1. Spirit Fanfics >
  2. Bebê diz olá >
  3. Bebê diz olá

História Bebê diz olá - Capítulo 1


Escrita por: __Beaa__

Capítulo 1 - Bebê diz olá


Se alguém tivesse perguntado a ele, Draco teria dito o quanto ele gostou da hora logo após o amanhecer. Todos os dias, sem falta, Scorpius - com dois anos e meio de idade, curioso e ocupado - entrava cambaleando em seu quarto e se juntava a Harry e ele em sua cama.


Draco amava o cheiro de sabão limpo do pequeno bruxo, seus abraços e beijos, e a maneira como Scorpius se aninhava no pescoço de Draco, seu cabelo selvagem tipo Potter batendo em seu queixo. 


Os três cochilariam juntos até que o feitiço Tempus de Harry os acordasse, e então outro dia Potter-Malfoy começaria.


A única coisa ruim era o quão cedo seu filho gostava de se juntar a eles. Draco - se aproximando perigosamente de sua data de nascimento com o bebê número dois - precisava descansar. 


Se ao menos Scorpius lhe desse dez - não, quinze minutos a mais - então isso teria sido absolutamente maravilhoso. Scorpius era, no entanto, tão teimoso e excitável quanto seu outro pai e, uma vez que ele estava acordado, simplesmente não havia como voltar a dormir.


Esta manhã foi um excelente exemplo.


A primeira coisa que tirou Draco de seu sono leve foi a ausência do peso quente de Scorpius de onde ele estava deitado em seu peito. A segunda coisa foi a sensação de deslizamento dos dedos de um menino de dois anos e meio tocando a barriga arredondada.


O curioso Scorpius puxou sua camisa e estava inspecionando a barriga tensa de Draco. O pequeno bruxo estava totalmente fascinado por sua nova irmãzinha, e quando ela se mudaria de seu pai para o berçário pintado de amarelo que costumava ser seu. 


Draco reprimiu um sorriso e observou a cena doce se desenrolar na sua frente. O cabelo de Scorpius ainda estava bagunçado por causa da cama, mas seus olhos cinzas estavam arregalados e absorvidos pela missão que ele havia estabelecido para si mesmo.


Ele inclinou a cabeça para um lado e cantarolou baixinho enquanto corria a palma da mão sobre a curva da barriga de Draco. Então, agachando-se, Scorpius cuidadosamente deu um beijo no novo bebê.


Claro, a magia de Scorpius teve o efeito de acordar sua irmãzinha. Ela chutou suavemente, e a pele de Draco estremeceu logo abaixo dos lábios do pequeno bruxo. Ela só estava tentando dizer olá, mas Scorpius não esperava por isso, então ele pulou para trás, dando um gritinho surpreso ao mesmo tempo.


O menino parecia tão surpreso que Draco não foi capaz de conter o riso. Scorpius soube imediatamente que seu pai estava acordado. Ele escalou e aninhou-se ao seu lado, seu pequeno corpo um pequeno calor sólido.


"O bebê está aqui?" Scorpius perguntou depois de um minuto, dando um tapinha na barriga de Draco. Draco acenou com a cabeça. 


"Sim o bebê está " Draco respondeu, mantendo a voz baixa. Harry ainda estava dormindo ao lado deles e não o acordou. "E você apenas sentiu ela se mover, não é?" ele perguntou.


"Baby me machucou!" Scorpius disse, sua vozinha escandalizada. Ele deu ao galo um olhar ofendido e muito Malfoy. “O bebê é travesso! ”


Draco passou os braços em volta de Scorpius e o abraçou. O filho deles tinha um senso de justiça muito desenvolvido que lembrava Draco fortemente de Harry. Draco beijou as bochechas rosadas de Scorpius antes de decidir falar.  


"O bebê não foi travesso," Draco disse, tentando endireitar os cachos rebeldes de Scorpius, mas não teve muita sorte. “Baby acordou quando você a beijou”, ele explicou, “e então ela queria dizer olá. Enquanto ela ainda está na barriga do papai, essa é a única maneira que ela pode falar com você. "


Scorpius franziu a testa, mas ele estava ouvindo as palavras de Draco. "O bebê estava dizendo olá?" Seu tom era incrédulo.


"Baby diz olá para mim o tempo todo," Draco declarou divertido. " Especialmente quando estou tentando dormir."


Scorpius levou esse comentário em consideração. "E o papai?" ele ponderou, olhando para onde Harry ainda estava roncando.


“Papai também. Ontem à noite, Harry leu para ela O Mágico e o Pote Hopping e o bebê chutou todo o caminho. " Draco baixou a voz conspiratoriamente. “Acho que ela só diz olá para as pessoas que ama.”


Scorpius gostou muito dessa ideia. Ele já era um irmão mais velho muito orgulhoso. Ele se desvencilhou dos braços de Draco e rastejou até a barriga ainda sem roupa de Draco. 


Scorpius deu um sorriso largo e, sem um momento de hesitação, espalmou as palmas das mãos nele mais uma vez. "Olá, bebê!" ele disse alegremente, inclinando-se tão perto que Draco podia sentir cada baforada de sua respiração.


Houve um momento de calma plácida, mas então o bebê chutou mais uma vez. Scorpius sentiu a pele de Draco se mover sob sua palma, e o sorriso que ele sorriu na direção de Draco foi de alegria.


"Papai!" Scorpius gritou. “Ela disse olá de novo! Olá, bebê!" ele repetiu em voz alta. "Isso significa que o bebê me ama!"


O coração de Draco derreteu com as palavras de seu filho, e ele colocou suas próprias mãos em sua barriga. Sua filha era muito ativa e ele sentia as ondulações de seus movimentos sob seus dedos. Scorpius também ficou encantado. Ele deitou sua cabeça ao lado da barriga de Draco, ouvindo o som dos batimentos cardíacos de sua nova irmã. Ele ouviu por um minuto; seu rostinho se contorceu de concentração.  


"Bebê aqui em breve?" Scorpius perguntou. Ele se sentou e voltou para onde Draco o observava.


"O bebê estará aqui em breve," Draco respondeu. O bebê nasceria em pouco menos de uma semana, mas ele já havia sentido algumas contrações muito fracas. Talvez a filha deles chegasse mais cedo do que os curandeiros do St. Mungus haviam previsto.


"Isso é bom," Scorpius respondeu. “Quero brincar com eles, como Teddy brinca comigo”.


"Teddy é muito grande," Draco respondeu, colocando um dos cachos de Scorpius atrás das orelhas. “E o novo bebê será muito pequeno. Ela não conhecerá todos os seus jogos. Você terá que ensiná-la. ”


Essa ideia combinava com Scorpius. “Mal posso esperar”, disse ele, dando um último beijo carinhoso na barriga. "Amo você, baby."


Draco beijou o topo da cabeça loira de Scorpius. Ele realmente tinha a melhor família do mundo inteiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...