shampoo e condicionador. Senti ele dedilhar a parede atrás de mim, respingos de água caíram sobre meu ombro. Seus braços eram cumpridos o suficiente para que ele pegasse qualquer que fosse o que desejava, não era necessário que encostasse em mim. Ele se curvou, e de propósito encostou seu peito molhado em minhas costas, me encolhi com o contato e escutei sua risada anasalada em meu ouvido, bem próxima ao meu pescoço, minha respiração acelerou quando o calor de seu corpo passou para o meu. Ele se afastou depois que pegou um recipiente e ainda riu do meu desespero.


X- Ya Soobin-ah, quanto tempo mais vai demorar ai? *Um garoto gritou do lado de fora da cortina, meu coração acelerou ainda mais, parecia que sairia pela boca*


Soobin: Vou terminar de lavar o cabelo *Respondeu simplista*


X- Você demora tanto quanto uma garota *O rapaz bufou*


Soobin: Hyung vai indo na frente, te encontro no pátio *Começou a esfregar os cabelos até formar espuma e os enxaguou assim que terminou*


X- Não demora *Escutei passos se afastando*


Quando não escutei mais nenhum ruído ao lado de fora e apenas o chuveiro fazia barulho ele falou:


Soobin: Quando falei sobre sua queda por mim, não achei que invadiria meu banho noona *Me virei para ele*


_Eu.. fui empurrada *Corei ao ver novamente sua pele nua*


Soobin: Urum *Dei ombros* Já que está aqui, poderia me ajudar? *Perguntou enquanto esticava o braço pegando e me entregando o sabonete*


_Ousado *Recusei o sabonete e soltei uma risada*


Soobin: Toma *Falou divertido e virou de costas*


_Preciso ir pra casa *Guardei o sabonete e corri para a saída, deixando o garoto sozinho no vestiário* Eu ainda mato o Minhyuk *esbravejei*


Vi meu reflexo na porta de saída da escola, meus cabelos estavam 'bagunçados' e úmidos com alguns respingos de água lembrei de que Minhyuk havia bagunçado quando pedi para ele se vestir e os arrumei no caminho, meus tênis estavam molhados em alguns lugares e em toda minha roupa havia pingos de água. Sequei meu rosto e corri para encontrar a Sook, que estava sentada a sombra de uma árvore com os fones:


Sook: Isso foi rápido? *Me avaliou de cima a baixo* O que aconteceu com você? *Perguntou se levantando*


_Te explico no caminho, e só digo uma coisa, eu ainda mato Lee Minhyuk aquele cretino *Dei a mão para ela se equilibrar e fomos para casa*


No caminho expliquei para ela o que havia acontecido, a mesma riu e depois a deixei no caminho para a casa dela e segui para a minha. Quando abri a porta os meninos estavam conversando na sala de estar:


Jae: Quantas vezes já te pedi para não pular em poças d'água na rua? *Brincou ao ver meu estado*


_Haha, como você é engraçado *Revirei os olhos*


Wonpil: O que aconteceu com você? *Levantou de onde estava e caminhou até mim, pegou minha mão e me guiou até o sofá tirando minha mochila das costas*


_Nada oppa, uma coisa boba *Sorri* Diferente de outras pessoas, obrigada pela preocupação *Olhei para Jae que deu uma risadinha*


Wonpil apenas sorriu e me deu um abraço, que retribui quando ele acariciou meu pescoço. 


_Já sentia falta dos seus abraços *Comentei quando nos afastamos* E seu cheiro continua gostoso como sempre *Ele corou quando sorriu* 


Sungjin: Só ele ganha abraço? *Levantou-se do sofá e colocou as mãos na cintura*


_Quer um também? *Ele assentiu e me levantei indo a seu encontro*


Afundei a cabeça em seu peito enquanto abraçava sua cintura inalando seu doce cheiro.


Jae: Ei!! Eu quero *Cruzou os braços*


_Você tirou uma com a minha cara, não merece abraço *Me sentei no braço da poltrona onde Dowoon estava sentado e trouxe a cabeça dele de encontro a meu tórax, acariciando seus cabelos*


Jae: Para de ser chata *Mostrei a língua e ele fez bico* 


_Não *Me desvencilhei de Dowoon me sentando ao lado de Young-hyun que só observava tudo*


O olhei e ele esticou um dos braços, me aninhei e ele fechou o braço por cima de meus ombros, roçou o polegar em meu braço e encaixei minha cabeça em seu pescoço sentindo seu cheiro, inspirando fundo cada partícula de ar que ali estava presente, ele se sacudiu um pouco arrepiando de leve e sorri.


Jae: Nunca sou privilegiado, sempre fico esquecido *Colocou as mãos em seu peito* Vou falar pra mamãe que você tá fazendo bullying comigo *Fungou falso*


_O drama já acabou? Te abracei hoje de manhã bobão *Me afastei de Young-hyun* Vem aqui seu chato *Abri os braços e num pulo Jae já havia se encaixado entre eles*


Jae era o melhor irmão que alguém poderia querer, ele me entendia, conversava sobre tudo, tudo mesmo e era carinhoso pra caramba comigo. Ele era meu porto seguro mas nunca diria isso a ele.

Abracei sua cintura e ele afagou meus cabelos, seus dedos entraram entre os fios acariciando carinhosamente minha cabeça, afundei meu rosto em seu peito e apertei ainda mais sua cintura entre meus braços. Antes de me soltar ele beijou o topo de minha cabeça e beijei onde meus lábios alcançavam. 


_Deixa eu trocar a roupa *Wonpil jogou minha mochila e subi correndo*


Tirei meus tênis e meias molhadas e me sentei na cama tirando o jeans. Fiquei um tempo sentada e então meu celular vibrou.

Minhyuk : Antes que tente me matar tenho minha explicação. 


_Espero que seja convincente o suficiente.


Minhyuk: Eram dois alunos e um coordenador, foram mostrar um problema num dos chuveiros. E depois de Yoona hoje mais cedo.. se nos pegassem do jeito que estávamos, você menina com os cabelos desarrumados, num vestiário masculino e eu apenas de toalha, estaríamos ferrados. Eles não acreditariam que tinha ido me procurar para 'falar' sobre algo.


_Eles tem que cuidar da própria vida. Isso sim.


Minhyuk: Nervosinha.


_O pior não foi você ter me empurrado no box, sim quem estava lá dentro. 


Minhyuk: Problemas com o garoto? 


_Ani.. Mas.. lembra do dongsaeng que foi citado hoje pela Yoona? 


Minhyuk: Sério isso? 😂😂😂


_Não ri da minha desgraça, é culpa sua seu babaca 😡


Minhyuk: Não tenho culpa de seus sonhos pervertidos com um dongsaeng 😂


_Mais tem culpa de ter me empurrado pra dentro do box onde ele tomava banho.. 


Minhyuk: O garoto era tão surpreendente pessoalmente quanto no seu sonho? 😅


_Fdp.. Eu não.. não olhei pra baixo.


Minhyuk: E precisou?


_Insinuando algo Lee Min-hyuk? 


Minhyuk: Eu? Nunca..


_Vou me vestir agora.. Espero que você bata o dedinho do pé. Annyeong 


Minhyuk: Uuuh como você é malvada 😫. Annyeong 


Deixei o aparelho na cama e corri para o guarda roupa a fim de pegar uma muda de roupa, coloquei um shorts jeans escuro que era um tanto curto e uma camisa longa qualquer que devo ter roubado de um dos meninos e voltei a me deitar na cama. 


Sook: Não esqueça o trabalho, deu sorte hoje pode não te-la novamente.. Então faça.. (11:40 a.m)


_Ok Omma, prometo começar hoje (11:43 a.m)  ✓✓

Fiquei mais um tempo deitada na cama enquanto escutava música já procurando por pelo menos três letras que me tocassem profundamente.

Depois de uma hora e meia mais ou menos a porta de meu quarto foi aberta:


_Ya, lembre-se de bater antes *Falei levantando minha cabeça do travesseiro e fitando Jae* 


Jae: Se a música não estivesse tão alta, escutaria quando bati pela 3 vez *Revirou os olhos e se jogou em minha cama, caindo com suas costas por cima de minhas*


_Hum *O som saiu um pouco mais preguiçoso que eu esperava* Tu é magro mas ainda sim é pesado *Tentei mover minhas costas*


Jae: Ei, quer me ajudar a preparar o almoço pra mamãe?  *Cutucou minhas costelas me fazendo gargalhar*


_Eu quero *Falei entre risos* Mas cosquinha não vale *Minha voz saiu um pouco arrastada*


Nos levantamos e descemos, não me importei com a roupa que vestia afinal a camisa ficava na metade da minha coxa, uns 8 dedos de distância do joelho.


Jae: Ei, essa camisa é minha *Afirmou quando passou seu braço por meu pescoço*


_Sua? *Me fiz de desentendida* Nunca nem vi *Rimos*


Jae: Bobona *Descemos as escadas e a sala estava vazia*


_Cadê sua matilha? *Olhei para ele*


Jae: Eles foram se aprontar pra pegar a mamãe *Arqueei a sobrancelha* O que? Não falei que eles iam? 


Apenas balancei a cabeça dizendo que não e fomos para a cozinha.


_O que vamos fazer? *Perguntei ao lavar as mãos*


Jae: Queria fazer ...


[...]

Jae: Sobe pra tomar banho vou esperar ferver e já subo *Assenti e corri escada a cima*


Tomei um banho rápido, já eram 14:37 me troquei vestindo algo simples como um jeans escuro e uma camiseta qualquer por cima e vestindo um casaco, calcei meu all star vermelho e desci após ter arrumado os cabelos.

Jae já me esperava junto dos meninos.


Jae: Pronta? *assenti* Então vamos *Saímos porta a fora*


Sungjin: Vocês dois vão no carro do Jae e eu levo os meninos *Falou enquanto caminhava para seu automóvel*


Corremos para dentro do carro e chegamos depois de uns 10 min. no aeroporto. Fomos para o portão de desembarque e apenas esperamos.


_Aigoo, estou tão ansiosa *Dei pulinhos e Jae me abraçou*


Jae: Eu também.


Ela havia viajado a três dias atrás a trabalho, não era muito porém cada segundo era precioso com ela.

Mais alguns minutos de espera e a vi, linda como sempre, seus cabelos dourados estavam soltos e cachos caiam por seus ombros, usava um vestido preto e um salto escuro, seus lábios tinham um tom rosado. Linda. Esperei que a mesma estivesse bem próxima.


Eu não ganho um abraço? *Abriu os braços e corri junto com Jae* Como senti a falta de vocês *Nos apertou* Annyeonghaseyo meninos *Sorriu para os mesmos*


--Annyeonghaseyo sra. Park *Todos se curvaram*


Apenas Yun-mi *Piscou* Como estão bonitos *Coraram* Olhe S/n, um monte de pretendentes *Ela riu de minha expressão* 


_Cruz credo omma *Fiz sinal de cruz*


Omma: Vai me dizer que nem uns beijinhos? *Senti minhas bochechas queimarem*


_Omma!! *Coloquei as mãos sobre o rosto e escutei risadas alheias*


Omma: Para de ser boba *Segurou minha mão* Me ajudam com as malas? *Responderam 'Sim' em uníssono então ela começou a caminhar comigo até o lado de fora* Como andam as coisas? 


_Tudo bem, eu acho. *Sorri* Como foi a viagem?


Omma: Cansativa *Suspirou* Não vejo a hora de tirar esses saltos e vestido e colocar meu pijama *Ri de seu comentário* 


_Sei bem como é *Esperamos os garotos com a bagagem*


[...] 

Chegamos em 20 min. e mamãe guardou suas coisas.


Omma: Que cheiro maravilhoso *inspirou* isso é ótimo, pois estou faminta.


Olhei para as escadas, e dei um sorriso. Depois de comermos fiquei agarrada com ela e Jae no sofá enquanto a mesma nos contava sobre alguns detalhes da viagem. 


Wonpil: Hyung que horas são? *Perguntou a Sungjin*


Sungjin: 15:27, começamos a ensaiar as 16:00 ok? *Todos assentiram*


_Aish..


Omma: Aconteceu algo?


_Preciso ensaiar com um colega, mas não queria sair daqui *a abracei*


Omma: Chame ele aqui então meu amor, e vocês ensaiam lá em cima. *Sorriu*


_Vou fazer isso *Peguei meu celular*


_Ei, mudança de planos, hoje vamos ensaiar aqui em casa Ok. -Passei o endereço a ele. ✓✓

Guardei o celular e apenas esperei que ele chegasse.


Mais ou menos uns 30 min. depois a campainha tocou:


_Eu atendo *Corri para a porta, abri não me surpreendendo com a bela figura em minha frente* Annyeonghaseyo *Sorri*


Soobin: Annyeong *Ele sorriu*


_Entra *Cedi espaço para ele passar* Esse aqui é Choi Soobin *Apresentei assim que fechei a porta e vi que todos nos encaravam*


Annyeonghaseyo.


Soobin: Annyeonghaseyo *Curvou a cabeça*


_Vamos *Indiquei com a cabeça o segundo andar da casa*


Omma: Mais um pretendente? *Ela sorriu*


_Omma! *Senti minhas bochechas queimarem muito*


Soobin: Mais um? *Arqueou a sobrancelha* Quantos mais ela tem? 


Omma: Sungjin, Wonpil, Young-hyun e Dowoon *Apontou para os meninos* E agora.. você.


_Aigoo omma, não quero nenhum deles *Revirei os olhos*


Não? *Young-hyun e Soobin perguntaram em uníssono e se olharam em seguida*


_Aish *Senti meu rosto queimar mais* Vamos logo *Segurei sua mão e subi as escadas*


Entrei no quarto sendo seguida por ele.


Soobin: Gostei da sua mãe *Ele riu*


_Cala a boca *revirei os olhos*


Soobin: O que? Ela é simpática *Ele deu ombros e dei um tapa em seu braço* E sobre seus pretendentes.. quantos deles já viu sem roupa? *Novamente meu rosto queimou*


_Sobre o que aconteceu hoje, já falei que não foi intencional *Tirei uma mecha solta de meu rosto* Por onde vamos começar? 


Soobin: Por esse passo aqui *Reproduziu*


[...]


Ensaiamos durante uma hora.


_Quer água? *Ele assentiu* Vou pegar *Abri a porta e desci para a cozinha*


Omma: Trabalhando duro? *A vi escorada na bancada*


_Urum *Abri a geladeira pegando duas garrafas de 500 ml* 


Omma: Não leve minhas brincadeiras a sério querida *Caminhou até mim* Não leve pro coração quando digo que são seus pretendentes *Colocou as mãos sobre meus ombros* 


_Eu não me importo mamãe *Dei um abraço nela* Só quando diz na frente deles, isso me deixa num beco sem saída *Falo abafado*


Omma: Mas esse Choi Soobin é muito bonito *A fitei* Ele seria um ótimo pretendente *Exibi os dentes me afastando dela*


_Você é uma comédia mesmo Park Yun-mi *Rimos juntas e voltei para o quarto*


Quando entrei lampejos de meu sonho vieram a mente instantaneamente quando o vi deitado na cama, parei um pouco tentando faze-los se afastarem enquanto tentava me desvencilhar daquilo.


Soobin: Tudo bem? *Ele se sentou*


_Tudo sim *Joguei a garrafa pra ele* Toma.


Soobin: Valeu *Abriu a garrafa e tomou uma boa quantidadede água* Vamos continuar? *Sua voz tranquila afastou meu devaneio*


_Urum *Tomei da minha garrafa e joguei-a na cama*


Voltamos a refazer a coreografia do começo mas, acabei recuando de um toque o que me fez errar toda a sequência.


Soobin: Aconteceu algo? *Me afastei, ele se aproximou por minhas costas e apoiou as mãos em meus ombros apertando de vez em quando*


_Não *Novamente recuei do toque*


Soobin: Da última vez que não finalizamos a sequência estava desconfortável com algo *O encarei desejando que parassem*


_É, me sinto desconfortável com uma coisa. Acho que consigo lidar com isso *Dei ombros e me aproximei para voltar a dançar*


Soobin: Se quiser conversar *Apertou minha mão* 


_Tudo bem *Sorri. Eu definitivamente não falaria com ele pelo menos não agora. O que eu diria? Ah, ver você deitado na minha cama me fez lembrar do que sonhei, me fez sexualiza-lo e deseja-lo toda vez que te olho, me fez querer você de uma forma que tento reprimir sempre que estamos juntos, me faz desejar que toda vez que me toca por parte da coreografia não seja um toque contido, que seja algo voraz. Me fez desejar que deixe eu te enlouquecer como me enlouquece a cada minuto ao seu lado. Isso é normal. Claro, apenas releve e vamos dançar.

Respirei fundo afastando todos esses pensamentos estúpidos e voltei a dançar esquecendo disso, relaxando e fazendo ao máximo para não hesitar de novo.


[...]


Soobin: Você foi bem, só precisa arrumar esse passo *Segurou minha mão, me girou, deslizou suas mãos por meu busto, repousando-as em minha cintura e apertando o local, logo por fim me puxando e fazendo nossos corpos se chocarem*


Olhei para cima, com meus braços em seu peito, ele me encarou e sorriu, um ato fofo. Ficamos ali, por alguns segundos, seus dedos se afundaram em minha cintura, reprimi um som passando a língua nos lábios.


Ei sua mãe... *A porta se abriu* Atrapalho? *Perguntou Young-hyun ao ver nossos movimentos rápidos ao nos separarmos*


_Não *Ofeguei* Minha mãe? *Perguntei ao ver que o mesmo encarava o garoto*


Young-hyun: Perguntou se quer alguma coisa do mercado *Desviou seu olhar para mim*


_Não. *Andei até a cama e peguei minha garrafa* É só isso? * Ele assentiu* Obrigada *Ele apenas saiu sem dizer nada, tomei um pouco mais de água e me joguei na cama*


Soobin: Com mais alguns dias de treino, você aperfeiçoará os passos. *Ele se sentou na cama*


_É.. *Respirei fundo* Preciso apenas...


Soobin: Relaxar? *O olhei* O que? Dá pra sentir sua tensão daqui. Vem cá *Ele bateu na cama ao seu lado, me levantei desconfiada mas sentei no local resignado* Agora vira *Fiquei de costas pra ele* Pronto, só tenta.. relaxar.

Sussurrou enquanto colocava as mãos em meus ombros, fazendo pressão com o polegar em meu músculo, começou a dedilhar toda a região apertando-a. A massagem que ele fazia arrancava alguns sons quando tocava num ponto de tensão. Abaixei minha cabeça para frente dando liberação para o toque quando ele roçou o polegar em minha nuca e depois nas extremidades de meu pescoço. Arrepiei ao sentir sua respiração bater contra minha pele e soltei um gemido baixo quando ele deixou um beijo em minha nuca, conseguia escutar meu coração pulsar em meus ouvidos. 


Soobin: Acho que já vou indo *Sussurrou contra minha pele*


_Urum *Meu murmúrio saiu mais como um gemido, já sentia algo se concentrando em meu ventre*


Soobin: Espero que eu tenha ajudado *Se levantou*


_Ajudou *Sorri* Te acompanho até a porta *Me levantei meio desorientada* 


Descemos até a sala de estar que estava vazia. Abri a porta e deixei espaço livre para ele passar.


Soobin: Até amanhã noona *Ele sorriu, suas covinhas se afundaram tão lindas. Ele abaixou, senti sua respiração bater contra meu rosto e fechei os olhos ficando imóvel, novamente senti meu peito explodir com a sua aproximação e o toque dos seus lábios em minha bochecha me fizeram desejar outra coisa*


Seus lábios deixaram meu rosto, abri os olhos ele piscou. Puxou a porta conforme saia da casa. Suspirei e me joguei no sofá conforme minha pulsação normalizava.


Tá pegando esse também? *Olhei para a porta que dava para a cozinha, onde Jae estava escorado*


_Também? *Perguntei enquanto o encarava*


Jae: Brian? *Levantei as duas sobrancelhas* Por acaso, pode ser que eu tenha escutado uma de suas aventuras anteontem, quando ele dormiu aqui sabe *Ele olhou para os lados timidamente*


_Que horror *Escondi o rosto com as mãos* Por que não disse nada?


Jae: Não acho necessário, e nem algo legal dizer que ouvi seus ... gemidos *Ele sentou no sofá e apoiei minha cabeça em suas pernas* Não foi muito. Só quando me levantei para ir no banheiro, até recuei de volta para o quarto. Foi algo constrangedor e engraçado *Ele sorriu*


_Que vergonha *Ri* Mas.. nem tanta, porque semana passada você com aquela puta *falei arrastado* estavam num gás, puta merda, não precisei nem levantar pra conseguir escutar. Só dormi depois de horas com o fone de ouvido, quase fui bater na porta e pedir 'educadamente' que ela parasse de gemer como uma gazela ferida. *Ele riu*


Conversamos sobre assuntos aleatórios e lembranças de nossa infância e adolescência, ríamos bastante ao lembrar de nossas brigas e burradas, da nossa época de inocência que não fazia muito tempo e tudo mais,sempre fomos cúmplices acima de tudo.


_Lembra o dia que te peguei fazendo coisas... no quarto? *Ri de sua expressão*


Jae: É.. não foi um dia legal, lembro que eu apanhei feio, e foi a partir daí que prrometemos sempre bater antes de entrar. *Ele coçou a nuca*


_Quando perguntei a mamãe o que aquilo significava, ela ficou com vergonha de dizer que você havia se excitado com algo, e também não sabia como começar a explicar o porque aquilo acontecia. *Eu ri*


Jae: Saudades da sua época de inocência *Ele levou as mãos ao peito* Faz tanto tempo que existiu, ainda é difícil de acreditar que realmente existiu *Ele ajeitou os óculos*


_Ei!! nem faz tanto tempo assim *fiz bico* e ainda sou inocente, as vezes. 


Jae: Ah claro *Afagou meus cabelos*


_Cante um pouco pra mim oppa *Fechei meus olhos e me aninhei em seu colo aprofundando mais o carinho*


*PUT YOUR RECORDS ON*

Três passarinhos, pousaram em minha janela

E me disseram que não preciso me preocupar

O verão veio que nem canela

Tão doce

Garotinhas pulavam corda no concreto

Talvez às vezes, damos mancadas, mas tudo bem

Quanto mais as coisas parecem mudar

mais elas continuam as mesmas

Oh, não hesite

Garota, coloque seu som para tocar

me diga sua canção preferida

Vá em frente, relaxe

Safira e jeans desbotado, espero que alcance seus sonhos

Apenas siga em frente, relaxe


_Nunca me canso de ouvir sua voz *Me afundei ainda mais em seu colo e ele alisou meu ombro* Eu te amo muito sabia? *Falei abafado*


Jae: Eu também te... amo *Voltou a acariciar meus cabelos*


_Por que não foi ao mercado com a mamãe?


Jae: Ela queria 'conversar' com os meninos *Deu ombros* 


_Mamãe e suas conversas *Nós rimos* Agora vou tomar um banho *Fiz menção de levantar, mas ele me segurou* Que? *O olhei*


Jae: É que... eu vou primeiro *Levantou e saiu em disparada para as escadas*


_Seu safado *Me levantei e corri também* Seu pilantra *Gritei e pude ouvir sua risada*


Jae: Lerda *Gritou uns degraus acima correu para dentro do banheiro e fechou a porta*


_Seu bastardo *Bati na porta enquanto recuperava o fôlego*  Chicken little sem vergonha *Escutei o trinco da porta e logo em seguida ele apareceu* 


 Jae: Do que me chamou? *Levantou a sobrancelha e cruzou os braços*


_Safado? Pilantra? Bastardo? Sem vergonha? *Indaguei sabendo do que se tratava*


Jae: Não, me chamou de Chicken Little *Ele fez bico*


_Chamei? *Me fiz de desentendida*


Jae: Cínica *semicerrou os olhos*


_Ahn? *perguntei* Tu não ia tomar banho Chicken Little? *Me virei e comecei a andar*


Jae: Ya *Ele segurou meus cabelos mais próximos da nuca e puxou para trás não pra machucar, mais pra me fazer parar de andar* 


Meu corpo foi para trás num ato instantâneo e minha cabeça tombou. 


_Jae *Pronunciei seu nome arrastado* Não faz isso 


Jae: Por que? *Perguntou ainda segurando meus cabelos*


_Vem cá *Apontei para meu ombro e ele se aproximou deixando o ouvido perto da minha boca e sussurrei* Porque é excitante.


Jae: *Num pulo ele soltou meu cabelo e se encolheu* Credo *Fez careta* como você é horrível, quando ficou desse jeito?*Cobriu seu corpo*


_Não sei, mas é que *Fui andando agora de frente pra ele me aproximando enquanto ele se afastava* Eu... eu só queria dizer que...


Jae: Que o que? *Ele continuava recuando enquanto eu investia contra ele*


_Que... eu vou tomar banho primeiro *Corri para o banheiro que estava bem próximo de mim e tranquei a porta*


Safada *Escutei os gritos seguidos de batidas na porta que vinham de fora*


Apenas ri alto e me despi indo para o box.


[...]


Umas 19:00 mamãe chegou com os meninos e uma imensidade de sacolas.


_Trouxe o mercado todo? *Perguntei após levantar*


Omma: Ani.. Só umas coisas básicas, uns mantimentos caso eu precise viajar de novo. Tem coisa no carro *Apontou com a cabeça para a porta enquanto ia para a cozinha guardar o que tinha em mãos*


Leva isso aqui *Falou Sungjin enquanto me entregava algumas sacolas e apenas assenti*


Quando segurei as sacolas meus músculos protestaram de dor, droga meu sangue havia esfriado e meu corpo todo estava rígido e dolorido, mesmo assim levei as sacolas voltando para pegar mais delas. Ajudei minha mãe a guardar tudo, fizemos o jantar para todos e depois os meninos foram para casa.


_Deixa que eu faço isso *Falei ao terminar de tirar a mesa* Eu lavo *Caminhei até minha mãe*


Omma: Deixa comigo, suba e vá descansar meu amor dançou a tarde toda, deve estar exausta. *Sorriu e passou o polegar em minha bochecha*


_Tem certeza? *Olhei em seus olhos*


Omma: Claro, agora sobe *Selou os lábios em minha testa* Boa noite 


A respondi e subi com dificuldade pois cada movimento meu corpo respondia em reprovação pela dor que era causada, passei primeiro no banheiro e escovei os dentes e depois fui para o quarto. Vesti meu pijama e me deitei sentindo meu corpo latejar. Peguei meu celular ao senti-lo vibrar:


Sook: Estudou as músicas?


_Em partes, não exatamente.


Sook: Mana, pegue músicas que tanto a letra, quanto a batida mexam com você. Não precisa ser apenas uma letra tocante, pode ser algo que te anime ou excite.


_Tinha dúvidas nisso e ia lhe perguntar amanhã. Obrigada


Sook: Nada. 


-----------------------------------------------


Soobin: Boa noite noona ♡


Ao ver a mensagem automaticamente sorri.


_Boa noite Soobin-ah 


Soobin: Como se sente?


_Dolorida, quebrada. Você pegou muito pesado hoje, definitivamente acabou comigo. 


Soobin: Eu? Não peguei pesado, foi bem leve até.


_Anii... Meu corpo todo dói ;-;.


Soobin: Precisa de uma massagem? Se quiser.. não sou profissional, mas posso tentar.


_Pode vir. Preciso.


Soobin: Eu vou. O problema é que ficaria tarde para mim voltar pra casa. O que faríamos em relação a isso?


_O que você gostaria de fazer em relação a isso?


Soobin: Eu? Não acho que seja adequado falar sobre isso.


_Algo que eu deveria saber?


Soobin: Aposto que vai descobrir.


Meu corpo se arrepiou por completo.


_Espero descobrir.


Soobin: Assim como espero descobrir o conteúdo do seu sonho. :D


_Quer mesmo saber? É um pouco constrangedor.


Soobin: Quero, me conta quando formos passear no parque amanhã depois da escola.


_nós vamos?


Olhei com incredulidade para a tela, e deixei um sorriso bobo escapar.


Soobin: Vamos, tem algo a dizer?


_Não. Obrigada por avisar que vai sair comigo.


Soobin: ㅋㅋㅋㅋ. Te dou a honra de decidir se vamos antes ou depois de ensaiarmos.


_Antes, assim consigo me distrair e fugir antes de contar alguma coisa..ㅋㅋ


Soobin: Não se atreveria, eu pegaria você em três segundos com meio passo.


_Acho que vou me recolher depois dessa.


Soobin: Descanse bastante noona. ♡♡


_Você também. <3


Sorri para a tela do celular revirando os olhos.


É engraçado como pegamos intimidade tão...rápido, é difícil de me relacionar tão... abertamente.

Espero não quebrar a cara com isso. Joguei o celular em cima do criado mudo e fechei os olhos, adormecendo.



Notas Finais


Soobin no banho Oh 👌🔝.. TOP


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...