História Beautiful Obsession - Segunda Temporada - Capítulo 10


Escrita por: e bahjawregui

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 251
Palavras 1.900
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi anjos, estamos de volta como o prometido. Desde já agradecemos pelo apoio de vocês que comentam e que favoritam a história, isso é muito importante para nós , de verdade ❤️

Boa leitura

Capítulo 10 - Nunca pensei que isso aconteceria


Fanfic / Fanfiction Beautiful Obsession - Segunda Temporada - Capítulo 10 - Nunca pensei que isso aconteceria

Lauren pov

 

Alguns dias haviam se passado desde o acontecido na escola de Luna. Eu não parava de pensar aquilo, será que era real? Ou só mais uma coisa da minha cabeça? Aquelas perguntas estavam me deixando louca. Nesse meio tempo também, conversei com Camila e resolvemos que iríamos levar Luna para conhecer minha mãe, que seria bom para a mais velha conversar com a nossa pequena, depois que pedi ela voltou a tomar os remédio e sua consciência estava um pouco melhor. 

 

Havíamos acabado de chegar na casa de minha mãe, a pequena estava animada para conhecer sua abuela, segundo a mesma “conhecer a nova abuela seria muito legal e divertido”, aquela pequena era uma figura mesmo.

 

- Lembre-se filha, se comporte e seja boazinha, nada de ficar correndo e gritando ok? – tiro Luna da cadeirinha do carro e Camila conversa com a mesma.

 

- Está bom mama, Lua vai ser boazinha – a pequena sorri e abraça Nala.

 

- Que bom que chegaram! – olho para a porta e vejo Keana vindo até nós – Camila que bom te ver – as duas dão um abraço breve.

 

- Bom te ver também Keana – Camila sorri e Keana vem até mim.

 

- Laur! Meu Deus com ela é linda, a sua cara, tirando pelos olhos castanhos. Oii lindinha.

 

- Filha fale oi pra tia Keana, não precisa ter vergonha – a pequena deita a cabeça em meu ombro e coloca o urso em frente ao seu rosto.

 

- Oi tia – ela fala tímida e rio fraco.

 

- Que gracinha, vem vamos entrar, sua mãe está animada para ver vocês – a mesma se afasta e segue seu caminho até a porta.

 

Pego a mão de Camila e ela me encara, aperto de leve como se fosse um aviso de que estava nervosa. A mesma sorri e diz em palavras mudas, “ tudo ficará bem”, assinto com a cabeça e vou andando logo atrás de Keana, por um momento acabei achando que Camila soltaria nossas mãos, mas a mesma continuou até entrarmos em casa e adentrar a  sala.

 

Camila pov

 

Estávamos na casa onde a mãe de Lauren vivia, nossa pequena animada para conhecer a abuela. Quando fomos contar para ela sobre ter uma outra avó e que a mesma estava muito doente, a reação de minha pequena foi melhor de que poderíamos imaginar.

 

Flashback on

 

Estávamos sentadas no chão do quarto de Luna, onde a mesma estava brincando com suas bonecas.

 

- Filha, sua mama e eu queremos te contar uma coisa – Lauren começa a falar e pega Luna no colo.

 

- O que é mommy? – a pequena olha para nós duas com cara de interrogação.

 

- Meu amor, lembra da sua abuela Sinu? – digo calma e alisando seus cabelos – você lembra que ela é minha mama certo? – a pequena assente com a cabeça.

 

- A abuela é legal mama, ela da chocolate pla mim – ela diz alegre.

 

- É mesmo filha, ela te da chocolate – rio – então meu amor, já que você conhece a minha mama, que tal você conhecer a mama da sua mommy, a outra abuela?

 

- Ota abuela? Lua tem duas abuelas? - ela diz confusa

 

- Sim filha, duas abuelas você conhece uma, só falta conhecer a abuela Clara, o que você acha? Quer conhecer ela? – Lauren fala um pouco com receio.

 

- Siim mommy, Lua quer conhecer a abuela Clala – vejo Lauren sorrir e beija a testa da mesma.

 

- Mas tem uma coisa meu amor, sua abuela está muito doente e às vezes ela pode se esquecer da gente, tudo bem? Você entende o que a mama está dizendo?

 

- Porque ela ta dodói mama? A gente não pode da beijinho pla ela sarar igual você faz com a Lua?

 

- Não meu amor, não é tão simples assim, mas a gente pode dar vários beijos para ela se sentir um pouco melhor, o que você acha?

 

- É mesmo mommy? A gente pode? – ela olha para Lauren que assente com a cabeça – ebaaa então a Lua vai dar um montão nela – rimos e beijo a testa dela.

 

- Ela vai te amar filha, você é uma garotinha muito especial – Lauren fala e as duas se abraçam...

 

Flashblack off

 

E foi assim que nossa pequena soube de sua nova abuela.

 

- Laur minha pequena! – ouço a voz de Clara soar pelo cômodo, olho para o lado e vejo a mesma entrar pelo cômodo em sua cadeira.

 

- Mama, como a senhora está? – Lauren se abaixa em sua frente e as duas se abraçam.

 

- Estou bem minha pequena – as duas se afastam – você está tão linda, Mike irá adorar te ver – o sorriso de Lauren morre ao ouvir o nome do pai, mas ela sabia que a mãe não tinha culpa, os remédios não dão 100% de lucidez.

 

- É, mama – a mesma suspira – lembra que disse a senhora que quando voltasse traria uma pessoa para você conhecer? Então eu trouxe – Lauren se levanta e vem até mim, pegando Luna de meu colo e volta para perto da mãe – mama essa aqui é sua neta Luna, filha essa é a sua abuela Clara.

 

- O meu Deus, que graça de criança venha pequena, sente-se aqui no colo de sua abuela – a pequena olha para mim com um olhar de aprovação, assinto com positivo com a cabeça e a pequena se senta no colo de Clara.

 

- Oi abuela – ela diz tímida e Clara alisa seu cabelos.

 

- Mi pequena Michele, como você está linda.

 

- Não mama, eu sou Michele – Lauren fala – essa aqui é a Luna, lembra? Sua neta.

 

- Oh é mesmo, me desculpa mi cariño – ela ri – sabia que acho seu nome lindo? O mais lindo de todos!

 

- A mama também fala isso, você gosta de boneca abuela? – Luna pergunta.

 

- Sim, adoro bonecas eu tenho várias, quer ver?

 

- Siim quero, mommy Lua pode ver?.

 

- Claro filha, sua tia Keana vai levar vocês para ir la ver – Lauren se levanta e vem até mim. 

 

Logo Keana vai para perto das duas e sai empurrando a cadeira:

 

- Viu como elas se deram bem? Achei que nossa pequena iria se assustar – Lauren para ao meu lado e me olha.

 

- Ela é uma garotinha corajosa, e pelo visto adorou sua mãe.

 

- Nunca imaginei que um dia iria viver isso, nós todas aqui com ela, só faltou o Chris – ela suspira.

 

- Lolo relaxa, e curte o momento. Você poderá vir com Chris outra hora. – sorrio e ela assente com a cabeça.

 

(...)

 

Depois de passar o dia todo na casa da mãe de Lauren, já havíamos voltado para casa. Antes que Lauren pudesse se despedir, Luna foi mais rápida e convenceu a mesma de ficar mais um pouco.As duas estavam na sala vendo desenho enquanto eu estava na cozinha preparando o jantar, tocava uma música agitada em meu celular, eu adorava cozinhar ouvindo uma boa música, a batida contagiante, não tinha como resistir a uma dança. Dava passos de um lado para o outro rebolando no ritmo da dança, confesso que às vezes me empolgava.

 

- Nossa... havia me esquecido de como você era quente dançando – tomo um susto e me viro rapidamente, dando de cara com Lauren mordendo os lábios.

 

- Lauren! Que susto que você me deu, sua idiota – coloco a mão no peito e respiro fundo.

 

- Foi mal, vim aqui falar com você e acabei presenciando essa cena maravilhosa – a mesma sorri malicioso.

 

- Para de ser idiota  – me viro e desligo o fogão.

 

- Confessa que você sente falta das coisas que a gente fazia vai – ouço sua risada.

 

- Claro que não Lauren, não viaja – reviro os olhos e sinto mãos abraçarem minha cintura.

 

- Sente sim que eu sei, dos nosso momentos juntas – ela beija minha nuca e me arrepio – dos nossos beijos – fechos os olhos e suspiro – das nossas noites de amor – nos afasto rapidamente e me viro a encarando.

 

- A única coisa que sinto é raiva por você ter feito tudo aquilo comigo – digo com raiva -  Você deve se lembrar muito bem, das noites que me deixou sozinha e foi atrás de bebida e daquelas putas, da grande idiota que você foi comigo – falo tudo de uma vez e a mesma abaixa a cabeça.

 

- Eu me arrependo profundamente disso, e se pudesse voltar atrás e mudar tudo, eu mudaria Camila, porque sei que você merece o melhor, sempre mereceu, só que eu fui burra e só vi isso agora, da grande mulher que você é e da mãe maravilhosa para nossa filha. Se você me desse só mais uma chance, iria te provar o quanto me arrependi de tudo aquilo e de como mudei, que meu amor por você, mesmo de longe só aumentou e aumenta a cada dia que te vejo – ela respira fundo – mas vejo que você seguiu em frente e não me quer mais na sua vida, sinto muito por tudo que te causei – ela se vira e sai andando, mas para no meio do caminho – irei levar Luna ao cinema com uma amiga agora se não se importar, e gostaria que ela dormisse comigo hoje.

 

- Certo, pode levar ela só não esqueça de lembrá-la de escovar os dentes antes de dormir – digo e a mesmo sai andando pra fora da cozinha me deixando sozinha.

 

 Suspiro e vou até a geladeira, abrindo e pegando uma jarra de água, pego um copo no armário e encho o mesmo até a boca e bebo tudo de uma vez. Ouço a campainha e me assusto, quem poderia ser a essas horas? Deixo as coisas na pia e saio da cozinha indo até a porta e abrindo a mesma, vendo uma morena mais ou menos do meu tamanho.

 

- Olá, você deve ser a Camila? Prazer sou Demi, amiga da Laur, ela está? – ela me olha com um sorriso simpático. 

 

Então era essa a amiga que a Lauren tanto falava no telefone e minha pequena não parava de falar? Já não gostei nem um pouco dela.

 

- Camila quem é na porta? – ouço a voz de Lauren atrás de mim e me viro vendo a mesma vir ate nós com Luna no colo.

 

- Sou eu Laur, podemos ir? - a morena diz

 

- Oi Demi – Lauren vai até ela e a abraça – podemos ir sim.

 

- Tia demi!! – vejo Luna pular no colo da mesma.

 

- Oi anjo – a tal Demi beija a testa de minha pequena – vamos ir nos divertir então?.

 

- SIIIM. - minha pequena diz animada.

 

- não vai dar tchau para a mama filha? – falo e elas notam que ainda estava ali.

 

- Tchau mama – pego ela do colo de Demi e beijo sua testa.

 

- Tchau meu amor, se comporte e obedeça sua mommy ok? Mama te ama.

 

- Ok mama, também te amo – ela beija minha bochecha e a coloco no chão, Lauren pega a mão dela e elas saem indo pro elevador.

 

- Tchau Camila, foi um prazer – Demi diz e vai logo atrás delas.

 

- Tchau flor, o prazer foi meu – reviro os olhos e fecho a porta com certa força.

 

Não gostei dessa ai perto da minha filha, quem ela pensa que é para chamar minha filha de anjo? A maneira em que Lauren e ela se abraçaram me irritou, que mulherzinha mais falsa. Não gostei nem um pouco dela...


Notas Finais


Eai o que acharam??? Muito coisa rolando e esse momentos camren se tornando mais frequentes rsrs
Comentem e favoritem ❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...