História Because You Loved Me - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Daniel Carvajal, Francisco "Isco" Suárez, Gareth Bale, Luka Modric, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Sergio Ramos, Toni Kroos
Personagens Francisco Román Alarcón Suárez
Tags Drama, Futebol!, Isco, Real Madrid, Relações, Romance
Visualizações 40
Palavras 1.234
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oii gente
não atualizei esses dias porque estava sem internet e também estava envolvida essa semana com uns jogos que estavam acontecendo na minha escola, então eu preferi focar somente neles, em torcer pra minha sala em todas as categorias.
essa semana foi ótima, pra nunca se esquecer, muito orgulho da minha sala e de como ela se esforçou em todos os esportes!!!
perdoem o capítulo lixo e eu sei que eu tô enrolando ao contar a história mas eu quero fazer tudo bem detalhado.
amo a música do capítulo de hoje, katy você é incrível e essa música tem tudo haver com esse capítulo.
boa leitura!!!

Capítulo 4 - This Moment


Fanfic / Fanfiction Because You Loved Me - Capítulo 4 - This Moment

Após mais um dia de trabalho terminado, volto para casa. Já se passou alguns dias da descoberta e ainda é muito difícil processar tudo o que aconteceu, tudo o que eu descobri e o pior de tudo é que eu não tenho com quem desabafar sobre esses problemas, contar minhas angústias e meus medos.

Com o fim do ensino médio, minhas amizades se foram também e tudo o que eu pensava que duraria para sempre foi por água a baixo, foi aí que eu percebi que o para sempre não existe, que tudo o que te dizem a maioria das vezes é mentira e ilusão, as pessoas só te querem por perto para ter alguém para alimentar seu ego. Eu me sentia só e isso era muito ruim. Eu não conseguia fazer amizade com meus colegas de trabalho e até as amizades virtuais que eu havia feito me abandonaram. Foi aí que eu percebi que teria que me virar, somente restava eu ser minha própria confidente.

Chego em casa e vou direto pro meu quarto e já me jogo na cama encarando o teto, até que ouço alguém batendo na porta.

- Pode entrar.

- Filha? Não quero te incomodar mas preciso falar com você - diz minha mãe e mesmo no escuro percebo que ela está me encarando.

- Claro, pode falar - falo me levantando e indo ligar a luz - agora parece que toda vez que nós conversamos aparece aquele suspense dentro de mim, como se sempre houvesse algo à mais pra saber - digo me sentando novamente na cama - mas vá lá, continue.

- Bom, eu estive trocando algumas mensagens com Florentino sobre você... - a encaro erguendo uma sombracelha.

- Espera aí, não é a senhora que diz que "ai essas redes sociais são uma perda de tempo, não entendo vocês jovens".

- Casos são casos Lena, vai deixar eu continuar?

- Claro né Dona Joana, começou termina - reviro os olhos

- Você e essa mania de ficar revirando os olhos. Ainda acho que tem algum tipo de problema neles, não é possível.

- Nossa seria tão bom se a senhora parasse de implicar com minhas manias e me contasse logo o que é que tem pra me dizer.

- Nossa e seria tão bom se você parasse de me interromper pra fazer comentarinhos sarcásticos.

- Ta né, mas conta logo mama, para de enrolar.

- Ok, voltando aonde eu estava antes de ser interrompida, estive trocando mensagens com Florentino sobre você e ele me disse o desejo que tem de te conhecer, que quer muito te encontrar, disse que você é linda... - a interrompo

- Como ele sabe que eu sou linda se ele nunca me viu?

- Ué, eu mandei uma foto sua pra ele.

- Ah, então quer dizer que a senhora anda mandando fotos minhas pra desconhecidos?

- Ele não é um desconhecido, é seu pai.

- Pra mim é isso que ele é, um desconhecido.

- E é exatamente sobre isso que estávamos conversando - a encaro com uma expressão de dúvida no rosto - ele não quer ser mais um desconhecido Helena, ele quer que você o veja como um pai assim como ele te vê como filha. Ele não tem culpa de nada. Por isso me fez uma proposta. De início eu recuei um pouco, mas depois vi que era o melhor para todos. Eu lhe contei do sonho da faculdade de fisioterapia que você tinha e que abriu mão de tudo pra cuidar da sua família e ele disse que pagaria universidade sem problemas - a olhei com uma expressão de surpresa e felicidade, eu não posso acreditar! - mas tem um porém - meu sorriso se desmanchou - você teria que fazer essa faculdade em Madri.

- Opa, calma aí, Madri? O que eu vou fazer em Madri se minha vida toda está aqui?

- Ele quer te ter por perto, te conhecer melhor e achou que seria uma boa oportunidade. Você moraria com ele e faria parte da família, como sempre deveria ter feito.

- Mas eu não quero fazer parte da família dele, eu já tenho vocês.

- Lena, querendo ou não aquela família é sua também e nada no mundo vai tirar isso de você. Só peço que pense, não precisa responder agora. Descansa a cabeça um pouco e pense bastante, oportunidades assim não passam por nada em nossas vidas.

- Tá bom mama, irei pensar.

Minha mãe saiu do quarto fechou a porta e me deixou só, com meus pensamentos. Eu não queria deixá-los, só a sensação de tê-los longe de mim já me assombrava e me doía o coração mas algo no fundo de mim dizia que eu deveria ir, a sorte estava batendo na minha porta e de repente tudo o que vivi nesses anos parecia fazer sentido agora. Era tudo parte de um propósito maior.

Acordo com a luz batendo em minha cara. Era sábado e eu não precisaria trabalhar e seria hoje que daria a resposta para minha mãe sobre a tal proposta. E eu já havia tomado a minha decisão. Vou ao banheiro e faço minhas higienes matinais e depois saio do quarto em direção a cozinha, vendo minha mãe terminando de coar o café e me sento na mesa.

- Bom dia mama! - digo pegando o pão e passando manteiga.

- Bom dia querida, dormiu bem? - ela se virou para mim e eu assenti, deu um sorriso e colocou o bule de café em cima da mesa - pensou sobre o que te disse?

- Sim, pensei bastante - suspirei - e já tomei minha decisão.

- Sério? E qual é?

- Sim, eu irei para Madri, mas também tenho uma condição para ele - ela me olhou com um olhar confuso - que ele entregue uma pensão boa cada mês para vocês se manterem e a senhora não precisar mais trabalhar, pelo menos até eu finalizar a faculdade e voltar pra cá.

- Não filha, eu não acho cert...

- Sem mais mãe, essa é minha condição - a interrompo - eu não vou viver na vida boa lá enquanto vocês sofrem aqui. Ele tem dinheiro de sobra, pode muito bem bancar vocês com folga por aqui e se ele me quer por perto provavelmente não irá questionar meus motivos. A senhora precisa de descanso.

- Você é maravilhosa Helena, sempre pensando nos outros. Irei falar com ele, mas por você, quero que você vá para lá e realize seu sonho, você merece tudo de bom nesse mundo meu amor - ela estava com lágrimas nos olhos e automaticamente eu também - obrigado por tudo.

- Obrigado você por ser esse modelo de mulher forte e destemida que nunca se deixou abalar por nada, eu te amo mamãe.

- Também te amo.

Nos abraçamos e logo uma voz se junta a nossa na cozinha.

- Sendo melosas logo cedo? Eu queria dormir, hoje é sábado - disse Miguel coçando os olhos e se sentando na mesa junto conosco.

- Bom dia pra você também campeão - baguncei seus cabelos.

- Para com isso Lena.

- O que você disse? - comecei a fazer cosquinhas nele e começamos a ter uma crise de risos juntos - quer mais cosquinhas?

Eu sentiria muita falta disso, das nossas manhãs, das nossas risadas, tudo o que me faz feliz e forte por aqui mas sinto que algo me puxa para Madri e eu preciso descobrir o que é. Preciso que seja agora, que seja este o momento.


Notas Finais


link da música da katy, this moment - https://m.youtube.com/watch?v=iuW7P0TiHkM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...