História Before dawn - Choni - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Jason Blossom, Veronica "Ronnie" Lodge
Visualizações 61
Palavras 1.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, LGBT, Luta, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 23 - I faled You


Fanfic / Fanfiction Before dawn - Choni - Capítulo 23 - I faled You

Point of view Cheryl blossom.

Acordo completamente suada, como todas as vezes nessa semana.

Eu ainda sentia dores pelo meu corpo, e ultimamente tenho tido alguns pesadelos com o acidente que me aconteceu, mais Toni não podia saber disso, apesar que ela já percebeu algumas vezes que eu venho esses dias estando um pouco mais para baixo.

Me levanto da minha cama preguiçosamente, e vou tomar um banho.

Tirando as roupas enchercadas que estavam grudadas em meu corpo.

Entro na água morna que caia sobre meus ombros com intenção de tirar as lembranças do pesadelo que me fez acordar.



Assim que saio pego apenas uma toalha cobrindo meu corpo nu, indo direto para o closet.

Pego uma saia rosa rodada, uma regata beje, saltos brancos, cabelos soltos ondulados, maquiagem leve, e devidamente cheirosa.

Assim que desço as escadas vejo minha mãe me esperando.

- O que aconteceu mamãe?

- Cheryl, Eu e seu pai conversamos, e decidimos que você tem idade o suficiente para ir morar sozinha ... Então nós duas, mais escolher sua casa!

- Mentira!

Eu falo, finalmente iria ter minha privacidade Cem por cento! E iria ter minha responsabilidade.

- Sim! Vamos.

Fala Penélope, segurando a minha mão e me levando até seu carro.

- Vamos começar por onde?

- Vamos começar pela quela rua que você disse que sempre quis morar lá!

- Lombard Street?!

- Bem tem essa, e a avenida Cherry blossom.

( No caso uma ficam na Alemanha, e outra em São Francisco maisss, decidi colocar aqui okay? Okay)

- Foi essa rua que meu pai lutou para nomear como minha?

- Simm, Por isso ele queria que você morasse lá.

- Humm.

Eu e minha mãe fomos conversando até o local, E quando chegamos eu fiquei com uma dúvida mortal, O local que tinha meu nome era lindo, E o que eu achei lindo também é tão lindoooo, Mais é tão difícil para tirar o carro.

- Já decidiu?

Pergunta minha mãe depois de me esperar 30 minutos pensando.

- Simm! Por questões de segurança e várias outras eu vou ficar na Rua Cherry blossom.

Minha mãe bate palminhas e sorri.

Tinha vezes que ela parecia uma criança. Fomos até a casa de 2 andares que por "Coincidência" meu pai tinha comprado para mim, E eu tinha que concordar era totalmente a minha cara.

- Essa casa é linda mãe!

- Sim minha filha, eu já mandei o caminhão de mudanças para cá, eles vão trazer algumas coisas suas, mais outras você vai ter que comprar.

- Claro mãe, Obrigada.

Me despeço a mesma e entro na minha casa.

Ela era tão linda, As paredes claras, e os pisos amadeirados em um tom meio branco. O que deixava a casa com um ar de Leveza.


Depois de umas 4 horas o caminhão de mudanças chega, com um dos meus carros, e algumas coisas minhas, então depois de eu arrumar tudo, meu irmão e eu trazermos meus carros para a garagem que tinha, eu decido ir fazer uma surpresa para Toni.

Como eu estava cansada e suada pelo esforço que fiz vou tomar um banho bem relaxante na minha banheira nova, que tinha no meu banheiro novo, no meu quarto novo,na MINHA CASA! Eu estava muito feliz e so tinha a agradecer.

Assim que termino de tomar um banho, visto um conjunto de Langerie branco, uma calça jeans marrom, um tênis preto Nike, uma blusa beje, uma blusa de frio por cima vermelha e deixo meus cabelos secarem naturalmente.

Termino de me vestir e saio de casa com meu carro indo direto para a casa de Toni, que se era um pouco longe da minha.

Eu estava com um presentimento ruim mais decidi Ignorar, eu estava feliz, ia compartilhar minha felicidade com a mulher que amo! 


Saio de meu carro vendo que a porta de entrada da Toni estava aberta, Então entro e escuto uma música no fundo vindo da sala.

- Toni?

A chamo mais a música estava tão Auta que não dava para escutar.

Assim que chego na sala queria morrer ali mesmo.

Toni tinha uma mulher em seu colo rebolando em seu colo.

- Que porra é essa?!

Grito irritada parando a música.

- Amor eu posso explicar!

Fala Toni desesperada, a mesma tinha empurrando a vadia que estava rebolando em sua colo.

 - Aah, você pode me explicar, ANTOINETTE?! então explica, mais pra mim não, mais sim pra essa vadia, Enquanto você come ela com essa porra que você tem no meio das pernas!

Eu falo irada e saio correndo de sua casa.

Desgraçada! Como ela pode fazer isso comigo denovo?! Como eu pude confiar nela novamente.

- Cheryl! Amor por favor me escuta me deixa explicar, essa louca que entrou na minha casa!

Falava Toni desesperada, sua voz rouca e arrastada entregava que ela estava querendo chorar.

- Você falhou comigo novamente Toni, e dessa vez, Não tem volta.

Eu falo seria olhando para sua cara de desespero, seco minhas lágrimas e e viro indo embora.





Point of view Toni Topaz.

Assim que Cheryl fala, meu mundo desmorona.

Eu caio ajoelhada no chão deixando as lágrimas virem escutando o rosnado do carro de Cheryl ir embora junto com todo o senso de humildade que eu poderia ter.

Depois de um tempo chorando ajoelhada no chão, eu seco meu rosto que estava inchado por chorar, e meus olhos ardendo já, entro novamente em minha casa atrás daquela vadia que invadiu minha casa.

- Sua vagabunda! Graças a você, Cheryl terminou comigo!

- Eu sou muito melhor do que ela Toni! Porque não percebe isso?!

Fala a vadia que estava em meu colo a segundos atras.

- Escuta aqui Vadia, você já me deu problemas demais, vai embora da minha casa AGORA!

Grito fazendo a morena que estava a minha frente se assustar.

- Calma Toni.

- Veronica Inglesias Não diga que eu Não avisei.

Grito, e pego a mais nova pelo braço a levantando do chão, e a empurrando para fora da minha casa.

- VAI EMBORA!

Grito e tranco a porta com força.

Por favor Cher, eu preciso que você me perdoe.





Notas Finais


😬Simmm eu sou má, pois vou continuar o capítulo anterior só no próximo hehehe.

Comentem sobre o que acharam!

Obs: Qualquer erro arrumo dps.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...