História Bebê a Bordô - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Anna, Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Lacey (Belle), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emmaswan, Queen, Reginamills, Swan, Swanqueen
Visualizações 611
Palavras 1.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente

Tchau gente
😂

Capítulo 4 - Chocados


                ATUALMENTE

-E agora? - Zelena murmurou pensativa.

-Não sei... - A morena respondeu,levando a mão direita ao ventre.

-To passada… - Belle exclamou de olhos arregalados.

-E eu estou curiosíssimo. - Killian exclamou batendo palmas. - Qual o tamanho? - Perguntou olhando fixamente para a morena.

-Tamanho de que criatura? - Regina perguntou franzindo a testa sem entender,mas bastou um olhar malicioso do amigo para entender. - Oh… Não…Não digo. - Negou com a cabeça.

-AH qualé Regi. - O moreno resmungou cruzando os braços.

-Eu acabo de descobrir que estou grávida e você está preocupado com o tamanho do pênis da Emma? - A morena levantou indiguinada. 

-Sim. - Respondeu o óbvio. - É uma pergunta normal. - Deu de ombros.

-Ah sim,é muito normal. - Riu sarcástica.

-Tá, parem com isso. - A ruiva repreendeu os dois. - Eu estou curiosa também, mas isso não é importante agora,o mais importante é você. - Apontou para a morena. - Contar a Emma que ela será mamãe. - Sorriu.

-Não.   - Negou com a cabeça. - Eu não vou contar. - Exclamou deixando os amigos chocados.

-Como não? - Robin perguntou sem entender.

-Tá louca? Ela tem direito de saber. - Killian exclamou.

-Não.Vou.Contar. - Sussurou entre dentes. - É um direito meu,quero ser respeitada. - Bufou,saindo de onde os amigos estavam e indo em direção ao quarto. - E não me encham o saco. - Gritou fechando a porta logo em seguida.

#######

-Você vai falar com ela ou não criatura? - Robin perguntou impaciente. 

-Melhor deixar isso para lá. - Belle sussurrou, olhando um ponto qualquer. 

-Não é certo. - Killian exclamou. 

-Também acho que não. - Zelena suspirou. -Mas quem decide é ela, não eu ou você. - Da de ombros.

-Creio que ela mudará de idéia. - Belle ainda em transe exclama. 

-Sei não. - Robin sussurra. 

-Ok cambada. - Zelena exclama, assustando os amigos. - Esta na hora de vocês irem embora não? - Perguntou com a mão na cintura. 

-Mas que falta de classe. - Killian esbraveja. - Tia Cora ficará triste com esse seu comportamento Zelena Mills. - Bufou. 

-Olhe para minha cara, veja se eu estou preocupada. - Sorriu irônica. 

-Vamos, eu preciso me recuperar e digerir essa informação. - Belle exclamou ao se levantar e ir em direção a porta. - Tchau gente. - Se despediu, batendo a porta logo em seguida. 

-Ela vai ficar bem? - Robin sussurrou olhando para porta. 

-Espero. - Zelena murmurou. - Bom - Balançou a cabeça negativamente. - Vazem vocês dois também, e fechem a porta por favor. - Exclamou e saiu correndo em direção ao andar de cima. 

-Bom... Pelo menos teve o por favor. - Killian exclamou gargalhando. 


As horas se passaram, e nada da morena sair do quarto é isso já estava assustando uma certa ruiva. 

- O meu senhor. - Sussurrou desesperada. - Por favor Regina, que você não tenha se matado. - Murmurou caminhando em direção a porta do quarto da morena. - Oque eu falarei para nossos pais? - Arregalou os olhos. - Eles vão me chamar de irresponsável, pelo resto da minha vida. - Continuou murmurando, encostando o ouvido direito na porta. 

A ruiva sem querer, encostou na maçaneta da porta fazendo a mesma se abrir. 

- Ui. - Deu um gritinho pelo susto que levou, mas se recompos logo em seguida quando viu que a irmã mais nova se mecheu na cama.

Zelena se virou e fechou a porta, para logo em seguida caminhar em direção a cama e fitar a irmã dormindo. A morena tinha os olhos um pouco inchados, entregando que chorou por um bom tempo até pegar no sono. A ruiva sentou-se e mirou um ponto qualquer,até sentir a mão da irmã acariciar seu rosto. 

- Oi. - Zel sussurrou com um sorriso fraco nos lábios. 

- Oi. - A morena exclamou com a voz rouca pelo sono. 

- Como você esta? - A ruiva perguntou com cautela, mas viu o olhar da mais nova marejar. 

- Com medo. - Soluçou. - Com muito medo, eu não sei oque fazer Zel. - Exclamou chorando. 

- Vem aqui meu bicho selvagem, deita aqui. - Se deitou na cama, puxando a morena para deitar no seu peito. - Se eu já estou me sentindo perdida, imagina você. - Suspirou. - Mas eu vou esta ao seu lado sempre, para o que der e vier. Não vou te abandonar e não vou deixar ninguém ferir e te machucar novamente. - Exclamou dando um beijo na cabeça da irmã. - Meu bicho selvagem vai ter um bichinho selvagem. - Sorriu. - Será que vai ser bruto que nem você? - Perguntou assustada, arrancando uma gargalhada da morena. 

- Idiota. - Exclamou beslicando a barriga da ruiva que resmungou. - Só você mesmo para me fazer rir. - Suspirou ainda com um sorriso nos lábios. - Oque eu vou fazer a partir de agora Zel?  

- Primeiramente vamos marcar uma consulta, para você com uma médica linda, gata, gostosa e um pedaço de mal caminho. - Sorriu para a irmã, a fazendo rolar os olhos. - E depois vamos ver oque a vida nos reserva. - Sorriu carinhosa. 

- É... Você está certa. - Murmurou manhosa. - Mas agora eu estou com fome. - Pulou da cama. - Vem Zel. - Gritou já do lado de fora do quarto. 

-Crianças. - Murmurou a ruiva sorrindo.

#######

-Você vai contar para nossos pais amanhã? - Zelena perguntou, ao levar a colher de brigadeiro a boca. 

-É o jeito né? - A morena suspirou triste. - Não da para esconder uma coisa dessas. - Deu de ombros. 

-Você não vai mesmo procurar a Emma para contar que ela vai ser mãe também? - A ruiva sussurrou a pergunta, com medo da reação da irmã mais nova. 

- Não... Eu não vou Zelena, e não insista por favor. - Regina sussurrou. 

-Ninguém é igual a ninguém Regina, nem todo mundo é cafajeste e escroto. - A ruiva se virou para a irmã mais nova, que tinha a cabeça baixa. - Se você não quer contar a ela, não conte. Mais depois não venha chorar nesse ombro aqui. - A ruiva se levantou. - Vou dormir, amanhã tenho que acordar cedo. Boa noite. 

A morena não respondeu, levantou a cabeça e olhou para a irmã, que subia as escadas em direção ao andar de cima.Depois que a ruiva sumiu de seu campo de visão, a morena levantou desligou a tv e levou a penela de brigadeiro para a cozinha, depois também fez seu caminho em direção ao seu próprio quarto. 

A advogada estava com a cabeça fervendo, mesmo tendo se divertido durante o jantar com a irmã, ela não conseguia pensar em outra coisa. 

As últimas palavras da ruiva, também martelavam em sua cabeça aumentando a dor. Ela sabia que ninguém era igual a ninguém, mas o medo de se machucar novamente falava mais alto e ela erguia seu própio muro de proteção. 

Ao terminar de escovar os dentes, ela troca a roupa que ainda vestia pelo seu pijama, se jogando na cama e dormindo logo em seguida. 

O sol demorou dá as caras naquela manhã, já que as nuvens resolveram se demorar para ir embora. As irmãs Mills ainda dormiam quando David adentrou o apartamento estranhando a ausência das mais novas na cozinha, ja que era uma verdadeira guerra entre elas de manhã. 

- Que estranho. - Sussurrou.

O loiro resolveu subir atrás das irmãs, parando na primeira porta do grande corredor. 

-Regina? - Murmurou, caminhado a passos lentos para dentro do quarto, parando em frente a cama da irmã mais nova, e estranhou ao ver só os travesseiros e a cama desarrumada. 

- Estranho... Muito estranho, ela não é de sair e deixar a cama assim. - Franziu a testa enquanto caminhava para fora do quarto da morena. 

Ao fechar a porta do quarto da irmã, resolveu entrar no quarto da ruiva, esperando que ela estivesse lá. 

Caminhou até o quarto de Zelena, e ao abrir a porta encontrou as irmãs dormindo na mesma cama. A ruiva tinha um dos braços e perna em cima da morena.Regina tinha o rosto bem perto da ruiva. 

-Meninas acordem, mamãe odeia atrasos. - David exclamou batendo palma, fazendo fazendo as irmas acordarem com o susto. 

-A não. - Regina suspirou pesadamente.Se jogando na cama de forma dramática. 

O dia do almoço em família tinha começado. 



Notas Finais


Eita e agora?
Regi não quer contar para a Emma.
Será que a morena vai mudar de idéia?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...