1. Spirit Fanfics >
  2. Because of The Book - Hyunin >
  3. É difícil amar...

História Because of The Book - Hyunin - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente! Lavaram bem as mãos? Passaram álcool em gel? Espero que sim viu?

Quero que todos se cuidem para não pegarem o vírus!

Espero que gostem do capítulo!

Capítulo 15 - É difícil amar...


Felix on~

As palavras do Changbin ainda ecoavam pela minha cabeça.

"Lix, a gente tem que terminar"

Mas nem tínhamos começado alguma coisa, eu só fui o brinquedinho dele.

Estava deitado no colo do meu tio Sunoh e o mesmo fazia carinho em meus cabelos.

- Olha pequeno, algum motivo ele tem! - Meu tio diz.

- Qual tio?! Qual?! - Digo soluçando.

- Eu não sei meu bem.

- Mas de qualquer maneira ele deixou bem claro que não gosta de mim... Eu... Fui só um brinquedinho - Digo.

- Lee Felix!! - Ele grita nervoso e se levanta ficando de frente para mim - Lee Felix pare de se diminuir e lamentar, você é muito mais que isso, pare! E aliás você não ia levar seu amigo para um encontro?

- Ah, é mesmo! - Limpo minhas lágrimas.

- Então vamos, coloque aquela roupa e divirta-se, agora tenho que ir... Vou na casa do Yang! - Ele diz animado.

- Espera... Yang?! O pai do Innie?! - Digo confuso.

- Isso mesmo, parece que ele quer um novo advogado? - Ele dá um sorriso.

- Hummm - Fecho os olhos - sinto cheiro de romance!

- Vamos, eu te deixo na editora!

- Ok! - Vou no banheiro e me troco rápido.

- Felix navidad, Felix navidad... - Meu tio começa a cantarolar enquanto eu saio do banheiro.

- Tio!!! - Grito e reviro os olhos.

Hyunjin on~

- Aaah não!! - Grito.

- O que foi menino? - Momo diz.

- Sempre quando o pessoal da detetização vem aqui, eles trocam as coisas de lugar! - Digo.

- E você não consegue achar? - Momo pergunta.

- Isso! - Digo tristonho.

- O que é? - ela diz - o negócio que não tá achando?

- Minha dignidade - Digo.

- Hum, não tem mais jeito! - Ela sorri.

- Eu tava brincando Momo! - Faço bico - Eu tô procurando o grampeador.

- Pega o da Chaeyoung!

- Tá!

Fui até a mesa de Chaeyoung e pego seu grampeador.

[...]

- Tá doendo!! Aaaaah - Grito de dor.

- O que houve? - Felix diz.

- M-meu dedinho lindo que Deus me deu!!

- O que que tem? - Ele fala.

- Eu grampeei ele sem querer! - Choramingo.

- Ah mas é...

- Me ajuda Lix! - Interrompo ele.

- Pede pro Woojin ou pro Chan por que se eu tirar isso aí, eu vou piorar a situação! - Ele diz.

- Tá! - Saio correndo.

[...]

- A minha vontade é de descer a porrada em você! - Digo para Chan, que estava fazendo um curativo em meu dedo.

- Nossa! - Ele grita.

- Nem dói Hyun! - Woojin diz.

- Dói sim! - Grito.

- Aish, dramático! - Chan revira os olhos.

- Para Chan! Não fala assim com o garoto! - Woojin diz.

- Obrigada Woojin! - Digo.

- Como é que é?! Eu sei cuidar muito bem das pessoas tá, e ele virou minha cria primeiro!! - Chan solta meu dedo.

- Mas ele prefere eu! - Woojin grita.

- Não, eu! - Chan diz.

- Eu!!! - Woojin fala.

Enquanto isso eu e o Minho estávamos apenas observando como sempre fazíamos.

- Nossa, eles levam essa coisa a sério né? - Minho diz.

- Sério é pouco - Digo.

- Quando será que eles vão parar? - Minho diz.

- Não faço a mínima ideia!

Han vem até nós um pouco confuso.

- O que está acontecendo? - Ele diz abraçando Minho.

- O Woojin e o Chan estão brigando - Digo.

- Eu vou separar os dois! - Han diz confiante.

- Meu love - Minho segura Han pela cintura -se eu fosse você não ia!!

- Fica calmo amor! Esqueceu? Eu tenho o poder Sunshine!!! - Ele sorri.

Han vai até os Woochan.

- Ei, por que vocês não param? - ele fez uma cara tão fofa que... Nossa, mas o Innie é mais fofo!

- CALA A BOCA HAN! - Chan grita alto.

Han mudou sua expressão, seus olhos pareciam que iriam de encher de lágrimas naquele momento.

- V-você gritou comigo? - Han diz com a voz trêmula.

- Han... - Chan diz.

Han saiu correndo e Minho foi atrás.

- Viu o que você fez Bang Chan! - Woojin grita.

- Sim... - Chan abaixa a cabeça.

Parece que Woojin ficou surpreso com a reação dele, até eu fiquei. Ele revidaria eu tenho certeza! Mas parece que... Chan reconheceu seu erro?

[...]

Depois da discussão, fiquei a maior parte sentado em minha mesa fazendo vários nada (mentira, queria estar fazendo vários nada), até que escuto a voz do Deus grego mais lindo desse mundo.

- Oi Hyung! - Ele sorri.

- Oi amo... Digo, amigo - Sorrio tentando esconder o nervosismo.

Meu Deus, o que eu tenho na cabeça? Tá gente eu sei, um cérebro, mas não parece que tenho um... Mentira.

- O que rolou enquanto estava na escola? - Ele pergunta.

- Bom, Chan brigou com o Woojin e eu acabei grampeando meu dedinho e tá doendo ainda! - Faço bico.

- Eita, deixa eu ver seu dedinho? - Ele diz.

Estendo meu dedinho para Innie e o mesmo dá um beijinho nele.

- Como você disse, beijinho pra sarar! Tem outro lugar doendo? - Ele sorri.

Deu uma vontade enorme de falar "a minha boca!", Mas tenho que me controlar.

- N-não! - Digo sorrindo.

Sunoh on~

- Então você quer que eu seja seu advogado? - Pergunto.

- Isso!! - Yang diz.

- Aceito a proposta! - Digo.

- Você está fazendo um ótimo negócio! Quer tomar um chá? - Ele sorri.

- A-ah sim! - Balanço a cabeça.

Eu estava sentindo uma coisa diferente, tinha alguma coisa em Yang que me deixava nervoso.

Felix on~

Já estava no fim do expediente e nada de Chan terminar o trabalho.

- Vamos Chan! - Grito.

- Espera - Ele diz.

- Aish! - Reviro os olhos.

- Pronto! - Ele sorri vindo em minha direção.

- Vem, meus amigos estão esperando lá em baixo! - Puxo ele.

Pegamos o elevador e descemos até o último andar.

- Mas quem são esses seus amigos em?! - Chan pergunta.

- Bom eles são...

- BANG CHAN!! - Meus amigos gritam.

- NÃO CREIO! - Ele grita.

- POIS CREIA! - Eles dizem.

Chegamos mais perto dos meninos, eu ainda estava com cara de idiota.

- Vocês se conhecem?! - Pergunto confuso.

- Sim! Cursamos o ensino médio juntos!

- Hum - Digo.

- Todo mundo do hospício tá aqui? - Chan diz.

- Sim, senhor anormal! - Mingi diz.

- Olha! - Chan diz bravo.

[...]

- Vocês estão me levando pra onde?! - Chan fala enquanto levávamos o mesmo para um lugar.

- Um restaurante! - Digo.

- Ebaaa! - Seonghwa diz animado.

- Seonghwa, não é para você, e sim pro Chan! - Wooyoung diz.

- Ah mas Wooyoung! - Ele faz bico.

- Mas eu prefiro mais um mercado do que um restaurante, então o Seonghwa pode ficar - Chan diz sorrindo nervoso.

- Aaah de jeito nenhum! Eu e o San lutamos até a morte para reservar esse restaurante! - Mingi diz.

- Mas em menos de dez minutos vocês acharam! - Digo.

- Isso mesmo, dez minutos para mim são dez horas! - Mingi diz.

- Vejo que o Mingi continua exagerado - Chan diz.

- Exagerado é pouco pra esse aí! - Yunho diz apontando para Mingi.

- Respeito é bom tá Yunho, e eu gosto, poste! - Mingi diz bravo.

- Você só tem um centímetro a menos que eu, então você também é um poste! - Yunho diz.

- Aí sofro! - Mingi sendo exagerado novamente.

- Coitado do Seonghwa e do Hongjoong! - Chan diz.

- É, eu sofro! - Hongjoong Choraminga.

- Deixa de ser dramático Hongjoong! - San diz.

- Dramático é o ca...

- Lembra da regra do Chan! - Digo.

- Dramático é o baralho, quando você tá com ciúmes do Wooyoung com o Yeosang e faz drama, eu não falo nada! - Hongjoong grita.

- Cala a boca Hongjoong! - San grita corado.

- O CHOI SAN TEM CIÚMES DE MIM!EBAAAA! - Wooyoung sorri grande.

- Vejo que nada mudou... Ah, amor da minha vida, meu querido Jongho! - Chan diz.

- O que você quer?! - Jongho diz sério.

- Nossa tá insensível! - Chan diz.

- é Tpm Chan, liga não! - Digo rindo.

- Cala a boca Felix! - Ele finge me bater.

- Então, quebra um maçã para mim? - Chan pergunta rindo.

- Ah vai pra lá! E ninguém tem maçã aqui! - Jongho diz.

- Eu tenho! - todos menos eu, Chan e Jongho levantam a mão.

- Vocês precisam fazer terapia! - Jongho diz.

[...]

- Nossa, quem trouxe essa maçã? - Chan diz com uma maçã verde em sua mão.

- Eu! - Yeosang diz.

- Yeosang e sua mão mágica - Digo olhando malicioso para ele.

- Amado?! - Ele ri

- CHEGAMOS!! - Grito fazendo Yeosang se assustar.

Olho para Seonghwa e Mingi, e concordo com a cabeça para os mesmos fazerem o que tínhamos combinado.

Eles pegam Chan no colo e o levam até o restaurante.

- VOCÊ ME PAGA YONGBOK!!!! - Chan berra.

- TCHAUZINHO!! - Aceno rindo.

Chan on~

- Me solta! - Tento m debater mas falho.

- Não! - Mingi diz.

- O Channie, com quantas crias você está?! - Seonghwa diz.

- Bom, nunca parei para contar... Vamos ver... Seonghwa você está me enrolando? - Digo.

- N-não! - Ele ri nervosamente.

Os meninos simplesmente me deixam no restaurante todo perdido. Vou caminhando para sentar em alguma mesa até que avisto... Woojin?! Vou até ele.

- O que você está fazendo aqui? - Falamos ao mesmo tempo.

- O Felix me mandou aqui! - De novo, falamos ao mesmo tempo.

- Ah não acredito! - Woojin diz.

- Ele me paga! - Digo bravo, mas sabendo que não vou bater no Felix.

- Bom, a gente não vai desperdiçar o frango né?! - Ele diz.

- Óbvio que não! - Digo sorrindo um pouco.

Sentei na mesa que Woojin estava e começamos a comer e conversar sobre qualquer coisa que vinha em nossa cabeça, mas... Lembro do acontecimento de horas atrás.

- É Woojin... - Digo baixinho.

- Oi? - Ele olha para mim.

- D-des-desculpa - Digo baixo de novo mas com a certeza que Woojin ouviu.

- O que? não ouvi - Ele diz, menino surdo.

- Idiota, desculpa! - Digo normal.

- Ah melhorou, mas eu te desculpo sim! Bom, amigos? - Ele diz

- Sim! - Sorrio.

Eu sabia que Woojin tinha sentimentos por mim, mas... É tudo tão confuso! Eu nem consigo dizer o que sinto! Mas só sei que... Não tenho os mesmos sentimentos que Woojin tem.

Hyunjin on~

Estava bem pleno tentando suportar meu irmão assistindo Love alarm.

- Por que ela não fica com a menina? - Ele pergunta.

- Não sei - Digo.

- Aish... Ah Hyung, eu posso dormir na casa de um amigo? - Ele pegunta.

- Hum, de quem? - Pergunto.

- O Castle J! - Ele diz.

Começo a rir um pouco.

- O que foi? - Ele diz confuso.

- Parece um castelo da Europa! - Dou risada.

- Isso é bullying... haha Castelo J - Ele ri.

- Hehe okay, okay, eu deixo você dormir na casa dele, agora bora dormir! - Digo levantando do sofá.

- Tá! - Seungmin sorri.

[...]

Por incrível que pareça, eu não consigo dormir quando estou sozinho em casa, a última vez que o Minnie foi dormir na casa de alguém eu fiquei muito assutado e fiquei conversando a noite toda com Woojin.

- Amanhã arranjo uma solução... Agora o livro!

"Não se assuste, mas tome cuidado. As vezes o amor está do seu lado."

Jeongin on~

- Me chamou pai? - Entro no escritório.

- Filho precisamos conversar! - Ele diz e eu sento na cadeira.

- Nossa tô com medo agora! - Digo assustado.

- Você, tipo, está gostando de alguém da editora? - Ele pergunta.

- N-não, o Hyunjin é só meu amigo.

Meu pai dá um sorriso enorme e eu coro, colocando minha mão na boca após perceber que eu mesmo me entreguei.

- MEU BEBÊ TA APAIXONADO, MEU BEBÊ TA APAIXONADO! - Ele grita.

- Pai!!! - Tomate deve tá com inveja.

- Eu sei filho, ele é um homão em!! - Appa diz.

- Appa, não tá ajudando! - Escondo meu rosto.

- Ai gente que emoção! Vou ajudar você para dar uns pega nele! - Ele sorri.

- Então pai, eu vou aceitar sua ajuda por que quero dar uns pega nele mesmo! - Eu começo a rir.

- Meu Deus! - Ele ri.

[...]

Depois de meu pai ter surtado! O mesmo foi me colocar para dormir.

- Boa noite bebê - Ele sorri.

- Boa noite pai - Sorrio fofo.

Ele beija minha testa e vai até a porta, fechando a mesma.

- MEU FILHO VAI SE CASAR!!! - Ele grita.

- PAI!!!


Notas Finais


Tadinho do Jinnie, tem medo de ficar sozinho hehe, parece eu

Eu estão de bom humor hoje... Então, vou postar mais um capítulo! Irraaa hehe

Amo vocês 💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...